Home > Banco de Questões > História > Simulados

Idade Moderna VI

Lista de 15 exercícios de História com gabarito sobre o tema Idade Moderna com questões de Vestibulares.



1. (UFPR) Considere o excerto abaixo sobre o livro Utopia, do escritor inglês Thomas Morus (1478-1535), lançado entre 1516 e 1518:

[...] Em sua obra Utopia, Morus descreve a vida numa ilha em formato de lua crescente, na qual tudo é dividido de maneira equânime entre as pessoas, onde não existe injustiça e violência e se vive confortavelmente. [...] na ilha de Utopia, o problema da exclusão social, tema candente de seu tempo, [...] seria resolvido de uma vez por todas. E de que maneira? Pela aplicação de todos ao trabalho [...]”.

(LOPES, M. A. Uma História da ideia de utopia: o real e o imaginário no pensamento político de Thomas Morus. História: Questões & Debates, Curitiba, n. 40, 2004, p. 141-142.)

A partir do trecho acima e dos conhecimentos sobre o início da Idade Moderna (1453-1789), é correto afirmar que a obra de Morus pertenceu ao:

  1. Iluminismo europeu e foi publicada no contexto do absolutismo inglês, em que o clero católico possuía privilégios, terras e metais preciosos, ao contrário da maioria da população.
  2. Renascimento europeu e foi publicada no contexto do republicanismo inglês, em que os parlamentares possuíam terras, títulos de nobreza e isenção de impostos, ao contrário da maioria da população.
  3. Arcadismo europeu e foi publicada no contexto do protecionismo inglês, em que o clero protestante possuía terras, privilégios e perdão de dívidas, ao contrário da maioria da população.
  4. Humanismo europeu e foi publicada no contexto do absolutismo inglês, em que a aristocracia possuía privilégios, terras e rendas, ao contrário da maioria da população.
  5. Romantismo europeu e foi publicada no contexto de expansionismo inglês, em que a monarquia possuía manufaturas, terras e ouro, ao contrário da maioria da população.

2. (UFMS) Em 2019, completaram-se 500 anos da morte de Leonardo Da Vinci, considerado um dos maiores expoentes do movimento denominado Renascimento Cultural. Esse movimento foi um marco importante na sociedade ocidental, pois promoveu uma mudança profunda na maneira de pensar, impactando crenças e valores que norteavam o homem europeu até então.

Sobre as características do Renascimento Cultural, assinale a alternativa correta.

  1. O conhecimento passou a ser dirigido pelo clero católico, que administrava escolas e universidades. Assim, essa nova visão de mundo foi compreendida a partir de um único caminho: o da fé e da religião.
  2. Surgiu na Península Itálica no final do século XIV e início do XV. Foi marcado por um espírito científico, de valorização da razão e do raciocínio lógico, colocando o ser humano como centro do universo.
  3. Surgiu na Península Itálica no século XVI. Promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais baseadas nas ideias de liberdade, igualdade e fraternidade.
  4. Surgiu na Península Itálica no final do século XIV e início do XV. Nesse contexto, muitos artistas e intelectuais foram buscar inspiração num período considerado por eles de grandes realizações e esplendor: o Egito antigo.
  5. Os renascentistas defendiam uma visão humanista, naturalista e teocêntrica, buscando superar a antiguidade clássica, período que classificaram como trevas, devido à falta de produção de conhecimento.

3. (UFPR) Considere as informações abaixo sobre o tráfico de africanos escravizados:

Pela rota transaariana, controlada por comerciantes mulçumanos do norte da África, circularam entre os anos 650 e 1910 cerca de 9.000.000 de escravos, numa média anual de 7100 indivíduos traficados.

Pela rota transatlântica, controlada pelos europeus cristãos, circularam entre os anos 1450 e 1900 cerca de 11.700.000 escravos, numa média anual de 26000 indivíduos traficados.

Fonte: M´BOKOLO, Elikia. África Negra. História e civilizações. São Paulo/Salvador: EdUFBA/Casa das Áfricas, 2009.

A partir da leitura dessas informações é CORRETO afirmar que o tráfico de africanos escravizados

  1. cresceu à medida que os comerciantes mulçumanos deixaram o comércio de seres humanos apenas em mãos de comerciantes europeus.
  2. tornou comerciantes cristãos e mulçumanos sócios a partir do interesse comum no aumento da média anual de seres humanos traficados.
  3. forneceu ao mundo muçulmano quantidades maiores de indivíduos tornados escravos do que a rota transatlântica ao americano.
  4. não foi um negócio exclusivo dos europeus, mas o volume e a intensidade de seu negócio foi maior que o do tráfico islâmico.

4. (UFRGS) Assinale a alternativa correta sobre a chamada Guerra dos Cem Anos (1337-1453), entre Inglaterra e França.

  1. O conflito marcou a gradual transformação dos exércitos feudais em forças militares profissionalizadas e iniciou o lento processo de decadência da aristocracia feudal nos respectivos países.
  2. A guerra foi vencida pela Inglaterra e teve como consequência a eclosão de rebeliões na França que culminaram com a deposição da dinastia dos Valois do trono francês.
  3. O confronto consolidou a transformação da Inglaterra na principal potência econômica do período moderno, por meio do processo de pacificação interna que se seguiu à guerra.
  4. A consequência da guerra para os dois países foi a consolidação de estruturas sociais feudais, tornadas mais fortes com o enfraquecimento das monarquias centrais.
  5. A origem do conflito foi a invasão da Inglaterra pela França e a subsequente instalação de uma dinastia pró-França no trono inglês, derrubada ao longo da guerra.

5. (UFT) Considere as informações abaixo sobre o tráfico de africanos escravizados:

Pela rota transaariana, controlada por comerciantes mulçumanos do norte da África, circularam entre os anos 650 e 1910 cerca de 9.000.000 de escravos, numa média anual de 7100 indivíduos traficados.

Pela rota transatlântica, controlada pelos europeus cristãos, circularam entre os anos 1450 e 1900 cerca de 11.700.000 escravos, numa média anual de 26000 indivíduos traficados.

Fonte: M´BOKOLO, Elikia. África Negra. História e civilizações. São Paulo/Salvador: EdUFBA/Casa das Áfricas, 2009.

A partir da leitura dessas informações é CORRETO afirmar que o tráfico de africanos escravizados

  1. cresceu à medida que os comerciantes mulçumanos deixaram o comércio de seres humanos apenas em mãos de comerciantes europeus.
  2. tornou comerciantes cristãos e mulçumanos sócios a partir do interesse comum no aumento da média anual de seres humanos traficados.
  3. forneceu ao mundo muçulmano quantidades maiores de indivíduos tornados escravos do que a rota transatlântica ao americano.
  4. não foi um negócio exclusivo dos europeus, mas o volume e a intensidade de seu negócio foi maior que o do tráfico islâmico.

6. (UEG) Leia o texto a seguir.

Na madrugada de 18 de Março, Paris acordou com o rebentamento do trovão vive la commune! Que é a Comuna, essa esfinge que atormenta o espírito burguês?

“Os proletários da capital – dizia o Comitê Central no seu manifesto do dia 18 de Março – no meio dos desfalecimentos e das traições das classes governantes, compreenderam que para eles tinha chegado a hora de salvar a situação tomando em mãos a direção dos negócios públicos.”

MAX, Karl. Vive la Comune! In: MARQUES, A. BERUTTI, F. FARIA, R. História contemporânea através de textos. São Paulo: Contexto, 2010. p. 56.

A citação refere-se à Comuna de Paris, movimento popular que controlou a capital francesa em 1871. O manifesto dos revolucionários acusou o governo francês de traição porque o mesmo

  1. obrigou os proletários a integrarem-se ao Exército para lutarem na guerra franco-prussiana.
  2. entregou as estratégicas regiões de Alsácia e Lorena para serem incorporadas à Prússia.
  3. coligou com a Inglaterra e Prússia contra os trabalhadores para evitar a revolução socialista.
  4. tentou desarmar a população de Paris, obedecendo às imposições do governo prussiano.
  5. autorizou a ocupação de Paris permanentemente pelo exército prussiano.

7. (UERR) Em 1776, treze colônias inglesas, no litoral leste da América do Norte, proclamavam sua Independência, que levaria a uma guerra revolucionária contra a Inglaterra e à promulgação de uma Constituição que serviria de modelo a muitos países. A jovem república, chamada de Estados Unidos da América (EUA), foi o farol de diversos movimentos libertários baseados na soberania popular, na América e na Europa, durante várias gerações. Em 2016, os EUA voltaram a surpreender o mundo, com a eleição de Donald Trump para a presidência da República, conforme o relato jornalístico abaixo:

Como foi a campanha que levou Trump à vitória na eleição dos EUA

“Antes de iniciar a campanha, o empresário era mais conhecido por sua imensa fortuna, por seus hotéis luxuosos, campos de golfe e cassinos que levam seu sobrenome, assim como por seus divórcios que ganharam espaço na imprensa sensacionalista e por ser o apresentador do reality show "O Aprendiz". [...] Durante a campanha, ele insultou mulheres, muçulmanos, latinos e afastou os negros. [...] Com seu famoso cabelo louro, sempre de terno, provoca fascínio e horror, dependendo de quem o analisa.”

(http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/mundo/noticia/2016/11/c omo-foi-a-campanha-que-levou-trump-a-vitoria-na-eleicaodos-eua-8215828.html - acesso em 12/11/2016).

Sobre a trajetória histórica dos EUA, assinale a única afirmação incorreta:

  1. Apesar dos revolucionários americanos terem afirmado a igualdade entre os homens e o direito de resistir à tirania, a Independência dos EUA não aboliu a escravidão, e os homens negros daquele país teriam de lutar por quase dois séculos para ter seus direitos políticos reconhecidos.
  2. Tanto a Declaração de Independência quanto a construção do novo regime republicano, influenciado pelas ideias iluministas, foram obra das elites das Treze Colônias.
  3. Uma forte característica dos EUA tem sido a recepção de dezenas de milhões de imigrantes, que ajudaram a formar sua população, sem que nenhum grupo étnico ou religioso sofresse discriminação ou preconceito.
  4. A Constituição dos EUA, ratificada em 1790, previa grande autonomia dos estados (federalismo) e um sistema de freios e contrapesos, com equilíbrio entre Executivo, Legislativo e Judiciário.
  5. A Ku Klux Klan (KKK), surgida após a derrota dos estados escravistas do Sul na Guerra da Secessão, é um movimento racista branco fundado com o objetivo de aterrorizar e combater negros, judeus, chineses e outros grupos considerados “inferiores” em defesa da honra, dos costumes e da moral cristã.

8. (UECE) As manifestações de maio de 1968 ainda representam os movimentos sociais mais importantes da história da França do século XX, pois reuniram um conjunto de características de natureza social, política e filosófica contra a sociedade tradicional, o capitalismo, o imperialismo e também contra

  1. a ditadura de François Mitterrand.
  2. o poder gaullista dominante.
  3. o golpe de estado efetuado por Georges de Pompidou.
  4. as reformas de Nicolas Sarkozy.

9. (ACAFE) No ano de 2017 lembra-se os 500 anos da Reforma Protestante. A publicação das 95 teses de Martinho Lutero iniciou um confronto entre Roma e o monge agostiniano.

Considere a Reforma Protestante e seus desdobramentos, ocorrida na Europa, e analise as afirmações a seguir.

I A ética Calvinista glorificava o trabalho e o lucro e classificava a riqueza como uma graça divina.

II Para reforçar o catolicismo na Inglaterra e, com o apoio do Papa Clemente, Henrique

VII fundou a Ordem Anglicana.

III Em sua doutrina, Lutero manteve o celibato e a liturgia em latim.

IV Excomungado pela Igreja Católica, Lutero recebeu a proteção da nobreza alemã.

Todas as afirmações corretas estão em:

  1. I - II - III
  2. II - III - IV
  3. I - IV
  4. II - III

10. (UFPR) Leia o seguinte excerto da intelectual e ativista Angela Davis:

A prova das forças acumuladas que as mulheres negras forjaram por meio de trabalho, trabalho e mais trabalho pode ser encontrada nas contribuições de muitas líderes importantes que surgiram no interior da comunidade negra. Harriet Tubman, Sojourner Truth, Ida Wells e Rosa Parks não são mulheres negras excepcionais, na medida em que são epítomes da condição da mulher negra. As mulheres negras, entretanto, pagaram um preço alto pelas forças que adquiriram e pela relativa independência de que gozavam. Embora raramente tenham sido “apenas donas de casa”, elas sempre realizaram tarefas domésticas.

(DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. São Paulo: Boitempo, 2016, p. 5253-5259 [kindle edition].)

A respeito do movimento dos Direitos Civis nos EUA, considere as seguintes afirmativas:

1. A célebre Marcha sobre Washington para o Trabalho e Liberdade de 1963 foi marcada pela participação importante de mulheres negras com um discurso que privilegiava o papel dos negros em relação aos brancos.

2. A participação feminina nas marchas, boicotes e manifestações de rua que marcaram a década de 1960 nos EUA teve como demanda principal a igualdade de gênero.

3. Rosa Parks aparece no excerto acima graças a duas questões. A primeira, pelo fato de ser uma mulher comum negra, que tinha a sua dupla atribuição de trabalho. A segunda, especificamente por ocupar esse papel é que seu ato de desobediência civil foi mais impactante que o de outras lideranças.

4. A relativa independência das mulheres negras provém de problemas da condição de risco em que viviam seus companheiros homens, uma vez que era muito comum o fato de eles serem encarcerados ou sofrerem outros tipos de violência. Nesse sentido, a independência das mulheres negras nos EUA era sintoma da desigualdade entre negros e brancos.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente a afirmativa 3 é verdadeira.
  2. Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
  3. Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
  4. Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
  5. As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

11. (UFRGS) Assinale a alternativa CORRETA sobre a história das diferentes sociedades africanas até o século XVI.

  1. O império Songhai, situado às margens do rio Níger, teve em sua capital Gao um importante polo mercantil que reunia mercadores oriundos da Líbia, do Egito e do Magreb.
  2. As sociedades da África equatorial, em função das condições geográficas e climáticas pouco propícias, eram formadas predominantemente por pastores de animais de pequeno porte, sendo praticamente inexistente na região o cultivo de produtos agrícolas.
  3. As sociedades de origem Bantu, localizadas na região da África meridional entre os séculos XII e XV, eram predominantemente nômades e coletoras, não organizadas em aldeias e com escasso desenvolvimento tecnológico.
  4. A África, marcada pela intensa difusão do cristianismo durante as Cruzadas, contou, entre os século XI e XV, com reduzida presença de elementos islâmicos na definição das variadas culturas existentes no continente.
  5. O estabelecimento da colônia portuguesa em Moçambique, no século XVI, definiu o início das rotas comerciais ligando a região oriental do continente africano, entre Madagascar e o Chifre da África, com a Europa e a Ásia.

12. (UEFS) As reformas protestantes, no século XVI, representaram uma

  1. decisão de ampliar os recursos financeiros da Igreja, seguida do aumento na cobrança de dízimos e na venda de indulgências.
  2. reação a certas práticas do clero e uma divisão da Igreja Católica, seguida da formação de novas igrejas.
  3. aceitação da necessidade de politizar o clero, seguida da aproximação política da Igreja Católica com reis e imperadores.
  4. tentativa de aprofundar as discussões doutrinárias da Igreja, seguida da realização de conclaves que aprofundaram a unidade dos clérigos.
  5. rejeição do compromisso social da Igreja Católica, seguida da perseguição a clérigos engajados em programas sociais.

13. (UFRGS) Leia as seguintes afirmações a respeito da história ocidental moderna.

I - A consolidação da monarquia francesa, no século XVI, foi marcada pela conquista de territórios coloniais na África e pela completa pacificação dos conflitos religiosos no país.

II - A Europa também foi palco de querelas intelectuais sobre literatura e ciência, como a chamada “Batalha dos livros”, que opôs, de um lado, letrados defensores do predomínio da antiguidade clássica e, de outro, partidários da superioridade moderna.

III- O domínio de Felipe II, na península Ibérica, caracterizou um contexto de ampla liberdade de consciência, tornando os reinos de Portugal, Castela e Aragão redutos privilegiados para protestantes e judeus que fugiam da perseguição inquisitorial dos Países Baixos.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

14. (UEL) Sobre o processo histórico da denominada Guerra do Ópio, ocorrida na China, em 1841, assinale a alternativa correta.

  1. Os Estados Unidos da América iniciaram a expansão para o Oriente, comercializando o ópio monopolizado pelos chineses, o que provocou uma guerra entre eles, encerrada com o acordo de divisão igualitária das cotas comerciais.
  2. O Japão, em suas conquistas imperialistas no continente asiático, travou uma guerra com a China pelo domínio do comércio do ópio na região; nesse processo, estabeleceram o Tratado de Pequim, no qual Hong Kong passou ao domínio japonês.
  3. O império russo, parceiro da China no comércio do ópio, transportava-o para os portos de Xangai com maior agilidade e altas taxas aduaneiras, o que fez com que exigisse a franquia desse produto.
  4. A Inglaterra, que dominava a comercialização do ópio na China, impôs aos chineses uma indenização por eles terem, a pretexto de proteger a saúde de sua população, confiscado e destruído uma grande carga de ópio.
  5. A França teve uma de suas colônias, o Afeganistão, como um grande produtor de ópio e concorrente comercial dos chineses, que monopolizavam essa atividade com elevados lucros; visando quebrar tal monopólio, os franceses bloquearam os portos chineses.

15. (UFRGS) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo, sobre a expansão de Portugal e a formação do império ultramarino entre os séculos XV e XVIII.

( ) O principal resultado da dinâmica expansionista de Portugal foi a homogeneização de todas as regiões que compunham o território imperial, tornando-as plenamente dependentes da metrópole e desprovidas de autonomia política e econômica.

( ) A formação do Império português, iniciada no contexto do Renascimento europeu, deu-se a partir da constituição de um ideário predominantemente clássico, que rompeu com as tradições medievais de governo.

( ) O reino de Portugal, do ponto de vista econômico, estava amplamente ligado ao comércio atlântico, tendo como uma das principais fontes de renda as receitas obtidas pelo tráfico ultramarino.

( ) A Igreja Católica, marcada pela dependência em relação à Coroa por meio do padroado régio, desempenhou um importante papel unificador do Império ao longo da expansão territorial portuguesa.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. V – V – F – V
  2. V – F – V – F.
  3. F – V – F – V.
  4. F – V – V – F.
  5. F – F – V – V.


.