Home > Banco de Questões > Geografia > Geografia Física >

Geomorfologia do Brasil

Lista de 15 exercícios de Geografia com gabarito sobre o tema Geomorfologia do Brasil com questões de Vestibulares.




01. (FUVEST) A figura mostra corte transversal A-B em área serrana embasada por rochas metamórficas entre os municípios de Apiaí e Iporanga, no Vale do Ribeira, sul do estado de São Paulo.

As rochas representadas são de idade pré-cambriana e formam estruturas em um sistema de

  1. soleiras e diques.
  2. dobras anticlinais e sinclinais.
  3. plataformas e bacias sedimentares.
  4. intrusões e extrusões.
  5. falhas verticais e horizontais.

02. (UFPR) O relevo do território brasileiro, conforme dados do IBGE no que se refere à hipsometria, está compartimentado em:

Terras baixas, com terrenos até 200 metros de altitude (compreendendo as planícies), totalizando 41% da superfície;

Terras altas, com terrenos entre 200 a 1200 metros de altitude, envolvendo 58,5% da superfície e;

> Elevações e cristas culminantes, acima dos 1200 metros, compreendendo 0,5% do território.

Acerca do assunto, considere as seguintes afirmativas:

1. O relevo brasileiro tem altitudes modestas por ser relativamente recente.
2. A ausência de cadeias montanhosas expressivas dá-se pelo fato de o relevo não ter sido desgastado suficientemente pela erosão.
3. As planícies amplas decorrem da baixa capacidade de erosão e transporte dos grandes cursos fluviais, por desenvolverem grande parte dos cursos em superfícies próximas ao nível de base.
4. As características do relevo, no caso do território brasileiro, são prova de que movimentos orogênicos e de vulcanismo foram pouco significativos ao longo da história geológica do país.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
  2. Somente a afirmativa 2 é verdadeira.
  3. Somente a afirmativa 3 é verdadeira.
  4. Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.
  5. Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

03. (UFPR) No dia 11 de março de 2011, ocorreu na região central da Serra do Mar paranaense um conjunto de escorregamentos, desencadeados em virtude de elevados índices pluviométricos concentrados nesse dia, associados à umidade acumulada dos dias antecedentes. Os escorregamentos, predominantemente, situaram-se nas posições superiores e íngremes das encostas. O volume de material desprendido nesse episódio, por meio dos escorregamentos, consistiu de blocos rochosos, solo e troncos de árvores, que foram transportados e seguiram caminho de fluxo em direção às áreas de planície, resultando em mortes e grandes danos por destruição total ou parcial de casas, ruas, estradas, pontes e lavouras.

Sobre esse evento ocorrido na Serra do Mar do estado do Paraná, identifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F):

() Os solos nas posições superiores das encostas da Serra do Mar paranaense apresentam-se pouco espessos, característica que contribuiu para os escorregamentos, levando a uma rápida saturação hídrica pelo evento de chuva, o que promoveu o desencadeamento dos processos.
() Um dos fatores que agravou a ocorrência dos escorregamentos nesse evento na Serra do Mar paranaense foi a ocupação urbana nas áreas mais elevadas, pois exercem grande peso nas encostas.
() A declividade da encosta afeta diretamente na sua estabilidade frente aos processos de escorregamento, motivo pelo qual a maior parte deles ocorreu nas áreas mais declivosas.
() Consensualmente, sabe-se, no meio científico, que, devido ao aquecimento global promovido pela ação do homem, os valores de precipitação aumentarão na Serra do Mar, ampliando cada vez mais a ocorrência desses processos e a sua área de influência.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

  1. V – F – V – V.
  2. F – V – V – V.
  3. V – V – F – F.
  4. F – F – F – V.
  5. V – F – V – F.

04. (IFBA) As formas de relevo da superfície terrestre são resultantes da interação de duas grandes forças: a endógena (interna) e a exógena (externa).

Disponível em: <http: //dc397.4shared.com/doc/FII3kDmr/preview.html>. Acesso em: 07 setembro de 2013.

Baseando-se na proposta de classificação do relevo do território brasileiro assinalada no mapa acima e em seus conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que

I. no mapa, as porções do território mais escuras correspondem às depressões, estruturas geológicas que remontam à era Pré-Cambriana.
II. no mapa, as porções do território mais escuras correspondem às planícies e aos dobramentos modernos, estruturas geológicas que remontam à era Pré-Cambriana.
III. classificação do relevo assinalada no mapa foi proposta por Aziz Ab´Sáber, como resultado do levantamento do território nacional realizado pelo Projeto Radambrasil e nos estudos anteriores sobre o relevo, sobretudo do professor Aroldo de Azevedo.
IV. classificação do relevo assinalada no mapa foi proposta por Aroldo de Azevedo, como resultado do levantamento do território nacional realizado pelo Projeto Radambrasil e nos estudos anteriores sobre o relevo, sobretudo do professor Aziz Ab´Sáber.
V. a classificação de relevo assinalada no mapa foi apresentada por Jurandyr Ross, sendo considerada a mais completa proposta de relevo contando com 28 unidades entre planaltos, planícies e depressões.

As proposições corretas dizem respeito apenas às alternativas

  1. I e III.
  2. II e III.
  3. III e IV.
  4. Apenas III.
  5. Apenas V.

05. (IFG) [...] causado pela água das chuvas, tem abrangência em quase toda a superfície terrestre, em especial nas áreas com clima tropical, cujos totais pluviométricos são bem mais elevados do que em outras regiões do planeta. O processo tende a se acelerar à medida que mais terras são desmatadas [...] uma vez que os solos ficam desprotegidos da cobertura vegetal e, consequentemente, as chuvas incidem direto sobre a superfície do terrenos.

GUERRA, A. J. T. Geomorfologia urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

O texto descreve um processo que pode ser acelerado com:

  1. a manutenção da vegetação.
  2. a construção de curvas de nível.
  3. o planejamento urbano e ambiental.
  4. o aumento da matéria orgânica do solo.
  5. a construção nas encostas de morros.

06. (UPE) O relevo terrestre é fortemente influenciado pela estrutura geológica. Por exemplo, o tipo de rocha e a sua disposição na parte superficial da litosfera exercem um papel destacado na definição das morfoestruturas, como pode ser observado na fotografia a seguir.

Pelas características morfológicas e estruturais, é CORRETO afirmar que esse compartimento de relevo é do tipo

  1. Morfoestrutura tabular.
  2. Morfoestrutura dômica.
  3. Morfoescultura de planície lacustre.
  4. Morfoescultura de crista dissecada.
  5. Morfoestrutura de arqueamento.

07. (UENP)

I. A classificação do relevo brasileiro, de Aziz Ab Saber, levou em consideração os processos morfoclimáticos responsáveis pela dinâmica atual e pretérita do relevo; o título da sua classificação é

Domínios Morfoclimáticos do Brasil.

II. As principais planícies do Brasil, evidenciadas na classificação de Aziz Ab Saber, são a Amazônica, a do Pantanal e a Costeira.
III. A classificação do relevo brasileiro, de Aroldo de Azevedo, em bacias sedimentares e planaltos cristalinos, serviu de referência para a classificação de Ab Saber.
IV. O Planalto das Guianas consiste na principal região de nascente dos rios afluentes da margem direita do rio Amazonas, que vão desaguar na Ilha de Marajó.

  1. apenas I e II
  2. apenas II e III
  3. apenas III e IV
  4. apenas I e IV
  5. todas as assertivas

08. (UNESP) Euclides da Cunha em Os Sertões descreve a campanha de Canudos. No esboço geológico do Sertão de Canudos, feito por ele, é possível distinguir a região.

ESBOÇO GEOLÓGICO

(Euclides da Cunha, 1866 – 1909. Os Sertões, cópia de Alfredo Aquino, 1979. Adaptado.)

Em seu livro, abordava e enfatizava os elementos geográficos que dificultavam as rotas dos que se dirigiam para Canudos.

A descrição refere-se

  1. à Depressão Sertaneja e Sanfranciscana na região nordestina, no estado da Bahia, da caatinga, da bacia hidrográfica do rio São Francisco, de clima nordestino – semiárido.
  2. ao Planalto Arenítico-Basáltico na região Sul, no estado de Santa Catarina, da vegetação de campos, da bacia hidrográfica do rio Paraná, de clima de altitude – tropical de altitude.
  3. ao Planalto das Guianas na região Nordeste, da caatinga, da bacia hidrográfica do rio São Francisco e bacias secundárias, de clima equatorial.
  4. ao Planalto Atlântico na região Sudeste, da mata atlântica, da bacia hidrográfica do rio Paraná e bacias secundárias, de clima árido.
  5. ao Planalto Central Brasileiro na região Norte, da bacia hidrográfica do rio Tocantins, da vegetação de campos, de clima de altitude – tropical de altitude.

09. (FUVEST) Esta foto ilustra uma das formas do relevo brasileiro, que são as chapadas.

É correto afirmar que essa forma de relevo está

  1. distribuída pelas regiões Norte e Centro-Oeste, em terrenos cristalinos, geralmente moldados pela ação do vento.
  2. localizada no litoral da região Sul e decorre, em geral, da ação destrutiva da água do mar sobre rochas sedimentares.
  3. concentrada no interior das regiões Sul e Sudeste e formou-se, na maior parte dos casos, a partir do intemperismo de rochas cristalinas.
  4. restrita a trechos do litoral Norte-Nordeste, sendo resultante, sobretudo, da ação modeladora da chuva, em terrenos cristalinos.
  5. presente nas regiões Centro-Oeste e Nordeste, tendo sua formação associada, principalmente, a processos erosivos em planaltos sedimentares.

