Home > Banco de Questões > História > Brasil Império >

Revolução Praieira

Lista de 10 exercícios de História com gabarito sobre o tema Revolução Praieira com questões de Vestibulares.





01. (UFRGS) A Revolução Praieira foi um movimento que arregimentou oligarcas e setores empobrecidos da população pernambucana contra o Império do Brasil. Ao divulgarem o “Manifesto ao Mundo”, os rebeldes exigiam, entre outras demandas, o voto livre e universal, a independência dos poderes constituídos, o fim do Poder Moderador e o monopólio de brasileiros no comércio varejista.

Em relação aos seus ideais, é correto afirmar que os rebeldes

  1. foram inspirados pela Revolução Francesa, eram favoráveis à centralização política no poder executivo e partidários da presença portuguesa na economia.
  2. foram influenciados pela “Primavera dos Povos” de 1848, eram liberais e possuíam um componente antilusitano.
  3. eram adeptos das teorias socialistas, incentivando a luta de classes e a administração centrada no poder do imperador.
  4. lutavam contra o predomínio das oligarquias regionais, preconizavam a “revolução dos pobres” e a independência da região Nordeste.
  5. defendiam o fim do Império, o retorno à condição colonial e o incentivo ao comércio interno.

02. (PUC-PR) O texto abaixo reproduz algumas das impressões de um viajante estrangeiro sobre Pernambuco pouco depois da eclosão da Revolução Praieira (1848-1849).

"Como a cultura da cana exige uma qualidade de terras particular [...], a mor parte dos engenhos possue vastas extensões de terrenos incultos. [...]. Ora, os proprietários se recusam a vender estes terrenos, e até a arrendá-los. Se possuirdes 30 ou 40 contos de reis, então podereis comprar um engenho; mas se sois pobre, e quizerdes comprar ou arrendar algumas geiras de terra, não achareis! É isso o que faz que a população improdutiva das cidades, a classe dos solicitadores de empregos publicos se augmente todos os dias, que os crimes contra a propriedade se tornem mais frequentes e o paiz se empobreça de dia em dia [...]. O poder dos grandes proprietários do interior (e este poder é grand

  • tem por base o numero desses vassalos obedientes que elles manteem nas suas terras.”

    Adaptado de HADFIELD, W. El Brasil, el Rio de la Plata y el Paraguay vistos por un viajero en 1852. Buenos Aires: Editorial Difusam, 1943.

    Além da concentração fundiária, desigualdade social e dependência econômica apontadas pelo autor, assinale a alternativa que indica CORRETAMENTE outras razões para a Revolução Praieira:

    1. o domínio do comércio pelos portugueses e a decadência da economia açucareira.
    2. o domínio do Partido Liberal na província e a influência holandesa na política local.
    3. a descentralização administrativa do Segundo Reinado e as revoltas de escravos.
    4. a profissionalização do Exército e a exclusividade do comércio com a Inglaterra.
    5. a adoção do parlamentarismo e a dissolução dos partidos Liberal e Conservador naquela província.
  • 03. (UP

  • A rica literatura sobre a Insurreição Praieira ensina que sua história tem início na década de 1840, quando apareceu, em Pernambuco, uma dissidência do Partido Liberal, mais conhecida pelo apelido de “Partido Praieiro”.

    CARVALHO, Marcus J. M. de. Os nomes da Revolução: lideranças populares na Insurreição Praieira, Recife, 1848-1849. Revista Brasileira de História, São Paulo, V. 23, nº 45, pp. 209-238, 2003. (Adaptado)

    Esse movimento insurrecional teve como principal(ais) característica(s) sociopolítica(s) a

    1. configuração de um movimento militar de caráter republicano.
    2. defesa da emancipação do Brasil com o apoio dos comerciantes.
    3. batalha pelo fim do regime escravista e a liberdade de imprensa.
    4. manutenção do poder das elites e a repressão aos comerciantes.
    5. luta contra oligarquias locais e certa influência do socialismo utópico.
  • 04. (UFAM) Quem viver em Pernambuco

    Há de estar enganado

    Que ou há de ser Cavalcanti

    Ou há de ser cavalgado

    Quem for para Pernambuco

    Leve contas pra rezar

    Pernambuco é purgatório

    Onde a gente vai penar.

    Essas quadrinhas populares refletem a tradição de rebelião dos pernambucanos, manifestada mais uma vez, em 1848, com a chamada “Revolução Praieira”. De acordo com seus conhecimentos sobre esse movimento, considere as afirmativas a seguir:

    I. A família Cavalcanti referida pela quadrinha detinha um terço dos engenhos de Pernambuco, beneficiando-se do poder, restrito a uma minoria proprietária.

    II. A falta de recursos e o alto preço da mão-deobra aproximaram lavradores e rendeiros dos médios proprietários e dos comerciantes menos poderosos, que juntos engrossaram a oposição pernambucana.

    III. Assim como as Revoluções de 1848 na Europa representaram o encerramento de uma onda revolucionária iniciada em 1789 com a Revolução Francesa, a Praieira, em Pernambuco, correspondeu à última etapa das agitações políticas e sociais iniciadas com a independência do país.

    IV. A Praieira, embora inspirada no movimento revolucionário europeu, caracterizou-se como um confronto armado entre camadas dominantes pernambucanas.

    V. Os ideais socialistas e democráticos foram totalmente incorporados ao movimento praieiro e aplicados no primeiro governo do Partido da Praia.

    Assinale a alternativa correta:

    1. Somente as afirmativas I, II, III e IV estão corretas
    2. Somente as afirmativas I, II, III e V estão corretas
    3. Somente as afirmativas I, III, IV e V estão corretas
    4. Somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas
    5. Todas as afirmativas estão corretas

    05. (UFMG) Qual a afirmação CERTA em relação à Revolução Praieira, ocorrida na província de Pernambuco (1842-1849)?

    1. Foi um movimento antilusitano que procurava a derrubada da Regência através do Partido da Ordem.
    2. Defendia primordialmente o comércio a nível nacional para desenvolver a economia de trocas da província.
    3. Pretendia a expropriação dos senhores da terra para a proclamação de uma república independente.
    4. Foi um movimento popular que visava a reformas sociais, principalmente a nacionalização do comércio e a desapropriação dos engenhos.
    5. Tinha um cunho nitidamente republicano como os demais movimentos de oposição à ordem imperial.

    06. (UFRGS) Das rebeliões internas ocorridas no Brasil durante o Segundo Reinado, destaca-se o sentido social da Revolução Praieira de 1848, porque:

    1. o governo rebelde aprovou uma Constituição que tornava cidadãos brasileiros os portugueses residentes no Brasil.
    2. pelo “Manifesto ao Mundo” os revoltosos pregavam o voto livre e universal para os brasileiros.
    3. o imperador Pedro II estabeleceu uma política de conciliação, anistiando os líderes revoltosos e integrando-os ao Senado Vitalício.
    4. entre as intenções dos revoltosos estava o desejo de livrar-se dos impostos excessivos sobre a extração do ouro.
    5. o movimento visava a isentar de servir no Exército chefes de família e proprietários rurais.

    07. (UFP

  • O segundo reinado no Brasil ocorreu sem as muitas instabilidades políticas que marcaram os primeiros anos da independência. Pernambuco, que mantinha uma tradição liberal, decorrente de movimentos como a Revolução de 1817 e a Confederação do Equador, mostrou seu descontentamento com o governo central na Revolução Praieira de 1848. Com relação ao movimento praieiro, podemos afirmar que:

    1. tinha a liderança das elites políticas liberais e expressava também o radicalismo político dos grupos socialistas pernambucanos.
    2. foi cenário de confrontos militares, que obrigaram o governo a reforçar suas tropas e a julgar os rebeldes presos com rigor.
    3. foi um movimento político socialista, que expressou ideais de liberdade e de socialização das riquezas.
    4. ameaçou o governo central, pois contou com o apoio militar de várias províncias do Norte e do Nordeste.
    5. não passou de uma rebelião local, sem grandes repercussões políticas, restringindo-se a uma disputa por cargos administrativos.
  • 08. (UFU) Durante o período das Regências e início do Segundo Reinado, diversas rebeliões colocaram em risco a estabilidade política do Império e as relações de dominação existentes. A respeito dessas rebeliões, podemos afirmar que:

    I. a Guerra dos Farrapos foi um movimento que pretendia a independência do Rio Grande do Sul, organizado pelos produtores de gado e charqueadores, contando com uma pequena base popular de apoio.

    II. a prolongada rebelião de escravos na Bahia em 1835 (Levante Malê) que pretendia a independência da Bahia, espalhou-se por diversos estados nordestinos, recebendo a adesão dos sertanejos e exigindo auxílio de tropas de estados vizinhos para sufocá-la.

    III. submetidos à escravidão e/ou intensa exploração, índios, negros e mestiços se revoltaram contra os grandes proprietários no Maranhão entre 1838 e 1841 (Balaiada), implantando uma efêmera república inspirada nos ideais do socialismo utópico, difundido pelos jornalistas e padres que lideravam o movimento.

    IV. o Manifesto ao Mundo, programa político da Revolução Praieira, propunha, entre outros itens, voto livre e universal, plena liberdade de imprensa, trabalho como garantia de vida para o cidadão brasileiro, inteira e efetiva independência dos poderes constituídos.

    Assinale a alternativa correta.

    1. II e III são corretas.
    2. I e IV são corretas.
    3. I e II são corretas.
    4. III e IV são corretas.

    09. (Puccamp) Deflagrada em Pernambuco no ano a que o texto se refere, a Revolução Praieira se insere no contexto revolucionário do século XIX e ao mesmo tempo representa uma das últimas manifestações de rebeldia ao governo imperial. O núcleo urbano que aderiu ao movimento, sob a liderança de Borges da Fonseca, pretendia a

    1. antecipação da maioridade de D. Pedro, a extinção do voto censitário e a descentralização do poder político.
    2. adoção do sistema federalista, a introdução do ensino primário gratuito e a coletivização da propriedade privada.
    3. restauração do Conselho de Estado, a limitação do poder do rei e a instituição do parlamentarismo.
    4. abolição da escravatura, a autonomia das províncias e a criação do Partido Republicano Regional.
    5. extinção do Poder Moderador, a proclamação da república e a instituição do sufrágio universal.

    10. (UFMG) Após a Revolução Praieira de 1848 em Pernambuco, o reinado de D. Pedro II foi marcado por uma paz que se prolongou por algumas décadas.

    Todas as alternativas apresentam afirmações corretas sobre o Segundo Império no Brasil, exceto:

    1. a Conciliação, ao amenizar as lutas partidárias, funcionou como fator importante na contenção da idéia republicana.
    2. D. Pedro II impôs-se como imperador não tanto por sua seriedade e moral impecáveis, mas pelo fato de a elite latifundiária e escravista considerar a monarquia como poderoso fator de estabilidade.
    3. o Brasil permaneceu isolado do resto da América, não só na forma de governo, mas também economicamente, ao desprezar os países latino-americanos e permanecer voltado para o Atlântico.
    4. o crescimento da produção cafeeira e a Era Mauá dinamizaram a economia nacional, a qual criou bases internas sólidas e deixou de depender do mercado externo.
    5. o fortalecimento do governo central garantiu a repressão às idéias republicanas da esquerda liberal no período das Regências.

    Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp