Home > Banco de Questões > História > Simulados

Idade Contemporânea VI

Lista de 15 exercícios de História com gabarito sobre o tema Idade Contemporânea com questões de Vestibulares.



1. (UFMS) Um dos eventos que mais influenciaram a história da humanidade nos últimos séculos foi a revolução industrial. Esse acontecimento impulsionou a economia, a exploração do trabalho, o domínio de algumas nações sobre vastas regiões do mundo e acentuou a divisão entre os países dominantes e os que eram dominados. Assim, a revolução industrial movimentou não apenas a economia, mas também a sociedade, a produção artística e cultural e a política de toda uma época. Assinale a alternativa que caracteriza corretamente os primeiros momentos da revolução industrial e que tornaram a Inglaterra pioneira no desenvolvimento de indústrias durante o século XVIII.

  1. A Inglaterra, importante metrópole do século XVIII, possuía colônias na América do Norte, África e Ásia que favoreceram a exploração de matérias-primas e mão de obra, impulsionando o desenvolvimento de seu setor industrial.
  2. A Inglaterra contava com um grande contingente de trabalhadores disponíveis, visto que a lei de cercamentos de terras desapropriou inúmeros camponeses, que passaram a atuar nas fábricas como trabalhadores e influenciaram decisivamente na divisão dos lucros e dos meios de produção, fatores que tornaram a Inglaterra uma grande potência industrial.
  3. Caracterizada pela exploração do trabalho assalariado, a revolução industrial oferecia benefícios e estímulos para a população mais pobre (como ambiente salubre, jornadas de trabalho justas e salários que estimulavam a competitividade entre os trabalhadores fabris), e a burguesia industrial retroalimentava o sistema com o consumo interno, fortalecendo-o primeiro na Inglaterra para mais tarde estender suas redes de comércio com os demais países da Europa.
  4. A mecanização do sistema de produção foi um fator determinante para que o sistema fabril de produção superasse o sistema de manufaturas, aliado ao fato de que a Inglaterra contava com grandes reservas de carvão mineral e ferro para alimentar e produzir novas máquinas para a produção.
  5. A organização da produção manufatureira inglesa foi fundamental para o desenvolvimento da revolução industrial, visto que essa produção de manufaturas passou a contar com máquinas e motores que substituíram a divisão do trabalho e colaboraram para o acúmulo de lucro pelo detentor dos meios de produção.

2. (ACAFE) Articulando uma relação íntima entre o Estado e a economia, o mercantilismo caracterizou-se por uma política pela qual o Estado buscava garantir desenvolvimento comercial e financeiro. Foi típico das Monarquias Absolutistas da Europa.

Acerca do mercantilismo, todas as afirmações abaixo estão corretas, exceto a alternativa:

  1. O domínio de colônias, dentro do Pacto Colonial, também caracterizou o mercantilismo, destacando-se os países ibéricos. Criava-se uma relação de dependência da colônia em relação à metrópole.
  2. Necessitando de ouro e de prata para o fortalecimento das moedas nacionais, o metalismo foi também um importante instrumento do mercantilismo europeu.
  3. Na Inglaterra, ocorreu o desenvolvimento da frota naval e da marinha mercante, essenciais para a expansão do comércio externo.
  4. As medidas alfandegárias incentivavam as importações e liberavam o mercado interno para os produtos estrangeiros, incentivando, desta maneira, as relações comerciais.

3. (UFMS) Leia o texto a seguir.

“A Revolução conquistou o mundo. Apesar das santas alianças e dos sistemas de intervenção, os despotismos pereceram um após outro, as Constituições multiplicaram-se, as servidões esfumaram-se, os povos oprimidos libertaram-se, unificados em nações. Que país se poderá gabar de nada dever ao espírito desta revolução? O próprio centro da Revolução é vítima de uma curiosa reação quando, em 1813, aquele que lhe arrebata a liberdade e quer dar ordens à Europa encontra pela frente os povos conduzidos ao combate em nome da liberdade. Obra da burguesia, a Revolução redundou em proveito da burguesia. Na direção da administração pública, ela substitui-se à aristocracia, classe vencida. Instruída, exercitada na prática dos negócios, a burguesia, em face da massa ignorante, é a única que pode fornecer quadros à nova ordem. Com isto ganha estipêndios elevados, prestígio e um gosto real pelas funções públicas. Em vão o Terror limita o seu concurso: o Termidor devolvelhe os lugares perdidos; e, de fato, sob os regimes ulteriores, conservá-los-á. Por outro lado, é ela a grande beneficiária de bens nacionalizados; e, favorecida pela desvalorização do papel-moeda, realiza um bom negócio. [...] Esta Revolução tem o seu quinhão de horrores; mergulha na guerra, outro horror; os princípios são menosprezados, renegados até. Por fim volta a trazer à cena política o despotismo a maior desgraça para a liberdade; e, prometendo a igualdade, consente que uma classe se substitua a outra, deixando que a nova privilegiada regateie a emancipação da que continua subordinada.”

(Fonte: NICOLLE, Paul. Coleção Europa-América. Lisboa: Ed. Europa-América, 1975. p. 120-121. Adaptado).

Qual é a revolução tratada pelo fragmento de texto?

  1. Revolução Industrial.
  2. Revolução Bolchevique.
  3. Revolução Gloriosa.
  4. Revolução Americana.
  5. Revolução Francesa.

4. (UERR) Em novembro de 2018, completam-se cem anos do final da Primeira Guerra Mundial. Algumas das consequências do terrível conflito marcaram o mundo contemporâneo. Leia o texto a seguir:

“A Grande Guerra foi um terremoto. No meio do conflito, em 1917, estourou a revolução que pôs fim à monarquia dos Romanov na Rússia. Finlândia, Estônia, Látvia e Lituânia ganharam independência do desfeito império czarista – enquanto a União Soviética se preparava para espalhar a revolução pelo resto do mundo. Dos escombros do Império Austro-Húngaro nasceram a Iugoslávia e a Tchecoslováquia – que ao longo do século 20 se desmembrariam em Sérvia, Croácia, Bósnia, Kosovo, Montenegro, República Tcheca e Eslováquia.

No Oriente Médio, as províncias do Império Otomano viraram butim dos vencedores. Ingleses e franceses inventaram as fronteiras de Síria, Líbano, Iraque, Palestina e Jordânia. Alguns dos conflitos que assolam o mundo até hoje foram plantados na época – como a guerra entre Israel e os palestinos.

Além disso, a Grande Guerra viu o surgimento de um novo poder global. [...] Quando a guerra terminou, em 1918, o século de Washington havia começado”

(disponível em https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/historiahoje/primeira-guerra-mundial-luta.phtml. Acessado em 27/9/2018).

Assinale a única alternativa verdadeira.

  1. Entre as grandes potências que se enfrentaram na Primeira Guerra Mundial, a Itália e o Império Otomano eram as mais industrializadas, enquanto a Inglaterra e Alemanha encontravam-se entre as mais atrasadas economicamente.
  2. Armas químicas, aviões, submarinos estavam entre os armamentos que foram utilizados no conflito europeu entre 1914 e 1918 sem, no entanto, ter qualquer papel relevante na época nem ter afetado as populações civis.
  3. Os bloqueios navais não interferiram no abastecimento de alimentos nas grandes cidades europeias, razão pela qual não se verificaram protestos de civis ou soldados contra a guerra em nenhum dos países envolvidos.
  4. O período que antecedeu a Primeira Guerra Mundial, entre 1870 e 1914, conhecido como Belle Époque (Bela Época, em francês), pode ser associado a um período relativamente pacífico na Europa ocidental, a um acelerado progresso técnico, industrial e científico, mas também a uma corrida armamentista entre grandes potências imperialistas – a chamada “paz armada”.
  5. A Primeira Guerra Mundial caracterizou-se somente pela tática da guerra de movimento, ao contrário da Segunda Guerra Mundial, na qual a tática predominante foi a guerra de trincheiras.

5. (UEM) Para responder à questão, leia o texto trata dos regimes autocráticos

Regimes políticos autocráticos se distinguem por não estabelecer as mesmas relações com a sociedade civil.

O objetivo dos regimes tidos por autoritários não é instaurar uma nova sociedade, mas reprimir as ideias e os movimentos sociais considerados perigosos para os interesses do grupo social dominante. Para garantir vantagens de uma determinada classe, o principal instrumento desse tipo de regime é a brutal repressão aos seus opositores, cuja consequência imediata é um forte processo de despolitização dos cidadãos. Tal situação encontramos na recente história do Brasil no século XX durante o regime conhecido como ditadura civil-militar (1964-1985). Por outro lado, o nazismo alemão foi um regime totalitário marcante do século XX. Um dos fundamentos da nova sociedade que o regime nazista pretendia instituir era a supremacia racial, que classificava e hierarquizava os seres humanos de acordo com sua origem étnica. Para os nazistas, os arianos eram considerados uma raça superior, Os ciganos e os judeus, por exemplo, eram vistos como inferiores. Campos de concentração foram construídos para recolher e assassinar os perseguidos pelo nazismo, que também incluíam homoafetivos e pessoas com deficiência.

Fonte: BELO, Renato dos Santos. Filosofia: história e dilemas. São Paulo: FTD. 2015 (adaptado)

Pode-se inferir que uma característica comum entre o regime autoritário e o regime totalitário é

  1. instaurar nova sociedade igualitária.
  2. defender as novas ideias de participação.
  3. garantir a supremacia de uma classe e/ou etnia.
  4. aceitar os movimentos sociais.
  5. garantir a politização dos cidadãos.

6. (UFRGS) Observe a imagem abaixo.

Considere as seguintes afirmações sobre a Revolução Industrial.

I - Durante sua primeira fase, a indústria têxtil, cujo epicentro estava na Inglaterra, foi predominante em termos de emprego e de investimento de capital.

II - Nos países de industrialização acelerada, como a Inglaterra e os Estados Unidos da primeira metade do século XIX, a intensa exploração do trabalho infantil e feminino contribuiu para o aumento de produtividade das indústrias locais.

III- Na primeira metade do século XIX, o aumento da produção industrial de têxteis ocasionou a expansão da produção de algodão e da utilização do trabalho escravo em larga escala no Sul norte-americano.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e II.
  5. I, II e III.

7. (UECE) Atente para as seguintes afirmações a respeito dos elementos do totalitarismo nazista:

I. Ideologicamente o nazismo se utiliza da propaganda e de organizações de massa para construir o consenso.

II. O racismo promovido por meio das Leis de Nuremberg e a prática da eutanásia aniquilam a diversidade.

III. Utiliza o terror por meio da SS, Gestapo e campos de concentração para promover a repressão da dissidência.

É correto o que se afirma em:

  1. II e III apenas.
  2. I, II e III.
  3. I e II apenas.
  4. I e III apenas.

8. (UFRGS) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo, referentes ao processo de descolonização do continente africano no século XX.

( ) Na Argélia, após o conflito com os grupos independentistas, a França manteve o controle da antiga colônia, transformando-a em um protetorado e reprimindo duramente os movimentos pró-independência.

( ) No Congo recém-independente, o primeiro-ministro reformista Patrice Lumumba foi deposto e assassinado por uma coalizão entre grupos locais rivais, os antigos colonialistas belgas e a Central de Inteligência norte-americana. ( ) No Quênia, a Rebelião Mau-Mau foi duramente reprimida pelos colonizadores britânicos, o que causou o assassinato e a internação de milhares de quenianos em campos de concentração ao longo do conflito.

( ) No Senegal e no Benin, a maior parte da população votou favoravelmente à continuidade da administração colonial francesa após um plebiscito realizado em 1960.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. F – V – F – V.
  2. V – F – V – F.
  3. V – F – F – V.
  4. F – V – V – F.
  5. V – V – F – F.

9. (Mackenzie) “Os eleitores alemães jamais deram aos nazistas uma maioria no voto popular, como algumas vezes ainda é afirmado (...) Os nazistas de fato chegaram a ser o maior partido do Reichstag alemão nas eleições parlamentares de 31 de julho de 1932, com 37,2% dos votos. Mais tarde, caíram para 33,1%, nas eleições parlamentares de 6 de novembro de 1932. Nas eleições de 6 de março de 1933, com Hitler já como chanceler e o Partido Nazista no comando da totalidade dos recursos do Estado alemão, seus resultados foram significativos, mas ainda insuficientes 43,9%. Mais que um em cada dois alemães votaram contra os candidatos nazistas, naquela eleição, desafiando a intimidação das Brigadas de Assalto. O Partido Fascista italiano conseguiu 35 cadeiras num total de 535, na única eleição parlamentar livre da qual chegou a participar, em 15 de maio de 1921. ”

(Paxton, Robert. A Anatomia do Fascismo.São Paulo: Paz e Terra, 2007; p. 164-165)

Sobre a ascensão dos fascistas e nazistas ao poder na Itália e Alemanha, podemos afirmar que

  1. tanto Mussolini como Hitler foram convidados a assumir o cargo de chefe de governo por um chefe de Estado no exercício de suas funções oficiais. Nos dois casos, fica evidente o interesse das alas conservadoras em fortalecer a extrema direita para impedir o avanço das esquerdas.
  2. a ascensão de Mussolini ao poder foi diferente da ascensão de Hitler. O primeiro, a partir da Marcha sobre Roma, aplica um golpe violento derrubando o rei Victor Emanuel III. O segundo é convidado pelo presidente Hindenburg a assumir o cargo de chanceler alemão.
  3. Mussolini assume o poder convidado pelo rei Victor EmanueI III após a manifestação fascista conhecida como Marcha sobre Roma. Hitler torna-se chanceler após um bem-sucedido Golpe de Estado, derrubando o presidente Hindenburg e toda a cúpula política alemã.
  4. tanto Mussolini como Hitler ascende ao poder pela via golpista. Mussolini após uma demonstração de poder com milhares de fascistas em Roma. Hitler após uma grande marcha que tem início em Munique (Putsch da Cervejaria) e é finalizada com a ocupação do Reichstag e sua nomeação como chanceler alemão.
  5. o rei italiano Victor Emanuel III e o presidente alemão Hindenburg convidaram, respectivamente, Mussolini e Hitler para assumirem os cargos de chefe de governo. A motivação principal era alçar ao poder as lideranças da esquerda para que fosse possível combater com mais eficácia o avança da extrema direita italiana e alemã.

10. (UFRGS) Observe a figura abaixo.

Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo, referentes à chamada “Corrida Espacial” do período da Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética.

( ) A União Soviética foi o primeiro dos dois países a lançar um satélite artificial ao espaço, o Sputnik I, em outubro de 1957.

( ) Ambos os países, entre 1972 e 1975, participaram de uma missão espacial conjunta, o Projeto Apollo-Soyuz, que resultou em um voo orbital combinado em 1975.

( ) Os Estados Unidos foram o primeiro dos dois países a enviar um voo tripulado ao espaço, em 1961, sendo seguido pela União Soviética somente dois anos depois.

( ) Os soviéticos, em 1970, conseguiram enviar um voo tripulado à Lua, liderado por Yuri Gagarin, logo após a chegada dos norte-americanos ao satélite.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. V – F – V – F.
  2. F – F – V – V.
  3. V – F – F – V.
  4. V – V – F – F.
  5. F – V – V – F.

11. (UEA) Observe o cartaz.

Yossi Lemel é um artista que mora em Jerusalém, Estado de Israel. O cartaz representa

  1. a possibilidade atual de um acordo histórico na Palestina após um longo período sem confrontos militares na região.
  2. os estigmas historicamente profundos das violências nas relações entre palestinos e judeus.
  3. a irrelevância das lutas e dos conflitos na Palestina para o cenário histórico internacional.
  4. o esquecimento das agressões do passado em nome de um entendimento definitivo entre árabes e judeus.
  5. a assinatura de paz definitiva entre judeus e palestinos depois de anos de negociações e concessões mútuas.

12. (ACAFE) “Erram os pregadores de indulgências quando dizem que pelas indulgências do papa o homem fica livre de todo pecado e que está salvo”. Este é um dos pontos das 95 teses divulgadas por Martinho Lutero na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, em 1517, que está completando 500 anos em 2017. Acerca do contexto da reforma protestante, da atuação de Lutero e do avanço do movimento reformista na igreja europeia é correto afirmar, exceto:

  1. Henrique VIII, rei da Inglaterra, rompeu com o catolicismo publicando o Ato de supremacia, documento em que se tornava o chefe da Igreja da Inglaterra, posteriormente denominada Anglicana.
  2. Lutero e o teólogo Felipe Melanchton escreveram a Confissão de Augsburgo, fundamentando a doutrina luterana. Um dos pontos desta obra determinava a substituição do latim pela língua nacional nos cultos religiosos.
  3. As ideias protestantes influenciaram a revolta camponesa sob a liderança de Thomas Münzer na Turíngia, que pregava o fim do Estado e da propriedade privada.
  4. Calvino condenava a usura e a doutrina da predestinação, sendo apoiado por integrantes do clero secular e da própria burguesia estabelecida na Suíça.

13. (ACAFE) A Revolução ocorrida na Rússia, em 1917, está completando 100 anos. Foi efetivamente o primeiro regime socialista duradouro implantado por um país. Nesse contexto, e acerca dos eventos que se relacionam com esta revolução é correto afirmar, exceto:

  1. A insatisfação da população com o Czar (Monarca Russo) só crescia. As longas jornadas de trabalho, os altos impostos e a falta de alimentos contribuíram para o levante contra o Czar.
  2. Durante a Guerra Civil, o Exército branco contou com o apoio de nações capitalistas, como Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Japão.
  3. Os mencheviques foram diretamente responsáveis por implantar o socialismo na Rússia, obtendo o apoio dos sovietes e do parlamento russo, conhecido como Duma.
  4. No final do ano de 1917 iniciava-se o regime socialista na Rússia, liderado por Lênin. As fábricas, os bancos e os estabelecimentos comerciais foram nacionalizados.

14. (UFPR) Leia o seguinte excerto da intelectual e ativista Angela Davis:

A prova das forças acumuladas que as mulheres negras forjaram por meio de trabalho, trabalho e mais trabalho pode ser encontrada nas contribuições de muitas líderes importantes que surgiram no interior da comunidade negra. Harriet Tubman, Sojourner Truth, Ida Wells e Rosa Parks não são mulheres negras excepcionais, na medida em que são epítomes da condição da mulher negra. As mulheres negras, entretanto, pagaram um preço alto pelas forças que adquiriram e pela relativa independência de que gozavam. Embora raramente tenham sido “apenas donas de casa”, elas sempre realizaram tarefas domésticas.

(DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. São Paulo: Boitempo, 2016, p. 5253-5259 [kindle edition].)

A respeito do movimento dos Direitos Civis nos EUA, considere as seguintes afirmativas:

1. A célebre Marcha sobre Washington para o Trabalho e Liberdade de 1963 foi marcada pela participação importante de mulheres negras com um discurso que privilegiava o papel dos negros em relação aos brancos.

2. A participação feminina nas marchas, boicotes e manifestações de rua que marcaram a década de 1960 nos EUA teve como demanda principal a igualdade de gênero.

3. Rosa Parks aparece no excerto acima graças a duas questões. A primeira, pelo fato de ser uma mulher comum negra, que tinha a sua dupla atribuição de trabalho. A segunda, especificamente por ocupar esse papel é que seu ato de desobediência civil foi mais impactante que o de outras lideranças.

4. A relativa independência das mulheres negras provém de problemas da condição de risco em que viviam seus companheiros homens, uma vez que era muito comum o fato de eles serem encarcerados ou sofrerem outros tipos de violência. Nesse sentido, a independência das mulheres negras nos EUA era sintoma da desigualdade entre negros e brancos.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente a afirmativa 3 é verdadeira.
  2. Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
  3. Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
  4. Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
  5. As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

15. (UERR) A Revolução Russa de 1917 foi uma série de eventos políticos na Rússia, que, após a eliminação da autocracia russa, e depois do Governo Provisório (Duma), resultou no estabelecimento do poder soviético sob o controle do partido bolchevique. O resultado desse processo foi a criação da União Soviética, que durou até 1991.

Em abril de 1917, o líder bolchevique Lenin, exilado em Zurique (Suíça), voltou à Rússia lançando as Teses de Abril.

Tendo como base as Teses de Abril, é correto afirmar que Lenin propunha:

  1. concessão à defesa nacional, dando total apoio ao governo provisório.
  2. privatização dos bancos nacionais e das propriedades estatais.
  3. desconstituição da Internacional.
  4. todo o poder estatal aos sovietes.
  5. controle da produção pela burguesia.


.