Home > Banco de Questões > Química > Nuclear >Chernobyl

Chernobyl

Lista de 10 exercícios de Química com gabarito sobre o tema Chernobyl com questões de Vestibulares.

Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema aqui.


01. (FATEC) Leia o texto.

Um dos piores acidentes nucleares de todos os tempos completa 30 anos em 2016. Na madrugada do dia 25 de abril, o reator número 4 da Estação Nuclear de Chernobyl explodiu, liberando uma grande quantidade de Sr–90 no meio ambiente que persiste até hoje em locais próximos ao acidente. Isso se deve ao período de meia-vida do Sr–90, que é de aproximadamente 28 anos.

O Sr–90 é um beta emissor, ou seja, emite uma partícula beta, transformando-se em Y–90. A contaminação pelo Y–90 representa um sério risco à saúde humana, pois esse elemento substitui com facilidade o cálcio dos ossos, dificultando a sua eliminação pelo corpo humano.

Acesso em: 30.08.2016. Adaptado.

Em 2016, em relação à quantidade de Sr–90 liberada no acidente, a quantidade de Sr–90 que se transformou em Y–90 foi, aproximadamente, de

  1. 1/8
  2. 1/6
  3. 1/5
  4. 1/4
  5. 1/2

02. (ITA) O acidente nuclear ocorrido em Chernobyl (Ucrânia), em abril de 1986, provocou a emissão radioativa predominantemente de Iodo-131 e Césio-137. Assinale a opção CORRETA que melhor apresenta os respectivos períodos de tempo para que a radioatividade provocada por esses dois elementos radioativos decaia para 1% dos seus respectivos valores iniciais. Considere o tempo de meia-vida do Iodo-131 igual a 8,1 dias e do Césio-137 igual a 30 anos.

Dados: ln 100 = 4,6 ; ln 2 = 0,69.

  1. 45 dias e 189 anos.
  2. 54 dias e 201 anos.
  3. 61 dias e 235 anos.
  4. 68 dias e 274 anos.
  5. 74 dias e 296 anos.

03. (Unicamp) O acidente radioativo na usina de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, e exigiu a evacuação de mais de 100 mil pessoas em um raio de 30 km. Até hoje, a região é isolada e o acesso público, restrito. Pouco tempo após o acidente, muitos estudos indicaram que vários organismos, entre os quais aranhas e insetos, haviam sofrido efeitos negativos da radiação. Porém, estudos recentes, utilizando armadilhas fotográficas e imagens aéreas, mostraram que a cidade-fantasma foi ocupada por diversas espécies de plantas e animais, cuja abundância tem aumentado na região.

(Roland Oliphant, 30 years after Chernobyl disaster, wildlife is flourishing in radio-active wasteland, The Telegraph, 24/04/2016.)

Assinale a alternativa que fornece uma explicação correta para o fenômeno descrito no texto anterior.

  1. A radiação diminui a taxa fotossintética de plantas, porém a ação de descontaminação do ambiente pelo homem permite o retorno de populações de plantas e, portanto, dos organismos que delas se alimentam.
  2. A radiação aumenta a taxa de mutação e acelera o metabolismo de plantas, favorecendo sua taxa reprodutiva, o que leva a aumento de suas populações e, consequentemente, das populações de herbívoros.
  3. A radiação reduz os tumores de animais e plantas, aumentando a taxa de sobrevivência desses seres vivos e, consequentemente, o tamanho de suas populações e das de seus consumidores.
  4. A radiação tem impactos negativos sobre animais e plantas, porém a ausência de atividade humana no ambiente contaminado por radiação favorece o crescimento das populações desses organismos.

04. (Enem) O acidente nuclear de Chernobyl revela brutalmente os limites dos poderes técnico-científicos da humanidade e as “marchas-à-ré” que a “natureza” nos pode reservar. É evidente que uma gestão mais coletiva se impõe para orientar as ciências e as técnicas em direção a finalidades mais humanas. [GUATTARI, F. As três ecologias. São Paulo: Papirus, 1995 (adaptado)].

O texto trata do aparato técnico-científico e suas consequências para a humanidade, propondo que esse desenvolvimento:

  1. defina seus projetos a partir dos interesses coletivos.
  2. guie-se por interesses econômicos, prescritos pela lógica do mercado.
  3. priorize a evolução da tecnologia, se apropriando da natureza.
  4. promova a separação entre natureza e sociedade tecnológica.
  5. tenha gestão própria, com o objetivo de melhor apropriação da natureza.

05. (USF) A madrugada do dia 25 para 26 de abril de 1986 é marcante para a humanidade. Nessa data, nos arredores da cidade ucraniana de Pripyat, o reator 4 da usina nuclear de Chernobyl sofreu uma explosão seguida de incêndio. O desastre é o pior acidente nuclear da história em termos de custo e de mortes resultantes, além de ser um dos dois únicos classificados como um evento de nível 7 (classificação máxima) na Escala Internacional de Acidentes Nucleares (sendo o outro, o Acidente nuclear de Fukushima I, no Japão, em 2011). Até hoje a região é desabitada devido aos níveis de radiação existentes.

A poeira radioativa liberada viajou pelo céu setentrional da Europa e só foi detectada alguns dias depois pelas autoridades suecas e finlandesas, pois até então os soviéticos se negavam a confirmar a ocorrência do acidente. Essa poeira era rica em átomos radioativos dos elementos plutônio (94Pu244), césio (55Cs137) e estrôncio (38Sr88). Para impedir o avanço da poeira radioativa e apagar o incêndio, helicópteros jogaram sobre a usina pó de chumbo.

A respeito das consequências do acidente nuclear de Chernobyl e da estrutura atômica dos elementos citados, julgue como verdadeiras ou falsas as afirmações apresentadas a seguir.

I. A forma de radiação mais perigosa, no que diz respeito ao poder de penetração no corpo humano, é a radiação gama, que é uma onda eletromagnética.

II. A utilização de chumbo para impedir a proliferação da poeira radioativa no acidente e nos coletes utilizados pelos técnicos em radiologia se deve ao fato de esse elemento ser bastante denso e dificultar a passagem das emissões radioativas.

III. Se o césio for um emissor beta, após emitir duas dessas partículas em um decaimento radioativo seu número de massa irá diminuir em duas unidades.

IV. O acidente de Chernobyl é uma confirmação de que os materiais radioativos não possuem aplicações benéficas para a sociedade.

V. Considerando que a meia-vida do plutônio é de 88 anos e que os átomos desse elemento são um emissor alfa, daqui a 176 anos, se partirmos de 1 kg desse elemento, será possível obter 750 g do elemento que possui número atômico 92. Das afirmações apresentadas são corretas apenas

  1. I, II e III.
  2. II, III e IV.
  3. III e V.
  4. I, II e V.
  5. I e II.

06. (UNIFOR) Estudo mostra que os acidentes nucleares no Japão, em março deste ano, lançaram na atmosfera o dobro de substâncias radioativas do que foi divulgado oficialmente pelas autoridades japonesas. Por esse estudo, a elevação equivale a 40% do total emitido no acidente de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986. As explosões e os vazamentos na Usina de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, foram provocados pela sequência de tremores de terra seguido por um tsunami

http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/ noticias/acidente-nuclear-no-japao-pode-ter-causado-dano-maisintenso. Acesso em 06 out. 2011. (com adaptações)

A contaminação radioativa é perigosa para os seres vivos em função de:

  1. Causar aumento de dióxido de carbono na célula.
  2. Retardar o envelhecimento celular.
  3. Induzir alterações nos desoxirribonucleotídios.
  4. Promovem o crescimento celular.
  5. Estimulam muito a produção de energia.

07. (FMP) A minissérie Chernobyl relata a verdadeira história de uma das piores catástrofes provocadas pelo homem, a do devastador desastre da usina nuclear, que ocorreu na Ucrânia, em abril de 1986.

Nos reatores nucleares, o urânio -235 absorve um nêutron, sofrendo fissão nuclear. O núcleo pesado se divide em núcleos mais leves, que são elementos químicos menores, três nêutrons livres e grande liberação de energia, como apresentado a seguir.

235U + nêutron → 92Kr + E + 3 nêutrons + 179,4 MeV

O elemento químico acima representado pela letra E é o

  1. bário
  2. zircônio
  3. chumbo
  4. germânio
  5. frâncio

08. (UNIVAG) Trinta anos após o acidente nuclear de Chernobyl, testes mostram que a contaminação causada por isótopos radioativos, como o césio-137 (137Cs) e o estrôncio-90 (90Sr), apesar de ter diminuído, ainda persiste em algumas áreas.

Sabendo que, em 112 anos, 2 g de 90Sr é reduzida a 125 mg, é correto afirmar que o tempo de meia-vida desse isótopo é igual a

  1. 16 anos.
  2. 84 anos.
  3. 45 anos.
  4. 28 anos.
  5. 4 anos.

09. (UNICENTRO) No ano de 1986, os operadores da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, realizaram um experimento com o reator 4. A intenção inicial era observar o comportamento do reator nuclear quando utilizado com baixos níveis de energia. Contudo, para que o teste fosse possível, os responsáveis pela unidade teriam que quebrar o cumprimento de uma série de regras de segurança indispensáveis. Foi nesse momento que uma enorme tragédia nuclear se desenhou no Leste Europeu.

Entre outros erros, os funcionários envolvidos no episódio interromperam a circulação do sistema hidráulico que controlava as temperaturas do reator. Com isso, mesmo operando com uma capacidade inferior, o reator entrou em um processo de superaquecimento incapaz de ser revertido. Em poucos instantes a formação de uma imensa bola de fogo anunciava a explosão do reator rico em Césio-137, elemento químico de grande poder radioativo.

Com o ocorrido, a usina de Chernobyl liberou uma quantidade letal de material radioativo que contaminou uma quilométrica região atmosférica. Em termos comparativos, o material radioativo disseminado naquela ocasião era assustadoramente quatrocentas vezes maior que o das bombas utilizadas no bombardeio às cidades de Hiroshima e Nagasaki, no fim da Segunda Guerra Mundial. Por fim, uma nuvem de material radioativo tomava conta da cidade ucraniana de Pripyat.

Adaptado de www.brasilescola.com/historia/chernobyl-acidente-nuclear.htm, em 23/07/2012.

Em relação aos fenômenos radioativos e seus conceitos, assinale a alternativa correta.

  1. Fissão nuclear o processo em que ocorre ruptura do núcleo atômico por meio de bombardeamento com partículas atômicas.
  2. Na decomposição de um nêutron, existe a formação de próton, elétron e pósitron.
  3. As partículas alfa são átomos de hélio, pois apresentam massa atômica igual a quatro e número atômico igual a dois.
  4. Fusão nuclear que ocorre no sol, onde núcleos de hidrogênio se fundem, formando núcleos de hélio, consome uma grande quantidade de energia liberada pelo sol.
  5. A desintegração do elemento radioativo rádio (88Ra226) no elemento químico chumbo (82Pb210) emite três partículas alfa e duas partículas beta.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp