Home > Banco de Questões > Biologia >

Ácido Nucleico

Lista de 12 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Ácido Nucleico com questões do Enem.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: Citologia .



01. (Enem Digital 2020) Uma nova e revolucionária técnica foi desenvolvida para a edição de genomas. O mecanismo consiste em um sistema de reconhecimento do sítio onde haverá a mudança do gene combinado com um mecanismo de corte e reparo do DNA. Assim, após o reconhecimento do local onde será realizada a edição, uma nuclease corta as duas fitas de DNA. Uma vez cortadas, mecanismos de reparação do genoma tendem a juntar as fitas novamente, e nesse processo um pedaço de DNA pode ser removido, adicionado ou até mesmo trocado por outro pedaço de DNA.

Nesse contexto, uma aplicação biotecnológica dessa técnica envolveria o(a)

  1. diagnóstico de doenças.
  2. identificação de proteínas.
  3. rearranjo de cromossomos.
  4. modificação do código genético.
  5. correção de distúrbios genéticos.

Citologia Ácido Nucleico

02. (Enem 2017) A reação em cadeia da polimerase (PCR, na sigla em inglês) é uma técnica de biologia molecular que permite replicação in vitro do DNA de forma rápida. Essa técnica surgiu na década de 1980 e permitiu avanços científicos em todas as áreas de investigação genômica. A dupla hélice é estabilizada por ligações hidrogênio, duas entre as bases adenina (A) e timina (T) e três entre as bases guanina (G) e citosina (C). Inicialmente, para que o DNA possa ser replicado, a dupla hélice precisa ser totalmente desnaturada (desenrolada) pelo aumento da temperatura, quando são desfeitas as ligações hidrogênio entre as diferentes bases nitrogenadas.

Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?

  1. Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?
  2. Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?
  3. Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?
  4. Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?
  5. Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento da temperatura na reação de PCR?

Ácido Nucleico

03. (Enem 2016 PPL) Em 1950, Erwin Chargaff e colaboradores estudavam a composição química do DNA e observaram que a quantidade de adenina (A) é igual à de timina (T), e a quantidade de guanina (G) é igual à de citosina (C) na grande maioria das duplas fitas de DNA. Em outras palavras, esses cientistas descobriram que o total de purinas (A + G) eo total de pirimidinas (C+ T) eram iguais. Um professor trabalhou esses conceitos em sala de aula e apresentou como exemplo uma fita simples de DNA com 20 adeninas, 25 timinas, 30 guaninas e 25 citosinas.

Qual a quantidade de cada um dos nucleotídeos, quando considerada a dupla fita de DNA formada pela fita simples exemplificada pelo professor?

  1. Adenina: 20; Timina: 25; Guanina: 25; Citosina: 30.
  2. Adenina: 25; Timina: 20; Guanina: 45; Citosina: 45.
  3. Adenina: 45; Timina: 45; Guanina: 55; Citosina: 55.
  4. Adenina: 50; Timina: 50; Guanina: 50; Citosina: 50.
  5. Adenina: 55; Timina: 55; Guanina: 45; Citosina: 45.

04. (Enem 2015) O formato das células de organismos pluricelulares é extremamente variado. Existem células discoides, como é o caso das hemácias, as que lembram uma estrela, como os neurônios, e ainda algumas alongadas, como as musculares.

  1. Em um mesmo organismo, a diferenciação dessas células ocorre por produzirem mutações específicas.
  2. possuírem DNA mitocondrial diferentes.
  3. apresentarem conjunto de genes distintos.
  4. expressarem porções distintas do genoma.
  5. terem um número distinto de cromossomos.

05. (Enem 2012) Os vegetais biossintetizam determinadas substâncias (por exemplo, alcaloides e flavonoides), cuja estrutura química e concentração variam num mesmo organismo em diferentes épocas do ano e estágios de desenvolvimento. Muitas dessas substâncias são produzidas para a adaptação do organismo às variações ambientais (radiação UV, temperatura, parasitas, herbívoros, estímulo a polinizadores etc.) ou fisiológicas (crescimento, envelhecimento etc.). As variações qualitativa e quantitativa na produção dessas substâncias durante um ano são possíveis porque o material genético do indivíduo

  1. sofre constantes recombinações para adaptar-se.
  2. muda ao longo do ano e em diferentes fases da vida.
  3. cria novos genes para biossíntese de substâncias específicas.
  4. altera a sequência de bases nitrogenadas para criar novas substâncias.
  5. possui genes transcritos diferentemente de acordo com cada necessidade.

06. (ENEM 2013) O DNA (ácido desoxirribonucleico), material genético de seres vivos, é uma molécula de fita dupla, que pode ser extraída de forma caseira a partir de frutas, como morango ou banana amassados, com uso de detergente, de sal de cozinha, de álcool comercial e de uma peneira ou de um coador de papel. O papel do detergente nessa extração de DNA é

  1. aglomerar o DNA em solução para que se torne visível.
  2. promover lise mecânica do tecido para obtenção do DNA.
  3. emulsificar a mistura para promover a precipitação do DNA.
  4. promover atividades enzimáticas para acelerar a extração do DNA.
  5. romper as membranas celulares para liberação do DNA em solução.

07. (Enem 2011) Nos dias de hoje, podemos dizer que praticamente todos os seres humanos já ouviram em algum momento falar sobre o DNA e seu papel na hereditariedade da maioria dos organismos. Porém, foi apenas em 1952, um ano antes da descrição do modelo do DNA em dupla hélice por Watson e Crick, que foi confirmado sem sombra de dúvidas que o DNA é material genético. No artigo em que Watson e Crick descreveram a molécula de DNA, eles sugeriram um modelo de como essa molécula deveria se replicar. Em 1958, Meselson e Stahl realizaram experimentos utilizando isótopos pesados de nitrogênio que foram incorporados às bases nitrogenadas para avaliar como se daria a replicação da molécula. A partir dos resultados, confirmaram o modelo sugerido por Watson e Crick, que tinha como premissa básica o rompimento das pontes de hidrogênio entre as bases nitrogenadas.

GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à Genética. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

Considerando a estrutura da molécula de DNA e a posição das pontes de hidrogênio na mesma, os experimentos realizados por Meselson e Stahl a respeito da replicação dessa molécula levaram à conclusão de que

  1. a replicação do DNA é conservativa, isto é, a fita dupla filha é recém-sintetizada e o filamento parental é conservado.
  2. a replicação de DNA é dispersiva, isto é, as fitas filhas contêm DNA recém- sintetizado e parentais em cada uma das fitas.
  3. a replicação é semiconservativa, isto é, as fitas filhas consistem de uma fita parental e um recém-sintetizada.
  4. a replicação do DNA é conservativa, isto é, as fitas filhas consistem de moléculas de DNA parental.
  5. a replicação é semiconservativa, isto é, as fitas filhas consistem de uma fita molde e uma fita codificadora.

08. (Enem 2009) A figura seguinte representa um modelo de transmissão da informação genética nos sistemas biológicos. No fim do processo, que inclui a replicação, a transcrição e a tradução, há três formas proteicas diferentes denominadas a, b e c.

Depreende-se do modelo que

  1. a única molécula que participa da produção de proteínas é o DNA.
  2. o fluxo de informação genética, nos sistemas biológicos, é unidirecional.
  3. as fontes de informação ativas durante o processo de transcrição são as proteínas.
  4. é possível obter diferentes variantes proteicas a partir de um mesmo produto de transcrição.
  5. a molécula de DNA possui forma circular e as demais moléculas possuem forma de fita simples linearizadas.

09. (ENEM 2008) Define-se genoma como o conjunto de todo o material genético de uma espécie, que, na maioria dos casos, são as moléculas de DNA. Durante muito tempo, especulou-se sobre a possível relação entre o tamanho do genoma — medido pelo número de pares de bases (pb) —, o número de proteínas produzidas e a complexidade do organismo. As primeiras respostas começam a aparecer e já deixam claro que essa relação não existe, como mostra a tabela abaixo.

Internet: www.cbs.dtu.dk e <www.ncbi.nlm.nih.gov>. De acordo com as informações acima,

  1. o conjunto de genes de um organismo define o seu DNA.
  2. a produção de proteínas não está vinculada à molécula de DNA.
  3. o tamanho do genoma não é diretamente proporcional ao número de proteínas produzidas pelo organismo.
  4. quanto mais complexo o organismo, maior o tamanho de seu genoma.
  5. genomas com mais de um bilhão de pares de bases são encontrados apenas nos seres vertebrados.

10. (ENEM 2008) Durante muito tempo, os cientistas acreditaram que variações anatômicas entre os animais fossem consequência de diferenças significativas entre seus genomas. Porém, os projetos de seqüenciamento de genoma revelaram o contrário. Hoje, sabe-se que 99% do genoma de um camundongo é igual ao do homem, apesar das notáveis diferenças entre eles. Sabe-se também que os genes ocupam apenas cerca de 1,5% do DNA e que menos de 10% dos genes codificam proteínas que atuam na construção e na definição das formas do corpo. O restante, possivelmente, constitui DNA não-codificante. Como explicar, então, as diferenças fenotípicas entre as diversas espécies animais? A resposta pode estar na região não-codificante do DNA.

S. B. Carroll et al. O jogo da evolução. In: Scientific American Brasil, jun./2008 (com adaptações).

A região não-codificante do DNA pode ser responsável pelas diferenças marcantes no fenótipo porque contém

  1. as sequências de DNA que codificam proteínas responsáveis pela definição das formas do corpo.
  2. uma enzima que sintetiza proteínas a partir da seqüência de aminoácidos que formam o gene.
  3. centenas de aminoácidos que compõem a maioria de nossas proteínas.
  4. informações que, apesar de não serem traduzidas em seqüências de proteínas, interferem no fenótipo.
  5. os genes associados à formação de estruturas similares às de outras espécies.

11. (Enem 2005) Um fabricante afirma que um produto disponível comercialmente possui DNA vegetal, elemento que proporcionaria melhor hidratação dos cabelos. Sobre as características químicas dessa molécula essencial à vida, é correto afirmar que o DNA

  1. de qualquer espécie serviria, já que têm a mesma composição.
  2. de origem vegetal é diferente quimicamente dos demais pois possui clorofila.
  3. das bactérias poderia causar mutações no couro cabeludo.
  4. dos animais encontra-se sempre enovelado e é de difícil absorção.
  5. de características básicas, assegura sua eficiência hidratante.

12. (Enem 2004) A identificação da estrutura do DNA foi fundamental para compreender seu papel na continuidade da vida. Na década de 1950, um estudo pioneiro determinou a proporção das bases nitrogenadas que compõem moléculas de DNA de várias espécies. A comparação das proporções permitiu concluir que ocorre emparelhamento entre as bases nitrogenadas e que elas formam

  1. pares de mesmo tipo em todas as espécies, evidenciando a universalidade da estrutura do DNA.
  2. pares diferentes de acordo com a espécie considerada, o que garante a diversidade da vida.
  3. pares diferentes em diferentes células de uma espécie, como resultado da diferenciação celular.
  4. pares específicos apenas nos gametas, pois essas células são responsáveis pela perpetuação das espécies.
  5. pares específicos somente nas bactérias, pois esses organismos são formados por uma única célula.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp