Home > Banco de Questões > História > Era Antiga

Mesopotâmia

Lista de 20 exercícios de História com gabarito sobre o tema Mesopotâmia com questões de Vestibulares.

Confira a teoria da matéria sobre a Mesopotâmia.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: Era Antiga.





1. (UFRN) As sociedades que, na Antiguidade, habitavam os vales dos rios Nilo, Tigre e Eufrates tinham em comum o fato de:

  1. terem desenvolvido um intenso comércio marítimo, que favoreceu a constituição de grandes civilizações hidráulicas.
  2. serem povos orientais que formaram diversas cidades-estado, as quais organizavam e controlavam a produção de cereais.
  3. haverem possibilitado a formação do Estado a partir da produção de excedentes, da necessidade de controle hidráulico e da diferenciação social.
  4. possuírem, baseados na prestação de serviço dos camponeses, imensos exércitos que viabilizaram a formação de grandes impérios milenares.

2. (UFTM) As civilizações da Antiguidade Oriental, particularmente a egípcia e a mesopotâmica, desenvolveram

  1. a arquitetura e as ciências, com caráter utilitarista, que se manifestou nos anfiteatros, aquedutos e conhecimentos matemáticos.
  2. conquistas militares para assegurar o abastecimento de escravos, fundamentais às grandes obras públicas, como templos e pirâmides.
  3. a escrita, sob diferentes formas, permitindo o registro dos princípios de seu monoteísmo, que se espalhou pelo Mediterrâneo.
  4. grande integração comercial com os povos vizinhos, devido à abundância de recursos hídricos, agrícolas e minerais.
  5. forte ligação entre a política e a religião, como se observa no caso do faraó egípcio, supremo soberano que era considerado um deus vivo.

3. (UNESP) [Na Mesopotâmia,] todos os bens produzidos pelos próprios palácios e templos não eram suficientes para seu sustento. Assim, outros rendimentos eram buscados na exploração da população das aldeias e das cidades. As formas de exploração eram principalmente duas: os impostos e os trabalhos forçados.

(Marcelo Rede. A Mesopotâmia, 2002.)

Entre os trabalhos forçados a que o texto se refere, podemos mencionar a

  1. internação de doentes e loucos em áreas rurais, onde deviam cuidar das plantações de algodão, cevada e sésamo.
  2. utilização de prisioneiros de guerra como artesãos ou pastores de grandes rebanhos de gado bovino e caprino.
  3. servidão por dívidas, que provocava a submissão total, pelo resto da vida, dos devedores aos credores.
  4. escravidão definitiva dos filhos mais velhos das famílias de camponeses, o que caracterizava o sistema econômico mesopotâmico como escravista.
  5. obrigação de prestar serviços, devida por toda a população livre, nas obras realizadas pelo rei, como templos ou muralhas.

04. (UFSM-RS) A região da Mesopotâmia ocupa lugar central na história da humanidade. Na Antiguidade, foi berço da civilização sumeriana devido ao fato de:

  1. ser ponto de confluência de rotas comerciais de povos de diversas culturas.
  2. ter um subsolo rico em minérios, possibilitando o salto tecnológico da idade da pedra para a idade dos metais.
  3. apresentar um relevo peculiar e favorável ao isolamento necessário para o crescimento socioeconômico.
  4. possuir uma área agricultável extensa, favorecida pelos rios Tigre e Eufrates.
  5. abrigar um sistema hidrográfico ideal para a locomoção de pessoas e apropriado para desenvolvimento comercial.

05. (PUC-SP) Na História Antiga, os sumérios são necessariamente lembrados quando se estuda:

  1. a base religiosa das civilizações iranianas.
  2. a base cultural da civilização mesopotâmica.
  3. o caráter religioso da astronomia caldaica.
  4. a evolução econômica da civilização fenícia.
  5. n.d.a.

06. (UFC-CE) Leia com atenção as afirmativas a seguir sobre as condições sociais, políticas e econômicas da Mesopotâmia.

I – As condições ecológicas explicam por que a agricultura de irrigação era praticada através de uma organização individualista.

II – Na economia da Baixa Mesopotâmia, a fome e as crises de subsistência eram frequentes, causadas pela irregularidade das cheias e também das guerras.

III – Na Suméria, os templos e ziggurats foram construídos graças à riqueza que os sacerdotes administravam à custa do trabalho de grande parte da população.

IV – A presença dos rios Tigre e Eufrates possibilitou o desenvolvimento da agricultura e da pecuária e também a formação do primeiro reino unificado da história.

Sobre as alternativas anteriores, é correto afirmar:

  1. I e II são verdadeiras.
  2. II e IV são verdadeiras.
  3. I e IV são verdadeiras.
  4. I e III são verdadeiras.
  5. II e III são verdadeiras.

07. (Osec - SP) Os assírios destacaram-se:

  1. pelas suas realizações científicas no campo da astronomia.
  2. pelo notável intercâmbio comercial realizado com os fenícios.
  3. pelo militarismo organizado e cruel.
  4. pela codificação do antigo direito consuetudinário.
  5. pela construção de tumbas monumentais para seus reis.

08. (FCL-SP) Examine as proposições e responda de acordo com o código.

I. A região que compreendia a Mesopotâmia, entre os rios Tigre e Eufrates e atualmente parte do Iraque, foi habitada entre 3200 e 2000 a.C. por diferentes povos semitas, entre os quais se incluíam os sumérios.

II. A cidade de Babel, capital do império de Hamurábi, desenvolveu-se e abrigou parte da civilização babilônica antes do nascimento de Cristo.

III. Outro importante rei babilônico, em cujo império foram construídas grandes obras arquitetônicas, foi Nabucodonosor, que também viveu antes do nascimento de Cristo.

  1. Todas as proposições são verdadeiras.
  2. Apenas as proposições I e II são verdadeiras.
  3. Apenas as proposições I e III são verdadeiras.
  4. Apenas as proposições II e III são verdadeiras.
  5. Todas as proposições são falsas.

09. (UFRN) As sociedades que, na Antiguidade, habitavam os vales dos rios Nilo, Tigre e Eufrates tinham em comum o fato de:

  1. Terem desenvolvido um intenso comércio marítimo, que favoreceu a constituição de grandes civilizações hidráulicas.
  2. Serem povos orientais que formaram diversas cidades-estado, as quais organizavam e controlavam a produção de cereais.
  3. Haverem possibilitado a formação do Estado a partir da produção de excedentes, da necessidade de controle hidráulico e da diferenciação social.
  4. Possuírem, baseados na prestação de serviço dos camponeses, imensos exércitos que viabilizaram a formação de grandes impérios milenares.

10. (FATEC) O primeiro exército organizado do mundo, com recrutamento obrigatório e que se tornou uma força permanente após o reinado de Tiglatfalasar III (745 - 728 a. C.), foi uma criação dos:

  1. egípcios
  2. caldeus
  3. assírios
  4. sumérios
  5. acádios

11. (UFCSPA/RS) A Mesopotâmia atual situa-se no Oriente Médio entre os rios Tigre e Eufrates, que ficam no atual Iraque, na região conhecida como Crescente Fértil. Seu nome vem do grego (meso=meio e potamos=água) e significa “terra entre rios”. A fertilidade desta região, localizada em meio a montanhas e desertos, deve-se à presença dos rios.

Sobre a civilização mesopotâmia, na Antiguidade Oriental, analisar os itens abaixo:

I – A estrutura social baseava-se na existência de uma pequena elite, controladora de uma vasta população que estava submetida ao trabalho compulsório, característica de um governo despótico, de fundamento teocrático, que domina todos os grupos sociais.

II – O Estado era responsável pelas obras hidráulicas necessárias para a sobrevivência da população, bem como pela cobrança de impostos e pela administração de estoques de alimentos.

III – Na religião mesopotâmia, o governante era representado e compreendido por seus súditos mais como uma divindade viva do que como um representante dos deuses.

IV – Em termos políticos, a Mesopotâmia caracterizou-se por ter, na instituição monárquica, personificada no governante, o seu principal fator de unidade.

Está(ão) CORRETO(S):

  1. Somente o item I.
  2. Somente os itens I e II.
  3. Somente os itens I, III e IV.
  4. Somente os itens II e IV.
  5. Todos os itens.

12. (UECE) O rei Sargão foi um conquistador cuja memória permaneceu nas lendas e narrativas dos povos mesopotâmicos. Dizia-se que ele havia sido abandonado pela mãe nas águas do Rio Eufrates em um cesto de juncos, e foi salvo pela deusa Ishtar e assim tornou-se o iniciador de um grande império. Sobre o rei Sargão é correto afirmar que

  1. destruiu a cidade de Ebla em 2300 a.C.
  2. inventou um tipo de escrita muito sofisticada.
  3. foi derrotado por Gilgamesh rei de Uruk.
  4. fez de Acádia a capital do seu império.

13. (FEPAR/PR) Foi capital dos Assírios:

  1. Ur;
  2. Nínive;
  3. Lagash;
  4. Babilônia;
  5. Agadé

14. (Fupac) O primeiro registro de leis de que se tem notícia é o Código de Hamurabi. A seguir, a transcrição de quatro de seus artigos:

Artigo 2: Se alguém acusar um homem e o acusado mergulhar em um rio e afundar, quem o acusa pode tomar posse de sua casa. Mas se o rio provar que o acusado é inocente e ele escapar ileso, então quem o acusa será executado, e o acusado tomará sua casa

Artigo 200: Se um homem arrancou um dente de um outro homem livre igual a ele, arrancarão o seu dente.

Artigo 201: Se ele arrancou o dente de um homem vulgar, pagará um terço de uma mina de prata.

Artigo 202: Se um homem agrediu a face de um outro homem que lhe é superior, será golpeado sessenta vezes diante da assembleia com um chicote de couro de boi.

O Código de Hamurábi é uma criação da:

  1. Fenícia, e não estabelece equivalência entre a punição e o crime cometido.
  2. Mesopotâmia, fundamentado no princípio da Lei de Talião “olho por olho, dente por dente”.
  3. Grécia, e não descarta a possibilidade de um julgamento divino.
  4. Mesopotâmia, e a pena pelo delito não dependia da posição social da vítima e do agressor.
  5. Grécia e estabeleceu regras e direitos a todos os súditos, mas com privilégios às classes dominantes.

15. (UPE) As sociedades da Antiguidade Oriental tiveram práticas sociais com influências marcantes das religiões e inventaram outras formas de conhecer o mundo. Na Mesopotâmia, ocorreu/ocorreram:

  1. o predomínio de castas sacerdotais poderosas, mas que criticavam o poder existente e combatiam as superstições;
  2. expressões artísticas pouco originais, direcionadas só para admiração dos deuses e das forças da natureza;
  3. o uso da escrita cuneiforme, a descoberta do uso da raiz quadrada e a crença na ação de espíritos malígnos causadores de doenças;
  4. a crença em deuses antropomórficos, oniscientes e eternos que não eram adorados em templos;
  5. uma arte direcionada para consagração dos feitos militares e não preocupada com a construção de uma arquitetura grandiosa.

16. (UCS – RS) “O Código Hamurabi, um bloco de pedras com 2,25 metros de altura, encontra-se hoje no Museu do Louvre, em Paris. Dos muitos artigos de lei nele gravados, cerca de 250 já foram decifrados. Com isso, informações sobre a sociedade mesopotâmica puderam ser reveladas.” (FIGUEIRA, D. História. São Paulo: Ática, 2003, p. 26).

Analise, quanto à sua veracidade (V) ou falsidade (F), as afirmativas abaixo sobre a sociedade mesopotâmica e o seu código de leis:

( ) A chamada Lei de Talião (talionis, em latim, significa “tal” ou “igual”) apareceu pela primeira vez no Código de Hamurabi. Ela pregava o princípio do “olho por olho, dente por dente”, ou seja, ao infrator aplicava-se um castigo proporcional ao dano causado

( ) O Código de Hamurabi trata dos mais variados assuntos relativos à vida cotidiana. Abrange, entre outros temas, a regulamentação e o exercício das profissões, fixando a remuneração dos trabalhadores e as normas a respeito do casamento, da assistência às viúvas, aos órfãos, aos pobres, etc.

( ) Na maioria das sociedades atuais, a Lei de Talião não é mais aplicada. No entanto, há países do Oriente Médio em que ainda se paga olho por olho, literalmente. Na Arábia Saudita, no Iêmen e em alguns dos Emirados Árabes, ladrões têm as mãos cortadas.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo:

  1. V – F – V
  2. V – V – V
  3. F – V – F
  4. F – F – V
  5. F – F – F

17. (FUVEST) A escrita cuneiforme dos mesopotâmios, utilizada principalmente em seus documentos religiosos e civis, era:

  1. semelhante em seu desenho à escrita dos egípcios;
  2. composta exclusivamente de sinais lineares e traços verticais;
  3. uma representação figurada evocando a coisa ou o ser;
  4. baseada em agrupamentos de letras formando sílabas;
  5. uma tentativa de representar os fonemas por meio de sinais.

18. (Fatec) O Iraque, recentemente em guerra com os EUA e Inglaterra, já foi palco de uma grande civilização na Antiguidade, a Mesopotâmia.

Desta civilização, inserida na área do Crescente Fértil, é correto afirmar:

  1. teve em Senaqueribe seu mais importante rei, que além de transformar a Babilônia num dos principais centros urbanos, elaborou o 1º código de leis completo, assentado nas antigas tradições sumerianas.
  2. durante o governo de Nabucodonosor foram realizadas grandes construções públicas, merecendo destaque os "Jardins Suspensos da Babilônia", considerados uma das maravilhas do Mundo Antigo.
  3. Nabopalassar, que substituiu Nabucodonosor, não conseguiu manter o império, que foi conquistado por Ciro, o Grande, da Pérsia.
  4. Assurbanípal, rei dos Assírios, depois de dominar a Caldeia, mudou a capital do império para a cidade de Ur.
  5. com Hamurábi, os sumerianos, vindos do planalto do Irã, fixaram-se na Caldéia e fundaram diversas cidades autônomas, como Ur, Nínive e Babilônia.

19. (PUC) Os sumérios são necessariamente lembrados quando se estuda:

  1. a evolução econômica da civilização fenícia;
  2. a base religiosa das civilizações iranianas;
  3. o caráter religioso da astronomia caldaica;
  4. a base cultural da civilização mesopotâmica;
  5. n.d.a.

20. (Fuvest) A partir do III milênio a. C. desenvolveram-se, nos vales dos grandes rios do Oriente Próximo, como o Nilo, o Tigre e o Eufrates, estados teocráticos, fortemente organizados e centralizados e com extensa burocracia. Uma explicação para seu surgimento é

  1. a revolta dos camponeses e a insurreição dos artesãos nas cidades, que só puderam ser contidas pela imposição dos governos autoritários.
  2. a necessidade de coordenar o trabalho de grandes contingentes humanos, para realizar obras de irrigação.
  3. a influência das grandes civilizações do Extremo Oriente, que chegou ao Oriente Próximo através das caravanas de seda.
  4. a expansão das religiões monoteístas, que fundamentavam o caráter divino da realeza e o poder absoluto do monarca.
  5. a introdução de instrumentos de ferro e a conseqüente revolução tecnológica, que transformou a agricultura dos vales e levou à centralização do poder.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp



.