Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

HIV/Aids

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema HIV/Aids com questões de Vestibulares.





01. (UNESP) A profilaxia pré-exposição (PrEP) ao vírus HIV é um tratamento que consiste no consumo diário do antirretroviral Truvada® e tem como público-alvo pessoas com maior vulnerabilidade a adquirir o vírus. Segundo o Ministério da Saúde, o uso correto do medicamento reduz o risco de infecção por HIV em mais de 90%. Esse uso, porém, não barra a entrada do vírus no organismo, apenas bloqueia a ação da enzima transcriptase reversa.

(https://g1.globo.com. Adaptado.)

O tratamento com Truvada®

  1. é profilático porque combate o agente transmissor da AIDS.
  2. evita que a célula infectada produza moléculas de DNA viral.
  3. dispensa o uso de métodos contraceptivos de barreira.
  4. impede a entrada do vírus em células humanas de defesa.
  5. pode ser eficaz contra outros vírus constituídos por DNA.

02. (UFRN) Os primeiros casos de AIDS foram identificados no início da década de 1980. Desde então, o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), que causa essa doença, se espalhou para vários países do mundo, ocasionando um grave problema de saúde pública global. No Brasil, o primeiro caso foi notificado em 1982. Um dado preocupante é que o HIV vem acometendo cada vez mais jovens de ambos os sexos. Segundo dados do Ministério da Saúde (2016), a taxa de detecção do HIV em jovens de 15 a 24 anos vem aumentando. Apesar desse quadro, a AIDS

  1. é uma doença que tem cura porque os medicamentos antirretrovirais conseguem matar o vírus.
  2. pode ser prevenida com camisinha ou diafragma associado a espermicida.
  3. pode ser evitada com o uso correto de preservativo masculino ou feminino.
  4. é uma doença que pode ser controlada com o uso da vacina que contém o HIV morto.

03. (UNEMAT) “Brasil teve aumento de 11% nos casos de infecções por HIV entre 2005 e 2013. País está na contramão da tendência de queda de mortes e contaminação pela doença, segundo relatório da UNAIDS.

[...] Entre os motivos relacionados ao crescimento das infecções por HIV, são listados a discriminação, que dificulta o acesso a serviços médicos, e a redução no uso de preservativos. [...]”

Disponível em: http://oglobo.globo.com/sociedade/sal de/brasil-teveaumento-de-11-nos-casos-de-infeccoes-por-hiv-entre-2005-2013- 13273033#ixzz4QDQJugSW Acesso em nov. 2016.

É sabido que protozoários, bactérias e vírus são potencialmente causadores de infecções sexualmente transmissíveis. Considerando o texto acima e informações científicas sobre contraceptivos, as infecções sexualmente transmissíveis e seus agentes etiológicos, é correto afirmar:

  1. O dispositivo intrauterino (DIU) é um mecanismo competente na prevenção de infecções sexualmente transmissíveis.
  2. O uso de camisinha masculina ou feminina, em todas as formas de relações sexuais (oral, vaginal e anal), é o único meio de prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis.
  3. A infecção por HIV e a sífilis são causadas por vírus diferentes, não possuem cura definitiva e estão em ascensão no Brasil.
  4. O Trichomonas vaginalis é uma bactéria causadora do condiloma acuminado, podendo causar alterações na mucosa da vagina.
  5. A hepatite A é uma doença causada por vírus transmitidos sexualmente, que debilita gradualmente o fígado dos portadores do vírus, sem manifestar sintomas.

04. (UECE) O HIV/Aids ainda consiste em importante agravo de saúde pública. O grupo de maior incidência, no início da epidemia, composto por homossexuais, profissionais do sexo e usuários de drogas, tem apresentado queda na prevalência da infecção e, nos últimos tempos, tem-se observado uma maior incidência no público heterossexual, permanecendo a população masculina como um dos principais acometidos pela infecção. Em adição, é estimado que apenas uma em cada três pessoas contaminadas tem conhecimento da sua condição sorológica, fato que vem impulsionando Programas de Saúde Humana a intensificar esforços na identificação precoce da doença por meio de novas tecnologias.

(Brasil. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico AIDS, 2010).

A doença em questão trata-se de uma

  1. dermatose.
  2. DST.
  3. protozoose.
  4. zoonose.

05. (UNESP) Três pacientes recorreram a um laboratório de análises clínicas para fazer um hemograma, exame que registra informações sobre os componentes celulares do sangue. O paciente 1, bastante pálido, apresentava cansaço constante; o paciente 2 era portador do vírus HIV e apresentava baixa imunidade; o paciente 3 trazia relatos de sangramentos por causa ainda a ser investigada.As fichas de registro, A, B e C, apresentam alguns resultados dos exames desses três pacientes.

É correto afirmar que as fichas A, B e C correspondem, respectivamente, aos pacientes

  1. 3, 1 e 2.
  2. 1, 3 e 2.
  3. 2, 3 e 1.
  4. 1, 2 e 3.
  5. 2, 1 e 3.

06. (UCPEL) A AIDS é causada pelo vírus HIV que é um retrovírus envelopado. Essa síndrome caracteriza-se por um conjunto de infecções oportunistas que surgem devido à queda de imunidade.

A transmissão do vírus da AIDS pode ocorrer por:

I. contato sexual com pessoa portadora do HIV.

II. transfusão de sangue ou transplante de órgão contaminado pelo HIV.

III. inseminação artificial com sêmen contaminado com o HIV.

IV. contato social com pessoas portadoras do HIV.

V. picadas de mosquitos.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é(são):

  1. a I, a II, a IV e a V
  2. a I, a III e a IV
  3. apenas a IV e a V
  4. a I, a II e a III
  5. apenas a II

07. (FGV-SP) Especificidade viral é definida como a capacidade de infecção parasitária de um vírus com relação à diversidade de suas células-alvo. O vírus HIV apresenta especificidade com relação aos leucócitos, já o vírus da raiva é específico quanto à infecção de neurônios de mamíferos de forma geral.

Tendo em vista as etapas da replicação e os constituintes virais, é correto afirmar que a especificidade viral se manifesta

  1. no desnudamento, momento em que o material genético viral é integrado ao material genético celular.
  2. na penetração, momento em que o capsídeo é endocitado pela célula-alvo a ser infectada.
  3. na síntese viral, momento em que os componentes virais são sintetizados pela célula-alvo.
  4. na adsorção, momento em que o capsídeo, ou o envelope, se unem aos receptores da membrana da célula-alvo.
  5. na montagem, momento em que os componentes virais são organizados em novas partículas virais.

08. (UFU) O Truvada é o nome comercial da associação entre duas drogas antirretrovirais (anti-HIV). Nos Estados Unidos, ele já é utilizado pelos adultos desde 2012; no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) o aprovou em 2017. O esquema abaixo representa o seu funcionamento como terapia preventiva.

https://aenfermagem.com.br/noticia/medicamento-que-previne-contra-hiv-sera-comercializado-truvada/ Acesso em 14.fev. 2019. (Adaptado) Qual o mecanismo de ação do Truvada?

Qual o mecanismo de ação do Truvada?

  1. Estimular o organismo a gerar uma resposta imunológica ao HIV.
  2. Evitar a entrada do vírus no organismo.
  3. Combater as moléculas de DNA viral das células infectadas.
  4. Inibir que a replicação do vírus seja completada nas células de defesa.

09. (UFMS) Em relação à doença conhecida no Brasil por AIDS, causada pelo vírus HIV, é correto afirmar que:

  1. o vírus HIV pode ser transmitido por relações sexuais sem uso de preservativo, contato com suor, lágrimas e outras secreções do corpo.
  2. durante a gestação, a mãe diagnosticada como soropositiva para HIV não pode fazer uso dos medicamentos retrovirais, pois estes podem causar malformações no embrião ou feto.
  3. nos próximos anos, teremos vacinas anti-HIV com alta taxa de eficácia, tendo em vista que o vírus apresenta uma pequena taxa de mutação.
  4. usualmente, o HIV não apresenta sintomas de sua presença logo que se instala no organismo, podendo permanecer assintomático por cerca de até 10 anos, período durante o qual não ocorre transmissão do vírus.
  5. essa síndrome se caracteriza por um conjunto de infecções oportunistas que surgem devido à queda da imunidade, ocasionada principalmente pela redução no número de linfócitos T auxiliadores, que são destruídos pelo HIV.

10. (FCMSJF) Assinale a alternativa abaixo, cuja etapa não ocorre no mecanismo de infecção do vírus HIV.

  1. Incorporação do envelope viral à membrana celular de linfócitos T.
  2. Transcrição do RNA viral a partir do seu DNA através da transcriptase reversa.
  3. Migração do DNA viral para o núcleo da célula hospedeira.
  4. Degradação do capsídeo e liberação de moléculas de RNA no citoplasma da célula hospedeira.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp