Home > Banco de Questões > Biologia >

Origem da Vida e Evolução

Lista de 19 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Origem da Vida e Evolução com questões do Enem.



Evolução

01. (Enem 2019) Durante sua evolução, as plantas apresentaram grande diversidade de características, as quais permitiram sua sobrevivência em diferentes ambientes. Na imagem, cinco dessas características estão indicadas por números.

Durante sua evolução, as plantas apresentaram grande diversidade de características, as quais permitiram sua sobrevivência em diferentes ambientes. Na imagem, cinco dessas características estão indicadas por números.

A aquisição evolutiva que permitiu a conquista definitiva do ambiente terrestre pelas plantas está indicada pelo número

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5

Ecologia Evolução Botânica

02. (Enem 2018) O deserto é um bioma que se localiza em regiões de pouca umidade. A fauna é, predominantemente, composta por animais roedores, aves, répteis e artrópodes. Uma adaptação, associada a esse bioma, presente nos seres vivos dos grupos citados é o(a)

A existência de numerosas glândulas sudoríparas na

  1. xistência de numerosas glândulas sudoríparas na epiderme.
  2. eliminação de excretas nitrogenadas de forma concentrada.
  3. desenvolvimento do embrião no interior de ovo com casca.
  4. capacidade de controlar a temperatura corporal.
  5. respiração realizada por pulmões foliáceos.

Evolução

03. (Enem 2018 PPL) O sucesso adaptativo dos répteis relaciona-se, dentre outros fatores, ao surgimento de um revestimento epidérmico de queratina para economia de água metabólica.

Essa característica seria prejudicial em anfíbios, pois acarretaria problemas

  1. circulatórios, em razão da limitação na força contrátil do coração tricavitário.
  2. excretórios, em razão de incapacidade renal de processar níveis elevados de urina.
  3. digestivos, em razão da limitação do intestino em absorver alimentos muito diluídos.
  4. locomotores, em razão de incapacidade óssea de sustentar um animal mais pesado.
  5. respiratórios, em razão da pequena capacidade dos pulmões de realizar trocas gasosas.

Evolução

04. (Enem 2017) A classificação biológica proposta por Whittaker permite distinguir cinco grandes linhas evolutivas utilizando, como critérios de classificação, a organização celular e o modo de nutrição. Woese e seus colaboradores, com base na comparação das sequências que codificam o RNA ribossômico dos seres vivos, estabeleceram relações de ancestralidade entre os grupos e concluíram que os procariontes do reino Monera não eram um grupo coeso do ponto de vista evolutivo.

A classificação biológica proposta por Whittaker permite distinguir cinco grandes linhas evolutivas utilizando, como critérios de classificação, a organização celular e o modo de nutrição.

A diferença básica nas classificações citadas é que a mais recente se baseia fundamentalmente em

  1. tipos de células.
  2. aspectos ecológicos.
  3. relações filogenéticas.
  4. propriedades fisiológicas.
  5. características morfológicas.

Evolução

05. (Enem 2016 PPL) Darwin, em viagem às lhas Galápagos, observou que os tentilhões apresentavam bicos com formatos diferentes em cada ilha, de acordo como tipo de alimentação disponível. Lamarck, ao explicar que o pescoço da girafa teria esticado para colher folhas e frutos no alto das árvores, elaborou ideias importantes sobre a evolução dos seres vivos.

O texto aponta que uma ideia comum às teorias da evolução, propostas por Darwin e por Lamarck, refere-se à interação entre os organismos e seus ambientes, que é denominada de

  1. mutação.
  2. adaptação.
  3. seleção natural.
  4. recombinação gênica.
  5. variabilidade genética.

Evolução

06. (Enem 2016 - 3ª aplicação) O cladograma representa relações filogenéticas entre os vertebrados.

A correspondência correta entre as indicações numéricas no cladograma e a característica evolutiva é

A correspondência correta entre as indicações numéricas no cladograma e a característica evolutiva é:

  1. I- endotermia.
  2. II - coluna vertebral.
  3. III - ovo amniótico.
  4. IV - respiração pulmonar.
  5. V - membros locomotores.

Evolução

07. (Enem 2016) Pesquisadores recuperaram DNA de ossos de mamute (Mammuthus primigenius) encontrados na Sibéria, que tiveram sua idade de cerca de 28 mil anos confirmada pela técnica do carbono-14.

FAPESP. DNA de mamute é revelado. Disponível em: http://agencia.fapesp.br. Acesso em: 13 ago. 2012 (adaptado).

A técnica de datação apresentada no texto só é possível devido à

  1. proporção conhecida entre carbono-14 e carbono-12 na atmosfera ao longo dos anos.
  2. decomposição de todo o carbono-12 presente no organismo após a morte.
  3. fixação maior do carbono-14 nos tecidos de organismos após a morte.
  4. emissão de carbono-12 pelos tecidos de organismos após a morte.
  5. transformação do carbono-12 em carbono-14 ao longo dos anos.

Evolução

08. (Enem 2016) Apesar da grande diversidade biológica, a hipótese de que a vida na Terra tenha tido uma única origem comum é aceita pela comunidade científica. Uma evidência que apoia essa hipótese é a observação de processos biológicos comuns a todos os seres vivos atualmente existentes.

Um exemplo de tal processo é o(a)

  1. desenvolvimento embrionário.
  2. reprodução sexuada.
  3. respiração aeróbica.
  4. excreção urinária.
  5. síntese proteica.

Evolução

09. (Enem 2014) Embora seja um conceito fundamental para a biologia, o termo “evolução”pode adquirir significados diferentes no senso comum. A ideia de que a espécie humana é o ápice do processo evolutivo é amplamente difundida, mas não é compartilhada por muitos cientistas. Para esses cientistas, a compreensão do processo citado baseia-se na ideia de que os seres vivos, ao longo do tempo, passam por

  1. modificação de caracterı́sticas.
  2. incremento no tamanho corporal.
  3. complexificação de seus sistemas.
  4. melhoria de processos e estruturas.
  5. especialização para uma determinada fina- lidade.

Evolução

10. (Enem 2014) Segundo a teoria evolutiva mais aceita hoje, as mitocôndrias, organelas celulares responsáveis pela produção de ATP em células eucariotas, assim como os cloroplastos, teriam sido originados de procariontes ancestrais que foram incorporados por células mais complexas. Uma caracterı́stica da mitocôndria que sustenta essa teoria é a

  1. capacidade de produzir moléculas de ATP.
  2. presença de parede celular semelhante à de procariontes.
  3. presença de membranas envolvendo e separando a matriz mitocondrial do citoplasma.
  4. capacidade de autoduplicação dada por DNA circular próprio semelhante ao bacteriano.
  5. presença de um sistema enzimático eficiente às reações quı́micas do metabolismo aeróbio.

Evolução

11. (Enem 2012) Paleontólogos estudam fósseis e esqueletos de dinossauros para tentar explicar o desaparecimento desses animais. Esses estudos permitem afirmar que esses animais foram extintos há cerca de 65 milhões de anos. Uma teoria aceita atualmente é a de que um asteroide colidiu com a Terra, formando uma densa nuvem de poeira na atmosfera.

De acordo com essa teoria, a extinção ocorreu em função de modificações no planeta que

  1. desestabilizaram o relógio biológico dos animais, causando alterações no código genético.
  2. reduziram a penetração da luz solar até a superfı́cie da Terra, interferindo no fluxo energético das teias tróficas.
  3. causaram uma série de intoxicações nos animais, provocando a bioacumulação de partı́culas de poeira nos organismos.
  4. resultaram na sedimentação das partı́culas de poeira levantada com o impacto do me-teoro, provocando o desaparecimento de rios e lagos.
  5. evitaram a precipitação de água até a superfı́cie da Terra, causando uma grande seca que impediu a retroalimentação do ciclo hidrológico.

Evolução

12. (Enem 2012) Em certos locais, larvas de moscas, criadas em arroz cozido, são utilizadas como iscas para pesca. Alguns criadores, no entanto, acreditam que essas larvas surgem espontaneamente do arroz cozido, tal como preconizado pela teoria da geração espontânea. Essa teoria começou a ser refutada pelos cientistas ainda no século XVII, a partir dos estudos de Redi e Pasteur, que mostraram experimentalmente que

  1. seres vivos podem ser criados em laboratório.
  2. a vida se originou no planeta a partir de microrganismos.
  3. o ser vivo é oriundo da reprodução de outro ser vivo pré-existente.
  4. seres vermiformes e microrganismos são evolutivamente aparentados.
  5. vermes e microrganismos são gerados pela matéria existente nos cadáveres e nos caldos nutritivos, respectivamente.

Evolução

13. (Enem 2012 PPL) Charles R. Darwin (1809-1882) apresentou em 1859, no livro A origem das espécies, suas ideias a respeito dos mecanismos de evolução pelo processo da seleção natural. Ao elaborar a Teoria da Evolução, Darwin não conseguiu obter algumas respostas aos seus questionamentos

O que esse autor não conseguiu demonstrar em sua teoria?

  1. A sobrevivência dos mais aptos.
  2. A origem das variações entre os indivíduos.
  3. O crescimento exponencial das populações.
  4. A herança das características dos pais pelos filhos.
  5. A existência de características diversas nos seres da mesma espécie.

Evolução

14. (Enem 2012 PPL) A vegetação do cerrado é constituída por árvores esparsas que apresentam troncos retorcidos e raízes profundas, disseminadas em meio a arbustos.

As raízes dessas árvores são uma importante estratégia evolutiva, pois

  1. aumentam a taxa de fotossíntese das árvores, o que eleva a produção de biomassa.
  2. melhoram a sustentação das árvores no solo, que se torna arenoso nos períodos intensos de seca.
  3. possibilitam a absorção de água de regiões mais profundas do solo, inclusive em períodos de seca.
  4. dificultam a ação de predadores que se alimentam desses órgãos, provocando a morte das árvores.
  5. diminuem a superfície de contato desses órgãos com a atmosfera, impedindo a perda de água por evaporação

Evolução

15. (Enem 2010) Alguns anfı́bios e répteis são adaptados à vida subterrânea. Nessa situação, apresentam algumas caracterı́sticas corporais como, por exemplo, ausência de patas, corpo anelado que facilita o deslocamento no subsolo e, em alguns casos, ausência de olhos.

Suponha que um biólogo tentasse explicar a origem das adaptações mencionadas no texto utilizando conceitos da teoria evolutiva de Lamarck.

Ao adotar esse ponto de vista, ele diria que

  1. as caracterı́sticas citadas no texto foram originadas pela seleção natural.
  2. a ausência de olhos teria sido causada pela falta de uso dos mesmos, segundo a lei do uso e desuso.
  3. o corpo anelado é uma caracterı́stica forte- mente adaptativa, mas seria transmitida apenas à primeira geração de descendentes.
  4. as patas teriam sido perdidas pela falta de uso e, em seguida, essa caracterı́stica foi incorporada ao patrimônio genético e então transmitida aos descendentes.
  5. as caracterı́sticas citadas no texto foram adquiridas por meio de mutações e depois, ao longo do tempo, foram selecionadas por serem mais adaptadas ao ambiente em que os organismos se encontram.

Evolução

16. (Enem 2009) Os ratos Peromyscus polionotus encontram-se distribuı́dos em ampla região na América do Norte. A pelagem de ratos dessa espécie varia do marrom claro até o escuro, sendo que os ratos de uma mesma população têm coloração muito semelhante. Em geral, a coloração da pelagem também é muito parecida à cor do solo da região em que se encontram, que também apresenta a mesma variação de cor, distribuı́da ao longo de um gradiente sul- norte. Na figura, encontram-se representadas sete diferentes populações de P. polionotus. Cada população é representada pela pelagem do rato, por uma amostra de solo e por sua posição geográfica no mapa.



O mecanismo evolutivo envolvido na associação entre cores de pelagem e de substrato é

  1. a alimentação, pois pigmentos de terra são absorvidos e alteram a cor da pelagem dos roedores.
  2. o fluxo gênico entre as diferentes populações, que mantém constante a grande diversidade interpopulacional.
  3. a seleção natural, que, nesse caso, poderia ser entendida como a sobrevivência diferenciada de indivı́duos com caracterı́sticas distintas.
  4. a mutação genética, que, em certos ambientes, como os de solo mais escuro, têm maior ocorrência e capacidade de alterar significativamente a cor da pelagem dos animais.
  5. a herança de caracteres adquiridos, capacidade de organismos se adaptarem a diferentes ambientes e transmitirem suas caracterı́sticas genéticas aos descendentes.

17. (Enem) Nas recentes expedições espaciais que chegaram ao solo de Marte, e através dos sinais fornecidos por diferentes sondas e formas de análise, vem sendo investigada a possibilidade da existência de água naquele planeta. A motivação principal dessas investigações, que ocupam frequentemente o noticiário sobre Marte, deve-se ao fato de que a presença de água indicaria naquele planeta:

  1. a existência de um solo rico em nutrientes e com potencial para a agricultura.
  2. a existência de ventos, com possibilidade de erosão e formação de canais.
  3. a possibilidade de existir ou ter existido alguma forma de vida semelhante à da Terra.
  4. a possibilidade de extração de água visando ao seu aproveitamento futuro na Terra.
  5. a viabilidade, em futuro próximo, do estabelecimento de colônias humanas em Marte.

18. (Enem) Na solução aquosa das substâncias orgânicas pré-bióticas (antes da vida), a catálise produziu a síntese de moléculas complexas de toda a classe, inclusive proteínas e ácidos nucleicos. A natureza dos catalisadores primitivos que agiam antes não é conhecida. É quase certo que as argilas desempenharam papel importante: cadeias de aminoácidos podem ser produzidas no tubox2 de ensaio mediante a presença de certos tipos de argila. (...) Mas o avanço verdadeiramente criativo – que pode, na realidade, ter ocorrido apenas uma vez – ocorreu quando uma molécula de ácido nucleico “aprendeu” a orientar a reunião de uma proteína, que, por sua vez, ajudou a copiar o próprio ácido nucleico. Em outros termos, um ácido nucleico serviu como modelo para a reunião de uma enzima que poderia então auxiliar na produção de mais ácido nucleico. Com esse desenvolvimento apareceu o primeiro mecanismo potente de realização. A vida tinha começado.


(Adaptado de: LURIA, S. E. Vida: experiência inacabada. Belo Horizonte-São Paulo: Itatiaia-Edusp, 1979.)

O “avanço verdadeiramente criativo” citado no texto deve ter ocorrido no período (em bilhões de anos) compreendido aproximadamente entre:

  1. 5,0 e 4,5.
  2. 4,5 e 3,5.
  3. 3,5 e 2,0
  4. 2,0 e 1,5.
  5. 1,0 e 0,5.

19. (Enem) O gráfico abaixo representa a evolução da quantidade de oxigênio na atmosfera no curso dos tempos geológicos. O número 100 sugere a quantidade atual de oxigênio na atmosfera, e os demais valores indicam diferentes porcentagens dessa quantidade


De acordo com o gráfico é correto afirmar que:

  1. as primeiras formas de vida surgiram na ausência de O2.
  2. a atmosfera primitiva apresentava 1% de teor de oxigênio.
  3. após o início da fotossíntese, o teor de oxigênio na atmosfera mantém-se estável.
  4. desde o Pré-Cambriano, a atmosfera mantém os mesmos níveis de teor de oxigênio.
  5. na escala evolutiva da vida, quando surgiram os anfíbios, o teor de oxigênio atmosférico já se havia estabilizado.
.