Home > Banco de Questões > Biologia >

Ecologia III

Lista de 20 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Ecologia com questões do Enem.



Ecologia

01. (Enem 2016 PPL) Os seres vivos mantêm constantes trocas de matéria com o ambiente mediante processos conhecidos como ciclos biogeoquímicos.

 Os seres vivos mantêm constantes trocas de matéria com o ambiente mediante processos conhecidos como ciclos biogeoquímicos.

O esquema representa um dos ciclos que ocorrem nos ecossistemas. ciclo apresentado corresponde esquema ao biogeoquímico do(a)

  1. água.
  2. fósforo.
  3. enxofre.
  4. carbono.
  5. nitrogênio.

Ecologia

02. (Enem 2016 - 3ª aplicação) Em uma floresta existiam duas populações herbívoras que habitavam o mesmo ambiente. A população da espécie X mostrava um grande número de indivíduos, enquanto a população Z era pequena. Ambas tinham hábitos ecológicos semelhantes. Com a intervenção humana, ocorreu fragmentação da floresta em duas porções, o que separou as populações X e Z. Após algum tempo, observou-se que a população X manteve sua taxa populacional, enquanto a população Z aumentou a sua até que ambas passaram a ter, aproximadamente, a mesma quantidade de indivíduos.

A relação ecológica entre as espécies X e Z, quando no mesmo ambiente, é de:

  1. Predação.
  2. Parasitismo.
  3. Competição.
  4. Comensalismo.
  5. Protocooperação.

Ecologia

03. (Enem 2016 - 3ª aplicação) A Caatinga é um ecossistema que se encontra nos lados equatoriais dos desertos quentes, com indices pluviométricos muito baixos. Chove pouco no inverno e as chuvas, quando ocorrem, acontecem no verão. Apresenta plantas semelhantes às das regiões de deserto quente, do tipo xerófitas, como as cactáceas, com adaptações às condições de escassez de água.

SADAVA, D. et al. Vida: a ciência da biologia. Porto Alegre: Artmed, 2009 (adaptado).

Uma característica que permite a sobrevivência dessas plantas, na condição da escassez citada, é a presença de

  1. caule subterrâneo.
  2. sistema radicular fasciculado.
  3. folhas modificadas em espinhos.
  4. parênquima amilífero desenvolvido.
  5. limbo foliar desprovido de estômatos.

Ecologia

04. (Enem 2016 - 3ª aplicação)

Na tirinha, o processo mencionado pelo molusco está relacionado a um mecanismo de

Na tirinha, o processo mencionado pelo molusco está relacionado a um mecanismo de

  1. defesa
  2. excreção
  3. circulação
  4. locomoção
  5. reprodução

Ecologia Botânica

05. (Enem 2016 - 3ª aplicação) Nos ambientes tropicais, os modelos convencionais de produção agrícola têm gerado degradação dos recursos naturais e um manejo cada vez mais caro e trabalhoso. Pela legislação brasileira, os sistemas agroflorestais (SAFS) são sistemas de uso e ocupação do solo em que plantas lenhosas perenes são manejadas em associação com plantas herbáceas, arbustivas, arbóreas, culturas agrícolas e forrageiras em uma mesma unidade de manejo, de acordo com arranjo espacial e temporal, com alta diversidade de espécies e interações entre esses componentes.

Disponível em: www.ambienteduran.eng.br. Acesso em: 4 ago. 2012 (adaptado).

Os SAFS são atualmente muito adotados como estratégia de manejo ambiental no Brasil porque

  1. garantem a produção de plantas exóticas.
  2. possibilitam a manutenção de monocultura típica.
  3. aumentam a produção com culturas transgênicas.
  4. permitem a utilização do solo com culturas diversas.
  5. favorecem a adaptação de plantas lenhosas madeireiras.

Ecologia

06. (Enem 2016 - 3ª aplicação) Para o consumidor, é praticamente impossível identificar a diferença entre a sacola biodegradável e a comum, feita de polietileno - derivado do petróleo. Alguns governos municipais já exigem que os supermercados ofereçam sacolas biodegradáveis em substituição às sacolas comuns.

Disponível em: http://epocanegocios.globo.com. Acesso em: 1 ago.

A atitude tomada pelos governos municipais deve-se ao(à)

  1. maior resistência que os materiais biodegradáveis apresentam em relação aos comuns.
  2. escassez das matérias-primas derivadas do petróleo para produção das sacolas comuns.
  3. custo consideravelmente menor das sacolas biodegradáveis em relação ao das sacolas comuns.
  4. maior capacidade de produção das sacolas biodegradáveis, já que as fontes podem ser renováveis
  5. rápida decomposição das sacolas biodegradáveis pela ação de bactérias, em comparação às sacolas comuns.

Ecologia

07. (Enem 2016 - 3ª aplicação) O descarte do óleo de cozinha na rede de esgotos gera diversos problemas ambientais. Pode-se destacar a contaminação dos cursos-d'água, que tem como uma das consequências a formação de uma película de óleo na superfície, causando danos à fauna aquática, por dificultar as trocas gasosas, além de diminuir a penetração dos raios solares no curso hídrico.

Disponivel em: http://revistagalileu.globo.com. Acesso em: 3 ago. 2012 (adaptado).

Qual das propriedades dos óleos vegetais está relacionada aos problemas ambientais citados?

  1. Alta miscibilidade em água.
  2. Alta reatividade com a água.
  3. Baixa densidade em relação à água.
  4. Baixa viscosidade em relação à água.
  5. Alto ponto de ebulição em relação à água.

Ecologia

08. (Enem 2014) O potencial brasileiro para transformar lixo em energia permanece subutilizado apenas pequena parte dos resı́duos brasileiros é utilizada para gerar energia. Contudo, bons exemplos são os aterros sanitários, que utilizam a principal fonte de energia ali produzida. Alguns aterros vendem créditos de carbono com base no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), do Protocolo de Kyoto. Essa fonte de energia subutilizada, citada no texto, é o

  1. etanol, obtido a partir da decomposição da matéria orgânica por bactérias.
  2. gás natural, formado pela ação de fungos decompositores da matéria orgânica.
  3. óleo de xisto, obtido pela decomposição da matéria orgânica pelas bactérias anaeróbias.
  4. gás metano, obtido pela atividade de bactérias anaeróbias na decomposição da matéria orgânica.
  5. gás liquefeito de petróleo, obtido pela decomposição de vegetais presentes nos restos de comida.

Ecologia

09. (Enem 2014) Existem bactérias que inibem o crescimento de um fungo causador de doenças no tomateiro, por consumirem o o ferro disponı́vel no meio. As bactérias também fazem fixação de nitrogênio, disponibilizam cálcio e produzem auxinas, substâncias que estimulam diretamente o crescimento do tomateiro.

PELZER, G. Q. et al. Mecanismos de controle da murcha-de-esclerócio e promoção de crescimento em tomateiro mediados por rizobactérias. Tropical Plant Pathology, v. 36, n. 2, mar.-abr. 2011 (adaptado).

Qual dos processos biológicos mencionados indica uma relação ecológica de competição?

  1. Fixação de nitrogênio para o tomateiro.
  2. Disponibilização de cálcio para o tomateiro.
  3. Diminuição da quantidade de ferro dis ponı́vel para o fungo.
  4. Liberação de substâncias que inibem o crescimento do fungo.
  5. Liberação de auxinas que estimulam o crescimento do tomateiro.

Ecologia

10. (Enem 2014) Com o objetivo de substituir as sacolas de polietileno, alguns supermercados têm utilizado um novo tipo de plástico ecológico, que apresenta em sua composição amido de milho e uma resina polimérica termoplástica, obtida a partir de uma fonte petroquı́mica.

ERENO, D. Plásticos de vegetais. Pesquisa Fapesp, n. 179, jan. 2011 (adaptado).

Nesses plásticos, a fragmentação da resina polimérica é facilitada porque os carboidratos presentes

  1. dissolvem-se na água.
  2. absorvem água com facilidade.
  3. caramelizam por aquecimento e quebram
  4. são digeridos por organismos decompositores.
  5. decompõem-se espontaneamente em contato com água e gás carbônico.

Ecologia

11. (Enem 2014) Os parasitoides (misto de parasitas e predadores) são insetos diminutos que têm hábitos muito peculiares: suas larvas podem se desenvolver dentro do corpo de outros organismos, como mostra a figura. A forma adulta se alimenta de pólen e açúcares. Em geral, cada parasitoide ataca hospedeiros de determinada espécie e, por isso, esses organismos vêm sendo amplamente usados para o controle biológico de pragas agrı́colas.


 Os parasitoides são insetos diminutos que têm hábitos muito peculiares:

A forma larval do parasitoide assume qual papel nessa cadeia alimentar?

  1. Consumidor primário, pois ataca diretamente uma espécie herbı́vora.
  2. Consumidor secundário, pois se alimenta diretamente dos tecidos da lagarta.
  3. Organismo heterótrofo de primeira ordem, pois se alimenta de pólen na fase adulta.
  4. Organismo heterótrofo de segunda ordem, pois apresenta o maior nı́vel energético na cadeia.
  5. Decompositor, pois se alimenta de tecidos do interior do corpo da lagarta e a leva à morte.

Ecologia

12. (Enem 2013) No Brasil, cerca de 80% da energia elétrica advém de hidrelétricas, cuja construção implica o represamento de rios. A formação de um reservatório para esse fim, por sua vez, pode modificar a ictiofauna local. Um exemplo é o represamento do Rio Paraná, onde se observou o desaparecimento de peixes cascudos quase que simultaneamente ao aumento do número de peixes de espécies exóticas introduzidas, como o mapará e a corvina, as três espécies com nichos ecológicos semelhantes.

PETESSE, M. L.; PETRERE JR., M. Ciência Hoje, São Paulo, n. 293, v. 49, jun. 2012 (adaptado). Nessa modificação da ictiofauna, o desaparecimento de cascudos é explicado pelo(a)

  1. redução do fluxo gênico da espécie nativa.
  2. diminuição da competição intraespecı́fica.
  3. aumento da competição interespecı́fica.
  4. isolamento geográfico dos peixes.
  5. extinção de nichos ecológicos.

Ecologia

13. (Enem 2013) Apesar de belos e impressionantes, corais exóticos encontrados na Ilha Grande podem ser uma ameaça ao equilı́brio dos ecossistemas do litoral do Rio de Janeiro. Originários do Oceano Pacı́fico, esses organismos foram trazidos por plataformas de petróleo e outras embarcações, provavelmente na década de 1980, e disputam com as espécies nativas elementos primordiais para a sobrevivência, como espaço e alimento. Organismos invasores são a segunda maior causa de perda de biodiversidade, superados somente pela destruição direta de hábitats pela ação do homem. As populações de espécies invasoras crescem indefinidamente e ocupam o espaço de organismos nativos.

LEVY, I. Disponı́vel em: http://cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 5 dez. 2011 (adaptado).

As populações de espécies invasoras crescem bastante por terem a vantagem de

  1. não apresentarem genes deletérios no seu pool gênico.
  2. não possuı́rem parasitas e predadores naturais presentes no ambiente exótico.
  3. apresentarem caracterı́sticas genéticas para se adaptarem a qualquer clima ou condição ambiental.
  4. apresentarem capacidade de consumir toda a variedade de alimentos disponibilizados no ambiente exótico.
  5. apresentarem caracterı́sticas fisiológicas que lhes conferem maior tamanho corporal que o das espécies nativas.

Ecologia

14. (Enem 2013) Estudos de fluxo de energia em ecossistemas demonstram que a alta produtividade nos manguezais está diretamente relacionada às taxas de produção primária lı́quida e à rápida reciclagem dos nutrientes. Como exemplo de seres vivos encontrados nesse ambiente, temos: aves, caranguejos, insetos, peixes e algas. Dos grupos de seres vivos citados, os que contribuem diretamente para a manutenção dessa produtividade no referido ecossistema são

  1. aves.
  2. algas.
  3. peixes.
  4. insetos.
  5. caranguejos.

Ecologia

15. (Enem 2013) As fêmeas de algumas espécies de aranhas, escorpiões e de outros invertebrados predam os machos após a cópula e inseminação. Como exemplo, fêmeas canibais do inseto conhecido como louva-a-deus, Tenodera aridofolia, possuem até 63% da sua dieta composta por machos parceiros. Para as fêmeas, o canibalismo sexual pode assegurar a obtenção de nutrientes importantes na reprodução. Com esse incremento na dieta, elas geralmente produzem maior quantidade de ovos.

BORGES, J. C. Jogo mortal. Disponı́vel em: http://cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 1 mar. 2012 (adaptado).

Apesar de ser um comportamento aparentemente desvantajoso para os machos, o canibalismo sexual evoluiu nesses táxons animais porque

  1. promove a maior ocupação de diferentes nichos ecológicos pela espécie.
  2. favorece o sucesso reprodutivo individual de ambos os parentais.
  3. impossibilita a transmissão de genes do macho para a prole.
  4. impede a sobrevivência e reprodução futura do macho.
  5. reduz a variabilidade genética da população.

Ecologia

16. (Enem 2012) O menor tamanduá do mundo é solitário e tem hábitos noturnos, passa o dia repousando, geralmente em um emaranhado de cipós, com o corpo curvado de tal maneira que forma uma bola. Quando em atividade, se locomove vagarosamente e emite som semelhante a um assobio. A cada gestação, gera um único filhote. A cria é deixada em uma árvore à noite e é amamentada pela mãe até que tenha idade para procurar alimento. As fêmeas adultas têm territórios grandes e o território de um macho inclui o de várias fêmeas, o que significa que ele tem sempre diversas pretendentes à disposição para namorar!

Ciência Hoje das Crianças , ano 19, n. 174, nov. 2006 (adaptado).

Essa descrição sobre o tamanduá diz respeito ao seu

  1. hábitat.
  2. biótopo.
  3. nı́vel trófico.
  4. nicho ecológico.
  5. potencial biótico.

Ecologia

17. (Enem 2012)


A figura representa um dos modelos de um sistema de interações entre seres vivos. Ela apresenta duas propriedades

A figura representa um dos modelos de um sistema de interações entre seres vivos. Ela apresenta duas propriedades, P1 e P2, que interagem em I, para afetar uma terceira propriedade, P3, quando o sistema é alimentado por uma fonte de energia, E. Essa figura pode simular um sistema de campo em que P1 representa as plantas verdes; P2 um animal herbı́voro e P3, um animal onı́voro

A função interativa I representa a proporção de

  1. herbivoria entre P1 e P2.
  2. polinização entre P1 e P2.
  3. P3 utilizada na alimentação de P1 e P2.
  4. P1 ou P2 utilizada na alimentação de P3.
  5. energia de P1 e de P2 que saem do sistema.

Ecologia

18. (Enem 2012) Pesticidas são contaminantes ambientais altamente tóxicos aos seres vivos e, geralmente, com grande persistência ambiental. A busca por novas formas de eliminação dos pesticidas tem aumentado nos últimos anos, uma vez que as técnicas atuais são economicamente dispendiosas e paliativas. A biorremediação de pesticidas utilizando microrganismos tem se mostrado uma técnica muito promissora para essa finalidade, por apresentar vantagens econômicas e ambientais.

Para ser utilizado nesta técnica promissora, um microrganismo deve ser capaz de

  1. transferir o contaminante do solo para a água.
  2. absorver o contaminante sem alterá-lo quimicamente.
  3. apresentar alta taxa de mutação ao longo das gerações.
  4. estimular o sistema imunológico do homem contra o contaminante.
  5. metabolizar o contaminante, liberando subprodutos menos tóxicos ou atóxicos.

Ecologia

19. (Enem 2012 PPL) Considere a seguinte cadeia alimentar em um ambiente marinho:

Fitoplânctons ⇒ Copépodos ⇒ Sardinhas ⇒ Atuns

Imagine que nessa cadeia sejam introduzidas águas-vivas, que se alimentam dos copépodos (crustáceos planctônicos). Nessa área as águasvivas não são alimentos para outros organismos. No mesmo período ocorre sobrepesca das populações de sardinhas.

Como consequência das interferências descritas na cadeia alimentar será observada diminuição

  1. da população de copépodos em decorrência da diminuição do estoque de sardinhas.
  2. da população de atuns em consequência da diminuição da população de sardinhas.
  3. da quantidade de fitoplâncton devido à redução no estoque de copépodos.
  4. do estoque de copépodos em função do aumento da população de atuns.
  5. da população de atuns pelo aumento da população de copépodos.

Ecologia

20. (Enem 2012 PPL) A instalação de uma indústria de processamento de pescados, próxima a uma aldeia de pescadores, situada à beira-mar, criou um conflito de interesses. A administração pública e os investidores defendem que haverá geração de renda, melhorando a qualidade de vida da população. Os moradores estão receptivos ao empreendimento, mas argumentam que, sem o devido controle, as atividades da indústria podem poluir a água do mar próxima à aldeia

Uma maneira adequada, do ponto de vista social e ambiental, de minimizar a poluição na água do mar próxima à aldeia, pela instalação da fábrica, é a

  1. destinação apropriada dos efluentes líquidos.
  2. instalação de filtros nas chaminés da indústria.
  3. tratamento da água consumida pela comunidade.
  4. remoção da população para uma região afastada.
  5. realização de análise na água do mar próxima à aldeia.
Voltar ao topo
.