Home > Banco de Questões > Biologia >

Bioquímica

Lista de 18 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Bioquímica com questões do Enem.

Confira a teoria da matéria de Proteínas | Lipídios | Glicídios ou Carboidratos | Sais Minerais

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: bioquímica .



01. (Enem 2018) De acordo com o Ministério da Saúde, a cegueira noturna ou nictalopia é uma doença caracterizada pela dificuldade de se enxergar em ambientes com baixa luminosidade. Sua ocorrência pode estar relacionada a uma alteração ocular congênita ou a problemas nutricionais. Com esses sintomas, uma senhora dirigiu-se ao serviço de saúde e seu médico sugeriu a ingestão de vegetais ricos em carotenoides, como a cenoura.

Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br. Acesso em: 1 mar. 2012 (adaptado).

Essa indicação médica deve-se ao fato de que os carotenoides são os precursores de

  1. hormônios, estimulantes da regeneração cecular da retina.
  2. enzimas, utilizadas na geração de ATP pela respiração celular.
  3. vitamina A, necessária para a formação de estruturas fotorreceptoras.
  4. tocoferol, uma vitamina com função na propagação dos impulsos nervosos.
  5. vitamina C, substância antioxidante que diminui a degeneração de cones e bastonetes.

Fisiologia Bioquímica Programa de saúde

02. (Enem 2017 PPL) Os distúrbios por deficiência de iodo (DDI) são fenômenos naturais distribuídos em várias regiões do mundo. Populações que vivem em áreas deficientes em iodo têm o risco de apresentar os distúrbios causados por essa deficiência, cujos impactos sobre os níveis de desenvolvimento humano, social e econômico são muito graves. No Brasil, vigora uma lei que obriga os produtores de sal de cozinha a incluírem em seu produto certa quantidade de iodeto de potássio.

Essa inclusão visa prevenir problemas em qual glândula humana? permanentes amplamente

  1. Hipófise.
  2. Tireoide.
  3. Pâncreas.
  4. Suprarrenal
  5. Paratireoide.

03. (Enem 2017) A escassez de água doce é um problema ambiental. A dessalinização da água do mar, feita por meio de destilação, é uma alternativa para minimizar esse problema.

Considerando os componentes da mistura, o princípio desse método é a diferença entre

  1. suas velocidades de sedimentação.
  2. seus pontos de ebulição.
  3. seus pontos de fusão.
  4. suas solubilidades.
  5. suas densidades.

Ecologia Bioquímica Citologia

04. (Enem 2016) Recentemente um estudo feito em campos de trigo mostrou que níveis elevados do dióxido de carbono na atmosfera prejudicam a absorção de nitrato pelas plantas. Consequentemente, a qualidade nutricional desses alimentos pode diminuir à medida que os níveis de dióxido de carbono na atmosfera atingirem as estimativas para as próximas décadas.

Bloom, A J et al. Nitrate assimilation is inhibited by elevated CO2 in field grown wheat. Nature Climate Change, n. 4., abr 2014, adaptado.

Nesse contexto, a qualidade nutricional do grão de trigo será modificada primeiramente pela redução de

  1. amido.
  2. frutose.
  3. lipídeos.
  4. celulose.
  5. proteínas.

05. (Enem 2014) Meios de cultura são utilizados como fontes de nutrientes para o crescimento de microrganismos em laboratórios. Pesquisadores brasileiros avaliaram a viabilidade da produção de ácido lático pela bactéria Leuconostoc mesenteroides B512F, utilizando na composição do meio de cultura um substrato à base de material obtido do aproveitamento de excedentes da agroindústria tropical local de caju. Os resultados obtidos mostraram que o meio de cultura enriquecido com xarope de caju propiciou um crescimento adequado desta bactéria.

GUILHERME. A.A.; PINTO, G.A.S.; RODRIGUES, S. Avaliação da produção de ácido lático por Leuconostoc mesenteroides B512F em xarope de caju. Ciência Tecnologia de Alimentos, 29(4), 2009 (adaptado).

O carboidrato presente no xarope de caju que auxiliou no crescimento desta bactéria foi a

  1. celulose.
  2. glicose.
  3. maltose.
  4. lactose.
  5. ribose.

06. (Enem 2014) Na década de 1940, na Região Centro-Oeste, produtores rurais, cujos bois, porcos, aves e cabras estavam morrendo por uma peste desconhecida, fizeram uma promessa, que consistiu em não comer carne e derivados até que a peste fosse debelada. Assim, durante três meses, arroz, feijão, verduras e legumes formaram o prato principal desses produtores.

O Hoje, 15 out. 2011 (adaptado).

Para suprir o déficit nutricional a que os produtores rurais se submeteram durante o período da promessa, foi importante eles terem consumido alimentos ricos em

  1. vitaminas A e E.
  2. frutose e sacarose.
  3. aminoácidos naturais.
  4. aminoácidos essenciais.
  5. ácidos graxos saturados

07. (Enem 2014) O arroz-dourado é uma planta transgênica capaz de produzir quantidades significativas de betacaroteno, que é ausente na variedade branca. A presença dessa substância torna os grãos amarelados, o que justifica seu nome.

A ingestão dessa variedade geneticamente modificada está relacionada à redução da incidência de

  1. fragilidade óssea.
  2. fraqueza muscular.
  3. problemas de visão.
  4. alterações na tireoide.
  5. sangramento gengival.

08. (Enem 2013) A qualidade de óleos de cozinha, compostos principalmente por moléculas de ácidos graxos, pode ser medida pelo índice de iodo.

Quanto maior o grau de insaturação da molécula, maior o índice de iodo determinado e melhor a qualidade do óleo. Na figura, são apresentados alguns compostos que podem estar presentes em diferentes óleos de cozinha: Dentre os compostos apresentados, os dois que proporcionam melhor qualidade para os óleos de cozinha são os ácidos

Dentre os compostos apresentados, os dois que proporcionam melhor qualidade para os óleos de cozinha são os ácidos

  1. esteárico e oleico.
  2. linolênico e linoleico.
  3. palmítico e esteárico.
  4. palmítico e linolênico.
  5. linolênico e esteárico.

09. (Enem 2012) Alimentos como carnes, quando guardados de maneira inadequada, deterioram-se rapidamente devido à ação de bactérias e fungos. Esses organismos se instalam e se multiplicam rapidamente por encontrarem aí condições favoráveis de temperatura, umidade e nutrição. Para preservar tais alimentos é necessário controlar a presença desses microrganismos. Uma técnica antiga e ainda bastante difundida para preservação desse tipo de alimento é o uso do sal de cozinha ( ).

Nessa situação, o uso do sal de cozinha preserva os alimentos por agir sobre os microrganismos,

  1. desidratando suas células.
  2. inibindo sua síntese proteica.
  3. inibindo sua respiração celular.
  4. bloqueando sua divisão celular.
  5. desnaturando seu material genético.

10. (Enem 2011) No processo de industrialização da mamona, além do óleo que contém vários ácidos graxos, é obtida uma massa orgânica, conhecida como torta de mamona. Esta massa tem potencial para ser utilizada como fertilizante para o solo e como complemento em rações animais devido a seu elevado valor proteico. No entanto, a torta apresenta compostos tóxicos e alergênicos diferentemente do óleo da mamona. Para que a torta possa ser utilizada na alimentação animal, é necessário um processo de descontaminação.

Revista Química Nova na Escola. V. 32, no 1, 2010 (adaptado).

A característica presente nas substâncias tóxicas e alergênicas, que inviabiliza sua solubilização no óleo de mamona, é a

  1. lipofilia
  2. hidrofilia
  3. hipocromia.
  4. cromatofilia
  5. hiperpolarização.

11. (Enem 2011) Estudos mostram que a prática de esportes pode aumentar a produção de radicais livres, um subproduto da nossa respiração que está ligado ao processo de envelhecimento celular e ao surgimento de doenças como o câncer. Para neutralizar essas moléculas nas células, quem faz esporte deve dar atenção especial aos antioxidantes. As vitaminas C, E e o selênio fazem parte desse grupo.

SÁ, V. Exercícios bem nutridos. Disponível em: http://saude.abril.com.br. Acesso em: 29 abr. 2010.(adaptado).

A ação antioxidante das vitaminas C e E e do selênio deve-se às suas capacidades de

  1. reagir com os radicais livres gerados no metabolismo celular através do processo de oxidação.
  2. diminuir a produção de oxigênio no organismo e o processo de combustão que gera radicais livres.
  3. aderir à membrana das mitocôndrias, interferindo no mecanismo de formação desses radicais livres.
  4. inibir as reações em cadeia utilizadas no metabolismo celular para geração dos radicais.
  5. induzir a adaptação do organismo em resposta à geração desses radicais.

12. (Enem 2009) Arroz e feijão formam um “par perfeito”, pois fornecem energia, aminoácidos e diversos nutrientes. O que falta em um deles pode ser encontrado no outro. Por exemplo, o arroz é pobre no aminoácido lisina, que é encontrado em abundância no feijão, e o aminoácido metionina é abundante no arroz e pouco encontrado no feijão.

A tabela seguinte apresenta informações nutricionais desses dois alimentos.

Arroz (1 colher de sopa) Feijão (1 colher de sopa)
caloria 41kcal 58kcal
carboidratos 8,07g 10,6g
proteínas 0,58g 3,53g
lipídios 0,73g 0,18g
colesterol 0g 0g

SILVA, R.S. Arroz e feijão, um par perfeito. Disponível em: http://www.correpar.com.br.

A partir das informações contidas no texto e na tabela, conclui–se que

  1. os carboidratos contidos no arroz são mais nutritivos que os do feijão.
  2. o arroz é mais calórico que o feijão por conter maior quantidade de lipídios.
  3. as proteínas do arroz tem a mesma composição de aminoácidos que as do feijão.
  4. a combinação de arroz com feijão contém energia e nutrientes e é pobre em colesterol.
  5. duas colheres de arroz e três de feijão são menos calóricas que três colheres de arroz e duas de feijão.

13. (Enem 2009)

Em um experimento, um grupo de voluntários recebeu, inicialmente, alimento comum e depois uma dieta de especificação rigorosa. As suas necessidades proteicas foram satisfeitas por aminoácidos; a necessidade de massa, por gorduras essenciais; e a necessidade de carboidrato, por glicose ou uma mistura de glicose e sacarose (açúcar comum). As fases do experimento são descritas a seguir.

1. Nas primeiras quatro semanas, os indivíduos comeram alimentos comuns.

2. Da 4ª à 8ª semana, o suprimento de carboidrato foi apenas glicose.

3. Da 8ª à 12ª semana, a fonte de carboidrato foi mista; com 75% de glicose e 25% de sacarose.4. Após a 12ª semana, a fonte de carboidrato voltou a ser glicose (como na fase 2).

O gráfico acima mostra os resultados obtidos nesse experimento, em termos de taxa de colesterol no sangue (em mg/dL) ao longo de 19 semanas.

PAULING, L. Como viver mais e melhor. 8Ed. Cristiane Perez Ribeiro (Trad.). São Paulo: Best Seller, 1988, p. 72 (adaptado)

Do experimento descrito, é correto concluir que o nível de colesterol no sangue pode ser diminuído com a redução da ingestão de

  1. glicose.
  2. carboidratos.
  3. aminoácidos.
  4. açúcar comum.
  5. gorduras essenciais.

14. (Enem 2008) Defende-se que a inclusão da carne bovina na dieta é importante, por ser uma excelente fonte de proteínas. Por outro lado, pesquisas apontam efeitos prejudiciais que a carne bovina traz à saúde, como o risco de doenças cardiovasculares. Devido aos teores de colesterol e de gordura, há quem decida substituí-la por outros tipos de carne, como a de frango e a suína.

O quadro abaixo apresenta a quantidade de colesterol em diversos tipos de carne crua e cozida.

Revista PRO TESTE, n.º 54, dez./2006 (com adaptações).

Com base nessas informações, avalie as afirmativas a seguir.

I. O risco de ocorrerem doenças cardiovasculares por ingestões habituais da mesma quantidade de carne é menor se esta for carne branca de frango do que se for toucinho.

II. Uma porção de contrafilé cru possui, aproximadamente, 50% de sua massa constituída de colesterol.

III. A retirada da pele de uma porção cozida de carne escura de frango altera a quantidade de colesterol a ser ingerida.

IV. A pequena diferença entre os teores de colesterol encontrados no toucinho cru e no cozido indica que esse tipo de alimento é pobre em água.

É correto apenas o que se afirma em

  1. I e II.
  2. I e III.
  3. II e III.
  4. II e IV.
  5. III e IV.

15 (Enem 2005). Os últimos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada entre 2002 e 2003 pelo IBGE, mostram que 40,6% da população brasileira estão acima do peso, ou seja, 38,8 milhões de adultos. Desse total, 10,5 milhões são considerados obesos. Várias são as dietas e os remédios que prometem um emagrecimento rápido e sem riscos. Há alguns anos foi lançado no mercado brasileiro um remédio de ação diferente dos demais, pois inibe a ação das lipases, enzimas que aceleram a reação de quebra de gorduras. Sem serem quebradas elas não são absorvidas pelo intestino, e parte das gorduras ingeridas é eliminada com as fezes. Como os lipídios são altamente energéticos, a pessoa tende a emagrecer. No entanto, esse remédio apresenta algumas contra-indicações, pois a gordura não absorvida lubrifica o intestino, causando desagradáveis diarréias. Além do mais, podem ocorrer casos de baixa absorção de vitaminas lipossolúveis, como as A, D, E e K, pois

  1. essas vitaminas, por serem mais energéticas que as demais, precisam de lipídios para sua absorção.
  2. a ausência dos lipídios torna a absorção dessas vitaminas desnecessária.
  3. essas vitaminas reagem com o remédio, transformando-se em outras vitaminas.
  4. as lipases também desdobram as vitaminas para que essas sejam absorvidas.
  5. essas vitaminas se dissolvem nos lipídios e só são absorvidas junto com eles.

16. (Enem 2005) Os últimos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada entre 2002 e 2003 pelo IBGE, mostram que 40,6% da população brasileira estão acima do peso, ou seja, 38,8 milhões de adultos. Desse total, 10,5 milhões são considerados obesos. Várias são as dietas e os remédios que prometem um emagrecimento rápido e sem riscos. Há alguns anos foi lançado no mercado brasileiro um remédio de ação diferente dos demais, pois inibe a ação das lipases, enzimas que aceleram a reação de quebra de gorduras. Sem serem quebradas elas não são absorvidas pelo intestino, e parte das gorduras ingeridas é eliminada com as fezes. Como os lipídios são altamente energéticos, a pessoa tende a emagrecer. No entanto, esse remédio apresenta algumas contra-indicações, pois a gordura não absorvida lubrifica o intestino, causando desagradáveis diarréias. Além do mais, podem ocorrer casos de baixa absorção de vitaminas lipossolúveis, como as A, D, E e K, pois:

  1. essas vitaminas, por serem mais energéticas que as demais, precisam de lipídios para sua absorção.
  2. a ausência dos lipídios torna a absorção dessas vitaminas desnecessária.
  3. essas vitaminas reagem com o remédio, transformando-se em outras vitaminas.
  4. as lipases também desdobram as vitaminas para que essas sejam absorvidas.
  5. essas vitaminas se dissolvem nos lipídios e só são absorvidas junto com eles.

17. (Enem 2002) O milho verde recém-colhido tem um sabor adocicado. Já o milho verde comprado na feira, um ou dois dias depois de colhido, não é mais tão doce, pois cerca de 50% dos carboidratos responsáveis pelo sabor adocicado são convertidos em amido nas primeiras 24 horas..

Para preservar o sabor do milho verde pode-se usar o seguinte procedimento em três etapas:

1º descascar e mergulhar as espigas em água fervente por alguns minutos;

2º resfriá-las em água corrente;

3º conservá-las na geladeira.

A preservação do sabor original do milho verde pelo procedimento descrito pode ser explicada pelo seguinte argumento:

  1. O choque térmico converte as proteínas do milho em amido até a saturação; este ocupa o lugar do amido que seria formado espontaneamente.
  2. A água fervente e o resfriamento impermeabilizam a casca dos grãos de milho, impedindo a difusão de oxigênio e a oxidação da glicose.
  3. As enzimas responsáveis pela conversão desses carboidratos em amido são desnaturadas pelo tratamento com água quente.
  4. Microrganismos que, ao retirarem nutrientes dos grãos, convertem esses carboidratos em amido, são destruídos pelo aquecimento.
  5. O aquecimento desidrata os grãos de milho, alterando o meio de dissolução onde ocorreria espontaneamente a transformação desses carboidratos em amido.

18. (Enem 2000) O metabolismo dos carboidratos é fundamental para o ser humano, pois a partir desses compostos orgânicos obtém-se grande parte da energia para as funções vitais. Por outro lado, desequilíbrios nesse processo podem provocar hiperglicemia ou diabetes.

O caminho do açúcar no organismo inicia-se com a ingestão de carboidratos que, chegando ao intestino, sofrem a ação de enzimas, “quebrando-se” em moléculas menores (glicose, por exemplo) que serão absorvidas.

A insulina, hormônio produzido no pâncreas, é responsável por facilitar a entrada da glicose nas células. Se uma pessoa produz pouca insulina, ou se sua ação está diminuída, dificilmente a glicose pode entrar na célula e ser consumida.

Com base nessas informações, pode-se concluir que:

  1. o papel realizado pelas enzimas pode ser diretamente substituído pelo hormônio insulina.
  2. a insulina produzida pelo pâncreas tem um papel enzimático sobre as moléculas de açúcar.
  3. o acúmulo de glicose no sangue é provocado pelo aumento da ação da insulina, levando o indivíduo a um quadro clínico de hiperglicemia.
  4. a diminuição da insulina circulante provoca um acúmulo de glicose no sangue.
  5. o principal papel da insulina é manter o nível de glicose suficientemente alto, evitando, assim, um quadro clínico de diabetes.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp