Home > Banco de Questões > Biologia >

Programas de Saúde:

Lista de 20 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Programas de Saúde: Microbiologia e Parasitologia com questões do Enem.





Programas de saúde

01. (Enem 2019) A esquistossomose (barriga-dʼágua) caracteriza-se pela inflamação do fígado e do baço causada pelo verme Schistosoma mansoni (esquistossomo). O contágio ocorre depois que larvas do verme são liberadas na água pelo caramujo do gênero Biomphalaria, seu hospedeiro intermediário, e penetram na pele humana. Após o diagnóstico, o tratamento tradicional utiliza medicamentos por via oral para matar o parasita dentro do corpo. Uma nova estratégia terapêutica baseia-se na utilização de uma vacina, feita a partir de uma proteína extraída do verme, que induz o organismo humano a produzir anticorpos para combater e prevenir a doença

Instituto Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Fiocruz anuncia nova fase de vacina para esquistossomose. Disponível em: http://agencia.fiocruz.br. Acesso em: 3 maio 2019 (adaptado).

Uma vantagem da vacina em relação ao tratamento tradicional é que ela poderá

  1. impedir a penetração do parasita pela pele.
  2. eliminar o caramujo para que não haja contágio.
  3. impedir o acesso do esquistossomo especificamente para o fígado.
  4. eliminar o esquistossomo antes que ocorra contato com o organismo.
  5. eliminar o esquistossomo dentro do organismo antes da manifestação de sintomas.

Ecologia Programas de saúde

02. (Enem 2018) A utilização de extratos de origem natural tem recebido a atenção de pesquisadores em todo o mundo, principalmente nos países em desenvolvimento que são altamente acometidos por doenças infecciosas e parasitárias. Um bom exemplo dessa utilização são os produtos de origem botânica que combatem insetos.

O uso desses produtos pode auxiliar no controle da

  1. esquistossomose.
  2. leptospirose
  3. leishmaniose.
  4. hanseníase.
  5. aids.

Programa de saúde

03. (Enem 2018 PPL) Uma idosa residente em uma cidade do interior do país foi levada a um hospital por sua neta. Ao examiná-la, o médico verificou que a senhora apresentava um quadro crônico de edema linfático nos membros inferiores e nos seios, concluindo ser um caso de elefantíase ou filariose linfática. Preocupada com a possibilidade de adquirir a mesma doença, a neta perguntou ao médico como era possível se prevenir.

Qual foi a orientação dada à jovem pelo médico?

  1. Usar repelentes e telas em janelas, já que a doença é transmitida por mosquito.
  2. Evitar nadar em rios, lagos e lagoas da região, já que a doença é transmitida pela água contaminada.
  3. Evitar contato com animais de zoológicos, uma vez que se trata de uma zoonose veiculada por grandes mamíferos.
  4. Realizar exames médicos periódicos para detectar precocemente a doença, já que se trata de uma enfermidade hereditária.
  5. Manter uma dieta balanceada e prática regular de atividades físicas, uma vez que a doença está associada ao sedentarismo.

Fisiologia Programa de saúde

04. (Enem 2018 PPL) De acordo com o Ministério da Saúde, a cegueira noturna ou nictalopia é uma doença caracterizada pela dificuldade de se enxergar em ambientes com baixa luminosidade. Sua ocorrência pode estar relacionada pode estar relacionada a uma alteração ocular congênita ou a problemas de nutricionais. Com esses sintomas, uma senhora dirigiu-se ao serviço de saúde e seu médico sugeriu a ingestão de vegetais ricos em carotenoides, como a cenoura.

Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br. Acesso em: 1 mar. 2012 (adaptado).

Essa indicação médica deve-se ao fato de que os carotenoides são os precursores de

  1. hormônios, estimulantes da regeneração celular da retina.
  2. enzimas, utilizadas na geração de ATP pela respiração celular.
  3. vitamina A, necessária para a formação de estruturas fotorreceptoras.
  4. tocoferol, uma vitamina com função na propagação dos impulsos nervosos.
  5. vitamina C, substância antioxidante que diminui a degeneração de cones e bastonetes.

Programa de saúde Evolução

05. (Enem 2017 PPL) Atualmente, o medicamento de escolha para o tratamento da esquistossomose causada por todas as espécies do verme Schistosoma é o praquizentel (PQZ). Apesar de ser eficaz e seguro, seu uso em larga escala e tratamentos repetitivos em áreas endêmicas têm provocado a seleção de linhagens resistentes.

Disponível em: www.repositorio.ufop.br. Acesso em: 17 dez. 2012 (adaptado).

Qual é o mecanismo de seleção dos vermes resistentes citados?

  1. Os vermes tornam-se resistentes ao entrarem em contato com o medicamento quando invadem muitos hospedeiros.
  2. Os vermes resistentes absorvem o medicamento, passando-o para seus descendentes, que também se do tornam resistentes.
  3. Os vermes resistentes transmitem resistência ao medicamento quando entram em contato com outros vermes dentro do hospedeiro.
  4. Os vermes resistentes tendem a sobreviver e produzir mais descendentes do que os vermes sobre os quais o medicamento faz efeito.
  5. Os vermes resistentes ao medicamento tendem a eliminar os vermes que não são resistentes, fazendo com que apenas os mais fortes sobrevivam.

Fisiologia Bioquímica Programa de saúde

06. (Enem 2017 PPL) Os distúrbios por deficiência de iodo (DDI) são fenômenos naturais distribuídos em várias regiões do mundo. Populações que vivem em áreas deficientes em iodo têm o risco de apresentar os distúrbios causados por essa deficiência, cujos impactos sobre os níveis de desenvolvimento humano, social e econômico são muito graves. No Brasil, vigora uma lei que obriga os produtores de sal de cozinha a incluírem em seu produto certa quantidade de iodeto de potássio.

Essa inclusão visa prevenir problemas em qual glândula humana? permanentes amplamente

  1. Hipófise.
  2. Tireoide.
  3. Pâncreas.
  4. Suprarrenal
  5. Paratireoide.

Programa de saúde

07. (Enem 2017) Os medicamentos são rotineiramente utilizados pelo ser humano com o intuito de diminuir ou, por muitas vezes, curar possíveis transtornos de saúde. Os antibióticos são grupos de fármacos inseridos no tratamento de doenças causadas por bactérias.

Na terapêutica das doenças mencionadas, alguns desses fármacos atuam

  1. ativando o sistema imunológico do hospedeiro.
  2. interferindo na cascata bioquímica da inflamação.
  3. removendo as toxinas sintetizadas pelas bactérias
  4. combatendo as células hospedeiras das bactérias.
  5. danificando estruturas específicas da célula bacteriana.

Fisiologia Programas de saúde Citologia Biotecnologia

08. (Enem 2017) A terapia celular tem sido amplamente divulgada como revolucionária, por permitir a regeneração de tecidos a partir de células novas. Entretanto, a técnica de se introduzirem novas células em um tecido, para o tratamento de enfermidades em indivíduos, já era aplicada rotineiramente em hospitais.

A que técnica refere-se o texto?

  1. Vacina.
  2. Biópsia.
  3. Hemodiálise.
  4. Quimioterapia.
  5. Transfusão de sangue.

Programas de saúde Fisiologia

09. (Enem 2017) Pesquisadores criaram um tipo de plaqueta artificial, feita com um polímero gelatinoso coberto de anticorpos, que promete agilizar o processo de coagulação quando injetada no corpo. Se houver sangramento, esses anticorpos fazem com que a plaqueta mude sua forma e se transforme em uma espécie de rede que gruda nas lesões dos vasos sanguíneos e da pele.

MOUTINHO, S. Coagulação acelerada. Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 19 fev. 2013 (adaptado).

Qual a doença cujos pacientes teriam melhora de seu estado de saúde com o uso desse material?

  1. Filariose.
  2. Hemofilia.
  3. Aterosclerose.
  4. Doença de Chagas.
  5. Síndrome da imunodeficiência adquirida.

Programa de saúde

10. (Enem 2016 PPL) Suponha que uma doença desconhecida esteja dizimando um rebanho bovino de uma cidade e alguns veterinários tenham conseguido isolar o agente causador da doença, verificando que se trata de um ser unicelular e procarionte.

Para combater a doença, os veterinários devem administrar, nos bovinos contaminados,

  1. vacinas.
  2. antivirais.
  3. fungicidas.
  4. vermífugos.
  5. antibióticos.

Programas de saúde

11. (Enem 2016 - 3ª aplicação)

O rótulo do produto descreve características de uma doença que pode ser prevenida com o(a)

O rótulo do produto descreve características de uma doença que pode ser prevenida com o(a)

  1. uso de calçados.
  2. aplicação de inseticida.
  3. utilização de mosquiteiros.
  4. eliminação de água parada.
  5. substituição de casas de barro por de alvenaria.

Biotecnologia Programas de saúde

12. (Enem 2016) Vários métodos são empregados para prevenção de infecções por microrganismos. Dois desses métodos utilizam microrganismos vivos e são eles: as vacinas atenuadas, constituidas por patógenos avirulentos, e os probióticos que contém bactérias benéficas. Na figura são apresentados cinco diferentes mecanismos de exclusão de patógenos pela ação dos probióticos no intestino de um animal.

Na figura são apresentados cinco diferentes mecanismos de exclusão de patógenos pela ação dos probióticos no intestino de um animal.

Qual mecanismo de ação desses probióticos promove um efeito similar ao da vacina?

  1. 5
  2. 4
  3. 3
  4. 2
  5. 1

Programas de saúde Fisiologia

13. (Enem 2016) Portadores de diabetes insipidus reclamam da confusão feita pelos profissionais da saúde quanto aos dois tipos de diabetes: mellitus e insipidus. Enquanto o primeiro tipo está associado aos níveis ou à ação da insulina, o segundo não está ligado à deficiência desse hormônio. O diabetes insipidus é caracterizado por um distúrbio na produção ou no funcionamento do hormônio antidiurético (na sigla em inglês, ADH), secretado pela neuro-hipófise para controlar a reabsorção de água pelos túbulos renais.

Tendo em vista o papel funcional do ADH, qual é um sintoma clássico de um paciente acometido por diabetes insipidus?

  1. Alta taxa de glicose no sangue.
  2. Aumento da pressão arterial.
  3. Ganho de massa corporal.
  4. Anemia crônica.
  5. Desidratação.

Programa de saúde

14. (Enem 2015) Tanto a febre amarela quanto a dengue são doenças causadas por vírus do grupo dos arbovírus, pertencentes ao gênero Flavivirus, existindo quatro sorotipos para o vírus causador da dengue. A transmissão de ambas acontece por meio da picada de mosquitos, como o Aedes aegypti. Entretanto, embora compartilhem essas características, hoje somente existe vacina, no Brasil, para a febre amarela e nenhuma vacina efetiva para a dengue.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Fundação Nacional de Saúde. Dengue: Instruções para pessoal de combate ao vetor. Manual de Normas Técnicas. Disponível em: http://portal.saude.gov.br. Acesso em: 7 ago. 2012 (adaptado).

Esse fato pode ser atribuído à

  1. maior taxa de mutação do vírus da febre amarela do que do vírus da dengue.
  2. alta variabilidade antigênica do vírus da dengue em relação ao vírus da febre amarela.
  3. menor adaptação do vírus da dengue à população humana do que do vírus da febre amarela.
  4. presença de dois tipos de ácidos nucleicos no vírus da dengue e somente um tipo no vírus da febre amarela.
  5. baixa capacidade de indução da resposta imunológica pelo vírus da dengue em relação ao da febre amarela.

Programa de saúde

15. (Enem 2013) A utilização de extratos de origem natural tem recebido a atenção de pesquisadores em todo o mundo, principalmente nos países em desenvolvimento que são altamente acometidos por doenças infecciosas e parasitárias. Um bom exemplo dessa utilização são os produtos de origem botânica que combatem insetos. O uso desses produtos pode auxiliar no controle da

  1. esquistossomose
  2. leptospirose
  3. leishmaniose
  4. hanseníase
  5. aids

Programa de saúde

16. (Enem 2013) A contaminação pelo vı́rus da rubéola é especialmente preocupante em grávidas, devido à sı́ndrome da rubéola congênita (SRC), que pode levar ao risco de aborto e malformações congênitas. Devido a campanhas de vacinação especı́ficas, nas últimas décadas houve uma grande diminuição de casos de rubéola entre as mulheres, e, a partir de 2008, as campanhas se intensificaram e têm dado maior enfoque à vacinação de homens jovens.

BRASIL. Brasil livre da rubéola: campanha nacional de vacinação para eliminação da rubéola. Brası́lia: Ministério da Saúde, 2009 (adaptado).

Considerando a preocupação com a ocorrência da SRC, as campanhas passaram a dar enfoque à vacinação dos homens, porque eles

  1. ficam mais expostos a esse vı́rus.
  2. transmitem o vı́rus a mulheres gestantes.
  3. passam a infecção diretamente para o feto.
  4. transferem grávidas. imunidade às parceiras
  5. são mais sucetı́veis a esse vı́rus que as mulheres.

Programa de saúde

17. (Enem 2013) Milhares de pessoas estavam morrendo de varı́ola humana no final do século XVIII. Em 1796, o médico Edward Jenner (1749-1823) inoculou em um menino de 8 anos o pus extraı́do de feridas de vacas contaminadas com o vı́rus da varı́ola bovina, que causa uma doença branda em humanos. O garoto contraiu uma infecção benigna e, dez dias depois, estava recuperado. Meses depois, Jenner inoculou, no mesmo menino, o pus varioloso humano, que causava muitas mortes. O menino não adoeceu.

Disponı́vel em: www.bbc.co.uk. Acesso em: 5 dez. 2012 (adaptado).

Considerando o resultado do experimento, qual a contribuição desse médico para a saúde humana?

  1. A prevenção de diversas doenças infectocontagiosas em todo o mundo.
  2. A compreensão de que vı́rus podem se multiplicar em matéria orgânica.
  3. O tratamento para muitas enfermidades que acometem milhões de pessoas.
  4. O estabelecimento da ética na utilização de crianças em modelos experimentais.
  5. A explicação de que alguns vı́rus de animais podem ser transmitidos para os humanos.

Programa de saúde

18. (Enem 2012 PPL) Pela manipulação genética, machos do Aedes aegypti, mosquito vetor da dengue, criados em laboratório receberam um gene modificado que produz uma proteína que mata a prole de seu cruzamento.

SILVEIRA, E. Disponível em: www.pesquisa.fapesp.com.br. Acesso em:14 jun. 2011 (adaptado)

Com o emprego dessa técnica, o número de casos de dengue na população humana deverá diminuir, pois

  1. os machos modificados não conseguirão fecundar as fêmeas.
  2. os machos modificados não obterão sucesso reprodutivo.
  3. os machos modificados possuem genes que impedem a infecção dos mosquitos.
  4. a inserção de novos mosquitos aumentará a quantidade de mosquitos imunes ao vírus.
  5. o número de machos modificados crescerá com as gerações

Programa de saúde

19. (Enem 2012) Euphorbia milii é uma planta ornamental amplamente disseminada no Brasil e conhecida como coroa-de-cristo. O estudo químico do látex dessa espécie forneceu o mais potente produto natural moluscicida, a miliamina L.

MOREIRA, C. P. S.; ZANI, C. L.; ALVES, T. M. A. Atividade moluscicida do látex de Synadenium carinatum boiss. (Euphorbiaceae) sobre Biomphalaria glabrata e isolamento do constituinte majoritário. Revista Eletrônica de Farmácia, n. 3, 2010 (adaptado).

O uso desse látex em água infestada por hospedeiros intermediários tem potencial para atuar no controle da

  1. dengue.
  2. malária.
  3. elefantíase.
  4. ascaridíase.
  5. esquistossomose.

Programa de saúde

20. (Enem 2012) A doença de Chagas afeta mais de oito milhões de brasileiros, sendo comum em áreas rurais. É uma doença causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmitida por insetos conhecidos como barbeiros ou chupanças.

Uma ação do homem sobre o meio ambiente que tem contribuído para o aumento dessa doença é

  1. o consumo de carnes de animais silvestres que são hospedeiros do vetor da doença.
  2. a utilização de adubos químicos na agricultura que aceleram o ciclo reprodutivo do barbeiro.
  3. a ausência de saneamento básico que favorece a proliferação do protozoário em regiões habitadas por humanos.
  4. a poluição dos rios e lagos com pesticidas que exterminam o predador das larvas do inseto transmissor da doença.
  5. o desmatamento que provoca a migração ou o desaparecimento dos animais silvestres dos quais o barbeiro se alimenta.


.