Home > Banco de Questões > Sociologia > Trabalho >Modos de Produção

Modos de Produção

Lista de 10 exercícios de Sociologia com gabarito sobre o tema Modos de Produção com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema aqui.



01. (UEL) Em museus como o Louvre, encontram-se objetos produzidos em diversos e determinados modos de produção: utensílios, esculturas, pinturas, entre outras manifestações.

Com base nos conhecimentos sobre modos de produção, no pensamento de Marx, considere as afirmativas a seguir.

I. O primeiro modo de produção existente na história foi baseado na estrutura homens livres e escravos.

II. Modos de produção específicos produzem superestruturas que mantêm íntima ligação com a infraestrutura.

III. O modo de produção capitalista é a última estrutura produtiva de classes antes do processo de constituição da sociedade comunista.

IV. Os modos de produção possuem leis próprias e existem independentemente das vontades individuais dos homens.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas I e II são corretas.
  2. Somente as afirmativas I e IV são corretas.
  3. Somente as afirmativas III e IV são corretas.
  4. Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
  5. Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

02. (UPE) Observe a imagem a seguir: Nela identifica-se um modelo produtivo de como se organizavam as fábricas com base na

Nela identifica-se um modelo produtivo de como se organizavam as fábricas com base na

  1. divisão sexual do trabalho.
  2. qualificação da mão de obra.
  3. valorização do trabalho manual.
  4. exploração do trabalho repetitivo.
  5. diminuição da jornada de trabalho.

03. (UEA - SIS) Quando uma fabricante americana precisou de um sistema de administração de contas de vários fornecedores de suas fábricas em países europeus, recorreu à companhia indiana Infosys. As várias instalações da fabricante escaneiam as faturas e as enviam a um escritório da Infosys, onde cada conta é entregue à equipe que fala a língua correspondente. As equipes, conectadas ao sistema computadorizado do cliente, verificam as encomendas e enviam o pagamento aos fornecedores. Mais de dez línguas são faladas no escritório da Infosys em Brno, na República Checa.

(www.estadao.com.br. Adaptado.)

O excerto descreve uma característica da forma de organização territorial do trabalho denominada

  1. automação.
  2. commuting.
  3. privatização.
  4. terceirização.
  5. joint venture.

04. (UFU) Após a Revolução Industrial foram desenvolvidas diferentes formas de gerenciamento científico da produção, no interior do sistema capitalista, como o taylorismo, o fordismo e o toyotismo, as quais, entre as suas finalidades, objetivaram aumentar a capacidade produtiva e baratear os custos com mão de obra das empresas.

Dentre as alternativas apresentadas a seguir, assinale apenas aquela que descreve corretamente as características das três modalidades de gerências científicas anteriormente especificadas.

  1. O taylorismo, o fordismo e o toyotismo são denominações clássicas para as posturas gerenciais adotadas respectivamente pela Volkswagen, na Alemanha; pela Ford, nos Estados Unidos; e pela Toyota, no Japão. Suas principais inovações estão associadas à ocupação dos postos gerenciais por executivos portadores de cursos superiores.
  2. O taylorismo, desenvolvido pela Volkswagen na Alemanha, está associado à introdução da esteira rolante, enquanto as tecnologias desenvolvidas pelo fordismo e pelo toyotismo são patentes registradas, respectivamente, pelas empresas Ford (nos Estados Unidos) e Toyota (no Japão).
  3. Taylorismo, fordismo e toyotismo são procedimentos gerenciais modernos que têm como principal finalidade motivar os trabalhadores para a produção, aumentando sua participação nos processos decisórios e nos lucros das empresas.
  4. O taylorismo propôs a separação entre a concepção e a execução dos processos produtivos e a apropriação dos conhecimentos dos trabalhadores pelas empresas; o fordismo implementou a linha de montagem, buscando controlar o ritmo de trabalho mecanicamente e o toyotismo busca flexibilizar o sistema produtivo capitalista, ao capacitar as empresas para responder com agilidade e diversificação às demandas do mercado.

05. (UECE) “Hoje é evidente que a Era de Ouro pertenceu essencialmente aos países capitalistas desenvolvidos (...).”

HOBSBAWN, Eric. Era dos extremos: o breve século XX; 1914-1991. São Paulo, Companhia das Letras, 2a Edição 1995.

A afirmação feita por um dos maiores intelectuais do nosso tempo refere-se ao período que se inicia após a Segunda Guerra Mundial e se estende até o final do século XX. Considerando esta janela na linha do tempo, analise as afirmações sobre as características do capitalismo.

I. Neste espaço temporal houve uma reestruturação do capitalismo, notada a partir do avanço da globalização e da internacionalização da economia.

II. A industrialização neste período proporcionou o aumento gradual do campesinato, esvaziando as cidades e aumentando o número de pessoas no campo, fortalecendo a agroindústria.

III. O processo de produção inicialmente baseado no fordismo levou a sociedade a uma padronização da tecnologia e ao consumo de forma global.

Está correto o que se afirma apenas em

  1. I.
  2. II e III.
  3. II.
  4. I e III.

06. (UNIVESP) Dentre os problemas físicos aos quais os trabalhadores estão expostos, alguns dos que mais chamam a atenção são as Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT). Com o advento da Revolução Industrial, as novas funções exercidas pelos trabalhadores estavam em desacordo com as suas capacidades físicas. As inovações tecnológicas, por sua vez, agravaram esse quadro, principalmente com o surgimento de um modelo de produção denominado Fordismo.

O Fordismo se caracteriza pela

  1. automação total do trabalho, deixando para os robôs as tarefas extenuantes e repetitivas.
  2. adoção de horários flexíveis para os trabalhadores e ausência de estoque inicial.
  3. valorização da criatividade dos operários e de sua saúde física e mental.
  4. especialização do trabalhador, que ficou responsável pela realização de poucas e repetidas tarefas.
  5. existência de células de trabalho, do uso do Kanban e de equipes responsáveis por todo o processo de produção.

07. (UFPA) Atualmente experimentamos profundas transformações, em todas as dimensões da sociedade, que levaram a uma reestruturação radical do setor produtivo. É uma das CONSEQUÊNCIAS desse processo:

  1. Promove-se a organização da classe trabalhadora e fortalecem-se os sindicatos, uma vez que agora estes possuem um poder de pressão maior sobre os empresários.
  2. As empresas que passaram por um processo de reestruturação produtiva conseguiram obter vantagens comerciais porque, ao fazerem um intenso investimento em tecnologia, reduziram consideravelmente o desemprego tecnológico, ao mesmo tempo em que criaram mais postos de trabalho.
  3. A fragmentação do mundo do trabalho e a prática empresarial da terceirização tendem a criar uma rede complexa e diversificada na qual surgem novos estatutos precários de emprego e salário.
  4. Conquistam-se novos benefícios sociais e garantem-se benefícios já conquistados, na medida em que as empresas contratantes, ao livrarem-se dos encargos sociais e legais impostos pelo Estado, acrescentam os valores correspondentes nos salários dos trabalhadores, a título de incentivo.
  5. Existe uma espécie de degradação do trabalho na maioria dos setores da economia, que é determinada, em grande medida, pelo pouco interesse que os jovens possuem em relação à sua própria qualificação; o que nada tem a ver com os processos decorrentes da lógica do capitalismo.

08. (UNIMONTES) Todas as alternativas apresentam características da estrutura de consumo e de produção pósfordista/ toyotista, EXCETO

  1. Diversidade na oferta de produtos nos mercados para atender aos desejos dos consumidores.
  2. Rigidez na separação da força de trabalho dentro linha de produção para montagem dos produtos.
  3. Trabalhadores criativos e flexíveis que participam de todo o processo produtivo nas linhas de montagem dos produtos.
  4. Terceirização da mão de obra que presta serviço em uma estrutura de produção informatizada e automatizada.

09. (UEL) Nos últimos anos, os suicídios têm se tornado uma constante em diversas empresas do mundo. Na China, por exemplo, a fim de evitar que os funcionários de uma empresa saltassem pela janela do prédio, a gerência, conscienciosamente, instalou redes na parte externa.

Com base nos conhecimentos sobre o mundo do trabalho contemporâneo, considere as afirmativas a seguir.

I. As práticas neo ou pós-fordistas adotadas pelas empresas têm limitado os suicídios de trabalhadores às fábricas de organização mais tradicionais.

II. Os métodos de trabalhos inspirados no toyotismo acentuam o gerenciamento do estresse e, consequentemente, o desgaste da força de trabalho.

III. A racionalização do trabalho proposta por Taylor baseou-se no controle dos tempos e movimentos e foi aprimorada por Ford com a esteira rolante.

IV. O absenteísmo e a rotatividade nos chamados “empregos MacDonalds” alinham-se como problemas para a utilização da força de trabalho no capitalismo globalizado.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas I e II são corretas.
  2. Somente as afirmativas I e IV são corretas.
  3. Somente as afirmativas III e IV são corretas.
  4. Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
  5. Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

10. (UNESP) O cooperativismo de consumo não está morto, mas perdeu a batalha contra o grande capital comercial, que é atacadista e varejista ao mesmo tempo. Em termos de preços e qualidade, o grande capital é imbatível. Só que é impessoal, burocrático, não permite atentar para necessidades particulares. Suas vantagens se dirigem a um público cujas preferências são pautadas pela publicidade nos meios de comunicação.

(Paul Singer. Introdução à economia solidária, 2013. Adaptado.)

Um pressuposto das relações contemporâneas de consumo, coerente com a lógica do modo de produção capitalista, é

  1. a pluralidade na produção.
  2. a diversidade dos indivíduos.
  3. a generalização de tarefas.
  4. a massificação da sociedade.
  5. a pequena escala produtiva.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp