Home > Banco de Questões > Sociologia > Pensadores >Max Weber

Max Weber

Lista de 10 exercícios de Sociologia com gabarito sobre o tema Max Weber com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema aqui.



01. (UFU) Ao contrário de outros pensadores sociológicos anteriores, Weber acreditava que a Sociologia deveria se concentrar na ação social e não nas estruturas

GIDDENS, Anthony. Sociologia. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. p. 33.

De acordo com esta assertiva, Weber considera que

  1. as ideias, os valores e as crenças têm o poder de ocasionar transformações.
  2. o conflito de classes é o fator mais relevante para a mudança social.
  3. as estruturas existem externamente ou independentemente dos indivíduos.
  4. os fatores econômicos são os mais importantes para as transformações sociais.

02. (UEL) Weber compreende a cidade como uma expressão tipicamente ligada à racionalidade ocidental.

Com base nos conhecimentos da sociologia weberiana sobre a racionalidade ocidental, considere as afirmativas a seguir.

I. A compreensão da cidade ocidental moderna é possível quando se considera uma sequência causal universal na história.

II. A existência do capitalismo como sociedade específica do mundo ocidental moderno explica o surgimento das cidades.

III. A explicação da cidade no Ocidente exige compreender a existência de diferentes formas do poder e da dominação.

IV. Um dos traços fundamentais da cidade no Ocidente é a constituição de um corpo burocrático administrativo regular.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas I e II são corretas.
  2. Somente as afirmativas I e IV são corretas.
  3. Somente as afirmativas III e IV são corretas.
  4. Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
  5. Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

03. (UECE) Para Weber, “Estado é uma comunidade humana que pretende, com êxito, o monopólio do uso legítimo da força física dentro de um determinado território. Especificamente, no momento presente, o direito de usar a força física é atribuído a outras instituições ou pessoas apenas na medida em que o Estado o permite. O Estado é considerado como a única fonte do ‘direito’ de usar a violência”.

WEBER, Max. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1982, p.98.

Sobre o conceito de Estado moderno, de acordo com Max Weber, é correto afirmar que

  1. o uso da força e da violência é atributo dos indivíduos em sociedade, sendo uma forma de as pessoas resolverem suas disputas e conflitos individuais ou coletivos, cabendo ao Estado o poder de julgar quem está com a razão.
  2. sendo o Estado o conjunto das instituições dirigidas pelo Governo, cabe a este decidir sobre os rumos da sociedade, inclusive com o direito soberano de utilizar-se da força e da violência para impor seus interesses a essa sociedade.
  3. o Estado não é a fonte exclusiva do poder legítimo do uso da força e da coerção física sobre os indivíduos, na medida em que pode delegar poderes a grupos paramilitares armados, a exemplo de milícias e ou matadores de aluguel.
  4. somente ao Estado é autorizado o uso legal da força e da coerção física sobre os indivíduos, por meio do monopólio da violência como uma exclusividade legal e um procedimento que não pode ser executado por qualquer outro grupo ou instituição, a não ser de forma ilegal.

04. (UFU) Weber procura analisar os fundamentos que tornam legítima a autoridade e as razões internas que justificam a dominação, que ele distingue conforme três tipos puros: a dominação tradicional, a dominação carismática e a dominação racional-legal.

Sobre as características da dominação racional-legal é INCORRETO afirmar que:

  1. A obediência ao soberano não é entendida como uma obediência a sua pessoa, mas a uma ordem impessoal.
  2. Existe uma separação entre o patrimônio público e o patrimônio privado, de modo que os funcionários não se apropriam dos cargos e estão sujeitos à prestação de contas.
  3. O soberano exerce o mandato segundo seu arbítrio, mas está subordinado a leis conforme as quais pauta os seus atos.
  4. Exige-se dos funcionários um saber profissional, e o recrutamento desses funcionários é realizado de modo competitivo, tendo-se em vista o mérito e a capacidade dos candidatos.

05. (UEG) O sociólogo Max Weber desenvolveu estudos sobre a ética protestante e o espírito do capitalismo. A esse respeito tem-se o seguinte:

  1. a tentativa de constituir uma ciência da sociedade promoveria um processo de pesquisa multidisciplinar e não especializado e por isso Weber concebia a economia como determinante da cultura e o capitalismo determinante do protestantismo.
  2. o processo de racionalização era o fio condutor da análise do capitalismo ocidental por parte de Weber e por isso ele analisou o papel da ética protestante, que apontaria um primeiro momento de racionalização na esfera religiosa.
  3. Weber considerava que as ideias dominantes eram as ideias da classe dominante, que, na modernidade, era a classe capitalista, e por isso a ética protestante desenvolvida pelos comerciantes gerou o espírito do capitalismo.
  4. a inspiração na dialética idealista hegeliana fez com que Weber focalizasse a questão cultural e desenvolvesse um determinismo cultural segundo o qual o modo de produção capitalista seria produto do protestantismo.
  5. a concepção weberiana surgiu a partir de uma síntese da filosofia kantiana e marxista e por isso ele focaliza o processo de formação do capitalismo ao lado do desenvolvimento do protestantismo e do apriorismo.

06. (UECE) “A emancipação do tradicionalismo econômico parece sem dúvida ser um fator que apoia grandemente o surgimento da dúvida quanto à santidade das tradições religiosas e de todas as autoridades tradicionais. Devemos porém notar, fato muitas vezes esquecido, que a Reforma não implicou na eliminação do controle da Igreja sobre a vida quotidiana, mas na substituição por uma nova forma de controle. Significou de fato o repúdio de um controle que era muito frouxo e, na época praticamente imperceptível, pouco mais que formal, em favor de uma regulamentação da conduta como um todo, que penetrando em todos os setores da vida pública e privada, era infinitamente mais opressiva e severamente imposta.”

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Editora Pioneira, 1999. p.12.

Segundo Max Weber, o estabelecimento de novas normas sociais foi possível graças

  1. à emancipação do tradicionalismo econômico.
  2. à relação entre a Reforma religiosa e o capitalismo.
  3. ao controle da Igreja na vida quotidiana.
  4. aos vários setores da vida pública.

07. (UENP) O autor clássico da Sociologia Max Weber, diante da complexidade e multiplicidade das ações sociais presentes na sociedade, utiliza o denominado “tipo ideal” ou “tipo puro” em suas análises sociológicas. Com base nos conhecimentos prévios sobre o tipo ideal, na sociologia compreensiva de Max Weber, assinale a alternativa correta.

  1. A construção do tipo ideal representa um conjunto de conceitos provisórios que orienta as análises sociológicas sobre as ações sociais.
  2. A construção do tipo ideal permite a verificação sociológica da existência de um sentido objetivo e uma lei explicativa para as ações sociais.
  3. O tipo ideal é o meio através do qual se determina o devir histórico das ações sociais empreendidas pelas classes.
  4. O tipo ideal exprime o fim justo e verdadeiro da explicação sociológica sobre as relações causais entre as ações sociais.
  5. O tipo ideal significa a aplicação de um sistema ético e moral na pesquisa sociológica sobre as ações sociais.

08. (UEMA) No conjunto da sua Sociologia compreensiva, o sociólogo alemão Max Weber define ação social como ação

  1. racional em que o agente associa um sentido objetivo aos fatos sociais.
  2. desprovida de sentido subjetivo e motivacional.
  3. humana associada a um sentido objetivo.
  4. cuja intenção fomentada pelos indivíduos, se refere à conduta de outros, orientando-se por ela.
  5. não orientada significativamente pela conduta do outro em prol de um bem comum.

09. (UEL) Leia o texto a seguir.

Lembra-te de que tempo é dinheiro; aquele que pode ganhar dez xelins por dia por seu trabalho e vai passear, ou fica vadiando metade do dia, embora não despenda mais do que seis pence durante seu divertimento ou vadiação,nãodevecomputarapenasessadespesa; gastou, na realidade, ou melhor, jogou fora, cinco xelins a mais.

(WEBER, M. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Pioneira; Brasília: UNB, 1981, p.29.)

O conselho de Benjamin Franklin é analisado por Max Weber (1864-1920) na obra A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

Com base nessa obra, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a compreensão weberiana sobre o sen

  1. Tradicionalidade.
  2. Racionalidade.
  3. Funcionalidade.
  4. Utilitariedade.
  5. Organicidade.

10. (UEMA) Qual das alternativas abaixo corresponde à definição de Max Weber sobre o Estado Moderno?

  1. Comitê executivo dos negócios de toda a burguesia.
  2. Comunidade humana que, dentro dos limites de um determinado território, reivindica o monopólio da força legítima.
  3. Representante de uma das classes fundamentais.
  4. Instrumento de dominação de uma classe sobre a outra.
  5. Representante da burocracia pública.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp