Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

Esquistossomose

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Esquistossomose com questões de Vestibulares.





01. (FGV-SP) Determinados materiais didáticos citam o caramujo planorbídeo, Biomphalaria glabrata, como o transmissor da esquistossomose, doença conhecida popularmente como barriga d’água.

Trata-se de uma imprecisão conceitual, uma vez que, no ciclo dessa parasitose, o caramujo atua como

  1. hospedeiro definitivo, assim como o ser humano, uma vez que ambos são contaminados pelo platelminto.
  2. vetor do parasita, tendo em vista que, em seu interior, ocorre reprodução sexuada do nematelminto.
  3. hospedeiro intermediário, pois, em seu interior, ocorre a multiplicação das formas infestantes do verme.
  4. agente etiológico, no qual o combate eficiente consiste em uma importante medida profilática.
  5. hospedeiro definitivo ou intermediário, dependendo do nível da contaminação com relação ao protozoário.

02. (Fuvest) A esquistossomose é uma doença que tem forte impacto na saúde pública brasileira. Os grupos do parasita (I) e do seu hospedeiro intermediário (II) e a forma de infestação (III) são:

  1. I‐protozoário; II‐artrópode; III‐picada de mosquito.
  2. I‐nematódeo; II‐molusco; III‐penetração pela pele.
  3. I‐protozoário; II‐artrópode; III‐picada de barbeiro.
  4. I‐platelminto; II‐mamífero; III‐ingestão de carne crua.
  5. I‐platelminto; II‐molusco; III‐penetração pela pele.

03. (UNIC)

Analisando-se o ciclo parasitário ilustrado e com base nos conhecimentos acerca de endemias, analise as afirmativas e marque com V as verdadeiras e com F, as falsas.

( ) O ciclo do parasita ilustrado, apresenta como hospedeiro intermediário um organismo triploide e desprovido de celoma.

( ) No interior do hospedeiro definitivo, o parasita apresentará dimorfismo sexual e maturação sexual.

( ) A Shistossoma mansoni apresenta um desenvolvimento direto e entrará no organismo humano de maneira ativa, provocando desconforto.

( ) Uma das profilaxias da esquistossomose implica construção de redes de esgoto e tratamento do doente.

A alternativa que contém a sequencia correta, de cima para baixo, é a

  1. V F V F
  2. V F F V
  3. F V V F
  4. F V F V
  5. F F V V

04. (UFPR) Texto 1: A candidata a uma vacina que poderá proteger os seres humanos da esquistossomose passou na fase inicial dos testes clínicos. Totalmente desenvolvida no Brasil, ela tem como alvo o verme Schistosoma mansoni, que provoca a doença. O imunizante usa uma proteína chamada de Sm14 para que o ataque do parasita no corpo humano seja neutralizado.

(<Fonte: http://revistapesquisa.fapesp.br/2016/05/19/vacina-contra-esquistossomose/>. Acessado em 08/08/2016.)

Texto 2: Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Botucatu conseguiram autorização do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes em humanos do soro antiapílico (antiveneno de abelhas). O soro, composto por uma imunoglobulina heteróloga, será o primeiro do mundo.

(Fonte: <http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/soro-antiveneno-de-abelha-comeca-ser-testado-em-humanos-este-mes-19046264>. Acesso: 24/04/16.)

A proteína Sm14 e a imunoglobulina heteróloga atuam no organismo, respectivamente, como:

  1. anticorpo e antígeno.
  2. antígeno e antialérgico.
  3. antialérgico e anticorpo.
  4. antígeno e anticorpo.
  5. anticorpo e antialérgico.

05. (UEFS)

Considerando-se o diálogo entre as personagens, Joana e seu amigo, e com os conhecimentos acerca da esquistossomose, é correto afirmar:

  1. Joana é um organismo triblástico, celomado e deuterostomado que, taxonomicamente, faz parte do mesmo reino de seu amigo.
  2. O amigo de Joana, o Schistosoma mansoni, verme nematelminto, se reproduz assexuadamente.
  3. Joana é muito importante para o desenvolvimento de vegetais, como as gimnospermas por viabilizar a polinização de seus grãos-de-pólen não alados.
  4. Joana e seu amigo são esquizocelomados e podem apresentar equivalência ecológica.
  5. Uma das melhores profilaxias contra o desenvolvimento da esquistossomose seria a eliminação do amigo de Joana.

06. (UEMA) Os padrões e a frequência com que as infecções parasitárias, tais como malária e esquistossomose ocorrem em determinadas localidades dependem de interações complexas entre hospedeiros, parasitas e ambiente. A ação do homem dominando e alterando a natureza pode se constituir em fator de progresso e de melhoria da qualidade de vida, porém, também pode introduzir ou espalhar infecções parasitárias, minimizando ou até inviabilizando os efeitos benéficos sobre o bem-estar da população.

CHIEFF, P.P. Alterações ambientais e infecções parasitárias. Arq. Med. v.47, n.1. março de 2002. Adaptado.

Segundo o texto, as alterações ambientais provocadas pela atividade humana influenciam a incidência de infecções, pois

  1. populações que vivem em ambientes com grande complexidade e com grande diversidade biológica apresentam menores taxas de infecção e menor gama de espécies parasitas.
  2. variações de temperatura e de precipitação pluviométrica são fatores decisivos na distribuição e na consequente transmissão da malária.
  3. alterações decorrentes da urbanização facilitam a transmissão da malária, ao determinar o aumento de sítios naturais que funcionam como criadouros de anofelinos.
  4. alterações ambientais e movimentos migratórios não podem ser associados ao espraiamento da esquistossomose mansônica.
  5. modificações efetuadas na distribuição natural de recursos hídricos como canalização de rios, construção de diques ou represas podem diminuir a transmissão da esquistossomose.

07. (UFU) A figura representa, esquematicamente, o ciclo de vida de Schistosoma mansoni.

A partir da análise do ciclo, considere as afirmativas a seguir.

I. A larva do esquistossomo que penetra ativamente pela pele ou pela mucosa das pessoas, infestando-as, é um protozoário flagelado denominado cercária.

II. Na profilaxia dessa doença é importante construir redes de água e esgoto, exterminar o caramujo hospedeiro, bem como evitar o contato com águas possivelmente infestadas por cercárias.

III. O caramujo Biomphalaria representa o hospedeiro intermediário das larvas ciliadas (miracídios). Estas originam, de modo assexuado, larvas dotadas de cauda (as cercárias).

IV. A esquistossomose é ocasionada pela presença da larva do Schistosoma mansoni, e a infestação do homem é ocasionada pela ingestão de ovos do parasita liberados nas fezes de pessoas infectadas.

Assinale a alternativa que apresenta, apenas, as afirmativas corretas.

  1. II e III e IV.
  2. I e IV.
  3. I, II e III.
  4. II, III.

08. (UPE) Pesquisadores de Pernambuco notificaram um surto de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas (PE) em 2000, quando 662 pessoas tiveram diagnóstico positivo. A infecção humana em massa ocorreu no feriado de 7 de setembro, quando chuvas pesadas provocaram a enchente do rio Ipojuca que invadiu as residências. A maioria dos casos agudos foi em residentes locais que tiveram exposição diária às cercarias durante três semanas, até que as águas baixassem.

(Fonte: BARBOSA, C. S. et al. 2001. Epidemia de esquistossomose aguida na praia de Porto de Galinhas. Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, H(3): 725-728, mai-jun, 2001.)

Após análise dos resultados, os pesquisadores levantaram algumas hipóteses, sendo a mais plausível para explicar o surto a seguinte:

  1. Caramujos de Biomphalaria glabrata foram trazidos pelas enchentes, colonizando as margens do estuário e áreas alagadas das residências. Cercarias presentes no ambiente penetraram no caramujo, desenvolvendo-se até a fase adulta. O consumo de caramujos do mangue levou à contaminação das pessoas.
  2. As pessoas foram infectadas diretamente pelo platelminto parasita Schistosoma mansoni através da ingestão da água contaminada, durante a enchente.
  3. O estabelecimento de residências nessas áreas exigiu uma quantidade considerável de areia tanto para aterros como para a preparação das massas utilizadas na construção. Essa areia, procedente de leitos de rios, pode ter sido o veículo que introduziu a espécie Biomphalaria glabrata na localidade.
  4. Após a enchente, o terreno das casas e a areia da praia foram infestados por Schistosoma mansoni, e o contato com a pele permitiu a contaminação das pessoas. A fase larval da espécie está relacionada, diretamente, à falta de saneamento básico.
  5. As larvas de Schistosoma mansoni infectaram animais domésticos, como porcos, e as fezes, emcontato com a pele humana, permitiram a contaminação das pessoas após a enchente do rio Ipojuca.

09. (CESGRANRIO) A vacina contra esquistossomose, ou barriga d’água, desenvolvida e patenteada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC), que pertence à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, pode chegar ao mercado em três ou quatro anos, segundo a diretora do IOC, a médica infectologista Tania Araújo Jorge. “É a primeira vacina no mundo contra parasitas. Até hoje, só existem doses contra vírus e bactérias. Ainda precisamos passar por mais três fases de testes clínicos em humanos. Completamos apenas a primeira”, diz.

A esquistossomose é causada por um esquistossomo, animal invertebrado do filo dos platelmintos, e atinge 198 milhões de pessoas na África e 2 milhões no Brasil, além de ameaçar outros 800 milhões em 70 países. Sintomas como anemia, febre e diarreia são os mais comuns. Os testes iniciais contra a doença foram feitos desde maio do ano passado com 20 adultos voluntários que vivem no Rio, área considerada não endêmica, ou seja, onde não há transmissão ativa do parasita. Cada indivíduo recebeu três doses.

Disponível em: <http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/06/ vacina-contra-esquistossomose-pode-sair-em-4-anos-diz-medicabrasileira. html>. Acesso em: 3 out. 2012. Adaptado.

A vacina experimental contra a esquistossomose será eficaz para o combate ao parasito no organismo humano se for capaz de

  1. aumentar a formação de cercárias provenientes dos ovos encontrados nas fezes humanas.
  2. impedir a eclosão de ovos de Schistosoma mansoni no intestino dos seres humanos.
  3. impedir a penetração dos miracídeos nos caramujos planorbídeos encontrados em córregos e lagoas.
  4. inibir a formação de anticorpos em seres humanos, o que contribuiria para o combate do Schistosoma mansoni .
  5. induzir em seres humanos uma resposta imunológica capaz de combater o Schistosoma mansoni.

10. (Unesp) O Schistosoma mansoni é o causador da esquistossomose. No homem, os esquistossomos vivem fixados em veias das vísceras abdominais, principalmente no:

  1. estômago.
  2. fígado.
  3. pâncreas.
  4. intestino grosso.
  5. intestino delgado.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp