Home > Banco de Questões > Biologia > Simulados

Biotecnologia e Genética VII

Lista de 15 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Biotecnologia e Genética com questões de Vestibulares.



1. (UECE) Um dos conceitos utilizados para a compreensão de genética diz que a propriedade de um alelo de produzir o mesmo fenótipo tanto em condição homozigótica quanto em condição heterozigótica é causada por um gene

  1. homozigoto.
  2. dominante.
  3. recessivo.
  4. autossomo.

2. (URCA) Mutações cromossômicas numéricas são responsáveis por aproximadamente 46% dos abortos, podendo ocorrer um aumento ou perda de um ou mais cromossomos no cariótipo.

Analisando o cariótipo abaixo, podemos chegar as seguintes conclusões:

  1. Uma mutação cromossômica numérica do tipo euploidia, com cariótipo 69, XXX.
  2. Uma mutação cromossômica numérica do tipo aneuploidia, com cariótipo 69, XYY.
  3. Uma mutação cromossômica numérica do tipo tetraploidia, com cariótipo 69, XXX.
  4. Uma mutação cromossômica numérica do tipo euploidia, com cariótipo 69, XXY.
  5. Uma mutação cromossômica numérica do tipo aneuploidia, com cariótipo 69, XXX.

3. (EMESCAM) O gato himalaia é uma raça de gatos razoavelmente nova no Brasil e no mundo. Ele surgiu na década de 1950, a partir de gatos persas e siameses. O resultado foi um animal com corpo peludo do persa e cores únicas do siamês.

Disponível em: https://canaldopet.ig.com.br/ curiosidades/2016-07-21/racas-gatos.html. Acesso em: 20 out. 2018.

Qual técnica foi utilizada para a criação dessa raça?

  1. Seleção natural.
  2. Cruzamento
  3. Clonagem
  4. Transferência de embriões.

4. (URCA) O Equilíbrio de Hardy- Weinberg (também princípio de Hardy- Weinberg, ou lei de Hardy-Weinberg) é a base da genética de populações. Foi demonstrado independentemente por Godfrey Harold Hardy na Inglaterra e por Wilhelm Weinberg, na Alemanha, em 1908. Afirma que, em uma população mendeliana, dentro de determinadas condições, as frequências alélicas permanecerão constantes ao passar das gerações.

Em uma população de Ziziphus joazeiro da Chapada do Araripe a frequência do gene autossômico A é igual a 0,7, numa população constituída de 3.000 indivíduos, indique a alternativa que mostra o número de indivíduos para cada genótipo, se essa população estiver em equilíbrio genético.

  1. AA – 1.260; Aa – 1.470; aa – 270.
  2. AA – 2.850; Aa – 2.850; aa – 300.
  3. AA – 2.230; Aa – 630; aa – 135.
  4. AA – 2.100; Aa – 630; aa – 270.
  5. AA – 1.470; Aa – 1.260; aa – 270.

5. (UEA) Um dos testes iniciais para verificação da ocorrência do daltonismo consiste na identificação de números em imagens coloridas, como o ilustrado na figura.

Caso a pessoa identifique o número 74, ela não apresenta daltonismo. Caso a pessoa identifique o número 21, ela é provavelmente daltônica para as cores vermelha e verde. O diagnóstico final, no entanto, depende de outros procedimentos médicos.

O daltonismo é classificado e estudado no ensino médio como uma herança genética do tipo

  1. alelos múltiplos.
  2. ligada ao sexo.
  3. dominância simples.
  4. codominância.
  5. epistasia.

6. (UFPR) Uma doença genética muito rara tem padrão de herança dominante. Um homem, filho de mãe afetada e pai normal, é afetado pela doença e é casado com uma mulher que não é afetada pela doença. A respeito dos filhos desse casal, é correto afirmar:

  1. Um filho desse casal tem probabilidade de 75% de ser afetado pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado num cromossomo autossômico.
  2. Uma filha desse casal tem probabilidade de 100% de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.
  3. Um filho desse casal tem probabilidade de 50% de ser afetado pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.
  4. Uma filha desse casal tem probabilidade de 25% de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado num cromossomo autossômico.
  5. Uma filha desse casal tem 0% de probabilidade de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.

7. (FGV-SP) Uma determinada doença genética, indicada pelos símbolos preenchidos (II-3 e IV-1), apresenta o seguinte padrão de hereditariedade não autossômico.

A análise do padrão hereditário dessa doença permite afirmar, com certeza, que

  1. a probabilidade de o casal I-1 e I-2 gerar uma menina doente é de 1/4.
  2. os indivíduos II-1 e II-2 apresentam o mesmo genótipo.
  3. a probabilidade de o casal III-1 e III-2 gerar um menino doente é de 1/4.
  4. os indivíduos I-2 e III-1 apresentam genótipos diferentes.
  5. o indivíduo II-4 apresenta genótipo heterozigoto para a doença.

8. (FATEC) No heredograma, os símbolos preenchidos representam pessoas afetadas por uma doença hereditária. Os homens são representados pelos quadrados e as mulheres, pelos círculos.

O padrão de herança observado por essa doença é

  1. recessivo autossômico, porque pais (II–4 e II–5) tiveram filhas normais.
  2. recessivo ligado ao cromossomo X, porque a filha (II–2) do homem afetado (I–1) não é afetada.
  3. recessivo ligado ao cromossomo Y, pois a doença se manifesta apenas nos indivíduos do sexo masculino.
  4. dominante autossômica, porque os pais afetados (I–1 e I–2) tiveram uma filha normal (II–2).
  5. dominante ligado ao cromossomo X, pois todas as filhas de homens afetados também apresentam a doença.

9. (EBMSP) A radiação ultravioleta foi a primeira fonte de mutação do DNA a ser estudada e, devido ao seu poder germicida, vem sendo amplamente empregada para causar danos letais em micro-organismos em condições laboratoriais. Ela é usada para matar bactérias e fungos, tornando o espaço de manipulação do material genético mais puro e esterilizado.

VANZELA, André L. Laforga; SOUZA, Rogério Fernandes. Avanços da Biologia Celular e da Genética Molecular. São Paulo: Unesp, 2009, p.42.

Considerando-se as vantagens mencionadas na utilização da radiação ultravioleta em ambientes de pesquisa, pode-se afirmar:

  1. A radiação ultravioleta, ao ser aplicada em seres contaminantes, aumenta a variabilidade genética dessas populações utilizadas nos experimentos genéticos.
  2. Mutações cromossômicas, induzidas pela radiação ultravioleta, devem diminuir a resistência ambiental populacional e, com isso, ampliar o potencial biótico das espécies testadas nesses experimentos.
  3. Exatamente por se tornar mais puro e esterilizado, o material genético manipulado pela radiação ultravioleta deve apresentar uma qualidade experimental superior se for comparado a qualquer outro material não manipulado.
  4. As alterações moleculares induzidas nas bactérias e nos fungos pela exposição à radiação ultravioleta viabiliza um ambiente laboratorial mais adequado a experimentos por ser mais livre de seres contaminantes.
  5. As mutações geradas pela exposição à radiação ultravioleta alteram a capacidade replicadora da molécula de DNA de codificar moléculas de proteínas.

10. (Mackenzie) Um pesquisador introduziu um grão-de-pólen de uma angiosperma com genótipo BB no estigma de uma flor pertencente a outra planta da mesma espécie, porém com genótipo bb.

Sabendo-se que a fecundação ocorreu com sucesso, podemos concluir que, no interior da nova semente, as células do embrião e as células do endosperma apresentam, respectivamente, os genótipos

  1. Bb e BBb.
  2. Bbb e Bb.
  3. Bbb e BBb.
  4. Bb e Bbb.
  5. BBb e Bb.

11. (ACAFE) Um casal que pretende ter 5 filhos descobre, ao fazer certos exames, que determinada característica genética tem a probabilidade de um terço de ser transmitida a cada de seus futuros filhos. Nessas condições, a probabilidade de, exatamente, três dos cinco filhos possuírem essa característica é:

  1. exatamente 17%.
  2. maior que 15%.
  3. menor que 14%.
  4. exatamente 18%.

12. (FATEC) Agentes mutagênicos são aqueles que têm o potencial de alterar sequências genéticas. Os efeitos desses agentes podem ser detectados por meio da sequência de bases do RNA. Caso o RNA resultante da sequência genética seja o esperado, conclui-se que o gene não sofreu mutação.

Dessa forma, a sequência 3’ AGACATATA 5’ de um gene terá escapado à ação de um agente mutagênico caso seja

  1. traduzida em RNAt de sequência 3’ TCTGTATAT 5’.
  2. traduzida em RNAm de sequência 3’ TCTGTATAT 5’.
  3. transcrita em RNAm de sequência 5’ UCUGUAUAU 3’.
  4. transcrita em RNAm de sequência 5’ AGACATATA 3’.
  5. transcrita em RNAt de sequência 3’ UCUGUAUAU 5’.

13. (ACAFE) A neurofibromatose tipo 1 é uma doença genética, autossômica dominante de penetrância completa, causada por mutações no cromossomo 17. Essas alterações genéticas reduzem a produção de neurofibromina, uma proteína necessária para a função normal em muitos tipos de células humanas. Essa redução ocasiona a formação de tumores, geralmente, benignos.

Na genealogia a seguir, os indivíduos representados por símbolos escuros são afetados pela neurofibromatose tipo 1.

Após análise da genealogia e de acordo com os conhecimentos relacionados ao tema, assinale a alternativa correta.

  1. O genótipo dos indivíduos II.2 e II.3 pode ser AA ou Aa.
  2. A probabilidade do casal III.4 x III.5 ter duas meninas afetadas com a doença e um menino normal é de 3/64
  3. A penetrância é o grau de intensidade com que um gene se manifesta no fenótipo do indivíduo.
  4. A influência do meio sobre a ação do genótipo, levando à manifestação diferente daquele que havia sido programado geneticamente, é denominada interação gênica.

14. (FUVEST) Nos cães labradores, a cor da pelagem preta, chocolate ou dourada depende da interação entre dois genes, um localizado no cromossomo 11 (alelos B e b) e o outro, no cromossomo 5 (alelos E e e). O alelo dominante B é responsável pela síntese do pigmento preto e o alelo recessivo b, pela produção do pigmento chocolate. O alelo dominante E determina a deposição do pigmento preto ou chocolate nos pelos; e o alelo e impede a deposição de pigmento no pelo.

Dentre 36 cães resultantes de cruzamentos de cães heterozigóticos nos dois lócus com cães duplo-homozigóticos recessivos, quantos com pelagem preta, chocolate e dourada, respectivamente, são esperados?

  1. 0, 0 e 36.
  2. 9, 9 e 18.
  3. 18, 9 e 9.
  4. 18, 0 e 18.
  5. 18, 18 e 0.

15. (UECE) Em relação à herança, assinale com V ou F conforme seja verdadeiro ou falso o que se afirma a seguir.

( ) Na dominância completa, os heterozigotos apresentam fenótipo intermediário entre os dos homozigotos.

( ) Quando ocorre a codominância, os heterozigotos apresentam o mesmo fenótipo de um dos homozigotos.

( ) Alelos letais causam a morte de seus portadores e são considerados: dominante, quando apenas um está presente; ou recessivo, quando os dois estão presentes.

( ) A pleiotropia é o fenômeno em que o gene determina a expressão de mais de uma característica.

Está correta, de cima para baixo, a seguinte sequência:

  1. F, F, V, V.
  2. V, V, F, F.
  3. V, F, V, F.
  4. F, V, F, V.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



.