Home > Banco de Questões > História > Simulados

Idade Moderna II

Lista de 15 exercícios de História com gabarito sobre o tema Idade Moderna com questões de Vestibulares.



01. (UDESC) Leia atentamente o texto a seguir:

“Ó vós Homens cidadãos, ó vós Povos curvados, e abandonados pelo Rei, pelos seus despotismos, pelos seus ministros [...]

A França está cada vez mais exaltada, a Alemanha já lhe dobrou o joelho, Castela só aspira sua aliança, Roma já vive anexa, O Pontífice está abandonado, e desterrado; o rei da Prússia está preso pelo seu próprio povo, as nações do mundo têm seus olhos fixos na França, a liberdade é agradável para todos; é tempo povo, povo o tempo é chegado para vós defendereis a vossa liberdade; o dia da nossa revolução; da nossa liberdade e de nossa felicidade está para chegar, animai-vos que sereis felizes.”

Trechos de um manifesto afixado na cidade de Salvador em 1798.

A partir da leitura dos trechos do manifesto, é possível afirmar que os autores do manifesto:

  1. eram monarquistas e defendiam uma aliança com o reino de Castela.
  2. tinham conhecimento do movimento revolucionário que ocorrera na França e dos ideais de liberdade que o fundamentavam.
  3. refutavam qualquer possibilidade de organização política.
  4. não tinham acesso aos eventos políticos que ocorriam fora de Salvador.
  5. atuaram no processo de proclamação da república no Brasil.

02. (ACAFE) “Erram os pregadores de indulgências quando dizem que pelas indulgências do papa o homem fica livre de todo pecado e que está salvo”. Este é um dos pontos das 95 teses divulgadas por Martinho Lutero na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, em 1517, que está completando 500 anos em 2017. Acerca do contexto da reforma protestante, da atuação de Lutero e do avanço do movimento reformista na igreja europeia é correto afirmar, exceto:

  1. Henrique VIII, rei da Inglaterra, rompeu com o catolicismo publicando o Ato de supremacia, documento em que se tornava o chefe da Igreja da Inglaterra, posteriormente denominada Anglicana.
  2. Lutero e o teólogo Felipe Melanchton escreveram a Confissão de Augsburgo, fundamentando a doutrina luterana. Um dos pontos desta obra determinava a substituição do latim pela língua nacional nos cultos religiosos.
  3. As ideias protestantes influenciaram a revolta camponesa sob a liderança de Thomas Münzer na Turíngia, que pregava o fim do Estado e da propriedade privada.
  4. Calvino condenava a usura e a doutrina da predestinação, sendo apoiado por integrantes do clero secular e da própria burguesia estabelecida na Suíça.

03. (UFAM PSC) Em consequência do movimento reformista iniciado por Martinho Lutero em 1517, que desafiou o poder da Igreja Católica Romana a partir da Saxônia (principado do Sacro Império Romano), surgiu outro, em meados da década de 1530, cuja liderança foi exercida pelo francês João Calvino (1509-1564) a partir de Genebra, uma cidade-estado suíça. João Calvino, que publicara o livro A Instituição da Religião Cristã (1536) pregava a doutrina da predestinação absoluta, “segundo a qual todos os homens estavam sujeitos à vontade de Deus, e apenas alguns as que estariam destinados à salvação eterna...”, compreendendo, desse modo, que o “sinal da graça divina estaria em uma vida plena de virtudes, como o trabalho diligente, a sobriedade, a ordem e a parcimônia”

(VICENTINO e DORIGO, 2013, V. 1, p. 65).

Genebra, que passou a ser governada por João Calvino e seus conselheiros, tornou-se um dos centros irradiadores da Reforma, atingindo países próximos, como a França, e distantes, como a Inglaterra e a Escócia. Nesses países, os seguidores do calvinismo receberam outras denominações.

Assinale a alternativa CORRETA quanto aos nomes que os seguidores do calvinismo receberam na França, na Inglaterra e na Escócia, respectivamente:

  1. Metodistas, Anglicanos e Batistas.
  2. Galicanos, Amish e Wesleyanos.
  3. Huguenotes, Puritanos e Presbiterianos.
  4. Jansenistas, Mennonitas e Anabatistas.
  5. Hussitas, Zuinglianos e Adventistas.

04. (UENP) O Renascimento constituiu-se, historicamente, na Europa, entre os séculos XI e XIII.

Sobre as características do Ranascimento, assinale a alternativa correta.

  1. A burguesia comercial e financeira que progrediu economicamente ostentou seu poder contratando artistas que expressavam novos valores em suas obras.
  2. A renovação cultural e intelectual foi praticada por novos pensadores que se posicionaram contra a religião dominante e voltaram seus estudos para as obras dos pensadores germânicos
  3. As obras de construção de catedrais, no Renascimento, foram paralisadas por seus financiadores, burgueses ricos que preferiram construir museus e laboratórios.
  4. O rei perdeu sua influência devido aos poderes sociais dos novos comerciantes enriquecidos que cunhavam suas próprias moedas e editavam suas leis
  5. Os pensadores e artistas humanistas fundamentaram suas obras nos princípios teológicos da fé da religião cristã professada em seus ideais dogmáticos de transitoriedade da divindade.

05. (UEG) Leia o texto a seguir:

Por ter tido educação protestante, nunca achei que 31 de outubro é o dia das bruxas. Sempre foi o dia em que Lutero, em 1517, começou uma revolução.

LEITÃO, Míriam. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2017.

No ano de 2017, completam-se 500 anos da eclosão da Reforma Protestante. Do ponto de vista histórico, a Reforma pode ser considerada uma revolução

  1. estética, pois foi a matriz ideológica da concepção barroca de mundo que se manifestou nos países ibéricos.
  2. política, pois permitiu a centralização monárquica absolutista, ao legitimar a tese do direito divino dos reis europeus.
  3. econômica, pois, com os puritanos, difundiu-se uma nova mentalidade econômica que gerou o capitalismo.
  4. social, pois legitimou as aspirações revolucionárias dos camponeses europeus na luta contra a aristocracia.
  5. intelectual, pois foi difusora do pensamento científico iluminista por meio de intelectuais protestantes, como é o caso de Voltaire.

06. (ACAFE) “Erram os pregadores de indulgências quando dizem que pelas indulgências do papa o homem fica livre de todo pecado e que está salvo”. Este é um dos pontos das 95 teses divulgadas por Martinho Lutero na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, em 1517, que está completando 500 anos em 2017. Acerca do contexto da reforma protestante, da atuação de Lutero e do avanço do movimento reformista na igreja europeia é correto afirmar, exceto:

  1. Henrique VIII, rei da Inglaterra, rompeu com o catolicismo publicando o Ato de supremacia, documento em que se tornava o chefe da Igreja da Inglaterra, posteriormente denominada Anglicana.
  2. Lutero e o teólogo Felipe Melanchton escreveram a Confissão de Augsburgo, fundamentando a doutrina luterana. Um dos pontos desta obra determinava a substituição do latim pela língua nacional nos cultos religiosos.
  3. As ideias protestantes influenciaram a revolta camponesa sob a liderança de Thomas Münzer na Turíngia, que pregava o fim do Estado e da propriedade privada.
  4. Calvino condenava a usura e a doutrina da predestinação, sendo apoiado por integrantes do clero secular e da própria burguesia estabelecida na Suíça.

07. (UENP) A Revolução Francesa de 1789 estabeleceu conceitos sobre ideologia política considerados essenciais para esclarecer os cidadãos sobre as diferenças entre as doutrinas que se digladiavam na Convenção Nacional.

Sobre os posicionamentos políticos de cada grupo, assinale a alternativa correta.

  1. Os do Pântano, ou da Planície, que se situavam na parte mais baixa da Convenção, modificavam constantemente suas posições políticas entre direita e esquerda.
  2. Os Girondinos posicionavam-se no esquerdismo radical e representavam os interesses dos pequenos proprietários e comerciantes
  3. Os Montanheses adotaram a doutrina da conservação dos poderes políticos direitistas da alta burguesia aliada à monarquia nobiliárquica
  4. Os Jacobinos, mais centralistas democráticos em suas reivindicações, propunham o estabelecimento constitucional da monarquia apoiada pelos altos financistas.
  5. Os Sans-culottes postulavam a destruição da república francesa inspirados nos ideais da revolução Russa, visando à venda do patrimônio público.

08. (UEA) O Estado Absolutista surgiu na Europa Ocidental ao longo do século XVI. Entre suas realizações, destaca-se

  1. a cobrança de impostos da nobreza e do clero com o objetivo de fortalecer o tesouro do Estado.
  2. a manutenção da descentralização política feudal com o reconhecimento do sistema de suserania e vassalagem.
  3. a obrigatoriedade dos homens livres e cidadãos do país prestarem serviço militar ao rei e à nação.
  4. a garantia das autonomias administrativas das cidades mercantis governadas pelas associações de comerciantes e artesãos.
  5. a tendência à criação de um mercado nacional com a eliminação de grande número de barreiras internas ao comércio.

09. (UEFS) O “coração” econômico da época, Veneza, tem cada vez mais dificuldades em assegurar a competitividade de seus produtos. Em 1504, os navios venezianos já quase não encontram pimenta em Alexandria. As especiarias desta proveniência se revelam muito mais caras do que as que são encaminhadas da Índia portuguesa: a pimenta embarcada pelos portugueses em Calicute é quarenta vezes menos onerosa do que a que transita por Alexandria.

(Jacques Attali. 1492, 1991. Adaptado.)

O início da colonização efetiva do Brasil por Portugal, historicamente condicionado pelos fatos referidos pelo excerto,

  1. teve início assim que os navegadores chegaram às novas terras.
  2. projetou a hegemonia portuguesa no comércio atlântico.
  3. enriqueceu a Metrópole com a descoberta de metais preciosos.
  4. atardou-se devido aos lucros auferidos com o comércio oriental.
  5. foi financiado pelos lucros gerados pelo comércio de especiarias.

10. (UFN) Em 1517, o papa Leão X autorizou uma venda de indulgências, ou seja, o perdão dos pecados mortais e a garantia do lugar ao lado de Deus. Essa era uma prática comum no século XVI, contra a qual o monge alemão, Martim Lutero, liderou uma reforma que ficou conhecida como Reforma Protestante. A esse respeito, considere:

I. Lutero, no primeiro momento, não desejava romper com a Igreja; propunha, inicialmente, uma reforma interna na doutrina.

II. Uma das propostas de Lutero estabelecia que todo o cristão poderia ser pastor desde que estudasse as escrituras.

III. A reforma contou com o apoio de diversos senhores feudais do Sacro Império, interessados nas propriedades da Igreja Católica.

Está(ão) correta(s)

  1. apenas I.
  2. apenas III.
  3. apenas I e II.
  4. apenas II e III.
  5. I, II e III.

11. (UFRGS) Sobre o desenvolvimento do pensamento moderno no Ocidente, entre os séculos XIV e XVIII, é correto afirmar que

  1. os estudos empíricos sobre a natureza, realizados no Renascimento, contribuíram para o desenvolvimento da ciência europeia.
  2. o abandono do dogma cristão pelo pensamento humanista motivou a criação dos tribunais do Santo Ofício para combater as heresias.
  3. a filosofia foi marcada por uma completa ruptura em relação à visão de mundo, elaborada durante a antiguidade.
  4. a Reforma Protestante caracterizou-se pela reafirmação dos valores institucionais da Igreja e pela defesa do papado.
  5. a rígida separação social entre a elite letrada e a população camponesa impedia o desenvolvimento de práticas culturais populares.

12. (UEFS) Do ponto de vista econômico, a concessão mais onerosa para os interesses da colônia foi a tarifa de 15% ad valorem a ser cobrada sobre as mercadorias inglesas entradas nos portos brasileiros, em navios ingleses ou portugueses [...]. Situação agravada pelo fato de a Carta de Abertura dos portos fixar a taxa de 16% ad valorem para os navios portugueses e 24% para todas as demais nações.

(José Jobson de Andrade Arruda. Uma colônia entre dois impérios, 2008.)

O excerto refere-se aos tratados de 1810 assinados entre os governos português e inglês, que tiveram como uma de suas consequências

  1. o estímulo ao desenvolvimento das manufaturas no Brasil.
  2. o fortalecimento do controle metropolitano sobre o comércio colonial.
  3. a ligação das atividades econômicas coloniais com uma economia industrial.
  4. a crise das exportações de produtos primários do Brasil para a Europa.
  5. a adoção no conjunto do Império português da política do livre-cambismo.

13. (UFRGS) Após o fim da Guerra Civil norte-americana (1861-1865), antigos soldados confederados e proprietários rurais sulistas organizaram a Ku Klux Klan, grupo que teria influência duradoura na história política norte-americana.

Assinale a alternativa que indica características ideológicas e práticas dessa organização.

  1. Defesa da supremacia branca e da segregação racial nos Estados Unidos.
  2. Tentativa de construção de um governo socialista no Sul norte-americano.
  3. Adoção de uma plataforma de integração racial em todo o país.
  4. Rejeição ao Cristianismo como a principal religião dos Estados Unidos.
  5. Implementação de um governo independente nos estados do Norte estadunidense.

14. (UDESC) Leia atentamente o texto a seguir:

“Existem hoje, sobre a Terra, dois grandes povos que, tendo partido de pontos diferentes, parecem adiantar-se para o mesmo fim: são os americanos e os russos (...) Para atingir a sua meta, o primeiro apoia-se no interesse pessoal e deixa agir, sem dirigi-las, à força e à razão dos indivíduos. O segundo concentra num homem, de certa forma, todo o poder da sociedade. Um tem por principal meio a liberdade; o outro, a servidão. O seu ponto de partida é diferente, os seus caminhos são diversos; não obstante, cada um deles parece convocado, por um desígnio secreto da Providência, a deter nas mãos, um dia, os destinos da metade do mundo.”

(Tocqueville, Alexis de. A democracia na América, 1835)

A partir deste trecho, publicado por Tocqueville em 1835, é correto afirmar que o autor:

  1. refere-se às políticas imperialistas que, mesmo pautadas em princípios diferentes, podiam ser observadas tanto nos Estados Unidos quanto na Rússia do século XIX.
  2. refere-se, evidentemente, ao período da Guerra Fria e ao governo de Gorbachev, na Rússia.
  3. refere-se aos resultados da Primeira Guerra Mundial, ao papel representado por Lenin, no governo da Rússia, e por Roosevelt, no governo norte-americano.
  4. relaciona os princípios básicos da democracia às práticas do governo russo do século XIX.
  5. analisa os resultados da Revolução Russa e as atitudes de retaliação do governo norte-americano.

15. (UEFS) O “coração” econômico da época, Veneza, tem cada vez mais dificuldades em assegurar a competitividade de seus produtos. Em 1504, os navios venezianos já quase não encontram pimenta em Alexandria. As especiarias desta proveniência se revelam muito mais caras do que as que são encaminhadas da Índia portuguesa: a pimenta embarcada pelos portugueses em Calicute é quarenta vezes menos onerosa do que a que transita por Alexandria.

(Jacques Attali. 1492, 1991. Adaptado.)

O historiador descreve um processo de mudança comercial que é resultado da

  1. vinculação marítima direta do mercado europeu com as regiões fornecedoras de produtos orientais.
  2. sofisticação dos hábitos de consumo das sociedades europeias com o crescimento das cidades.
  3. exploração pela burguesia europeia dos novos produtos comestíveis encontrados na América.
  4. divisão de territórios na Ásia e na África pelos Estados europeus emergentes banhados pelo oceano Atlântico.
  5. falta de integração e de comunicação dos centros econô- micos no interior do continente europeu


.