Home > Banco de Questões > História > Idade Contempôranea

A Guerra da Coreia

Lista de 10 exercícios de História com gabarito sobre A Guerra da Coreia (1950-1953) com questões de Vestibulares.



01. (UERJ) Em 25 de junho de 1950, tropas da Coreia do Norte ultrapassaram o Paralelo 38, que delimitava a fronteira com a Coreia do SuI. Com a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, quinze países enviaram tropas em defesa da Coreia do Sul, comandadas pelo general norte-americano Douglas MacArthur. Após três anos de combate, foi assinado um armistício em 27 de julho de 1953, mantendo a divisão entre as Coreias.

(Adaptado de cpdoc_fgv.br)

O governo norte-coreano anunciou recentemente que não mais reconheceria o armistício assinado em 1953, o que trouxe novamente ao debate o episódio da Guerra da Coreia.

O fator que explica a dimensão assumida por essa guerra na década de 1950 está apresentado em:

  1. mundialização do acesso a fontes de energia
  2. bipolaridade das relações políticas internacionais
  3. hegemonia soviética em países do Terceiro Mundo
  4. criação de multinacionais japonesas no extremo Oriente

02. (FAMEMA) Os governos da Coreia do Norte e da Coreia do Sul decidiram ter uma reunião de emergência para solucionar a grave crise militar suscitada entre os países desde a troca de tiros de artilharia na fronteira, em agosto deste ano. Prevê-se que os líderes busquem modos de evitar uma escalada do conflito militar. Norte e Sul permanecem tecnicamente em conflito desde a Guerra da Coreia (1950-53), finalizada com um armistício nunca substituído por um tratado de paz definitivo.

(www.efe.com. Adaptado.)

A recorrente tensão nas relações diplomáticas entre os referidos países remetem à Guerra da Coreia, a qual teve origem na

  1. explosão de bombas atômicas em território sul-coreano, ratificando o poderio bélico da Coreia do Norte.
  2. adoção de práticas liberais na parcela norte do território, provocando a cisão ideológica e territorial entre as Coreias do Norte e do Sul.
  3. disputa pela soberania étnica no território coreano, provocando a separação física entre as Coreias do Norte e do Sul.
  4. migração em massa da população da Coreia do Norte, capitalista, procurando se integrar ao sistema econômico adotado pela Coreia do Sul, socialista.
  5. ofensiva militar da Coreia do Norte, socialista, procurando anexar ao seu território a Coreia do Sul, capitalista.

03. (PUC-RS) As intensas disputas geopolíticas entre a minoria dos países do bloco socialista e a ampla maioria dos países capitalistas que caracterizaram o período da Guerra Fria já não estão mais presentes no cenário mundial atual. Entretanto, essa dualidade de regimes políticos ainda é percebida na Península das Coreias, onde a Coreia do Norte, socialista, se opõe politicamente frente à Coreia do Sul, capitalista, gerando um clima de incerteza no que diz respeito à manutenção da paz entre os dois países do Oriente.

Considerando o texto, assinale a alternativa INCORRETA.

  1. As duas Coreias configuravam um único território, o qual foi controlado pela China, entre os séculos XVII e XIX e, posteriormente, pelo Japão, de 1910 até 1945.
  2. Com a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, a Coreia foi ocupada pela China, que se estabeleceu ao norte, e pela Rússia, que ficou na parte sul.
  3. Em 1950, as forças militares da Coreia do Norte invadiram a Coreia do Sul, provocando a intervenção direta dos Estados Unidos e da China, iniciando a Guerra da Coreia.
  4. Ao final da Guerra da Coreia, em 1953, nenhum acordo de paz foi assinado, apenas ficou definido um limite entre os dois territórios, o que faz com que as duas Coreias estejam, tecnicamente, ainda em guerra.

04. (UNESP) A Coreia do Norte e a Coreia do Sul foram delimitadas após a 2.ª Guerra Mundial, quando soviéticos e americanos dividiram a península da Coreia no paralelo 38°N. Durante o período da Guerra Fria a reunificação se tornou inviável, surgindo em 1948 as duas Coreias. Nos últimos 56 anos as duas Coreias se mantiveram em estado de guerra. A tensão nesta área se torna crítica em 2009, devido ao fato de a Coreia do Norte ter realizado testes nucleares.

(Cláudia Trevisan, O Estado de S.Paulo. Coreia do Norte deixa armistício e ameaça Seul com ataque militar, Maio/2009. Adaptado.)

Ao fazer uma retrospectiva deste período histórico é possível afirmar que:

  1. As tensões permaneceram restritas a tiroteios na fronteira entre as duas Coreias até que a Revolução Chinesa, em 1929, encorajou a Coreia do Norte a tentar unificar a península sob a bandeira do comunismo.
  2. Em junho de 1914, tropas norte-coreanas invadiram a Coreia do Sul, sendo que os EUA usaram a ONU para legitimar uma intervenção internacional e expulsaram os comunistas, ultrapassaram o paralelo 38ºN, chegando até a fronteira com a China.
  3. Em nenhum momento histórico Mao Tse-tung apoiou a Coreia do Norte, que, desta maneira, não conseguiu empurrar os americanos para o paralelo 38ºN e delimitar seu território.
  4. Os dois lados negociaram só um cessar-fogo, em 1983, o que manteve as duas Coreias em estado de guerra.
  5. A Coreia do Norte ameaçou, em 2009, atacar militarmente a Coreia do Sul e romper o acordo de armistício de 1953.

05. (FAAP) A Guerra da Coreia (1950-1953) lançou as bases de um estado de beligerância que perdura até os dias de hoje, tendo recrudescido nos últimos anos, sobretudo, em 2017, com as ameaças entre o governo norte-coreano e os EUA.

O fenômeno histórico, que se iniciou na década de 1950, no contexto da Guerra Fria, reflete:

  1. o esforço ideológico das três superpotências de então, EUA, URSS e a China, em colocar o maior número possível de países sob sua influência.
  2. a intenção da URSS em controlar toda a península coreana, a fim de suplantar a Alemanha como potência para fazer frente aos EUA.
  3. a intenção dos EUA em demonstrar aos países do Oriente Médio o peso do poderio militar norte-americano.
  4. a corrida armamentista entre as superpotências, que utilizaram o teatro de operações da Coreia como laboratório para testes com novos armamentos atômicos.
  5. o esforço da OEA em provar sua eficiência ao enviar tropas ainda que lideradas pelos EUA, a fim de conter o avanço chinês na península.

06. (EMESCAM) Coreia do Norte anuncia “estado de guerra” com a Coreia do Sul.

... “A partir de agora, as relações intercoreanas estão em estado de guerra e todas as questões entre as duas Coreias serão tratadas sob o protocolo de guerra”, declara um comunicado atribuído a todos os órgãos do governo norte coreano.

A tensão observada entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul está associada a:

  1. Um incidente diplomático ocasional, que não corresponde à grande tradição pacifista existente entre as Coreias.
  2. Divergências políticas e comerciais, sendo que sua origem se deu após a emergência da nova Ordem Mundial.
  3. Divergências comerciais e econômicas, sendo que sua origem remete ao período de Guerra Fria.
  4. Divergências políticas e ideológicas, sendo que sua origem se deu após a emergência da Nova Ordem Mundial.
  5. Divergências políticas e ideológicas, sendo que a sua origem remete ao período da Guerra Fria.

07. (UECE) Segundo Hobsbawm, a Guerra da Coreia (1950-1953) configurou-se em um dos episódios mais sangrentos do século XX. Nela morreram entre 3 e 4 milhões de pessoas (em um país de 30 milhões), produzindo, ainda, cerca de 5 milhões de coreanos deslocados de seu país.

HOBSBAWM, E. Era dos extremos. O breve século XX (1914-1991). Trad. Marcos Santarrita. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 58 e 422.

Classifique as afirmações a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F).

(__) Apesar da violência e do alto índice de mortalidade, a Guerra da Coreia foi um conflito isolado da Segunda Guerra Mundial, não tendo interferência da Europa nem dos EUA.

(__) No final da Segunda Guerra Mundial, a Coreia passou por muitas dificuldades, mas conseguiu manter a sua soberania nacional e territorial com sua ausência da Guerra Fria.

(__) A Guerra da Coreia provocou a divisão do país em Coreia do Sul, aliado dos EUA e da Inglaterra, e Coreia do Norte, aliado da China e da antiga União Soviética. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

  1. F, F, V
  2. F, V, V
  3. V, F, V
  4. F, V, F

08. (Unifor) Em fins de abril de 2018, os líderes da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e da Coreia do Sul, Moon Jaein, encontraram-se para discussões sobre a possibilidade de paz na península coreana. Os dois países assinaram um armistício em 1953 e determinaram uma zona desmilitarizada em torno do paralelo 38. Belo gesto transmitido pelos canais de televisão mostraram o líder norte-coreano atravessando a fronteira depois de 65 anos. Sobre a Guerra da Coreia pode-se afirmar que:

  1. Com a derrota do Japão e a liberação da península, o país foi dividido em três zonas conflituosas. Uma francesa, uma americana e uma soviética.
  2. Inicialmente, a Coreia do Sul invadiu a Coreia do Norte e formou uma república liberal e democrática com apoio dos Estados Unidos.
  3. Liderados pelos Estados Unidos, as forças das Nações Unidas obrigaram os nortes-coreanos a recuar até o paralelo 38 e, em seguida, invadiram o território norte-coreano até a fronteira com a China.
  4. O estado de guerra terminou em 1953 com a assinatura de um tratado de paz.
  5. Os países comunistas, no período da Guerra Fria, mantiveram-se neutros, limitaram-se à assistência médica e educacional.

09. (UNESP) Coreia do Norte anuncia "estado de guerra" com a Coreia do Sul

A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira [29.03.2013] o "estado de guerra" com a Coreia do Sul e que negociará qualquer questão entre os dois países sob esta base. "A partir de agora, as relações intercoreanas estão em estado de guerra e todas as questões entre as duas Coreias serão tratadas sob o protocolo de guerra", declara um comunicado atribuído a todos os órgãos do governo norte-coreano.

(http://noticias.uoI.com.br. Adaptado.)

A tensão observada entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul está associada a

  1. divergências políticas e comerciais, sendo que sua origem se deu após a emergência Nova Ordem Mundial.
  2. divergências comerciais e económicas, sendo que sua origem remete ao período da Guerra Fria.
  3. divergências políticas e ideológicas, sendo que sua origem se deu após a emergência da Nova Ordem Mundial.
  4. divergências políticas e ideológicas, sendo que sua origem remete ao período da Guerra Fria.
  5. um incidente diplomático ocasional, que não corresponde a grande tradição pacifista existente entre as Coreias.

10. (UFF) Escolha, a opção que indica corretamente algumas das consequências da Guerra da Coreia (1950-1953) para a própria Coreia:

  1. O Japão teve de retirar-se da Coreia - que ocupava desde 1910 - e os coreanos proclamaram sua independência.
  2. O presidente da Coreia do Sul, Singman-Ri, renunciou por não aceitar as condições do armistício que concluiu a guerra.
  3. Os chineses ocuparam a Coreia do Norte e os Estados Unidos fizeram o mesmo na Coreia do Sul, por decisão do armistício de 1953.
  4. O armistício que pôs fim à guerra manteve a divisão do país, decidida em 1945; a fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul transformou-se em zona desmilitarizada.
  5. A China, que recomeçara desde 1985 a independência da Coreia, recuperou a península coreana após o término da guerra de 1950-1953.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp