Home > Banco de Questões > História do Brasil > Brasil Colônia >Revolta Felipe dos Santos ou Revolta de Vila Rica

Revolta Felipe dos Santos ou Revolta de Vila Rica

Lista de 08 exercícios de História do Brasil com gabarito sobre o tema Revolta Felipe dos Santos ou Revolta de Vila Rica com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema aqui.



01. (FGV) Dom Pedro Miguel de Almeida Portugal - conde de Assumar - se casou em 1715 com D. Maria José de Lencastre. Dai a dois anos partiria para o Brasil como governador da capitania de São Paulo e Minas Gerais. Nas Minas, não teria sossego, dividido entre o cuidado ante virtuais Ievantes escra- vos e efetivos Ievantes de poderosos; o mais sério destes o celebrizaria como algoz: foi o conde de Assumar que, em 1720, mandou executar Felipe dos Santos sem julgamento, sendo a seguir chamado a Lisboa e amargurado um longo ostracismo.

(Laura de Mello e Souza, Norma e conflito: aspectos da história de Minas no secqu XVIII)

A morte de Felipe dos Santos esteve vinculada a

  1. uma sublevação em Vila Rica, que envolveu vários grupos sociais, descontentes com a decisão de levar todo ouro extraído para ser quintado nas Casas de Fundição.
  2. um movimento popular que exigia a autonomia das Minas Gerais da capitania do Rio de Janeiro e o imediato cancelamento das atividades da Companhia de Comércio do Brasil.
  3. uma revolta denominada Guerra do Sertão, comandada por potentados locais, que não aceitavam as imposições colonialistas portuguesas, como a proibição do comércio com a Bahia.
  4. uma insurreição comandada pela elite colonial, inspirada no sebastianismo, que defendia a emancipação da região das Minas do restante da América portuguesa, com a criação de uma nova monarquia.
  5. uma rebelião, que contrapôs os paulistas - descobridores das minas e primeiros exploradores - e os chamados emboabas ou forasteiros - pessoas de outras regiões do Brasil, que vieram atrás das riquezas de Minas.

02. (UESPI) Nem sempre os portugueses firmavam seu poder político sem a resistência dos colonos. Na revolta liderada por Felipe dos Santos, no século XVIII, os colonos:

  1. lutaram contra a cobrança de impostos e a violência utilizada pela Metrópole.
  2. estabeleceram critérios para importar produtos vindos da Europa.
  3. acusavam os jesuítas de defenderem a escravidão e oprimir os nativos.
  4. divulgaram ideais republicanos contrários às práticas mercantilistas.
  5. queriam, apenas, a autonomia de Minas Gerais e a liberdade comercial.

03. (FCC-SP) O antecedente imediato mais importante da Revolta de Vila Rica, movimento ocorrido em 1720, foi:

  1. a modificação do sistema tributário sobre o ouro.
  2. a abolição do monopólio do gado.
  3. a implantação de medidas de tributação sobre o fumo.
  4. o aumento do contingente militar, reforçado por dragões da cavalaria portuguesa.
  5. a nomeação do conde de Assumar para governar a região das Minas.

04. (UFPE) A Revolta de Filipe dos Santos (1720), em Minas Gerais, resultou entre outros motivos da:

  1. intromissão dos jesuítas no ativo comércio dos paulistas na região das Minas;
  2. disseminação das idéias oriundas dos filósofos do Iluminismo francês;
  3. criação das Casas de Fundição e das Moedas, a fim de controlar a produção aurífera;
  4. tentativa de afirmação política dos portugueses sobre a nascente burguesia paulista;
  5. tensão criada nas Minas, em virtude do monopólio da Companhia de Comércio do Maranhão.

05. (UNCISAL) Uma das principais exigências dos rebeldes na Revolta de Vila Rica, em 1720, foi a

  1. diminuição dos preços das roupas comercializadas.
  2. modificação do domínio português em Minas Gerais.
  3. anulação do decreto de criação das Casas de Fundição.
  4. supressão das cobranças na Intendência dos Diamantes.
  5. recusa na aceitação dos governantes enviados pela coroa.

06. (UEA) Minas Gerais, com sua população adventícia, constituída de aventureiros, foi, em seus primórdios, o teatro de frequentes turbulências. Depois da Guerra dos Emboabas e nas primeiras décadas do século XVIII, o espírito de ganância não deixou de provocar conflitos entre governantes e governados. Entre as revoltas desencadeadas por medidas de ordem fiscal, tem merecido destaque a de 28 de junho de 1720 que agitou o distrito de Vila Rica e só foi debelada graças à contrarrevolução desencadeada pelo Conde de Assumar.

(Nícia Vilela Luz. “Inquietação revolucionária no sul: Conjuração Mineira”. In: A época colonial, vol 2, 1960. Adaptado.)

Considerando as afirmações do excerto e conhecimentos sobre o período colonial brasileiro, é correto sustentar que as turbulências, às quais o excerto se refere, resultaram de um quadro

  1. de desentendimentos entre os portugueses enriquecidos com a exploração colonial e as ordens religiosas contrárias à escravização dos índios.
  2. de divergências sociais agravadas pelo aumento crescente da produção aurífera, conjugado à constituição na colônia de uma elite cultural iluminista.
  3. de igualdade de oportunidades de enriquecimento oferecidas aos senhores escravistas e aos trabalhadores livres da mineração.
  4. de lutas pela independência da colônia com a participação de senhores de engenho, mineradores de metais preciosos e burocracia colonial.
  5. de disputas por riquezas minerais entre os primeiros descobridores das jazidas, os recém-chegados, os faiscadores e o aparato estatal metropolitano.

07. (ACAFE) A Revolta de Vila Rica no século XVIII mostrou os abusos que as autoridades portuguesas cometiam com os mineradores e a população de Minas Gerais.

No contexto dessa revolta é correto afirmar, exceto:

  1. O movimento reivindicava a redução dos preços dos alimentos e o cancelamento da medida que proibia a circulação de ouro em pó.
  2. Foi um dos nomes dados à Inconfidência Mineira, que entre seus participantes teve Joaquim José da Silva Xavier.
  3. Os altos impostos e o rígido controle sobre a exploração do ouro também contribuíram para o levante de Vila Rica.
  4. Um dos líderes da revolta foi enforcado e teve seu corpo esquartejado e exposto em praça pública.

08. (UFRN) A Guerra dos Emboabas, a dos Mascates e a Revolta de Vila Rica, verificadas nas primeiras décadas do século XVIII, podem ser caracterizadas como:

  1. movimentos isolados em defesa de ideias liberais, nas diversas capitanias, com a intenção de se criarem governos republicanos;
  2. movimentos de defesa das terras brasileiras, que resultaram num sentimento nacionalista, visando à independência política;
  3. manifestações de rebeldia localizadas, que contestavam alguns aspectos da política econômica de dominação do governo português;
  4. manifestações das camadas populares das regiões envolvidas, contra as elites locais, negando a autoridade do governo metropolitano.
  5. manifestações separatistas de ideologia liberal contrárias ao domínio português.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp