Home > Banco de Questões > História > América

Independência da América Espanhola

Lista de 06 exercícios de História da América com gabarito sobre o tema Independência da América Espanhola com questões de Vestibulares.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: História Geral.





01. (Unesp) Leia:

É uma ideia grandiosa pretender formar de todo o Novo Mundo uma única nação com um único vínculo que ligue as partes entre si e com o todo. Já que tem uma só origem, uma só língua, mesmos costumes e uma só religião, deveria, por conseguinte, ter um só governo que confederasse os diferentes Estados que haverão de se formar; mas tal não é possível, porque climas remotos, situações diversas, interesses opostos e caracteres dessemelhantes dividem a América. (Simón Bolívar. Carta da Jamaica [06.09.1815]. In: Simón Bolívar: política, 1983.)

O texto foi escrito durante as lutas de independência na América Hispânica. Podemos dizer que:

  1. ao contrário do que afirma na carta, Bolívar não aceitou a diversidade americana e, em sua ação política e militar, reagiu à iniciativa autonomista do Brasil.
  2. ao contrário do que afirma na carta, Bolívar combateu as propostas de independência e unidade da América e se empenhou na manutenção de sua condição de colônia espanhola.
  3. conforme afirma na carta, Bolívar defendeu a unidade americana e se esforçou para que a América Hispânica se associasse ao Brasil na luta contra a hegemonia norte-americana no continente.
  4. conforme afirma na carta, Bolívar aceitou a diversidade geográfica e política do continente, mas tentou submeter o Brasil à força militar hispano-americana.
  5. conforme afirma na carta, Bolívar declarou diversas vezes seu sonho de unidade americana, mas, em sua ação política e militar, reconheceu que as diferenças internas eram insuperáveis.

02. (PUC-RIO) Sobre os movimentos de independência ocorridos na América inglesa, em 1776, e na América hispânica nas primeiras décadas do século XIX, estão corretas as alternativas, À EXCEÇÃO de uma. Indique-a.

  1. Em meados do século XVIII, nas treze colônias inglesas, os colonos americanos reagiram contra as leis impostas pelo Parlamento britânico e organizaram-se para defender a sua autonomia político administrativa, a liberdade de comércio e a igualdade de direitos entre os habitantes do Reino e das colônias.
  2. Em 1776, as colônias inglesas votaram a Declaração de Independência, que defendia princípios fundamentais do Iluminismo como a igualdade, o direito à liberdade e a instituição de governos fundados no consentimento dos governados.
  3. Os movimentos de independência na América hispânica estão diretamente relacionados à invasão napoleônica da Espanha em 1808 e à deposição do rei Fernando VII, que resultaram no estabelecimento de juntas de governos locais na América, iniciando um intenso e amplo período revolucionário.
  4. Assim como ocorreu com as treze colônias inglesas, todas as colônias espanholas na América tornaram-se independentes ao mesmo tempo, apesar de não terem mantido a unidade territorial existente e terem se dividido em vários estados nacionais independentes.
  5. A revolução de independência das treze colônias inglesas e também os ideais iluministas depositários de novos princípios de organização política e social, contrários à monarquia, ao direito divino dos reis e a favor da soberania popular, tiveram uma enorme influência nos movimentos de independência da América hispânica.

03. (UFPR) A mão de obra utilizada nas plantations que se estabeleceram nas colônias europeias na América era formada majoritariamente por escravos trazidos da África e seus descendentes. Sobre os processos de independência na América e sua relação com a escravidão de africanos e afrodescendentes, assinale a alternativa correta.

  1. A libertação dos escravos na América do Norte foi o principal motivador da Independência das Treze Colônias inglesas.
  2. Os escravos e os negros e mestiços livres haitianos armaram-se para a luta e tiveram papel fundamental nos levantes contra as autoridades francesas que culminaram na Independência do Haiti e na abolição da escravidão nesse território.
  3. As palavras Liberdade, Igualdade, Fraternidade, tornadas lema da Revolução Francesa, foram estendidas às suas colônias e concretizadas quando o governo revolucionário da França aboliu simultaneamente a escravidão em todos os seus territórios na América, desencadeando as guerras de independência.
  4. Somente Colômbia, Venezuela e Equador levaram a cabo a abolição da escravidão durante seus processos de independência.
  5. O Haiti e as Treze Colônias inglesas declararam sua independência das metrópoles, respectivamente França e Inglaterra, proibindo o tráfico de escravos nas últimas décadas do século XVIII.

04. (UFPR) Vários movimentos contrários à opressão colonial ocorreram nas Américas, sobretudo no século XIX, visando à independência em relação às metrópoles. Sobre esses movimentos, é correto afirmar:

  1. A maioria deles fracassou, permanecendo os países submetidos às suas metrópoles, como colônias, até o século XX.
  2. San Martín e Simón Bolívar foram líderes de movimentos de independência ocorridos na América Latina.
  3. A Guerra dos Farrapos foi o principal movimento pela independência do Brasil em relação a Portugal.
  4. Os movimentos de independência foram inspirados no exemplo das colônias africanas, que estavam tornando-se países independentes no século XIX.
  5. Os movimentos de independência da América Latina foram determinantes na independência das colônias norteamericanas.

05. (UFPR) Leia o texto a seguir: É uma ideia grandiosa pretender formar de todo o mundo novo uma só nação com um só vínculo, que ligue suas partes entre si e com o todo. Já que tem uma mesma origem, uma mesma língua, mesmos costumes e uma religião, deveria, por conseguinte, ter um só governo que confederasse os diferentes Estados que haverão de formar-se […].

(Fonte: <http: //www.iela.ufsc.br/noticia/sim%C3%B3n-bol%C3%ADvar-e-carta-da-jamaica>. Acesso em: 06 agosto 2017.)

Considerando o extrato da “Carta de Jamaica”, de Simón Bolívar, e com base nos conhecimentos sobre as independências na América espanhola, assinale a alternativa correta.

  1. Os movimentos de independência na América espanhola foram impulsionados pela tentativa de invasão napoleônica no Haiti recém-libertado. A Carta de Jamaica foi o documento que fundamentou esses movimentos.
  2. Os movimentos de independência foram liderados por mestiços e escravos que ansiavam conseguir a liberdade expulsando os espanhóis. Aproveitando a ausência do rei Fernando VII, encarcerado por Napoleão, Bolívar escreveu a carta na Jamaica, chamando todas as colônias a se unirem para formar uma grande federação contra a coroa espanhola.
  3. Simón Bolívar foi o grande artífice das independências da América espanhola. Seu carisma e poder de mando permitiram unir todos os movimentos em uma grande frente libertadora, que começou na Argentina em 1816 e chegou até a Colômbia em 1821.
  4. O projeto de Simón Bolívar era tornar as colônias governadas pela Espanha em uma grande confederação de estados nos moldes das colônias americanas do Norte, porém as diferenças entre alguns líderes no interior do movimento anticolonial não viam com bons olhos esse projeto.
  5. A Carta de Jamaica foi a primeira declaração de independência das colônias espanholas. Escrita no formato da declaração de independência haitiana, declarava o fim da escravidão nas colônias e a expulsão dos peninsulares das terras americanas.

06.(Cesgranrio) Na primeira metade do século XIX, diversos movimentos pela independência eclodiram nas colônias espanholas da América, marcando a luta de seus povos contra o domínio da metrópole Ibérica. Marque a opção que se refere, corretamente, a um desses movimentos:

  1. Na Argentina, os comerciantes portenhos aliados ao líder militar Manuel Belgrano extinguiram os Cabildos e as Juntas Governativas, controladas por representantes da Coroa Espanhola.
  2. No Chile, a forte presença militar inglesa aquartelada no norte do país impediu o avanço do movimento de independência formado por segmentos populares liderados por Bernardo O. Higgins que, derrotado, exilou-se na Venezuela.
  3. No México, a elite "criolla", que ocupava os altos cargos da administração colonial, aliada aos espanhóis da metrópole, proclamou Fernando VII da Espanha como Imperador do México, sobrevivendo a monarquia mexicana até o advento da Revolução Zapatista.
  4. No Peru, o principal centro de resistência espanhola tornou-se independente após a tomada conjunta de Lima pelos exércitos de Bolívar e San Martin, tornando-se este último o primeiro presidente perpétuo da República Peruana.
  5. No Uruguai, a conquista da independência não encerrou o poder personalista dos caudilhos, mas fortaleceu os segmentos burgueses atuantes em Montevidéu.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp