Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

Malária

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Malária com questões de Vestibulares.





01. (UNICAMP) A malária representa um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Embora a dimensão geográfica da transmissão esteja encolhendo no Brasil, o país ainda registra 42% dos casos da doença nas Américas. A Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, recentemente desenvolveu um preparado com alta eficácia antimalárica, agora em fase de ensaios clínicos.

(Fontes: “Desafios para eliminação da malária”, Agência Fapesp, 2017; MAÍRA Menezes, “Malária: ensaio clínico aponta alta eficácia e ausência de resistência a medicamento”, Portal Fiocruz, 2016.)

Levando em conta seus conhecimentos sobre o ciclo de vida do Plasmodium, assinale a alternativa que indica um possível mecanismo de ação do preparado antimalárico.

  1. Alterar a morfologia das hemácias dos mosquitos, diminuindo a taxa de infecção pelo parasita.
  2. Impedir a entrada de parasitas nos linfócitos, reduzindo a carga de gametócitos circulantes
  3. Promover a multiplicação de esporozoítos no fígado, reduzindo o número de gametócitos.
  4. Inibir a multiplicação de merozoítos nos eritrócitos, diminuindo a carga de parasitas circulantes.

02. (UNESP) Uma pesquisa realizada com a participação de um “robô cientista” de inteligência artificial descobriu que o triclosan, um ingrediente comum nas pastas de dente, pode ser desenvolvido para combater cepas da malária resistentes a medicamentos. O triclosan indicou ter potencial para interromper infecções da malária em dois estágios críticos, no fígado e no sangue, pela inibição da enzima do parasita chamada DHFR, envolvida na síntese dos ácidos nucleicos (DNA e RNA).

(https://oglobo.globo.com. Adaptado.)

Como medicamento, o triclosan teria o potencial de interromper

  1. o rompimento das células do fígado, que libera toxinas e causa febre.
  2. a reprodução assexuada do parasita no interior das hemácias.
  3. a invasão das células do fígado por esporos do parasita.
  4. a produção de gametas do parasita, por mitose, no interior das hemácias.
  5. a reprodução sexuada do parasita no interior dos leucócitos.

03. (UEG) Estampada em diversos jornais no mundo, a notícia a seguir se torna acessível desde a comunidade acadêmica à população humana, visto que se trata de uma nova alternativa viável para combater a malária e algumas verminoses:

Essas descobertas fornecerão à população humana novos e poderosos meios de combater doenças como a malária, conforme estudos de uma das pesquisadoras premiadas pelo Nobel. Sobre essa doença tropical, tem-se o seguinte:

  1. o ser humano doente, mesmo com a ingestão de artemisina, será considerado o hospedeiro definitivo.
  2. a artemisina, princípio ativo da planta e com efeito antimalárico, irá combater os plasmódios, parasitas causadores da doença.
  3. a artemisina agirá no controle biológico do mosquito-prego, considerado hospedeiro definitivo e intermediário.
  4. com a descoberta da artemisina, o procedimento de combate ao mosquito-prego não precisa ser realizado junto à população humana.

04. (UFVJM) Com vários casos confirmados, Diamantina tem surto de malária. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, área de garimpo é tratada como local de provável infecção. Diante dessa notícia, as autoridades emitiram as seguintes informações à população.

Informação 1 - é transmitida por um mosquito do gênero Anopheles

Informação 2 - é causada por um protozoário e não por um vírus

Informação 3 - a morte de macacos é um evento sentinela

Informação 4 - borrifar inseticida nas casas é uma medida adequada

Fonte: http://www.em.com.br/ em 04/01/2017 - Acesso em 02/05/2017 (adaptado)

As autoridades erraram ao repassar a informação

  1. 1.
  2. 2.
  3. 3.
  4. 4.

05. (UFRR) O protozoário do gênero Plasmodium, parasita que causa a malária, vive em mosquitos e em alguns vertebrados, como o homem. Essa doença aflige aproximadamente 300 milhões de pessoas nos trópicos, causando inúmeras mortes todos os anos. A pessoa com malária, dentre outros sintomas, pode apresentar dores musculares, arrepios e febres periódicas. Esses sintomas aparecem nas pessoas:

  1. quando o mosquito pica a pessoa, injetando os esporozoítos do Plasmodium e substâncias tóxicas no sangue;
  2. quando os esporozoítos penetram nas células do fígado da pessoa;
  3. quando os esperozoítos rompem os glóbulos vermelhos, liberando substâncias tóxicas no meio;
  4. quando os merozoítos rompem os glóbulos vermelhos, liberando substâncias tóxicas no meio;
  5. quando o mosquito pica a pessoa, injetando os merozoítos do Plasmodium e substâncias tóxicas no sangue;

06. (ACAFE) Mosquito transgênico pode ajudar a combater a malária

Cientistas americanos criaram, em laboratório, centenas de mosquitos, geneticamente modificados, incapazes de transmitir malária. Usando uma técnica revolucionária, chamada CRISPR/Cas9, os pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, inseriram nas células reprodutivas dos insetos Anopheles stephensi (um dos vetores da malária), genes que bloqueiam a ação da doença. Assim, cruzando com outros membros da espécie, esses mosquitos geram descendentes que não transmitem a malária e que poderiam combater a doença que atingiu 214 milhões de pessoas em 2015, causando 438 000 mortes.

Fonte: Veja, 24/11/2015 Disponível em: http://veja.abril.com.br

Acerca das informações contidas no texto e dos conhecimentos relacionados ao tema, é correto afirmar, exceto:

  1. Hospedeiro intermediário é aquele que apresenta o parasito em sua fase larvária ou de reprodução assexuada, sendo na malária, mosquitos do gênero Anopheles. O hospedeiro definitivo é aquele que apresenta o parasito em sua fase de reprodução sexuada, sendo na malária, o ser humano.
  2. Um organismo geneticamente modificado é aquele que foi submetido a técnicas laboratoriais que, de alguma forma, modificaram seu genoma.
  3. O ácido desoxirribonucleico, conhecido simplesmente como DNA ou ADN, é responsável pela hereditariedade. Nele encontram-se quatro tipos de nucleotídeos que diferem quanto às bases nitrogenadas. As bases púricas do DNA são Adenina e Guanina, enquanto que as bases pirimídicas são Timina e Citosina.
  4. A doença falciforme é uma alteração genética caracterizada por um tipo de hemoglobina mutante designada como hemoglobina S (HbS). Ela decorre da substituição de uma adenina por uma timina, provocando a troca do ácido glutâmico pela valina na cadeia polipeptídica. Indivíduos portadores de hemoglobina normal (HbA) e de HbS, portanto heterozigotos, apresentam relativa imunidade à malária, mesmo quando expostos ao vetor da doença contaminado.

07. (Unioeste) A malária é uma parasitose que afeta mais de 200 milhões de pessoas em todo o Planeta, principalmente nas regiões tropicais. Com relação à malária e ao parasito causador desta endemia, assinale a alternativa CORRETA com relação aos tipos de reprodução do parasito ao longo de seu ciclo.

  1. Reprodução assexuada no interior das hemácias humanas; reprodução sexuada no estômago do mosquito; reprodução assexuada no interior dos cistos presentes na parede gástrica do inseto.
  2. Reprodução sexuada no interior das hemácias humanas; reprodução assexuada no estômago do mosquito; reprodução assexuada no interior dos cistos presentes na parede gástrica do inseto.
  3. Reprodução sexuada no interior das hemácias humanas; reprodução sexuada no estômago do mosquito; reprodução assexuada no interior dos cistos presentes na parede gástrica do inseto.
  4. Reprodução assexuada no interior das hemácias humanas; reprodução sexuada no estômago do mosquito; reprodução sexuada no interior dos cistos presentes na parede gástrica do inseto.
  5. Reprodução assexuada no interior das hemácias humanas; reprodução assexuada no estômago do mosquito; reprodução sexuada no interior dos cistos presentes na parede gástrica do inseto.

08. (UEFS) A malária, antes uma doença exclusiva da zona rural, hoje também está presente nas grandes cidades da Amazônia, como Manaus, capital do Amazonas, e Porto Velho, capital de Rondônia. O frágil desequilíbrio ecológico que existia nas regiões de floresta foi rompido quando o ser humano passou a destruir o habitat original do Anopheles. As matas próximas aos pântanos que cercam os rios foram derrubadas para dar lugar às pastagens de gado bovino, ou para exploração da madeira. Com essas mudanças, houve um desequilíbrio ecológico, deslocando o Anopheles para as proximidades das casas, em que a água empoçada do esgoto doméstico oferecem condições favoráveis à sua reprodução.

(TELAROLLI JR., 2012, p.20).

Analisando-se o texto e com base nos conhecimentos acerca do assunto em tese, é correto afirmar:

  1. No Anopheles, o agente etiológico da malária se reproduz sexuadamente.
  2. Não há uma ação antrópica que possa reverter o desenvolvimento do Anopheles.
  3. O Anopheles, agente etiológico da malária, tem seu desenvolvimento inicial em meio aquoso.
  4. O ciclo de vida do Anopheles é heteroxeno e no ser humano, há destruição de células sanguíneas.
  5. A malária é desenvolvida no ser humano a partir de um protozoário flagelado, introduzido a partir da picada do Anopheles.

09. (IF Sertão) Inda tanto nos sobra, por este grandioso país, de doenças e insectos por cuidar!...

Trecho extraído do livro Macunaíma, escrito por Mário de Andrade em 1928.

A malária é uma das doenças que, ainda hoje no Brasil, acomete intensamente a população, com mais de 300 mil casos por ano, concentrados principalmente na região amazônica. Nessa protozoose, a função realizada pelo mosquito prego, Anopheles spp, com relação ao Plasmodium spp e ao ser humano é, respectivamente, de

  1. hospedeiro intermediário e vetor.
  2. hospedeiro definitivo e hospedeiro intermediário.
  3. hospedeiro intermediário e hospedeiro definitivo.
  4. hospedeiro definitivo e vetor.
  5. vetor e hospedeiro intermediário.

10. (UEMA) As teorias da evolução procuram explicar como todas as espécies surgiram na Terra e como elas podem se transformar ao longo do tempo, originando outras espécies em virtude de suas semelhanças e suas diferenças. Podemos citar como exemplo a resistência à malária apresentada por pessoas portadoras de anemia falciforme. Neste tipo de doença, há deficiência no transporte de oxigênio pelas hemácias, inviabilizando o desenvolvimento do agente causador da malária.

A teoria evolutiva que explica a resistência à malária por parte dos portadores de anemia falciforme é conhecida como

  1. lei do uso e desuso.
  2. seleção industrial.
  3. seleção artificial.
  4. seleção natural.
  5. teoria sintética.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp