Home > Banco de Questões > História > Idade Contempôranea

Nazismo

Lista de 06 exercícios de História com gabarito sobre o tema Nazismo com questões de Vestibulares.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: História Geral.





01. (FGV) “Asa Heshel lia o jornal; campos de concentração, câmaras de tortura, prisões, execuções. Diariamente chegavam da Alemanha levas de judeus expatriados. Na Espanha, continuavam a liquidar os legalistas. Na Etiópia, os fascistas assassinavam os nativos. Na Manchúria, os japoneses matavam os chineses. Na Rússia soviética, continuavam os expurgos. A Inglaterra tentava ainda chegar a um entendimento com Hitler. Entretanto emitia um Livro Branco sobre a Palestina, proibindo a venda de terras aos judeus. Os poloneses começavam, finalmente, a perceber que Hitler era seu inimigo; a imprensa alemã fazia campanha de ódio declarado contra a Polônia. Mas no Sejm (parlamento) polonês os deputados ainda tinham tempo para discutir longamente as minúcias dos rituais judaicos para o abate do gado.”

SINGER, Isaac Bashevis, A família Moskat. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1982, p. 474-475.

O trecho do romance de Bashevis Singer oferece um panorama sobre a situação do mundo às vésperas da Segunda Guerra Mundial. A esse respeito, é correto afirmar

  1. O regime nazista desencadeou uma ampla campanha de perseguição a grupos considerados inferiores e degenerados, como judeus, comunistas, homossexuais e ciganos, reunindo-os em campos de concentração onde eram submetidos a torturas, trabalhos forçados e experiências médico-científicas, culminando na chamada “Solução Final”, ou seja, no extermínio da população aprisionada.
  2. A posição da Inglaterra em negociar com Hitler devia-se ao receio da expansão comunista na Europa, mas foi alterada com o crescente processo de militarização da Alemanha e com a anexação da Áustria, em 1938.
  3. O temor com relação aos comunistas era comum a quase todos os governantes capitalistas da década de 1930, mas o preconceito contra os judeus era um traço específico da cultura alemã, habilmente explorado por Hitler.
  4. Os expurgos que se processavam na União Soviética dirigiam-se sobretudo contra os bolcheviques nacionalistas, críticos do acordo Ribentrop-Molotov, que estabelecia um pacto de não-agressão entre a Alemanha e a URSS. Em nome da revolução permanente e de uma renovação contínua dos quadros dirigentes, o stalinismo promoveu uma furiosa perseguição a suspeitos e opositores, lançando mão de processos e julgamentos viciados, torturas e execuções sumárias.
  5. O fortalecimento de ideologias nacionalistas, militaristas e autoritárias ocorreu como uma resposta à crise da democracia após a Primeira Guerra Mundial, num contexto de expansão econômica que garantia pleno emprego, estabilidade monetária e investimentos de capitais privados.

02. (FUVEST) A ascensão de Hitler ao poder, no início dos anos trinta, ocorreu:

  1. pelas mãos do exército alemão que quis desforrar-se das humilhações impostas pelo Tratado de Versalhes.
  2. através de uma ação golpista cuja ponta de lança foram as forças paramilitares do partido nazista.
  3. em consequência de uma aliança entre os nazistas e os comunistas.
  4. a partir de sua convocação pelo presidente Hindenburg, para chefiar uma coalizão governamental.
  5. através de uma mobilização semelhante à que ocorreu na Itália, com a marcha de Mussolini sobre Roma.

03. (FATEC) O Anschluss, ou seja, a anexação da Áustria aos domínios alemães em 1938, ocorreu por meio:

  1. de uma ofensiva militar denominada blitzkrieg, que arrasou as forças armadas austríacas.
  2. do pacto Ribentrop-Molotov, que dividiu a bacia do Danúbio entre a Alemanha e a União Soviética.
  3. da troca da região pelos Sudetos da Tchecoslováquia, numa negociação com a Itália de Mussolini.
  4. de uma série de pressões diplomáticas, envio de tropas e de um plebiscito realizado entre a população austríaca, mas controlado pelas autoridades nazistas.
  5. da compra da região junto ao império austro-húngaro e do compromisso da incorporação do oficialato austríaco ao exército alemão.

04. (UFRN) No texto a seguir, Hannah Arendt expressa sua perplexidade quanto à Alemanha nazista:

“É muito perturbador o fato de o regime totalitário, malgrado o seu caráter evidentemente criminoso, contar com o apoio das massas.”

Essa circunstância histórica pode ser explicada pelo(a)

  1. monopólio econômico dos judeus durante a Segunda Guerra.
  2. ausência de um processo de identificação entre o líder totalitário e as massas.
  3. revitalização do movimento anarco-sindicalista alemão, a partir dos anos 30.
  4. reflexo da situação de prosperidade econômica na Alemanha, logo após a Primeira Guerra.
  5. utilização da máquina de propaganda política nazista aliada à censura aos opositores do regime.

05. (PUC-MG) A máquina de propaganda nazista procurava sensibilizar os diversos segmentos da sociedade alemã utilizando os mais diferentes apelos emocionais. Abaixo estão reproduzidos slogans utilizados pelos nazistas.

Para o homem: “Arbeit macht frei” – É o trabalho que te faz livre.

Para a mulher: “Kinder, Küche, Kirche” – Crianças, cozinha, igreja.

A análise e integração desses slogans no conjunto ideológico/doutrinário do nazismo permitem concluir, exceto:

  1. A questão do trabalho foi intensamente utilizada, tendo em vista que a população alemã tinha fresca, em sua memória, a lembrança do desemprego.
  2. A ideologia nazista pregava a igualdade entre os sexos, asseguradas por meio do trabalho, fator de nivelamento de todos os cidadãos.
  3. Os valores tradicionais da família, do trabalho e da religião representavam um apelo muito forte, pois quem poderia se opor a ideias tão sadias?
  4. O lócus social da mulher era reforçado a partir do enaltecimento das funções tidas como eminentemente femininas.

06. (UFMT) Em 1933, Adolf Hitler assumiu o poder na Alemanha abrindo caminho para a implementação do nazismo, movimento político que tentou englobar todos os aspectos da vida social e política

Sobre o nazismo, é correto afirmar que:

  1. o objetivo era dominar todo o planeta, pregando a destruição dos povos tidos como atrasados.
  2. tinha contra si a maioria da população alemã que resistiu ao máximo à implementação dessa ideologia.
  3. sua ideologia tinha afinidades com os regimes comunistas do leste europeu, promovendo alianças duradouras entre os países dessa região.
  4. tinha um forte conteúdo racista, uma vez que pregava a existência da supremacia ariana.
  5. foi uma ideologia de tipo socialista que pregava a estatização e a coletivização, opondo-se à exploração do homem pelo homem e à propriedade privada.

Oi, aqui é o criado do Projeto Agatha. Você pode responder a uma pesquisa rápida? Ela vai ajudar no meu Projeto de Iniciação Científica da faculdade (IFNMG). É só clicar nessa barrinha.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp



.