Home > Banco de Questões > Geografia > Geografia Física >

BioGeografia

Lista de 08 exercícios de Geografia com gabarito sobre o tema BioGeografia com questões de Vestibulares.




01. (UFRGS) Considere as afirmações abaixo, sobre os domínios morfoclimáticos propostos pelo geógrafo Aziz Ab’Saber, os quais resultam da interação de clima, relevo e vegetação e constituem paisagens próprias.

I - Domínio dos Mares de Morros: onde predomina o relevo mamelonares e a Mata Atlântica.

II - Domínio das pradarias: onde predomina o clima subtropical, o relevo de coxilhas e a vegetação herbácea dos campos.

III - Domínio das Caatingas: predominante no interior do nordeste brasileiro, caracterizado por depressões interplanálticas semiáridas.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

02. (UFPA) Sobre as paisagens naturais do mundo e a apropriação dos recursos naturais, é correto afirmar:

  1. Os biomas tropicais, como a Amazônia no Brasil e a região do Congo na África, são caracterizados pelo clima equatorial quente úmido, solos pobres, vegetação latifoliada e hidrografia complexa. Nesses biomas coexistem atividades predatórias, como a pecuária extensiva e o extrativismo madeireiro, e atividades sustentáveis, como o extrativismo mineral e a pesca artesanal praticados pelas chamadas populações tradicionais.
  2. A savana representa um bioma subtropical caracterizado pela alternância de inverno seco e verão chuvoso, vegetação arbustiva e relevo com pequenas ondulações. Essas características têm facilitado a expansão da pecuária extensiva e o cultivo de grãos em alguns países africanos e em regiões como o cerrado brasileiro. O avanço da fronteira agropecuária sobre esse tipo de bioma tem intensificado o desmatamento, o empobrecimento do solo e o assoreamento dos rios.
  3. As regiões desérticas são caracterizadas pelo clima árido com baixo índice de chuvas, solos pobres, vegetação xerófita e rios intermitentes. Algumas dessas regiões, a exemplo do Oriente Médio e Norte da África, antes desvalorizadas, estão sendo apropriadas em função das descobertas de enormes reservas de petróleo, expansão da agropecuária irrigada e indústria automobilística.
  4. As regiões cobertas por florestas boreais, como a Taiga siberiana, situadas nas baixas latitudes do hemisfério norte, abrangem o Norte da Europa e da Rússia. Estão sendo exploradas pela indústria de papel e celulose e mais recentemente têm servido à exploração de petróleo.
  5. As regiões temperadas estão situadas nas médias latitudes dos hemisférios norte e sul e são caracterizadas por baixas médias térmicas, estações de ano bem definidas e vegetação com pequena variedade de espécies. Essas regiões foram exploradas desde a primeira revolução industrial para a produção de carvão vegetal e mais tarde cederam espaço para campos de cultivo e áreas urbanas.

03. (FUVEST) Observe os mapas referentes à delimitação da bacia hidrográfica do rio Xingu, com o detalhamento da parte sul, onde fica o Parque Indígena do Xingu (PIX).

A bacia do Rio Xingu em Mato Grosso.

Com relação às áreas delimitadas nos mapas, está correto o que se afirma em:

  1. (A) Devido ao avanço do desmatamento nessa bacia hidrográfica nas últimas quatro décadas, processo iniciado pela atividade pecuária ao longo dos rios e seguido pelo avanço da monocultura de eucalipto, inviabilizam se quaisquer ações de recuperação e de conservação do bioma Amazônico.
  2. O Parque Indígena do Xingu, criado principalmente para proteger diversas etnias indígenas, atua hoje como inibidor do avanço do desmatamento, função esperada para as diversas unidades de conservação previstas pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação.
  3. Dentre as grandes bacias hidrográficas amazônicas, a bacia hidrográfica do rio Xingu, na disposição leste oeste, é uma das bacias da margem esquerda do rio Amazonas com importante conectividade entre dois biomas brasileiros: a Caatinga e o bioma Amazônico, ambos biológica e geologicamente diversos.
  4. O desmatamento, observado no mapa, é resultado da monocultura de babaçu, praticada pelos indígenas que extraem seu óleo e vendem no para indústrias de cosméticos.
  5. O avanço do desmatamento nessa área deve se às monoculturas de cana de açúcar e laranja, ambas cultivadas com variedades transgênicas adaptadas ao bioma Amazônico.

04. (UNICAMP)

A figura anterior destaca um domínio natural marcado por especificidades físicas e de ocupação pela população. Assinale a alternativa que indica corretamente as características naturais e humanas predominantes nesse domínio.

(Adaptado de Azis Ab´Saber, Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliêr Editorial, 2003, p. 159.)

  1. Relevo de Mares de Morro; solos de tipo latossolos; grande concentração da população ao longo dos cursos d’água da região.
  2. Relevo de Altiplanos Basálticos; solos de tipo podzólicos; grande dispersão da população pelos diversos ecossistemas regionais.
  3. Relevo Residual de Colinas com afloramento rochoso; solos de tipo litólicos; grande dispersão da população pelo espaço regional.
  4. Relevo de Terras Baixas; solos de tipo gleissolos; grande concentração da população nas áreas inundáveis sazonalmente.

05. (UNESP) A Mata Atlântica desempenha uma extraordinária função social. Cobrindo parcela significativa do território brasileiro, a biodiversidade da Mata Atlântica fornece serviços ecológicos essenciais para cerca de 145 milhões de pessoas (70% da população brasileira) e constitui a base de recursos para uma parcela considerável do produto interno bruto do país.

(José M. C. Silva et al. “Conservação da Mata Atlântica brasileira”. In: Diogo C. Cabral e Ana G. Bustamante (orgs). Metamorfoses florestais, 2016. Adaptado.)

Considerando a função social destacada no excerto, são exemplos de serviços ecológicos prestados pela Mata Atlântica preservada:

  1. a produção de oxigênio e a purificação do ar.
  2. a seleção de espécies com valor econômico e a polinização das culturas.
  3. a proteção contra a erosão e a recuperação de áreas agricultáveis.
  4. a decomposição de rejeitos urbanos e o fornecimento de madeira.
  5. a regulação do clima e o tratamento da água.

06. (UEFS) Sua biodiversidade é única em todo o mundo. Seus 844,4 mil quilômetros quadrados representam cerca de 10% do território brasileiro. Apesar do clima, é pontilhada por “ilhas de umidade”, de solo extremamente fértil. Vivem nesse bioma cerca de 1,2 mil espécies de plantas — 360 delas endêmicas (que não ocorrem em nenhum outro lugar do planeta) — e outras tantas de mamíferos, aves, répteis e anfíbios. Quanto à vegetação, as plantas são xerófilas, ou seja, adaptadas ao clima seco e à pouca quantidade de água. Algumas armazenam água; outras possuem raízes superficiais para captar o máximo das chuvas. Há as que contam com recursos para diminuir a transpiração, como espinhos e poucas folhas. A vegetação é formada por três estratos: o arbóreo, com árvores de 8 a 12 metros; o arbustivo, com vegetação de 2 a 5 metros; e o herbáceo, abaixo de 2 metros.

Os maiores problemas enfrentados pela região são a salinização do solo e a desertificação de grandes áreas. (MAIS VIDA..., 2015. p. 81).

MAIS VIDA, e mais temores. Geografia. Vestibular + Enem. São Paulo: Abril, ed. 7, 2015.

O bioma brasileiro descrito no texto é o

  1. do Cerrado.
  2. do Pantanal.
  3. da Amazônia.
  4. da Caatinga.
  5. da Mata Atlântica.

07. (FATEC) A Mata dos Cocais é um tipo de cobertura vegetal presente no MeioNorte do Brasil, principalmente nos estados do Maranhão e do Piauí. É uma zona de transição entre os biomas Floresta Amazônica, Cerrado e Caatinga.

Nessa área de transição são encontrados alguns tipos de vegetais, dentre os quais se destacam

  1. as seringueiras e as bananeiras.
  2. as laranjeiras e os pinheiros.
  3. as carnaúbas e os babaçus.
  4. as catuabas e os juazeiros.
  5. as perobas e os jatobás.

08. (UEMA) O conceito de seca é polêmico e vem sendo discutido pelos estudiosos há muito tempo. Ele pode ser considerado como uma prolongada falta de chuvas, que poderia se estender por dois ou três anos. Isso vale também ao que pode ser classificado como mês seco. A explicação gira em torno de três referenciais principais: quantidade de chuva (KÖPPEN, 1948); a relação entre a chuva e a temperatura (BAGNOULS, F.; GAUSSEN, H., 1957) e o balanço hídrico do solo (THORNTHWAITE,1948). Os autores apontam diferentes aspectos para classificar o período como seco.

CONTI, J. B. O conceito de desertificação (adaptado). Disponível em: www.ecodebate.com.br. Acesso: 02 set. 2011

Assinale a alternativa que identifica duas paisagens brasileiras adaptadas ao período seco em qualquer definição.

  1. Floresta Amazônica e Caatinga.
  2. Cerrado e Caatinga.
  3. Pampa Gaúcho e Campo cerrado.
  4. Caatinga e Mata de Araucária.
  5. Mata Atlântica e Cerradão.