Home > Banco de Questões > História > América

Guerra das Malvinas

Lista de 10 exercícios de História com gabarito sobre o tema Guerra das Malvinas com questões de Vestibulares.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: História Geral.





01. (IFSul) Em março de 1982, a Argentina, pressionada pelos problemas sociais e econômicos que colocavam a população contra o governo, declara guerra ao Império Britânico pela posse de um arquipélago situado ao sul de seu território. A manobra política também vai se revelar um desastre militar para o país latinoamericano. O episódio que contribuiu para a derrocada da ditadura naquele país ficou conhecido como

  1. Guerra das Malvinas.
  2. Guerra do Pacífico.
  3. Guerra dos 6 dias.
  4. Guerra do Prata.

02. (UERJ) Guerra das Malvinas ainda divide Argentina e Inglaterra após 30 anos

No dia 2 de abril de 2012, o início da guerra pelo controle das Ilhas Malvinas completou 30 anos. O conflito, que durou dois meses e meio, marcou uma geração de argentinos e britânicos. Para os britânicos, elas são Falkland Islands; para os argentinos, Ilhas Malvinas. No mapa, a distância para o continente sul-americano é pequena. Mas, na prática, a viagem é longa. É um voo por semana, que parte do Chile. Assim, quem sai da Argentina tem que seguir primeiro para Santiago. Quase oito horas depois, chega-se ao destino. A catedral é anglicana. O pastor prega em inglês, a língua oficial, apesar de o espanhol constar do currículo escolar. Os jovens entre 16 e 17 anos podem ir para a Inglaterra cursar uma faculdade. Tudo por conta do governo britânico. São 3 mil habitantes, 62 nacionalidades, mas só 29 argentinos.

Adaptado de http://g1.globo.com.

Ocupadas pelos britânicos a partir da década de 1830, ainda hoje, como mostra a reportagem, as ilhas mencionadas são alvo de disputas entre Reino Unido e Argentina.

A polêmica sobre o controle dessas ilhas é acentuada, na atualidade, pela seguinte característica da sociedade local:

  1. persistência das rivalidades entre as etnias latinas e europeias
  2. isolamento da economia em contexto de globalização capitalista
  3. vigência de costumes em oposição aos ideais pan-americanistas
  4. valorização do nacionalismo por meio da defesa da identidade cultural

03. (Unesp) A Guerra das Malvinas (Falklands) opôs Argentina e Inglaterra de abril a junho de 1982. Entre os motivos da guerra, podemos citar a

  1. ação imperialista inglesa sobre a Antártida, que pretendia expandir o território britânico até o extremo sul.
  2. intenção norte-americana de manter hegemonia militar sobre o continente através do domínio inglês.
  3. disposição argentina de retomar o controle das ilhas, ricas em combustíveis fósseis e estrategicamente importantes.
  4. interferência do Brasil, que se dispôs a mediar o conflito, mas aguçou a tensão entre Inglaterra e Argentina.
  5. omissão da Organização das Nações Unidas, que se recusou a apoiar as pretensões britânicas em relação às ilhas.

04. (UFGD) No início da década de 1980, mais especificamente, em 1982, ocorreu um conflito militar entre a Argentina e Reino Unido, conhecido como “Guerra das Malvinas”. Esse conflito teve como motivação a disputa pela posse e soberania política das Ilhas Malvinas/ Falklands. Considerando esse enfrentamento militar, argumenta-se que:

  1. A Argentina rompeu definitivamente suas relações diplomáticas e comerciais com o Reino Unido até meados da década de 1990.
  2. A Guerra das Malvinas fora vencida pela Argentina, após 2 anos de muitas batalhas e mortes de seus soldados.
  3. As Ilhas Malvinas, após 3 anos de conflitos bélicos, foi conquistada pelo Reino Unido. A administração política das Malvinas é realizada por um governado nomeado pela rainha da Inglaterra.
  4. As Ilhas Malvinas foram praticamente destruídas pelos conflitos, pois foram 3 anos intensos de batalhas. Sua posse e soberania politica foi conquistada pelo Reino Unido
  5. As relações diplomáticas entre a Argentina e o Reino Unido se reestabeleceram a partir de 1989, através dos Acordos de Madri.

05. (UEMA) Antes do jogo amistoso contra a seleção da Eslovênia, preparatório para a Copa do Mundo no Brasil, os jogadores argentinos fizeram um protesto, retratado na imagem abaixo.

Antes do jogo amistoso contra a seleção da Eslovênia, preparatório para a Copa do Mundo no Brasil, os jogadores argentinos fizeram um protesto.

A faixa exibida faz referência a um conflito armado entre Argentina e

  1. Uruguai, pelo domínio da região do Rio da Prata.
  2. Reino Unido, por territórios na America do Sul.
  3. Chile, pela delimitação de fronteiras.
  4. Paraguai, pelo território do Chaco.
  5. França, pelo controle sobre o porto de Buenos Aires.

06. (UFPR) Em 2012 completaram-se 30 anos da Guerra das Malvinas (Malvinas para os argentinos; Falklands para os ingleses), sendo que as animosidades entre Argentina e Inglaterra na disputa pelas ilhas inglesas situadas ao extremo sul da América do Sul foram recentemente relembradas pela presidenta argentina Cristina Kirchner. Sobre esse conflito, é correto afirmar

  1. O conflito foi iniciado pelos ingleses, por conta da existência de petróleo na região, que começava a ser explorado por companhias argentinas de forma clandestina. A superioridade militar e econômica da Inglaterra contou para a derrota dos argentinos, que foram pegos desprevenidos em um ataque-surpresa. Como resultado, a Argentina amargou uma grave crise econômica.
  2. O conflito foi iniciado pela Argentina no contexto da intensa ditadura peronista iniciada em 1976. A herdeira política de Perón, Isabelita, recorreu à elite militar para retomar as Ilhas Malvinas, cujos recursos se esgotavam com a exploração inglesa. Apesar da derrota argentina, o tratado de paz garantiu que a população argentina habitante das ilhas pudesse controlar a ocupação inglesa.
  3. O conflito foi iniciado pelos ingleses, que não toleravam a ocupação desordenada dos argentinos sobre as suas ilhas. Os argentinos, por sua vez, nunca aceitaram o domínio inglês sobre as ilhas, e desde o início dos anos 1980 prepararam-se para retomar o território. A prosperidade econômica pela qual a Argentina passava foi decisiva para que o país vencesse a guerra.
  4. O conflito foi desencadeado pela Argentina no contexto da ditadura militar iniciada em 1976. A fim de angariar apoio popular no início dos anos 1980, o governo almejou reconquistar as Ilhas Malvinas, retomando um discurso nacionalista. Contudo, com a rápida derrota dos argentinos, o regime militar logo foi derrubado, sucedido por um governo democrático e civil em meio a uma grave crise econômica.
  5. O conflito foi iniciado pelos argentinos, que desejavam retomar o território por conta de seus recursos minerais, a fim de aplacar a grave crise econômica que assolava a Argentina. A Inglaterra não queria deixar as Ilhas, por se beneficiar das riquezas naturais em um período de instabilidade financeira após o desmantelamento do Estado de Bem-Estar Social. Aproveitando-se da fragilidade inglesa, a Argentina venceu a guerra.

07. (FGV) Entre 2 de abril e 14 de junho de 1982, transcorreu a chamada "Guerra das Malvinas". A esse respeito é correto afirmar que se trata de

  1. um enfrentamento militar entre a Argentina e o Reino Unido, provocado pelas críticas britânicas contra a ditadura militar instaurada em 1976.
  2. uma guerra travada no Atlântico Norte devido ao protecionismo praticado pelo Reino Unido com relação aos produtos manufaturados argentinos.
  3. uma revolta popular patrocinada pelo governo britânico que utilizou as ilhas Malvinas como base de apoio aos guerrilheiros argentinos.
  4. uma guerra provocada pela disputa acerca da soberania das ilhas Malvinas, que acabou por contribuir para a derrocada do regime militar na Argentina.
  5. um conflito provocado pela prisão de militares ingleses acusados de espionagem em território argentino e que culminou no envio de tropas britânicas ao porto de Buenos Aires.

08. (FGV) “Independente da justa reivindicação, legitimada por títulos e direitos inalienáveis com respeito à soberania argentina das ilhas Malvinas, hoje, depois de 30 anos do desembarque nas ilhas, há um fato impossível de negar: como a ditadura inventou uma operação bélica para lavar a cara do processo que a Argentina vivia desde 1976 e como os meios de comunicação da época, unânimes e submissos, por medo ou censura, contribuíram na construção deste relato. [...] ‘Hoje é um dia glorioso para a pátria’ ou ‘As Malvinas em mãos argentinas’, foram algumas das manchetes da imprensa daqueles dias de guerra, dias em que o ex-capitão de Fragata Alfredo Astiz – condenado à prisão perpétua por crimes de lesa humanidade - içava a bandeira argentina nas ilhas em disputa.”

Francisco Luque, http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19897

Considerando os argumentos do texto e os seus conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta

  1. Os meios de comunicação cumpriram um papel fundamental na construção do relato da guerra das Malvinas, há 30 anos.
  2. A reivindicação sobre as ilhas Malvinas teve início com a instauração da ditadura militar argentina.
  3. A vitória na guerra das Malvinas representou um momento decisivo na história política argentina recente.
  4. Com a democratização, a Argentina tornou-se refratária ao ideário nacionalista que levou à guerra.
  5. Durante o conflito, o discurso montado pela ditadura foi duramente criticado pela imprensa argentina.

09. (Enem) Las Malvinas son nuestras Sí, las islas son nuestras

Esta afirmación no se basa en sentimientos nacionalistas, sino en normas y principios del derecho internacional que, si bien pueden suscitar interpretaciones en contrario por parte de los británicos, tienen la fuerza suficiente para imponerse.

Los británicos optaron por sostener el derecho de autodeterminación de los habitantes de las islas, invocando la resolución 1514 de las Naciones Unidas, que acordó a los pueblos coloniales el derecho de independizarse de los Estados colonialistas. Pero esta tesitura es también indefendible. La citada resolución se aplica a los casos de pueblos sojuzgados por una potencia extranjera, que no es el caso de Malvinas, donde Gran Bretaña procedió a expulsar a los argentinos que residían en las islas, reemplazándolos por súbditos de la corona que pasaron a ser kelpers y luego ciudadanos británicos. Además, según surge de la misma resolución, el principio de autodeterminación no es de aplicación cuando afecta la integridad territorial de un país.

Finalmente, en cuanto a qué haría la Argentina con los habitantes británicos de las islas en caso de ser recuperadas, la respuesta se encuentra en la cláusula transitoria primera de la Constitución Nacional sancionada por la reforma de 1994, que impone respetar el modo de vida de los isleños, lo que además significa respetar sus intereses.

MENEM, E. Disponível em: www.lanacion.com.ar. Acesso em: 18 fev. 2012 (adaptado).

O texto apresenta uma opinião em relação à disputa entre e a Argentina e o Reino Unido pela soberania sobre as Ilhas Malvinas, ocupadas pelo Reino Unido em 1833. O autor dessa opinião apoia a reclamação argentina desse arquipélago, argumentando que

  1. a descolonização das ilhas em disputa está contemplada na lei comum britânica.
  2. as Nações Unidas estão desacreditadas devido à ambiguidade das suas resoluções.
  3. o princípio de autodeterminação carece de aplicabilidade no caso das Ilhas Malvinas.
  4. a população inglesa compreende a reivindicação nacionalista da administração argentina.
  5. os cidadãos de origem britânica assentados nas ilhas seriam repatriados para a Inglaterra.

10. (UNIFOR) Neste ano de 2012, a Guerra das Malvinas, envolvendo Argentina e Inglaterra, está completando 30 anos. Analise as afirmativas a seguir:

I. O estopim do conflito foi a invasão das Ilhas Malvinas pela Inglaterra, buscando recuperar um território que havia sido de seu domínio até o início do século XIX.

II. À época da Guerra das Malvinas, a Argentina era governada pelo maior presidente de sua história, Juan Perón.

III. A Guerra das Malvinas serviu de exemplo a outros países, dando origem a uma série de disputas de pequenos países latinoamericanos contra grandes potências pelo domínio de antigas possessões coloniais.

IV. A Guerra das Malvinas ocorreu durante o período de 2 de abril a 14 de junho de 1982 e foi vencida pela Inglaterra, que mantém o domínio do território até os dias atuais, ao qual denomina de Falklands Islands.

V. A Guerra das Malvinas foi o primeiro conflito aeronaval moderno em que se utilizaram armas de alta tecnologia, configurando um enfrentamento entre duas nações ocidentais.

Marque a opção correspondente às afirmativas VERDADEIRAS:

  1. I e II somente
  2. IV e V somente
  3. I, II e IV
  4. III, IV e V
  5. II e V

Oi, aqui é o criado do Projeto Agatha. Você pode responder a uma pesquisa rápida? Ela vai ajudar no meu Projeto de Iniciação Científica da faculdade (IFNMG). É só clicar nessa barrinha.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp



.