10. (UFAL) No mapa a seguir, a seta está indicando um importante compartimento regional de relevo do Brasil. Nesse compartimento, dominam:

  1. amplos dobramentos.
  2. serras cristalinas.
  3. chapadas.
  4. escarpas de falhas cristalinas.
  5. maciços residuais.

11. (FGV - ECONOMIA) Graben e Horst são formas de relevo associadas às falhas tectônicas.

No Brasil, os exemplos para I e II são, respectivamente,

  1. Vale do Itajaí e Serra Geral.
  2. Vale do Paraíba e Serra do Mar.
  3. Planície Amazônica e Serra do Cachimbo.
  4. Vale do São Francisco e Chapada Diamantina.
  5. Planície Costeira e Serra do Espinhaço.

12. (UEL) Analise a imagem e leia o texto a seguir.

Vale do Paraíba - Cunha

“O dinamismo da superfície da Terra é fruto da atuação antagônica de duas forças ou de duas fontes energéticas – as forças endógenas ou internas e as forças exógenas ou externas. Do jogo dessas duas forças opostas resulta toda dinâmica da crosta terrestre ou litosfera.[...] Esse processo de criação de formas estruturais pelas forças endógenas e de esculturação pelas forças exógenas é permanente ao longo do tempo e do espaço.”

(ROSS, Jurandyr L. S. (Org.). Geografia do Brasil. Edusp: São Paulo, 1995. p. 17.)

Com base na imagem, no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar:

  1. A orogênese, processo causado pela ação das forças exógenas, é responsável pelo padrão de esculturação das formas de relevo mostradas na imagem.
  2. Os morros com topos convexos apresentados na imagem são causados pelas forças endógenas próprias de climas áridos, atuantes no Sudeste brasileiro.
  3. As formas de relevo apresentadas na imagem decorrem da ação de forças exógenas, relacionadas a climas úmidos, sobre áreas de dobramentos antigos nas quais estão presentes rochas cristalinas.
  4. As formas de relevo presentes na imagem decorrem da predominância do intemperismo físico, força endógena que, por meio da desagregação mecânica, atua sobre as rochas sedimentares da região.
  5. A orogênese, processo decorrente da ação das forças exógenas, é responsável pelo tipo de intemperismo que definiu o modelado do tipo “mares de morro” que a imagem mostra.

13. (URCA) O texto abaixo descreve um dos domínios morfoclimáticos do Brasil. Leia com atenção e assinale a opção que o indica corretamente:

“Esse domínio paisagístico localiza-se na porção litorânea do país, desde o Nordeste até o Sul, penetrando mais para o interior no Sudeste, particularmente em São Paulo. Corresponde à unidade de relevo denominada planaltos e serras do Atlântico leste-sudeste. Têm origem em serras erodidas principalmente pelas chuvas, e isso ocorre porque esse domínio se localiza sobre terrenos cristalinos onde predominam os granitos e gnaisses. Pelo fato de se localizar relativamente próximo ao litoral, essa paisagem natural vem sendo intensamente ocupada desde a época colonial, razão pela qual abriga hoje as maiores densidades demográficas do país, sediando grandes metrópoles.”

  1. Domínio das Pradarias;
  2. Domínio da Araucária;
  3. Domínio dos Mares de Morros;
  4. Domínio da Caatinga;
  5. Domínio do Agreste.

14. (UNIFESP) O mapa aponta três grandes unidades do relevo brasileiro.

Assinale a alternativa que as identifica corretamente no perfil AB e o processo que predominou na sua formação.

  1. Planaltos, sedimentação; Depressões, dobramentos; Planícies, erosão.
  2. Planícies, dobramentos; Planaltos, sedimentação; Depressões, sedimentação.
  3. Depressões, erosão; Planícies, erosão; Planaltos, dobramentos.
  4. Planícies, sedimentação; Planaltos, erosão; Depressões, erosão.
  5. Planaltos, erosão; Depressões, sedimentação; Planícies, sedimentação.

15. (FGV) As áreas assinaladas no mapa por X-Y-Z correspondem, respectivamente, às seguintes unidades do relevo brasileiro:

  1. Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba / Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná.
  2. Depressões Marginais Amazônicas / Depressão Sertaneja e do São Francisco / Depressão Periférica Sul-Rio-grandense.
  3. Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Depressão Sertaneja e do São Francisco / Chapadas da Bacia do Paraná.
  4. Depressões Marginais Amazônicas / Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba / Chapadas da Bacia do Paraná.
  5. Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Planalto da Borborema / Depressão Periférica Sul-Rio-grandense.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp