Home > Banco de Questões > Biologia > Genética >

Fator RH

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Fator RH com questões de Vestibulares.


O fator Rh ou sistema Rh foi descoberto pelos cientistas Landsteiner e Wiener no ano de 1940, em experimentos envolvendo coelhos e macacos do gênero Rhesus. A descoberta veio quando pesquisadores perceberam que, ao injetaro sangue do macaco em um coelho, iniciou a produção de anticorpos para combater as hemácias.


1. (UEPB) Analise as proposições abaixo, referentes à eritroblastose fetal (DHRN).

I. É condição para sua ocorrência a incompatibilidade sanguínea para o Sistema D (Rh) entre os parentais, sendo a mãe Rh– e o pai Rh+.
II. É necessário que a mãe esteja previamente sensibilizada para que a DHRN venha a se manifestar.
III. Em casal em que a mulher é dd e o homem é Dd, a probabilidade de manifestação da doença na 1ª gestação, considerando-se que a mulher não tenha recebido transfusão de sangue de tipo Rh+, é de 50%.
IV. Em casais em que a mulher é Rh– e o homem Rh+, não estando a mulher previamente sensibilizada, o(a) primeiro(a) filho(a) Rh+ não manifestará DHRN, pois durante a gestação não ocorre contato entre o sangue da mãe e do nascituro.

Estão corretas apenas as proposições:

  1. II, III e IV.
  2. I, II e IV.
  3. I, III e IV.
  4. I e III.
  5. II e IV.

2. (FCMSCSP) Um casal de sangue Rh positivo, cujo genótipo é Rr, tem três filhos também Rh positivo. A probabilidade de o quarto filho desse casal ter o mesmo fenótipo dos pais e dos irmãos é:

  1. Nula
  2. 25%
  3. 50%
  4. 75%
  5. 100%

3. (UNESP) Uma mulher com útero infantil, Rh+ homozigota, casa-se com um homem Rh-. Impedida de ter filhos, o casal decide ter um “bebê de proveta” e contrata uma “mãe de aluguel” para receber em seu útero o zigoto formado por aquele casal. O que o casal não sabia é que a “mãe de aluguel” tivera três filhos, e que o último apresentara a doença hemolítica do recém-nascido. A probabilidade de o “bebê de proveta” nascer com a doença hemolítica do recém-nascido é:

  1. mínima, visto que seu pai é Rh-.
  2. mínima, visto que sua mãe genética é Rh+.
  3. alta, já que o “bebê de proveta”, com absoluta certeza, será Rh+.
  4. nula, visto que a doença hemolítica do recém-nascido só ocorre quando a mãe é Rh- e o pai Rh+.
  5. alta, pois a “mãe de aluguel” é Rh+.

04. (FEI-SP) Para que ocorra a possibilidade de eritroblastose fetal (doença hemolítica do recém-nascido), é preciso que o pai, a mãe e o filho tenham, respectivamente, os tipos sanguíneos:

  1. Rh+, Rh-, Rh+.
  2. Rh+, Rh-, Rh-.
  3. Rh+, Rh+, Rh+.
  4. Rh+, Rh+, Rh-.
  5. Rh-, Rh+, Rh+.

05. (UECE) A doença hemolítica do recém-nascido ou eritroblastose fetal:

  1. É causada por uma reação imunológica da gestante Rh+ devido à presença de um feto Rh+.
  2. Ocorre com mais frequência e maior intensidade no segundo parto em mães Rh– com fetos Rh+.
  3. Nesta doença, os leucócitos do recém-nascido são destruídos, levando à anemia.
  4. É tratada por meio de hemodiálise do sangue do recém-nascido logo após o parto

06. (UFES) A incompatibilidade materno-fetal ao antígeno Rh pode determinar uma doença denominada Eritroblastose Fetal. Se uma mulher foi orientada a usar a vacina anti-Rh logo após o nascimento do primeiro filho, podemos dizer que seu fator Rh, o do seu marido e o da criança são, respectivamente:

  1. Negativo; negativo; negativo.
  2. Negativo; negativo; positivo.
  3. Negativo; positivo; positivo.
  4. Positivo; negativo; positivo.
  5. Positivo; positivo; negativo.

07. (MACK) Um indivíduo de tipo sanguíneo O, Rh-, filho de pais tipo sanguíneo A, Rh+, pretende se casar com uma jovem de tipo sanguíneo A, Rh-, filha de pai de tipo sanguíneo O, Rh- e mãe AB, Rh+. A probabilidade de o casal ter filhos com o mesmo fenótipo do pai será:

  1. 1/4
  2. 1/2
  3. 1/3
  4. 1/8
  5. 1/16

08. (FATEC) Um casal cujo filho é do grupo sanguíneo A, com fator Rh positivo, pode ter os seguintes genótipos:

  1. |A|B Rhrh e |B|B rhrh
  2. |A|A rhrh e |B|B RhRh
  3. |B| Rhrh e ii rhrh
  4. |B|B rhrh e |A|B RhRh
  5. |A|B rhrh e ii Rhrh

09. (UEPB) A doença hemolítica do recém-nascido, também denominada de eritroblastose fetal, é caracterizada pela destruição das hemácias do feto, que, em caso acentuado, acarreta uma série de conseqüências. Após a descoberta do fator Rh, se constatou que este era o responsável por esta doença. Os estudos levaram à conclusão que a eritroblastose fetal ocorre somente na seguinte situação:

  1. mãe Rh - que gera bebê Rh - .
  2. mãe Rh + que gera bebê Rh - .
  3. mãe Rh - que gera bebê Rh + .
  4. mãe Rh + que gera bebê Rh + .
  5. mãe Rh - independente do Rh do bebê gerado.

10. (MACK SP) Uma mulher poderá ter um filho com eritroblastose fetal quando:

  1. for Rh+ e tiver um filho com um homem Rh–.
  2. estiver sensibilizada, ou seja, quando possuir anticorpos anti-Rh.
  3. já tiver um outro filho Rh–.
  4. tiver recebido uma transfusão sangüínea de sangue Rh–.
  5. a gestação ocorrer após os 40 anos de idade.
Voltar ao topo
.