Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

Superbactérias

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Superbactérias com questões de Vestibulares.





01. (UNESC) A Organização Mundial de Saúde assume-se cada vez mais preocupada com os "superbactérias" e alerta sobre os riscos da resistência de microrganismos a antibióticos, algumas bactérias já são imunes a todos os antibióticos disponíveis. Do ponto de vista evolutivo podemos afirmar que a resistência bacteriana a antibióticos é exemplo de:

  1. Uso e desuso, pois a necessidade de sobrevivência faz com que os microrganismos resistam ao medicamento.
  2. Criacionismo, pois microrganismos resistentes são criados a partir de outros existentes.
  3. Seleção natural, pois os microrganismos se esforçam para adaptarem-se ao meio tornando-se resistentes.
  4. Seleção natural, pois os organismos mais resistentes aos medicamentos sobrevivem.
  5. Uso e desuso, pois as mutações selecionam os organismos mais adaptados ao meio.

02. (UCS) O termo “superbactérias” é atribuído a bactérias que desenvolveram resistência a antibióticos. No Brasil, nos últimos anos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) tem aumentado o controle do uso dos antibióticos.

Assinale a alternativa que justifica esse controle na utilização de antibióticos.

  1. O uso abusivo de antibióticos e a capacidade de as bactérias manterem ou transmitirem genes de resistência a antibióticos.
  2. O uso indiscriminado de antibióticos no tratamento da gripe H1N1.
  3. A indicação de antibióticos para o tratamento de Dengue, Zika e Chikungunya.
  4. O uso indiscriminado de probióticos em rações de animais de criação.
  5. O uso de antibióticos na água em produções agrícolas no combate à cisticercose.

03. (ACAFE) Antibiótico utilizado na União Soviética é a nova esperança contra as superbactérias

Cientistas chineses conseguiram sintetizar em laboratório uma complexa substância antimicrobiana produzida de maneira natural por uma bactéria do solo, a albomicina delta-2, uma molécula que chegaria num momento crítico. Um relatório elaborado para o Governo britânico informa que as superbactérias – imunes aos fármacos conhecidos, por causa de mutações espontâneas – matarão 10 milhões de pessoas por ano a partir de 2050, quase dois milhões de mortes a mais que as provocadas pelo câncer.

Fonte: El País, 05/09/2018. Disponível em: https://brasil.elpais.com

A respeito do tema, analise as afirmações a seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

( ) Algumas bactérias participam da biorremediação, também chamada de remediação biológica, em que removem ou neutralizam diversos poluentes tóxicos (orgânicos e inorgânicos) do meio ambiente.

( ) Superbactérias é o nome dado ao grupo de bactérias que consegue resistir ao tratamento com o uso de uma grande quantidade de antibióticos. Essa resistência surge a partir de mutações adaptativas induzidas pelo uso incorreto ou desnecessário de antibióticos.

( ) Através da engenharia genética é possível usar bactérias geneticamente modificadas, nas quais foram inseridos genes humanos para produzir proteínas humanas, como por exemplo, hormônio do crescimento e insulina.

( ) As bactérias podem se reproduzir sexuadamente através da conjugação, da transdução e da transformação. Nessa última, moléculas de DNA são transferidas de uma bactéria para outra usando vírus como vetores, os vírus bactériófagos.

( ) Doenças causadas por bactérias são denominadas de bacterioses. Entre as doenças bacterianas podemos citar: botulismo, cólera, coqueluche, difteria, gonorreia, hanseníase e leptospirose.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

  1. F - V - F - F - V
  2. V - F - F - V - V
  3. F - V - V - F - F
  4. V - F - V - F - V

04. (ACAFE) OMS alerta para falta de novos antibióticos e pede mais investimentos

Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre a "séria escassez" de novos antibióticos para combater bactérias cada vez mais resistentes, e defendeu redobrar os investimentos diante desta "crescente ameaça" à saúde mundial. A tuberculose resistente, a cada ano mata 250 mil pessoas no planeta. A OMS publicou em fevereiro uma lista de 12 famílias de "superbactérias", contra as quais considera urgente desenvolver novos medicamentos, a exemplo de enterobactérias como Klebsiella e E.coli.

Fonte: g1.globo, 22/09/2017 (Adaptado) Disponível em: http://g1.globo.com.br

Considerando as informações contidas no texto e os conhecimentos relacionados ao tema é correto afirmar, exceto:

  1. Bactérias são micro-organismos unicelulares, procariontes, desprovidos de envoltório nuclear e organelas membranosas, pertencentes ao Reino Monera.
  2. A tuberculose, a difteria, a brucelose e a coqueluche são doenças infecciosas transmitidas principalmente pelo contato direto com o doente e por gotículas de secreção respiratória eliminadas por tosse, espirro ou ao falar.
  3. Plasmídeos são moléculas de DNA extra cromossomais, capazes de se reproduzirem independentemente do DNA cromossômico. Eles possuem variadas funções de acordo com os seus tipos como, por exemplo, a resistência a antibióticos.
  4. A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões. Alguns grupos populacionais possuem maior vulnerabilidade a essa doença devido às condições de saúde e de vida à que estão expostos.

05. (IFMT) SUPERBACTÉRIA PODE CAUSAR DOENÇAS INTRATÁVEIS - E ASSUSTA OS MÉDICOS

Uma superbactéria mutante pode ser o fim da era dos antibióticos e criar as primeiras infecções impossíveis de tratar. O Departamento de Defesa dos EUA encontrou uma bactéria resistente à colistina, um dos antibióticos usados como "último recurso" em infecções que resistem a outros remédios.

(Disponível em: http://super.abril.com.br/ciencia/superbacteria-pode-causar-doencas-intrataveis-e-assusta-os-medicos. Acessado em ago. 2016).

O surgimento das superbactérias pode ser explicado pelo fato de as bactérias

  1. apresentarem genes de resistência aos antibióticos e serem selecionadas positivamente.
  2. apresentarem plasmídeos em grande número, o que confere resistência aos antibióticos.
  3. terem seu material genético modificado pelo uso dos antibióticos.
  4. serem constantemente submetidas a antibióticos os quais as tornam resistentes.
  5. possuírem tendência de se acostumar com os antibióticos e serem selecionadas naturalmente.

06. (UFU) A Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC), também conhecida como superbactéria, quando entra no organismo, é capaz de produzir infecções graves. O surto da bactéria está frequentemente relacionado ao uso indiscriminado de antibióticos. A seguir está representado como surgem cepas resistentes.

Considerando os argumentos neodarwinistas para explicar a multirresistência da KPC aos antibióticos, é INCORRETO afirmar que:

  1. Bactérias resistentes podem transferir a outras bactérias anéis de DNA que garantem a variabilidade entre bactérias, conferindo resistência aos antibióticos.
  2. A utilização de antibióticos de forma indiscriminada propicia a seleção de bactérias resistentes.
  3. O uso de antibióticos provoca alterações no DNA da bactéria, tornando-a cada vez mais resistente.
  4. O mecanismo de mutação no código genético das bactérias pode conferir resistência a antibióticos.

07. (EMESCAM) Atualmente, na UTI dos hospitais, podem estar presentes as denominadas superbactérias que são resistentes a um grande número de antibióticos.

Para prevenir o surgimento dessas cepas perigosas de bactérias, devem-se adotar os seguintes procedimentos, exceto:

  1. Controlar a aquisição dos antibióticos através da venda sob prescrição médica.
  2. Controlar a utilização dos antibióticos com relação às suas dosagens apropriadas.
  3. Utilizar os antibióticos apenas até o desaparecimento dos sintomas da infecção.
  4. Manter em isolamento os pacientes infectados por essas bactérias.
  5. Proceder a um controle rigoroso das medidas de higiene hospitalar.

08. (PUC-SP) O termo ‘superbactérias’ é atribuído às bactérias que de - sen volvem resistência a, praticamente, todos os antibió - ticos. Vários fatores estão envolvidos na disseminação desses micro-organismos multiressistentes, incluindo o uso abusivo de antibióticos, procedimentos invasivos (cirurgias, implantação de próteses médicas e outros) e a capacidade das bactérias de transmitir seu material genético.

(Ciência Hoje, n.º 287 de 2011.)

A partir da leitura do texto e de seus conhecimentos de biologia, é correto afirmar que

  1. os antibióticos provocam alterações diretas no RNA, que é o material genético das bactérias.
  2. os antibióticos provocam alterações diretas no DNA, que é o material genético das bactérias.
  3. os antibióticos provocam alterações diretas nas proteínas bacterianas, uma vez que esses polipeptídeos constituem o material genético desses procariontes.
  4. bactérias portadoras de mutações provocadas por antibióticos perdem a capacidade de transmitir genes a seus descendentes.
  5. Na população em geral, e principalmente no ambiente hospitalar, há uma seleção de genes bacterianos que determinam resistência a antibióticos.

09. (UNEB) Um material minúsculo pode ser o mais novo aliado no combate à proliferação de superbactérias, responsáveis por um númerocada vez maior de infecções e mortes em todo o mundo. Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista, UNESP, Campus de Araraquara, e da Universidade Federal de São Carlos, UFSCar, comprovaram a ação bactericida de nanopartículas de tungstato de prata em testes com a bactéria Staphylococcus aureus, resistente à meticilina, SARM, uma das mais disseminadas, tanto no ambiente hospitalar quanto fora dele. O tungstato de prata é um material desenvolvido recentemente por um outro grupo de pesquisadores. Eles usaram microscópios eletrônicos para irradiar elétrons sobre nanopartículas de tungstato de prata, o que levou ao surgimento de filamentos de prata na superfície do material.

O crescimento de filamentos de prata no tungstato potencializou a já conhecida capacidade do material de combater a proliferação de bactérias. Isso aconteceu porque os filamentos de prata são altamente reativos em meio úmido — onde podem se formar colônias de superbactérias — e produzem radicais livres, que combatem os micro-organismos. Os radicais livres reagem com as diferentes moléculas presentes no biofilme, provocando uma alteração no metabolismo de sua membrana, o que causa a morte das bactérias. As bactérias superresistentes, que surgiram, em parte, devido ao uso indiscriminado de antibióticos ao longo do tempo, tornaram-se um grave problema de saúde pública. O fato de esses micro-organismos serem muito tolerantes aos remédios torna as infecções por eles causadas mais agressivas ao ser humano. (RIBEIRO. 2013. p. 20).

Considerando a capacidade cada vez mais ampla de as bactérias desenvolverem resistência aos medicamentos, é correto afirmar:

  1. A variabilidade genética presente no grupo de bactérias favorece o aumento do seu potencial adaptativo, permitindo que as cepas, naturalmente resistentes, possam sobreviver à utilização de medicamentos.
  2. Bactérias que naturalmente apresentam resistência ao ambiente são modificadas geneticamente pelos medicamentos, aumentando assim a sua capacidade de sobrevivência.
  3. As infecções causadas pelas bactérias se tornam cada vez mais agressivas devido às modificações genéticas causadas pelos tipos de medicamentos atualmente utilizados.
  4. Os medicamentos induzem alterações mutacionais em grupos de bactérias, que passam a ser progressivamente insensíveis ao tratamento médico.
  5. As superbactérias são resultado da ação da seleção natural sobre os tipos de medicamentos utilizados nas infecções hospitalares.

10. (Unicentro) Nos hospitais, superbactérias, criadas em uma dieta de antibióticos estão em toda parte. Nos Estados Unidos, infecções hospitalares vitimam um paciente em cada 10, causam 90 mil mortes anuais e custam mais de 11 bilhões de dólares por ano. No Brasil, segundo a ANVISA, não temos dados estatísticos atualizados. Mas sabemos que mortes por infecções adquiridas em hospitais ocorrem diariamente em nosso país.

(PENA, 2009).

A situação apresentada no texto e na imagem retrata a crescente resistência das bactérias aos antibióticos, o que representa um grave problema de saúde pública em todo o mundo.

Considerando argumentos neodarwinistas para explicar a resistência das bactérias aos antibióticos, identifique com V as proposições verdadeiras e com F, as falsas:

( ) Os mecanismos de mutação e recombinação gênica podem explicar a existência de variabilidade entre bactérias de uma espécie, com formas sensíveis e resistentes a antibióticos.

( ) Nos hospitais, determinado antibiótico pode atuar favorecendo a seleção natural, ao eliminar bactérias sensíveis e permitir que uma espécie geneticamente resistente a esse medicamento sobreviva no meio.

( ) A exposição excessiva de bactérias hospitalares sensíveis a antibióticos promove a sua adaptação ao contato com o medicamento, condição que é transmitida para as futuras gerações de bactérias.

( ) Bactérias resistentes a um antibiótico são mantidas no meio ambiente e proliferam, perpetuando essa condição.

A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a

  1. V V F V
  2. V F F V
  3. F F V F
  4. V F V V
  5. F V F V

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp