Home > Banco de Questões > Biologia > Simulados

Biotecnologia e Genética II

Lista de 15 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Biotecnologia e Genética com questões de Vestibulares.



01. (CN) A fibrose cística é uma doença autossômica recessiva que afeta as glândulas exócrinas causando problemas para o trato digestivo e para'os pulmões. Sendo assim, analise o heredograma abaixo, que representa um casal não afetado pela doença e seus filhos.

Com a análise desse heredograma, é correto afirmar que:

  1. todas as filhas do indivíduo II.2 serão afetadas pela doença e o genótipo desse indivíduo é aa.
  2. o indivíduo II.1 é totalmente dominante e seu genótipo é AA.
  3. todos os filhos do indivíduo II.3 terão pelo menos um gene para doença e o genótipo desse indivíduo é aa.
  4. todos os descendentes do indivíduo II.4 receberão o gene para doença e o genótipo dele é aa.
  5. o indivíduo I.2 é totalmente dominante e seu genótipo é AA.

02. (UECE) A probabilidade de um casal ter dois filhos do sexo masculino e a probabilidade de esse mesmo casal ter dois filhos, sendo uma menina e um menino são respectivamente

  1. 1/4 e 1/4.
  2. 1/2 e 1/2.
  3. 1/2 e 1/4.
  4. 1/4 e 1/2.

03. (Mackenzie) Considere a não-separação das cromátides-irmãs do cromossomo sexual X durante a espermatogênese humana, mais precisamente na anáfase II da meiose.

Nesse caso, a partir de um único espermatócito I (espermatócito primário), a proporção de espermatozoides anômalos produzidos capazes de gerar uma criança com síndrome de Turner (cariótipo 45, X0), caso um deles venha a fecundar um ovócito normal, será de

  1. 1/8.
  2. 1/4.
  3. 3/8.
  4. 1/2.
  5. 3/4.

04. (UECE) Em heredogramas, o casamento consanguíneo é representado por

  1. um traço horizontal que liga os membros do casal.
  2. dois traços horizontais e paralelos que ligam os membros do casal.
  3. um traço vertical que liga os membros do casal.
  4. três traços horizontais e paralelos que ligam os membros do casal.

05. (UFRGS) Pessoas que apresentam Síndrome de Down são em geral trissômicas para o cromossomo 21.

Esse problema ocorre predominantemente devido à não disjunção do par cromossômico na

  1. anáfase I da meiose.
  2. prófase II da meiose.
  3. metáfase da mitose.
  4. telófase I da meiose.
  5. metáfase II da meiose.

06. (URCA) O conhecido “teste do pezinho”, realizado com uma gota de sangue retirada do pé dos recém – nascidos, destina-se a detectar os portadores da fenilcetonúria. Essa doença pode ser controlada quando diagnosticada no recém – nascido.

A pessoa portadora da condição genética responsável pela fenilcetonúria:

  1. Deverá receber uma dieta sem a presença da fenilalanina, uma vez que a mesma tende a se acumular no corpo e pode causar danos às células cerebrais.
  2. Não produz a enzima que transforma o aminoácido fenilalanina em tirosina.
  3. Deveá evitar o uso de adoçantes artificiais à base de aspartame devido à quebra do amido que leva a produção de maltose, glicídio de sabor doce.
  4. Não possui restrição quanto ao uso de adoçantes artificiais a base de ácido aspártico, uma vez que as enzimas por serem catalizadores biológicos, atuam indistintamente em uma ou várias reações biológicas.
  5. Não possui restrições quanto a ingestão de proteínas na alimentação.

07. (UERJ) Determinadas sequências de DNA presentes no material genético variam entre os indivíduos. A análise dessa variação possibilita, por exemplo, a identificação dos pais biológicos de uma criança. Considere os esquemas a seguir de sequenciamentos de trechos de DNA, separados por gel de eletroforese, de uma família formada por um casal e quatro filhos.

Com base nos sequenciamentos, o filho biológico dessa mãe com pai diferente do apresentado é o de número:

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4

08. (UNICAMP) A prestigiada revista Science elegeu como um dos principais avanços científicos de 2017 um caso de terapia gênica em crianças portadoras de atrofia muscular espinhal do tipo 1, uma doença genética caracterizada pela atrofia progressiva dos músculos esqueléticos e morte precoce antes dos 2 anos de idade. A doença é causada por um gene defeituoso, que deixa de codificar uma proteina essencial para o funcionamento dos neurônios. No estudo, vírus não patogênicos que continham uma cópia normal do gene em questão foram injetados em quinze crianças doentes. As crianças tratadas sobreviveram além dos 2 anos e apresentaram melhoras na capacidade de movimento.

(Disponível em https://vis.sciencemag.org/.)

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas na frase a seguir.

Os vírus injetados nas crianças foram capazes de (i)________ restaurando a produção (ii)________, que passaram, então, a controlar adequadamente (iii)________.

  1. (i) atingir a medula óssea e introduzir nas células-tronco a cópia normal do gene; (ii) de neurônios no cérebro; (iii) a medula espinhal e, portanto, os músculos.
  2. (i) atingir a medula espinhal e remover dos neurônios a cópia defeituosa do gene; (ii) de hormônios; (iii) a geração de impulsos elétricos e os músculos.
  3. (i) atingir a medula espinhal e introduzir nos neurônios a cópia normal do gene; (ii) da proteína essencial à função dos neurônios da medula; (iii) os músculos.
  4. (i) atingir a medula óssea e induzir a produção de linfócitos do sangue; (ii) de anticorpos contra o vírus; (iii) a infecção, restaurando os movimentos das crianças.

09. (ACAFE) A doença de Tay-Sachs é uma doença genética rara que na sua variante mais comum (Tay-Sachs infantil) provoca uma deterioração progressiva das células nervosas e das habilidades físicas e mentais, a qual começa nos primeiros meses de vida e geralmente resulta em morte em torno dos quatro a cinco anos de idade.

Na genealogia abaixo, os indivíduos representados por símbolos escuros são afetados pela doença de Tay-Sachs.

Após análise da genealogia e de acordo com os conhecimentos relacionados ao tema, é correto afirmar, exceto:

  1. Pela análise da genealogia pode-se concluir que, na doença de Tay-Sachs, o provável padrão de herança envolvido pode ser autossômico recessivo ou restrito ao sexo, visto que afetou apenas indivíduos do sexo masculino.
  2. A probabilidade dos indivíduos II.3 e III.1 serem heterozigotos para a doença de Tay-Sachs é de 2/3.
  3. O casal II.1 e II.2 certamente são heterozigotos para a doença de Tay-Sachs, por isso, com probabilidade de, aproximadamente, 1,5% de ter outros dois meninos afetados pela anomalia.
  4. O genótipo de um indivíduo pode sofrer alterações através das mutações. No entanto, nem todas as mutações são herdáveis ou causam alterações fenotípicas.

10. (PUC-PR) Pedro tem Síndrome de Klinefelter e é daltônico. Sua mãe e pai têm visão normal em cores, mas seu avô materno é daltônico. Suponha que a anomalia cromossômica de Pedro surgiu de não disjunção na meiose de um de seus genitores.

O genitor, a divisão meiótica e a etapa da divisão em que ocorreu a não disjunção são, respectivamente,

  1. a mãe, na 2a divisão, na anáfase.
  2. o pai, na 2a divisão, na prófase.
  3. o pai, na 1a divisão, na anáfase.
  4. a mãe, na 1a divisão, na telófase.
  5. a mãe, na 1a divisão, na anáfase.

11. (UFMS) Em um determinado organismo, o gene para manifestação da cor branca (B) é epistático em relação ao gene que manifesta a cor azul com o alelo dominante (A) e a cor vermelha com o alelo recessivo (a). Do cruzamento entre dois organismos com genótipos heterozigotos para os dois genes, qual a probabilidade de surgirem descendentes brancos?

  1. 1/4.
  2. 3/4.
  3. 2/7.
  4. 4/5.
  5. 1/2.

12. (PUC-PR) Suponha a existência de dois genes, A e B, localizados no mesmo cromossomo e com frequência de permuta de 16%.

Do cruzamento de um macho di-híbrido com genótipo cis com uma fêmea aabb, qual a frequência esperada, na primeira geração filial, de indivíduos com o genótipo aabb?

  1. 8%.
  2. 16%.
  3. 42%.
  4. 64%.
  5. 84%.

13. (FGV-SP) As cobras-do-milho, Pantherophis sp, apresentam a pigmentação da pele decorrente da atividade de dois pares de alelos autossômicos com segregação independente. O alelo A é responsável pela produção de pigmentação preta. O alelo B é responsável pela produção de pigmentação laranja. Os alelos a e b são recessivos e inativos, ou seja, não produzem nenhuma pigmentação.

Repetidos cruzamentos entre um macho todo preto e uma fêmea toda laranja geraram apenas descendentes cuja pigmentação era preta e laranja ao mesmo tempo.

Os genótipos do macho e da fêmea parentais são, respectiva e obrigatoriamente,

  1. aaBB e AAbb.
  2. Aabb e aaBb.
  3. aaBb e Aabb.
  4. AaBb e AaBb.
  5. AAbb e aaBB.

14. (UPE) Em humanos, a polidactilia pós-axial é caracterizada pela presença de um dedo extranumerário próximo ao quinto dedo da mão e/ou do pé. Observe a imagem e o heredograma a seguir:

Com base nas informações, é CORRETO afirmar que a característica em questão é condicionada por alelo

  1. autossômico recessivo letal, conforme observado no indivíduo 1, visto apresentar polidactilia, e dois de seus filhos que não a possuem morrerem antes de se reproduzirem.
  2. ligado ao X recessivo com expressividade variável, segundo se observa no indivíduo 2, devido ao fato de possuir polidactilia e ter prole com e sem a referida característica.
  3. autossômico dominante com penetrância incompleta como observado no indivíduo 3, por não apresentar polidactilia, mas recuperar a característica em sua prole na geração seguinte.
  4. ligado ao X dominante com penetrância completa, conforme se observa no indivíduo 4, em razão de ter passado a característica igualmente para filhos e filhas.
  5. autossômico recessivo pleiotrópico, como identificado no indivíduo 5, uma vez que apresenta mais de duas formas alélicas para a característica.

15. (FGV-SP) O milho cultivado em larga escala no Brasil é denominado de milho (Bt) em decorrência da introdução de genes específicos da bactéria de solo, Bacillus thuringiensis (Bt), que promovem na planta a síntese de uma proteína tóxica específica para determinados grupos de insetos.

A bactéria Bacillus thuringiesis possui em seu genoma uma classe de genes chamados cry, que produz na sua célula proteínas tóxicas que atuam entre os receptores no intestino médio do inseto, levando-o à morte por dificuldade de alimentação e infecção generalizada.

(www.cnpms.embrapa.br. Adaptado)

O texto faz referência ao desenvolvimento de organismos

  1. geneticamente modificados, em função da alteração do processo de tradução do código genético universal.
  2. transgênicos, em função da utilização das enzimas de restrição típicas da tecnologia do DNA recombinante.
  3. selecionados artificialmente, em função da presença de características úteis ao ser humano.
  4. retrocruzados com variedades selvagens, em função da obtenção de um padrão de resistência para o vegetal.
  5. híbridos, em função do cruzamento entre espécies diferentes, porém com nível mínimo de compatibilidade gênica.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



.