Home > Banco de Questões > Sociologia > Cultura e Sociedade >Cultura Popular e Erudita

Cultura Popular e Erudita

Lista de 10 exercícios de Sociologia com gabarito sobre o tema Cultura Popular e Erudita com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema aqui.



01. (UPE) [...] resultante de uma pluralidade de formas de intercâmbio entre diversos modos culturais – cultura erudita, popular, empresarial, etc. –, que geram processos de adaptação, assimilação, empréstimo, sincretismo, interpretação, resistência (reação contraculturativa), ou rejeição de componentes de um sistema identitário por um outro sistema identitário. Modos culturais compósitos, como óperas montadas em estádios de futebol, espetáculos de dança moderna apoiados em manifestações de origem popular, como jazz, exemplificam [este processo cultural].

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de política cultural. 3. ed. São Paulo: FAPESP/ Iluminuras, 2004, p. 36. Adaptado.

Sobre o processo cultural descrito no texto, analise as afirmativas a seguir:

I. Processo responsável pela fusão de duas culturas, que estão em contato contínuo, permitindo, assim, a mudança nos padrões culturais de ambos os grupos envolvidos.

II. O processo descrito no texto é classificado como endoculturação por se referir aos mecanismos de aprendizagens dos indivíduos pertencentes ao mesmo grupo social.

III. A transculturação é um processo, em que o indivíduo adota a cultura de outro grupo como se fosse sua; constitui-se uma fase desse processo.

IV. A umbanda brasileira é uma religião constituída por vários elementos culturais de diferentes crenças e, por isso, pertence ao processo de aculturação.

Estão CORRETAS apenas

  1. I, III e IV.
  2. I e III.
  3. I, II e IV.
  4. II e III.
  5. II, III e IV.

02. (UEA) Enquanto Bob Dylan promovia suas revoluções musicais na turbulenta democracia americana dos anos 60 e 70, o Brasil, sob a ditadura militar, testemunhava uma eclosão de criatividade até hoje inigualada em sua música popular. A figura do cantor-autor tomou lugar central na cultura nacional, em grande parte graças ao talento de Chico Buarque. Como no caso de Dylan, seu nome ficou associado à canção de protesto.

(Sérgio Martins. “Planeta a ser explorado”. Veja, 19.10.2016.)

O excerto alude à cultura da música popular nos Estados Unidos e no Brasil. Apesar das diferenças políticas assinaladas, é correto afirmar que os dois artistas

  1. opuseram-se ao emprego de instrumentos musicais eletrônicos, procurando manter intacta a antiga cultura musical das periferias urbanas.
  2. foram fenômenos da cultura do entretenimento de massa, adaptando-se ao gosto artístico das multidões despolitizadas.
  3. compuseram baladas românticas para o público jovem, buscando o sucesso comercial por meio da venda de discos.
  4. exprimiram questões historicamente relevantes de suas épocas, incorporando ritmos tradicionais e populares de seus meios sociais.
  5. deram ênfase aos aspectos sonoros das canções, diminuindo a qualidade literária de suas letras.

03. (UPE) Dentre os vários estudos sobre música brasileira que surgiram a partir da primeira década do século XX, é observação comum que, desde o século XVIII, houve uma definição de uma identidade sonora para a nação que teria se revelado, no século XIX, em dois grandes gêneros da música brasileira: a modinha, representando um tipo de canção que tem como tema primordial o amor romântico, e o lundu, representando uma manifestação de negros, dos quais todos os outros gêneros teriam evoluído.

FONTE: FERLIM, Uliana Dias Campos. Música popular no Brasil do século XIX: sujeitos em debates políticos e musicais na definição das “modinhas” como representação da identidade nacional. In: Música Popular em Revista. Campinas, ano 3, v.2, jan.-jun.2015, p.32-64

Esses gêneros musicais tratados no texto estão diretamente ligados

  1. ao contexto da Revolta da Vacina.
  2. à conjuntura da Guerra da Cisplatina.
  3. à identidade nacional e à questão racial.
  4. à luta de classes e à urbanização de São Paulo.
  5. ao evolucionismo e à teoria do darwinismo social.

04. (PUC-Rio) O ‘blues’ é um gênero musical que surgiu nos Estados Unidos da América no século XVII, quando os escravos negros da região sul faziam canções relacionadas à sua fé religiosa (spirituals) durante o trabalho nas plantações de algodão. O conceito de "blues" só se tornou conhecido depois do término da Guerra Civil Americana, período em que passou a representar a essência do espírito da população afro-americana.

Fazendo uma analogia com a cultura brasileira, que gênero musical tem também como origem a fé religiosa de trabalhadores marginalizados?

  1. Frevo
  2. Sertanejo
  3. Forró
  4. Samba

05. (Unicamp 2021) Esses artifícios de montagem, mixagem e scratching dão ao rap uma variedade de formas de apropriação que parecem tão volúveis e imaginativas quanto as das artes maiores – como, digamos, as exemplificadas na “Mona Lisa de bigode” de Duchamp e nas múltiplas reduplicações de imagens comerciais pré-fabricadas de Andy Warhol. O rap também apresenta uma variedade de conteúdos. Não apenas utiliza trechos de canções populares, como também absorve ecleticamente elementos da música clássica, de apresentações de TV, de jingles de publicidade e da música eletrônica de videogames. Ele se apropria até mesmo de conteúdos não musicais, como reportagens de jornais na TV e fragmentos de discursos de Malcom X e Martin Luther King.

(Richard Shusterman, Vivendo a arte. São Paulo: Editora 34, 1998, p.149.)

A emergência e a consolidação do rap como linguagem artística foram cercadas de polêmicas de natureza ética, política e cultural. Com base no excerto acima e no quadro de Marcel Duchamp, assinale a alternativa correta

A emergência e a consolidação do rap como linguagem artística foram cercadas de polêmicas de natureza ética, política e cultural. Com base no excerto acima e no quadro de Marcel Duchamp, assinale a alternativa correta.

  1. Os elementos poéticos do rap não podem ser comparados aos procedimentos das artes maiores, pois sua preocupação é mais política do que artística.
  2. A incorporação das referências culturais nas canções dos Racionais Mc’s é comparável ao gesto de Marcel Duchamp ao pintar um bigode na Mona Lisa, de Leonardo da Vinci. Ambos são apropriações imaginativas e críticas.
  3. O modernismo de Marcel Duchamp, os quadros do pintor norte-americano Andy Wahrol e as canções de rap não têm valor artístico, pois expressam a degradação e o ecletismo de uma sociedade de massas.
  4. O rap dos Racionais Mc’s e as artes modernas não fazem distinção entre a cultura erudita e a de massa, misturam os seus elementos e produzem obras destituídas de crítica social.

06. Um dos resquícios franceses na dança são os comandos proferidos pelo marcador da quadrilha. Seu papel é anunciar os próximos passos da coreografia. O abrasileiramento de termos franceses deu origem, por exemplo, ao saruê (soirée — reunião social noturna, ordem para todos se juntarem no centro do salão), anarriê (en amére — para trás) e anavã (en avant — para frente).

Disponivel em: www.ebc.com.br. Acesso em: 6 jul 2015.

A característica apresentada dessa manifestação popular resulta do seguinte processo sócio-histórico:

  1. Massificação da arte erudita.
  2. Rejeição de hábitos elitistas.
  3. Laicização dos rituais religiosos.
  4. Restauração dos costumes antigos.
  5. Apropriação de práticas estrangeiras.

07. (UECE) Ricciotto Canudo (1877-1923), jornalista, poeta, intelectual e um dos primeiros críticos cinematográficos, escreveu, no ano de 1912, um ensaio que recebeu o título de “O nascimento da sétima arte”, no qual exalta o cinema como um novo meio de expressão capaz de sintetizar as artes do espaço e do tempo, e o coloca no elenco convencional das artes: a arquitetura, a música, a pintura, a escultura, a poesia e a dança. A questão fundamental é que, na primeira década do século XX, o cinema já estava se tornando

  1. o maior concorrente da fabricação de automóveis a preço acessível.
  2. um veículo para a propagação de cultura para as massas.
  3. o substituto das apresentações teatrais e de hipnose populares da época.
  4. mais uma mercadoria comum da nascente indústria da fotografia.

08. (UFGD) A busca incessante pelo corpo perfeito, do ponto de vista estético, é significativamente incentivada pela mídia na atualidade. Esse fenômeno contribui, sobretudo, para

  1. a integração social da maioria das pessoas nos mais diversos contextos.
  2. a melhoria significativa da saúde de grande parcela da população.
  3. o estabelecimento de estereótipos ou modelos corporais cuja compleição é condizente com a da maioria da população.
  4. a satisfação plena da maioria da população, devido ao massivo alcance do objetivo de obtenção de um corpo estereotipado.
  5. o estabelecimento de estereótipos ou modelos corporais cuja compleição não é condizente com a da maioria da população.

09. (Enem PPL 2020) A África possui os próprios estilos de reggae e centenas de bandas. Clubes de reggae são encontrados na Europa, na Austrália e nos Estados Unidos. Todos, de Erick Clapton a Caetano Veloso, já realizaram suas incursões ao reggae. A fonte desse som é a Jamaica, a terceira maior ilha do Caribe.

No fim dos anos 1960, o reggae também começava a conquistar certo espaço em várias regiões do Brasil e logo o som caiu nas graças dos maranhenses. Na cidade de São Luís, o grande investimento midiático, o crescente mercado de discos e o desenvolvimento do circuito das radiolas fizeram o movimento reggae alcançar a solidez em meados da década de 1980.

FARIAS, J.; PINTO, T. Da Jamaica ao Brasil: por uma história social do reggae. Disponível em: www.eumed.net. Acesso em: 18 nov. 2011 (adaptado).

Considerada por alguns “capital brasileira do reggae”, a cidade de São Luís também é reconhecida pelos festejos juninos que incluem Bumba meu boi, Tambor de crioula, Cacuriá e as tradicionais quadrilhas.

O conjunto dessas características demonstra a

  1. apropriação de gêneros e estilos estrangeiros na criação da música tradicional maranhense.
  2. inexpressividade das manifestações nordestinas em relação às novas referências estéticas.
  3. coexistência de referenciais culturais díspares na construção da musicalidade brasileira.
  4. diluição de modelos estéticos internacionais na criação de novos referenciais musicais.
  5. sobreposição de ideias musicais caribenhas na música autenticamente nacional.

10. (FGV-RJ) Nos últimos anos, o mercado musical foi impactado pelo aumento do streaming, que garantiu menor incidência de pirataria e permitiu ampliar a arrecadação de artistas, gravadoras e distribuidoras. Segundo pesquisas recentes, o Spotify teria rendido US$ 5 bilhões para a indústria musical desde a sua criação, em 2008. Mais do que uma revolução no mercado da música, o streaming introduziu uma série de rupturas e mudanças no comportamento social.

A respeito das mudanças comportamentais decorrentes da "revolução do streaming", assinale V para a afirmação verdadeira e F para a falsa.

( ) A indústria fonográfica reassumiu o controle do mercado da música, criando as playlists de sucesso das rádios e TVs.

( ) O streaming permitiu aos usuários acessar músicas que expressem sua identidade ou seu estado de espírito.

( ) A conexão entre os usuários criou bibliotecas musicais em constante transformação, personalizando sugestões.

As afirmações são, respectivamente,

  1. F - V - F.
  2. F - V - V.
  3. V - F - F.
  4. V - V -F.
  5. F - F - V.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp