Home > Banco de Questões > Biologia > Microbiologia >

Dengue, Chikungunya e Zika

Lista de 15 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Dengue, Chikungunya e Zika com questões de Vestibulares.





01. (UEA) Dados parciais obtidos pela Fundação de Vigilância Sanitária (FVS) apontam que o Amazonas registrou já no primeiro mês de 2017 cerca de dois mil casos de malária. Até o dia 26 de janeiro, entre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a dengue teve o maior número de casos registrados, totalizando 357, foram registrados ainda 8 casos de chikungunya, e 15 de zika. Nenhum caso de febre amarela foi notificado no estado até essa data.

(http://g1.globo.com. Adaptado.)

A notícia faz referência aos registros de casos de cinco enfermidades: malária, dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Todas essas enfermidades são

  1. prevenidas por meio de vacinação e combate ao vetor.
  2. classificadas como parasitoses contagiosas.
  3. causadas por microrganismos de mesmo grupo taxonômico.
  4. transmitidas por vetores pertencentes à mesma classe.
  5. tratadas com antibióticos específicos.

02. (FGV-SP) O Instituto Butantan está na fase final dos testes da vacina contra a dengue, a qual imunizará as pessoas, com uma só aplicação, para os quatro sorotipos virais existentes.

Com base no aspecto imunológico, é correto afirmar que a vacina produzida pelo Instituto Butantan contém

  1. quatro tipos de antígenos que estimulam a produção de quatro tipos de anticorpos, na resposta imunitária primária.
  2. um tipo de antígeno que estimula a produção de quatro tipos de anticorpos, na resposta imunitária primária.
  3. quatro tipos de anticorpos que estimulam a produção de quatro tipos de antígenos, na resposta imunitária secundária.
  4. um tipo de anticorpo que estimula a produção de quatro tipos de antígenos, na resposta imunitária secundária.
  5. quatro tipos de antígenos que estimulam a produção de um tipo de anticorpo, na resposta imunitária primária.

03. (UNESP) O quadro apresenta alguns dos sinais clínicos que ajudam a distinguir os casos de dengue, de zika e de chikungunya.

As diferenças no quadro clínico de cada uma dessas doenças devem-se

  1. às características dos diferentes vetores dos agentes causadores da dengue, da zika e da chikungunya.
  2. às características e estratégias infecciosas dos diferentes agentes causadores da dengue, da zika e da chikungunya.
  3. às características climáticas das diferentes regiões geográficas onde ocorrem a dengue, a zika e a chikungunya.
  4. aos diferentes modos de transmissão dos agentes causadores da dengue, da zika e da chikungunya.
  5. às diferenças na resposta imunológica dos infectados em resposta ao mesmo agente causador da dengue, da zika e da chikungunya.

04. (UPE) “As emergências permanecem lotadas de pessoas que adoecem com sintomas de Dengue, Chikungunya e Zika. Não bastassem as doenças do Aedes aegypti, outras, também causadas por vírus e consideradas sazonais, voltam a se tornar mais incidentes e merecem os mesmos cuidados das doenças transmitidas pelo mosquito. O problema é que muitas das viroses têm sintomas parecidos, mas que precisam ser diferenciados para que possam ser prescritos medicamentos adequados e recomendações que amenizem o sofrimento dos pacientes”

(Jornal do Commercio, 25 de fevereiro de 2016. Adaptado).

Leia as afirmações abaixo:

I. Normalmente, a primeira manifestação da Dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele.

II. Os principais sintomas da Chikungunya são: febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Podem ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

III. Cerca de 50% das pessoas infectadas pelo vírus Zika desenvolvem manifestações clínicas nos primeiros dois dias. Os principais sintomas são: dor de cabeça, febre alta, dores fortes nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos.

Quanto aos sintomas da Dengue, Chikungunya e Zika, está CORRETO o que se afirma em

  1. I, II e III.
  2. II e III, apenas.
  3. I, apenas.
  4. I e II, apenas.
  5. III, apenas.

05. (UEA) Dados parciais obtidos pela Fundação de Vigilância Sanitária (FVS) apontam que o Amazonas registrou já no primeiro mês de 2017 cerca de dois mil casos de malária. Até o dia 26 de janeiro, entre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a dengue teve o maior número de casos registrados, totalizando 357, foram registrados ainda 8 casos de chikungunya, e 15 de zika. Nenhum caso de febre amarela foi notificado no estado até essa data.

(http://g1.globo.com. Adaptado.)

A notícia faz referência aos registros de casos de cinco enfermidades: malária, dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Todas essas enfermidades são

  1. prevenidas por meio de vacinação e combate ao vetor.
  2. transmitidas por vetores pertencentes à mesma classe.
  3. classificadas como parasitoses contagiosas.
  4. tratadas com antibióticos específicos.
  5. causadas por microrganismos de mesmo grupo taxonômico.

06. (UNICAMP) Campinas viveu no verão deste ano a maior epidemia de dengue da sua história e situação semelhante foi observada em outras cidades brasileiras. Indique o vetor dessa virose, onde ele se reproduz e a situação de temperatura que influencia sua reprodução.

  1. O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se no solo e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17º C.
  2. O vetor do vírus da dengue é o C ulex quiquefasciatus. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água suja e há aumento na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17º C.
  3. O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água limpa e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17º C.
  4. O vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Sua reprodução se dá no solo e sofre aumento em temperaturas abaixo de 17º C.

07. (UDESC) Nos últimos dias vários meios de comunicação têm noticiado casos de dengue em diferentes Estados do Brasil. Em alguns destes Estados os números indicam uma situação epidêmica, segundo os parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Analise as proposições em relação à dengue, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

( ) A doença é adquirida pela picada de um hemíptero, denominado

cientificamente de Triatoma infestans.

( ) Existem duas formas de dengue: a clássica e a hemorrágica.

( ) Por ser uma doença causada por bactérias do grupo Neisseria, a dengue pode ser tratada com antibiótico, o que garante a cura em mais de 90% dos casos.

( ) Uma das medidas mais eficazes do combate à dengue são as campanhas de vacinação, realizadas anualmente.

( ) Após contaminar-se uma vez com a dengue, o indivíduo adquire imunidade natural e não mais contrai a doença.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

  1. V – V – F – F – V
  2. V – V – V – F – V
  3. V – F – F – F – V
  4. F – V – F – F – F
  5. V – V – V – V – V

08. (PUC-PR) Febre chikungunya

A febre chikungunya é uma doença viral transmitida aos seres humanos por mosquitos, como o Aedes aegypti e A. albopictus, os mesmos que transmitem a dengue. Em razão da alta incidência desses mosquitos no país, os pesquisadores estimaram o risco de transmissão do vírus chikungunya por outras regiões do Brasil. Para isso, submeteram dados sobre a presença das duas espécies de mosquitos transmissores da doença a modelos matemáticos capazes de predizer possíveis padrões geográficos de disseminação do vírus. O vírus chikungunya (CHIKV) possui genoma de RNA positivo de fita simples, pertencente ao gênero Alphavirus da família Togaviridae

Fonte: Adaptado de: http://revistapesquisa.fapesp.br/2015/05/20/pesquisadores-identificam-linhagem-do-virus-chikungunya-no-brasil/.

As características do agente etiológico e da doença permitem inferir que:

  1. o risco de transmissão é maior, uma vez que o agente etiológico é específico a um único vetor.
  2. o genoma viral apresenta pareamento de bases nitrogenadas.
  3. o RNA do virion é de mesmo sentido que o RNA mensageiro e, portanto, funciona como RNA mensageiro, sendo totalmente ou parcialmente traduzido em proteínas na primeira etapa da replicação viral.
  4. a utilização de modelos matemáticos capazes de predizer possíveis padrões geográficos de disseminação do vírus será útil na imunização passiva de pessoas não afetadas pela febre chikungunya.
  5. Aedes aegypti e Aedes albopictus são espécies pertencentes ao mesmo gênero, mas de famílias diferentes.

09. (UNESP) Considere as seguintes manchetes, noticiadas por diferentes meios de comunicação no primeiro semestre de 2015:

Brasil pode ser o primeiro país a ter vacina contra a dengue.

Mosquito da dengue é o mesmo que transmite a febre chikungunya.

Sobre a relação existente entre esses dois temas, vacina contra dengue e febre chikungunya, é correto afirmar que a vacina

  1. diminuirá o número de casos de dengue, mas poderá contribuir para o aumento do número de pessoas com febre chikungunya.
  2. fará diminuir o tamanho das populações de Aedes aegypti, diminuindo o número de casos de dengue e o número de casos de febre chikungunya.
  3. tornará as pessoas imunes a ambas as doenças, mas a presença de mosquitos Aedes aegypti no ambiente continuará alta.
  4. tornará as pessoas imunes ao mosquito Aedes aegypti, mas não imunes aos agentes etiológicos da dengue e da febre chikungunya.
  5. protegerá contra a febre chikungunya apenas nos casos em que o Aedes aegypti for portador de ambos os agentes etiológicos.

10. (ACAFE) Novo mosquito transgênico pode ser mais eficiente contra dengue

Uma nova linhagem do mosquito Aedes aegypti geneticamente modificado (GM) deve ser testada em breve na cidade de Indaiatuba (SP). O inseto é uma versão aprimorada do mosquito já aprovado pela Comissão Técnica de Biossegurança (CTNBio) no Brasil e por outras agências que avaliam biossegurança em outros países do mundo, a exemplo do Panamá e das Ilhas Cayman. A primeira geração de mosquitos da dengue GM produz descendentes que herdam um gene autolimitante, tornando-os incapazes de chegar à fase adulta. A nova variedade, porém, tem filhotes machos que conseguem sobreviver e, ao cruzar com fêmeas selvagens, passam a modificação genética para seus descendentes.

Fonte: CIB, 13/09/2017. Disponível em: http://cib.org.br

Considere as informações do texto e os conhecimentos relacionados ao tema, analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa que contém todas as corretas.

l. Transgênicos são organismos vivos que receberam material genético de uma espécie diferente, através de técnicas desenvolvidas pela engenharia genética.

ll. A dengue, a febre chikungunya, a febre Zika, a febre amarela e a malária são exemplos de doenças virais transmiti das pelo mosquito Aedes aegypti.

lll. A dengue é uma doença cujo período de maior transmissão em muitas regiões coincide com o verão devido aos fatores climáticos favoráveis à proliferação de seu vetor, o Aedes aegypti.

lV. Biossegurança é o conjunto de ações e procedimentos voltados para a prevenção, proteção, minimização de riscos inerentes à exposição, manipulação e uso de organismos vivos e seus derivados, com o objetivo de evitar danos e efeitos adversos aos seres humanos, aos animais e ao meio ambiente.

V. Os insetos podem ser vetores de doenças causadas por vírus, por bactérias e por protozoários. A doença de chagas é um exemplo de doença causada por protozoário e transmitida por mosquito, o Triatoma infestans, popularmente conhecido como barbeiro ou bicudo.

  1. II - III - V
  2. I - III - IV
  3. IV - V
  4. III - IV

11. (ACAFE) A febre do Zika vírus é uma doença aguda, cujo vírus causador da doença foi identificado pela primeira vez no Brasil em abril de 2015. O vírus Zika recebeu a mesma denominação do local de origem de sua identificação em 1947, após detecção em macacos sentinelas para monitoramento da febre amarela, na floresta Zika, em Uganda.

A figura a seguir representa as Unidades da Federação com casos autóctones de febre pelo vírus Zika com confirmação laboratorial até a Semana Epidemiológica 9, Brasil, 2016.

A figura a seguir representa as Unidades da Federação com casos autóctones de febre pelo vírus Zika com confirmação laboratorial até a Semana Epidemiológica 9, Brasil, 2016.

Nesse sentido, analise as afirmações a seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

( ) O Zika vírus (ZIKAV) é um DNA vírus, do gênero Flavivírus. Até o momento, são conhecidas e descritas duas linhagens do vírus: uma Africana e outra Asiática.

( ) A febre do Zika é uma doença viral, transmitida principalmente por mosquitos, tais como Aedes aegypti, caracterizada por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias.

( ) O principal modo de transmissão descrito do vírus Zika é por vetores. No entanto, está descrita na literatura científica a ocorrência de transmissão ocupacional em laboratório de pesquisa e perinatal, além da possibilidade de transmissão transfusional.

( ) Em relação às medidas de prevenção e controle da febre por Vírus Zika, deve-se reduzir a densidade vetorial por meio da eliminação da possibilidade de contato entre mosquitos e água armazenada em qualquer tipo de depósito, impedindo o acesso das fêmeas por intermédio do uso de telas/capas ou mantendo-se os reservatórios ou qualquer local que possa acumular água totalmente cobertos. A proteção individual por meio do uso de repelentes também pode ser implementada pelos habitantes.

( ) Assim como a dengue e a febre Zika, a febre Chikungunya é uma doença infecciosa febril, causada por um vírus, tendo como vetor exclusivo o mosquito Aedes aegypti.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

  1. F - V - V - V - F
  2. F - V - F - V - V
  3. V - F - V - F - V
  4. V - V - V - F - V

12. (UNESP) Atendendo à demanda da ONU, que propõe o combate ao vetor da zika, dengue e chikungunya, mosquitos machos serão criados em laboratório e expostos a raios X e raios gama. Os procedimentos de irradiação serão realizados em equipamentos de raios X e em irradiadores que têm como fonte de raios gama o isótopo cobalto-60, também sob diferentes condições quanto à taxa e dose de radiação absorvida. Depois de irradiados, esses mosquitos serão soltos no ambiente.

(www.ipen.br. Adaptado.)

A técnica proposta pela ONU é mais uma forma de combater as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti porque

  1. a radiação nuclear causa mutações no genoma dos insetos machos que são transmitidas aos descendentes, tornando-os incapazes de transmitirem os vírus aos humanos.
  2. os mosquitos irradiados contaminam as fêmeas durante a cópula com a mesma radiação a que foram submetidos, desta forma as fêmeas morrem, impedindo a transmissão dos vírus aos humanos.
  3. os mosquitos machos tornam-se radioativos e, durante o cruzamento, esta radiação inativa os vírus presentes na fêmea que, mesmo transmitidos aos humanos, não causam doenças.
  4. os mosquitos irradiados sofrem uma mutação genética que causa má formação do aparelho bucal usado para picar e sugar o sangue humano, impedindo a transmissão dos vírus aos humanos.
  5. os mosquitos irradiados tornam-se estéreis e, após a cópula com fêmeas no ambiente, os ovos não se desenvolvem, reduzindo assim a população destes insetos e a transmissão das doenças.

13. (UDESC) Nos noticiários há muita ênfase às doenças: dengue, zica, febre amarela, chikungunya e mais recentemente a gripe H1N1 causadas por vírus.

Analise as proposições com relação à transmissão dos vírus.

I. Alguns tipos de vírus podem ser transmitidos pelo simples toque entre as pessoas.

II. Alguns vírus são transmitidos pelas secreções corporais.

III. Alguns vírus necessitam de insetos como vetores.

IV. Os vírus retêm sua capacidade infectante por pouco tempo, quando fora do organismo hospedeiro.

  1. Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
  2. Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
  3. Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
  4. Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
  5. Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

14. (UECE) “(...) No Brasil, a preocupação é que o Aedes aegypti e o Aedes albopictus, mosquitos transmissores da dengue e da febre amarela, têm todas as condições de espalhar a febre chikungunya por todo o País (...)” (Varella, 2014).

Sobre a nomenclatura usada no excerto acima, é correto afirmar que

  1. o nome do gênero deve ser iniciado por letra maiúscula; o nome da espécie deve ser iniciado por letra minúscula; para ambos os termos, se digitados, deve-se usar itálico e sublinhar.
  2. o nome do gênero deve ser iniciado por letra maiúscula; o nome da espécie deve ser iniciado por letra minúscula; para ambos os termos, se digitados ou escritos à mão, deve-se usar itálico.
  3. o nome do gênero deve ser iniciado por letra maiúscula; o nome da espécie deve ser iniciado por letra minúscula; para ambos os termos, se digitados ou escritos à mão, deve-se usar itálico e sublinhar.
  4. o nome do gênero deve ser iniciado por letra maiúscula; o nome da espécie deve ser iniciado por letra minúscula; para ambos os termos, se digitados, deve-se usar itálico.

15. (PUC-PR) A febre chikungunya é uma doença viral transmitida aos seres humanos por mosquitos, como o Aedes aegypti e A. albopictus, os mesmos que transmitem a dengue. Em razão da alta incidência desses mosquitos no país, os pesquisadores estimaram o risco de transmissão do vírus chikungunya por outras regiões do Brasil. Para isso, submeteram dados sobre a presença das duas espécies de mosquitos transmissores da doença a modelos matemáticos capazes de predizer possíveis padrões geográficos de disseminação do vírus. O vírus chikungunya (CHIKV) possui genoma de RNA positivo de fita simples, pertencente ao gênero Alphavirus da família Togaviridae

Fonte: Adaptado de: <http://revistapesquisa.fapesp.br/2015/05/20/pesquisadores-identificam-linhagem-do-virus-chikungunya-no-brasil/>.

As características do agente etiológico e da doença permitem inferir que:

  1. o risco de transmissão é maior, uma vez que o agente etiológico é específico a um único vetor.
  2. o genoma viral apresenta pareamento de bases nitrogenadas.
  3. o RNA do virion é de mesmo sentido que o RNA mensageiro e, portanto, funciona como RNA mensageiro, sendo totalmente ou parcialmente traduzido em proteínas na primeira etapa da replicação viral.
  4. a utilização de modelos matemáticos capazes de predizer possíveis padrões geográficos de disseminação do vírus será útil na imunização passiva de pessoas não afetadas pela febre chikungunya.
  5. Aedes aegypti e Aedes albopictus são espécies pertencentes ao mesmo gênero, mas de famílias diferentes.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp