Home > Banco de Questões > Biologia > Simulados

Zoologia VII

Lista de 15 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Zoologia com questões de Vestibulares.



1. (FUVEST) A esquistossomose é uma doença que tem forte impacto na saúde pública brasileira. Os grupos do parasita (I) e do seu hospedeiro intermediário (II) e a forma de infestação (III) são:

  1. I‐protozoário; II‐artrópode; III‐picada de mosquito.
  2. I‐nematódeo; II‐molusco; III‐penetração pela pele.
  3. I‐protozoário; II‐artrópode; III‐picada de barbeiro.
  4. I‐platelminto; II‐mamífero; III‐ingestão de carne crua.
  5. I‐platelminto; II‐molusco; III‐penetração pela pele.

2. (UEL) Além da simetria, os tecidos embrionários e a origem das cavidades corporais podem auxiliar na compreensão das principais relações evolutivas existentes entre os diferentes grupos animais.

Com base nos conhecimentos sobre as tendências evolutivas nos grupos animais, assinale a alternativa correta.

  1. Uma das principais vantagens da organização segmentada da musculatura, chamada de metameria, é a de conferir aos animais que a possuem uma versatilidade muito grande na movimentação corporal.
  2. Na maioria dos animais que compõem o grupo dos poríferos, o celoma, tecido de origem endodérmica, reveste a superfície corporal, conferindo uma adaptação evolutiva em ambientes com pouca disponibilidade de água.
  3. Com base na presença e no tipo de cavidade corporal, os animais diblásticos podem ser classificados em protostômios, por possuírem sistema digestório completo, e deuterostômios, nos quais o mesmo sistema é incompleto.
  4. As esponjas são animais filtradores que captam partículas alimentares da água por meio das células flageladas que as conduzem para a boca, indicando, em termos evolutivos, que esses animais possuem tecidos corporais e um sistema digestório incompleto.
  5. As anêmonas, por serem triblásticos, apresentam na escala evolutiva zoológica um sistema digestório completo, ou seja, uma abertura por onde o alimento entra e outra por onde saem os resíduos da digestão.

3. (UFRGS) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo, referentes aos artrópodes.

( ) As centopeias apresentam corpo dividido em cabeça e tronco.

( ) Os insetos têm três pares de pernas e dois pares de antenas.

( ) Os escorpiões são aracnídeos que inoculam sua peçonha através dos ferrões das quelíceras.

( ) Os crustáceos geralmente têm corpo dividido em cefalotórax e abdome e um par de antenas.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. V – F – F – F.
  2. F – V – F – V.
  3. F – V – V – F.
  4. V – F – V – V.
  5. V – F – F – V.

4. (UERJ) No processo de transmissão da febre amarela, sabe-se que apenas as fêmeas dos mosquitos se alimentam do sangue de seres humanos e macacos.

Um aspecto favorecido por esse tipo de alimentação é:

  1. realização de muda
  2. produção de ovos
  3. atração dos machos
  4. manutenção do vírus

5. (UEMA) Leia o texto a seguir para responder à questão.

Especialistas alertam para ataques de aranha em residências no Maranhão.

Três pessoas foram internadas após serem picadas por uma aranha-marrom, em São Luís. A picada desta aranha não dói, mas seus efeitos causam grandes problemas à saúde, principalmente na pele, que pode até necrosar (morte das células). Só nos últimos três anos, foram registrados seis casos de mortes no Maranhão por picadas de aranhas.

Disponível em: www.g1.globo.com

Em caso de picada da aranha-marrom, a atitude mais adequada é

  1. matar esse inseto e apresentá-lo na hora do atendimento médico.
  2. utilizar um medicamento que impeça a mitose (morte celular).
  3. tomar o soro antiofídico para evitar o comprometimento dos órgãos.
  4. limpar com água e sabão o ferimento para evitar a necrose dos tecidos.
  5. procurar atendimento médico para tomar o soro antiaracnídico.

06. (UFU) Os itens abaixo refererem-se aos diferentes tipos de sistemas excretores.

I- Órgãos excretores chamados metanefrídeos, que consistem de um tubo aberto nas duas extremidades, uma das quais é alargada, formando um funil ciliado, o nefróstoma. A outra extremidade é estreita, constituindo o nefridióporo ou poro excretor.

II- A excreção ocorre por meio de duas glândulas que se abrem na base das antenas, por isso são denominadas glândulas antenais (ou glândulas verdes).

III- As excreções são eliminadas por meio de túbulos de Malpighi, que são estruturas tubulares alongadas presentes na hemocela, em contato direto com a hemolinfa. Uma das extremidades de cada túbulo de Mapighi é fechada, e a outra se abre na região mediana do intestino. Os túbulos filtram a hemolinfa, removendo as excreções e lançando-as no intestino, de onde são eliminadas com as fezes.

Os itens I, II e III referem-se, respectivamente, ao sistema excretor dos

  1. moluscos, insetos e crustáceos.
  2. anelídeos, crustáceos e insetos.
  3. caramujos, anelídeos e anfíbios.
  4. insetos, crustáceos e anelídeos.

07. (FATEC) Segundo dados de 2017 da Organização Mundial de Saúde, um quarto da população mundial sofre com ascaridíase, ancilostomose ou tricuríase. Esse contingente de enfermos afeta também a economia dos países, que investem nos tratamentos e perdem em produtividade.

Isso porque as pessoas parasitadas rendem menos no trabalho, particularmente quando apresentam anemia, diarreia e cansaço. Assim, o dinheiro público investido em profilaxia (como saneamento básico) apresenta melhores resultados do que o investido no tratamento das doenças.

As doenças em questão são causadas por

  1. nematódeos, que absorvem nutrientes nos intestinos dos hospedeiros.
  2. bactérias, que se instalam nas articulações dos hospedeiros.
  3. cnidários, que digerem a parede celular dos hospedeiros.
  4. anelídeos, que se alimentam dos tecidos nervosos dos hospedeiros.
  5. equinodermos, que se instalam nos músculos esqueléticos dos hospedeiros.

08. (UFRGS) Observe a tira abaixo.

Em relação ao ciclo de vida de um anfíbio, é correto afirmar que

  1. a respiração ocorre através da pele somente nos indivíduos do primeiro quadrinho.
  2. a respiração é unicamente pulmonar na fase adulta.
  3. a ordem de surgimento dos membros posteriores e anteriores, ilustrada na tira, está invertida.
  4. os indivíduos do primeiro e do segundo quadrinhos apresentam respiração por brânquias.
  5. os indivíduos, na fase adulta, possuem estruturas que mantêm a pele impermeável.

09. (PUC-PR) O reino animal é composto por indivíduos multicelulares, heterótrofos, eucariotos e com desenvolvimento embrionário pelo menos até a fase de blástula. Como a diversidade desse reino é imensa, é possível dividi-lo em filos ou ramos. Suponha que um pesquisador queira encontrar um determinado animal ou grupo de animais utilizando palavras ou termos chaves.

Para facilitar a busca, ele poderia utilizar

  1. as palavras parazoários e coanócitos – certamente encontraria as esponjas.
  2. a palavra segmentação – encontraria unicamente invertebrados.
  3. as palavras esquizocelomados e protostômios – encontraria somente nematódeos.
  4. palavras deuterostômios e enterocelomados – encontraria indivíduos com exoesqueleto quitinoso.
  5. as palavras pseudocelomados e diblásticos – encontraria cnidários ou poríferos.

10. (PUC-PR) Considere o texto a seguir.

No final do século XIX, a descoberta dos agentes causadores de doenças infecciosas representou um passo fundamental no avanço da medicina experimental, através do desenvolvimento de métodos de diagnóstico e tratamento de doenças como a difteria, tétano e cólera. Um dos principais aspectos desse avanço foi o desenvolvimento da soroterapia, que consiste na aplicação no paciente de um soro contendo um concentrado de anticorpos. A soroterapia tem a finalidade de combater uma doença específica (no caso de moléstias infecciosas), ou um agente tóxico específico (venenos ou toxinas). O Dr. Vital Brazil Mineiro da Campanha, médico sanitarista, residindo em Botucatu, consciente do grande número de acidentes com serpentes peçonhentas no Estado, passou a realizar experimentos com os venenos ofídicos. Baseando-se nos primeiros trabalhos com soroterapia realizados pelo francês Albert Calmette, desenvolveu estudos sobre soros contra o veneno de serpentes, descobrindo a sua especificidade, ou seja, cada tipo de veneno ofídico requer um soro específico, preparado com o veneno do mesmo gênero de serpente que causou o acidente.

Disponível em: http://www.infobibos.com/artigos/2008_2/sorosvacinas/index.htm. Acesso: 17 jun. 2017.

Em caso de acidente por cobras peçonhentas, é feita a utilização

  1. do soro específico composto por antígenos produzidos geralmente por outros animais, como os cavalos que recebem doses adequadas de veneno liofilizado (anticorpos). Os cavalos passam a produzir antígenos (imunização passiva) e, para o indivíduo que recebe o soro, o processo de imunização é ativo.
  2. das vacinas específicas, processo de imunização ativo. Através da utilização de carboidratos específicos, cavalos são induzidos a produzir antígenos, que serão extraídos por um processo de sangria. Em seguida, por plasmaferese, o sangue sem antígenos é devolvido ao cavalo.
  3. das vacinas antiofídicas com ação múltipla, capazes de neutralizar antígenos como antibotrópicos, antielapídicos, anticrotálicos e antilaquéticos. A produção ocorre através da inoculação de anticorpos específicos em cavalos que passam a produzir as múltiplas vacinas por processos ativos.
  4. das vacinas específicas que são produzidas nos corpos de animais de grande porte como cavalos. Nesse processo, o animal recebe antígenos (veneno) de cobras e passa a produzir anticorpos que serão extraídos e posteriormente utilizados nas vacinas para inativar antígenos como os presentes nos venenos de cobras.
  5. do soro específico composto por anticorpos produzidos geralmente por outros animais como os cavalos que recebem doses adequadas de veneno liofilizado (antígenos). Os cavalos são estimulados a produzir anticorpos. Para os cavalos, o processo de imunização é ativo, já para a pessoa que utilizará o soro, o processo de imunização é passivo.

11. (UFPR) Durante a metamorfose, um animal pode sofrer alterações marcadas na estrutura do seu corpo. Contudo, a magnitude dessas alterações varia entre grupos de animais. Sobre esse tema, considere as seguintes afirmativas:

1. Em cnidários, tanto pólipos como medusas apresentam o mesmo sistema respiratório.

2. Larvas e adultos de equinodermos normalmente têm o mesmo tipo de simetria.

3. Girinos e sapos diferem em seus sistemas respiratórios.

4. Em algumas espécies de borboletas, imaturos podem ter uma dieta completamente diferente da dieta de adultos.

5. Larvas de crustáceos comumente mudam de um estado séssil para a vida livre durante a sua metamorfose.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
  2. Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.
  3. Somente as afirmativas 2, 3 e 5 são verdadeiras.
  4. Somente as afirmativas 2, 4 e 5 são verdadeiras.
  5. Somente as afirmativas 1, 3, 4 e 5 são verdadeiras.

12. (PUC-RS) A febre amarela, a esquistossomose e a malária são doenças tropicais que causam a morte de milhares de pessoas ao redor do mundo, inclusive no Brasil. A febre amarela é transmitida por mosquitos dos gêneros Aedes, Haemagogus e Sabethes; a esquistossomose tem como vetor moluscos do gênero Biomphalaria; e a malária, mosquitos do gênero Anopheles.

Os organismos patogênicos responsáveis pela febre amarela, pela esquistossomose e pela malária são, respectivamente,

  1. uma bactéria, um platelminto e um vírus.
  2. um vírus, um nematelminto e um protozoário.
  3. um vírus, um platelminto e um protozoário.
  4. uma bactéria, um nematelminto e um vírus.
  5. um vírus, um platelminto e uma bactéria.

13. (FATEC) Após a detecção de animais de uma determinada espécie no galpão principal, os proprietários de uma empresa decidiram minimizar os riscos que os funcionários estariam correndo e acionaram o Centro de Controle de Zoonoses. Os técnicos do centro, após chegarem, notaram que os organismos em questão eram adultos, possuíam tamanho e formato aproximados de um grão de lentilha, exoesqueleto, quelíceras e quatro pares de apêndices locomotores. Por fim, após a identificação taxonômica, concluíram tratar-se de um gênero hematófago.

O laudo dos técnicos indicou que os animais encontrados no galpão fazem parte de uma espécie de

  1. aranhas.
  2. baratas.
  3. carrapatos.
  4. morcegos.
  5. pernilongos.

14. (UFPR) Considere duas populações de uma espécie de mamífero. Na população I os animais têm coloração da pelagem clara e habitam ambientes de campo aberto. Na população II eles têm coloração escura e habitam ambientes de floresta densa. O gene F é responsável pela coloração da pelagem nessa espécie de mamífero. O alelo F (completamente dominante) confere coloração escura, e o alelo f (recessivo), coloração clara. Nesse sentido, a seleção natural sobre essas populações é do tipo:

  1. direcional a favor da pelagem escura, o que pode levar à extinção da população I.
  2. disruptiva, desfavorecendo os heterozigotos, o que pode levar à especiação.
  3. direcional, favorecendo apenas os homozigotos FF nas duas populações.
  4. estabilizadora, com os heterozigotos (Ff) igualmente adaptados aos dois ambientes.
  5. disruptiva, o que pode levar à extinção de ambas as populações.

15. (UEFS) A pele humana é uma das principais vias para a entrada de parasitas causadores de doenças. Algumas dessas doenças são adquiridas pelo contato direto da pele com larvas dos parasitas, outras dependem de insetos que injetam o parasita na pele durante a picada. Doenças que são exemplos dessas duas formas de infecção são, respectivamente,

  1. ancilostomose e filariose.
  2. ascaridíase e febre amarela.
  3. cisticercose e leishmaniose.
  4. oxiurose e malária.
  5. esquistossomose e doença de Chagas.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



.