Home > Banco de Questões > História > Brasil República

Movimento Tenentista

Lista de 10 exercícios de História do Brasil com gabarito sobre o tema Movimento Tenentista com questões de Vestibulares.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: Brasil República.





01. (ACAFE) “No dia seguinte, centenas deles se entregaram, atendendo a um apelo do governo. Um grupo se dispôs, porém, a resistir. O forte voltou a ser bombardeado por mar e por aviões. Dezessete militares, com a adesão ocasional de um civil, decidiram sair pela praia de Copacabana, ao encontro das forças governamentais. Na troca de tiros, morreram dezesseis, ficando feridos os tenentes Siqueira Campos e Eduardo Gomes. Os Dezoito do Forte começavam a criar a legenda do tenentismo. ”

FAUSTO, Boris. História do Brasil. 5ª edição. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1997. Página 308.

O texto evidencia uma revolta do movimento tenentista brasileiro. Acerca desse movimento, assinale a alternativa correta.

  1. A Revolta do Forte de Copacabana foi uma tentativa de impedir a posse de Humberto Castelo Branco após a efetivação do regime militar no Brasil.
  2. Combateram principalmente o governo provisório de Getúlio Vargas e exigiam a criação de uma nova constituição.
  3. As principais revoltas tenentistas ocorreram após a implantação do Estado Novo por Getúlio Vargas, com o apoio de militares de alta patente.
  4. Ocorreu na chamada República Velha ou Oligárquica. Buscavam mudanças no cenário político, administrativo e eleitoral do Brasil.

02. (PUC-PR) “O ano de 1930 tem grande significado na vida de Prestes; é o momento em que, diante da pressão para que assumisse a liderança do movimento que ficaria conhecido como a “Revolução de 30”, ele rompe com seus antigos companheiros, os “tenentes”, e se posiciona publicamente a favor do programa do Partido Comunista.”

PRESTES, Anita Leocadia. Luiz Carlos Prestes: um comunista brasileiro. São Paulo: Boitempo, 2015.

Presente em diferentes momentos da história do Brasil, Luiz Carlos Prestes tornou-se personagem importante da República Velha até a Redemocratização. Primeiramente integrante do movimento tenentista, durante os anos de exílio, após o fim da Coluna Prestes (1925-27), estuda e se aproxima do comunismo, regressando clandestinamente ao país como líder da Intentona Comunista (1935).

Uma tentativa de revolução que faz parte de um contexto histórico, a respeito do qual podemos afirmar que

  1. composto por grupos diferentes como líderes sindicais, comunistas e intelectuais, o levante de 35 foi amplamente combatido pelos militares, cujos batalhões se levantaram contra os revoltosos a partir de Natal chegando até o Rio de Janeiro, antiga capital do país.
  2. os integralistas participaram ativamente do aparelhamento da Intentona Comunista, movimento articulado entre antigos membros da ANL e da AIB, ambos partidos políticos contrários ao governo Vargas.
  3. a ANL, agremiação política apoiada por Prestes, defendia principalmente a reforma agrária, a suspensão do pagamento da dívida externa e o combate ao fascismo. Com seu fechamento pelo governo Vargas, teve início a organização do levante armado conhecido sob o nome de Intentona Comunista com diversos de seus remanescentes.
  4. o recém-criado PCB contava com amplo apoio popular, fato que ajudou no alastramento da revolta pelo país e gerou forte reação do governo, que respondeu com grande número de prisões e cassações políticas.
  5. o presidente Vargas conseguiu contornar o levante comunista de 1935, contudo, dois anos depois, um novo movimento chamado Plano Cohen teve início, provocando o decreto de estado de sítio e o início de um governo ditatorial, o Estado Novo (1937-45).

03. (FAMERP) A Revolução [de 1924 em São Paulo] pretendia a renovação dos costumes políticos, a republicanização da República, como diziam, o banimento das oligarquias dos mandões e chefes políticos e do seu clientelismo político, o fim do voto de cabresto e da política dos currais eleitorais de eleitores sem liberdade de decisão e de voto.

(José de Souza Martins. “São Paulo, 1924 – A retirada”. In: Eloar Guazzelli. São Paulo em guerra – 1924, 2012.)

O movimento a que o texto se refere ficou conhecido na história do Brasil como tenentismo. O movimento tenentista

  1. pretendeu abolir as bases econômicas do governo republicano, extinguindo a propriedade rural monocultora.
  2. mobilizou os oficiais militares contrários ao regime republicano e à extensão do direito de voto à população brasileira.
  3. foi uma manifestação dos antigos grupos dominantes afastados do poder devido à proclamação da República.
  4. ficou restrito ao estado de São Paulo, fato que o isolou do restante do país e facilitou a sua derrota.
  5. procurou reformar os procedimentos políticos republicanos, sustentados por fraudes eleitorais, assim como pelo voto a descoberto.

04. (UECE) No contexto da Primeira República, emergiu o movimento tenentista. No que diz respeito a esse movimento, pode-se afirmar corretamente que

  1. foi um movimento político-militar que ganhou apoio dos setores de alta patente do exército e eclodiu apenas na capital federal.
  2. foi um movimento basicamente integrado por oficiais de baixa patente, que trouxe à superfície a revolta da corporação contra os baixos salários e precárias condições de trabalho.
  3. assumiu uma conotação social explicitamente favorável à democracia liberal e bem condizente com ações democráticas no âmbito da corporação militar.
  4. apesar de não ter ocorrido qualquer levante ou ação radical, os tenentes passaram a defender a instalação de um governo forte e centralizado, capaz de promover a salvação nacional.

05. (UEMG) Nos anos vinte a sociedade brasileira viveu um período de grande efervescência e profundas transformações. Mergulhado numa crise cujos sintomas se manifestaram nos mais variados planos o país experimentou uma fase de transição cujas rupturas mais drásticas se concretizariam a partir do movimento de 1930.

FERREIRA, Marieta de Moraes; PINTO, Surama Conde Sá. A Crise dos anos 20 e a Revolução de Trinta . Rio de Janeiro: CPDOC, 2006. 26f.

Dentre as diversas manifestações que compõem a crise da República Velha brasileira, nos anos 20 do século XX, encontra-se o movimento tenentista.

É CORRETO identificar o Tenentismo como

  1. movimento liderado pelos membros do exército filiados ao recém fundado PCB e que visava fazer no Brasil uma revolução socialista nos moldes da Revolução Russa, que havia eclodido alguns anos antes.
  2. motim acontecido no seio do exército e que objetivava a imediata destituição do ministro civil da guerra, que havia impedido os militares brasileiros de participarem da Primeira Grande Guerra.
  3. revolta de militares de patentes intermediárias, representantes das camadas médias da população, que questionavam a estrutura política vigente no país e desejavam reformas que levassem à moralização da política brasileira.
  4. movimento de militares de alta patente que, insatisfeitos com sua exclusão política, entraram em confronto com o exército legalista, derrubando o presidente Washington Luís e pondo fim à República Velha.

06. (PUC-RS) O Movimento Tenentista foi um dos principais fatores de desestabilização da República Velha. Sobre esse movimento, é INCORRETO afirmar que

  1. foi provocado pelo descontentamento da baixa oficialidade do Exército com suas condições de trabalho e com o sistema político do período, baseado no controle do poder pelas elites agrárias do País.
  2. pregou, entre outras medidas, o voto secreto, a independência do Poder Judiciário e um Estado mais centralizado no Governo Federal.
  3. caracterizou-se pela formação de Colunas, como a Coluna Prestes, agrupamentos militares rebeldes que atravessaram o País, procurando mobilizar a população contra o Governo Federal.
  4. opôs-se à Aliança Liberal e à Revolução de 30, pois a maioria de seus integrantes via, em Getúlio Vargas e no grupo que ascendeu ao poder com ele, a continuidade dos mesmos vícios políticos do regime anterior.
  5. teve, como principais líderes: Eduardo Gomes, um dos heróis da Revolta dos 18 do Forte de Copacabana; Luis Carlos Prestes e Miguel Costa, comandantes da famosa Coluna Miguel Costa-Prestes.

07. (PUC-Campinas) O termo vanguarda designava originalmente a posição dos guerreiros que iam à frente, nas batalhas. Mais tarde, já no campo da arte, passou a identificar a posição de criadores que, preocupados com uma completa inovação estética, buscavam adiantar-se ao seu tempo e propunham, quando não impunham, novos paradigmas para a linguagem artística. No Brasil do século XX há que se destacar o papel de vanguarda cultural e artística do movimento modernista de 22, por sua vez inspirado por vanguardas europeias, e a radical atuação vanguardista dos poetas concretos, cujos manifestos datam da década de 50 − década em que a economia e a política nacional também buscaram modernizar-se.

(Alcebíades Valongo, inédito)

Na década de 1920, mais que a luta social dos trabalhadores, foi o movimento tenentista que se destacou na cena política, abalando as bases de sustentação da República Velha. Do ponto de vista ideológico, esse movimento

  1. condenava o capitalismo, a propriedade privada dos meios de produção e defendia a participação dos trabalhadores na luta política legal como caminho para a conquista de direitos.
  2. lutava pela libertação dos trabalhadores por meio da eliminação gradativa do Estado e da divisão da propriedade entre aqueles responsáveis por produzir todas as riquezas do país.
  3. propunha a utilização dos sindicatos de trabalhadores como instrumento para a destruição do Estado opressor e da sociedade burguesa que se apropriava dos bens produzidos.
  4. repelia posições comunistas e anarquistas e suas proposições giravam em torno da substituição do Estado burguês pela ditadura do proletariado como via de se chegar ao socialismo.
  5. defendia posições nacionalistas e moralizantes, e suas reivindicações giravam em torno do voto secreto, da moralização da vida pública e da formação de um governo centralizador.

08. (UECE) Atente às seguintes afirmações acerca do Movimento Tenentista no Brasil.

I. O Tenentismo surgiu entre militares, especialmente entre os militares de baixa patente.

II. Os Tenentes, de modo geral oriundos das camadas médias da população, defendiam a moralização da vida política.

III. Nos anos 1920, organizaram várias ações militares, entre elas o chamado Levante de Copacabana.

IV. Os Tenentistas pretendiam um governo comunista e exigiram, a partir de 1922, que seus líderes se filiassem ao PCB (Partido Comunista Brasileiro).

Está correto o que se afirma apenas em

  1. I e IV.
  2. I, II e III.
  3. II e III.
  4. III e IV.

09. (ENEM 2010) A solução militar da crise política gerada pela sucessão do presidente Washington Luis em 1929–1930 provoca profunda ruptura institucional no país. Deposto o presidente, o Governo Provisório (1930–1934) precisa administrar as diferenças entre as correntes políticas integrantes da composição vitoriosa, herdeira da Aliança Liberal.

LEMOS, R. A revolução constitucionalista de 1932. SILVA, R. M.; CACHAPUζ, P. B.; LAMARÃO, S. (Org). Getúlio Vargas e seu tempo. Rio de Janeiro: BNDES.

No contexto histórico da crise da Primeira República, verifica-se uma divisão no movimento tenentista. A atuação dos integrantes do movimento liderados por Juarez Távora, os chamados “liberais” nos anos 1930, deve ser entendida como

  1. a aliança com os cafeicultores paulistas em defesa de novas eleições.
  2. o retorno aos quartéis diante da desilusão política com a “Revolução de 30”.
  3. o compromisso político-institucional com o governo provisório de Vargas.
  4. a adesão ao socialismo, reforçada pelo exemplo do ex-tenente Luís Carlos Prestes.
  5. o apoio ao governo provisório em defesa da descentralização do poder político.

10. (UEA) O movimento tenentista de 1924, que eclodiu em alguns estados brasileiros, ganhou, na Amazônia, características particulares com a constituição

  1. de uma ditadura em Belém, que combatia os comerciantes portugueses.
  2. de um governo em Manaus, que contou com a simpatia de setores populares locais.
  3. de um regime popular amazônico, que foi constituído por diversos grupos étnicos.
  4. da Coluna Prestes, que atravessou revolucionariamente o Brasil de Norte a Sul.
  5. da Comuna de Santarém, que foi sustentada pelos proprietários dos seringais.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



.