Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

Pneumonia

Lista de 07 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Pneumonia com questões de Vestibulares.





01. (Unit-AL)

Algumas espécies de bactérias possuem, externamente à membrana esquelética, outro envoltório, mucilaginoso, chamado de cápsula, conforme mostra a figura. É o caso dos pneumococos (bactérias causadoras de pneumonia). Descobriu-se que a periculosidade dessas bactérias reside na cápsula em um experimento, em que ratos infectados com pneumococo sem cápsula tiveram a doença, porém não morreram, enquanto pneumococos capsulados causaram pneumonia letal.

A parede da célula bacteriana, também conhecida como membrana esquelética, reveste externamente a membrana plasmática, e é constituída de uma substância química exclusiva das bactérias conhecida como

  1. aminoácidos.
  2. nitrossomona.
  3. nitrito.
  4. mureína.
  5. nitrato.

02. (Unit-AL) As infecções bacterianas são doenças que ocorrem quando as formas prejudiciais de bactérias se multiplicam no interior do corpo. O prognóstico das infecções varia de leve a grave, dependendo muito do estado geral do hospedeiro. Embora as infecções bacterianas sejam uma das principais causas de morte na terceira idade, com destaque para a pneumonia, a maioria dos casos pode ser prevenido com a imunização, alguns cuidados gerais ou curadas com antibióticos. No entanto, a maioria das bactérias – que existem no solo, na água, no ar e mesmo no organismo de cada um de nós — são inofensivas e podem mesmo ser úteis.

(AS INFECÇÕES BACTERIANAS, 2018).

Em relação a esses agentes patogênicos, é correto afirmar que

  1. eles apresentam DNA circular associado a histonas.
  2. seus ribossomos interagem com o RER para a síntese de proteínas.
  3. são microscópicos e com um sistema interno de endomembranas que viabilizam a divisão de trabalho.
  4. são portadoras de DNA ou RNA e necessitam de uma célula hospedeira para se reproduzir.
  5. fazem parte de um reino de grande diversidade metabólica.

03. (UFAM PSC) Em 1928, Fred Griffith trabalhava com bactérias da espécie Diplococcus pneumoniae, onde algumas colônias causavam pneumonia e eram ditas virulentas e outras não tinham essa capacidade (portanto, não virulentas). As colônias virulentas eram chamadas de bactérias S (devido a uma camada de polissacarídeos em sua superfície que as deixavam com uma aparência lisa, do inglês smooth). A colônia não virulenta apresentava uma aparência mais rugosa (bactérias R). Ambas ascolônias foram processadas e inoculadas em ratos conforme o protocolo a seguir:

A partir da figura fornecida, é CORRETO afirmar que:

  1. Os ratos inoculados com as bactérias S só contraíram pneumonia, mas não morreram.
  2. As bactérias R foram as responsáveis pelas mortes dos ratos no experimento em que as duas colônias foram inoculadas simultaneamente.
  3. A passagem de proteínas de uma colônia para a outra resultou na transformação da colônia R em virulenta.
  4. As bactérias R são mais virulentas do que as bactérias S.
  5. A transformação de bactérias não virulentas em virulentas só é possível devido à passagem e incorporação de material genético das bactérias S para as bactérias R, transformando-as.

04. (ENEM LIBRAS) Hospitais de diferentes regiões do país registram casos de contaminação pela superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenamase (KPC), que apresenta resistência à maioria dos medicamentos. Acredita-se que o uso inadequado de antibióticos tenha levado à seleção dessas formas mais resistentes.

De acordo com as teorias darwinistas e neodarwinistas, o surgimento dessa superbactéria ocorreu por

  1. aumento da especiação.
  2. crescimento populacional.
  3. variações no material gênico.
  4. ampliação da irradiação adaptativa.
  5. potencialização da convergência evolutiva.

05. (FACISB) Em 1928, o microbiologista inglês Frederick Griffith realizou um experimento que tinha como objetivo investigar o fator desencadeante da pneumonia. Para isso utilizou duas cepas da bactéria Streptococcus pneumoniae: uma cepa lisa e uma cepa rugosa. As figuras representam os resultados desse experimento.

Com esse experimento, Griffith pode concluir corretamente que bactérias

  1. de uma mesma cepa podem se comportar como virulentas ou não virulentas.
  2. da cepa rugosa incorporam substâncias da cepa lisa e se tornam virulentas.
  3. de ambas as cepas sofrem mutações que as tornan virulentas ou não virulentas.
  4. da cepa lisa são responsáveis por causarem doenças mesmo depois de mortas.
  5. da cepa rugosa, quando submetidas ao calor, produzem substâncias que as tornam virulentas.

06. (UFRGS) Um dos maiores problemas mundiais de saúde pública é a infecção hospitalar. Recentemente, constatou-se que a bactéria Klebsiella pneumoniae, responsável pela pneumonia e por infecções da corrente sanguínea, tornou-se resistente a todos os antibióticos utilizados atualmente. Essa resistência, por sua vez, foi propagada por conjugação para a bactéria Escherichia coli, que vive nos intestinos de animais de sangue quente e é onipresente em nosso ambiente.

Considere as afirmações abaixo, sobre a situação apresentada.

I - A utilização de antibióticos exerce pressão seletiva para a aquisição de resistência.

II - A utilização de antibióticos causa mutações que conferem resistência às bactérias.

III - As bactérias podem adquirir resistência sem terem sido expostas aos antibióticos.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

07. (Famevaço) “Internações de idosos com pneumonia crescem no país. Em sete anos, o número avançou 15% em pacientes de 70 a 79 anos e 45% entre maiores de 80.”

(FONTE: Folha de São Paulo, 11/05/2011 – modificado).

Considere um idoso que adquiriu a gripe no mês de maio, apresentando sintomas típicos como febre, fortes dores no corpo, congestionamento das vias aéreas superiores e malestar geral. Depois de alguns dias, seu quadro piorou com fortes dores nas costas e febre alta. Após uma consulta médica e análise de exames, recebeu indicação do uso de antibióticos por 14 dias seguidos. Seguindo corretamente a indicação médica, ele recuperou a sua saúde.

O quadro inicial de gripe, tratado por antibióticos, pode ser justificado, porque:

  1. alguns tipos de vírus são altamente sensíveis a este medicamento.
  2. a gripe provoca imunodepressão, possibilitando o surgimento de infecções bacterianas oportunistas.
  3. a morte das células, infectadas pelo vírus, desencadeia processos inflamatórios que são tratados pelo antibiótico, causando a melhora do paciente.
  4. a proliferação dos vírus nos pulmões enche os alvéolos de pus, dificultando a respiração e exigindo a administração do medicamento em questão.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp