Home > Banco de Questões > História da Arte > Idade Contemporânea >Arte Conceitual

Arte Conceitual

Lista de 13 exercícios de História da Arte com gabarito sobre o tema Arte Conceitual com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema Arte Conceitual.



01. (FGV-SP)

As imagens apresentam, de diversos ângulos, a escultura de Marco Cianfanelli em homenagem ao 50º aniversário da captura e prisão de Nelson Mandela, em 1962. A obra é composta por hastes de aço de altura variável, cortadas a laser e inseridas na paisagem, na província de KwaZulu-Natal, onde Mandela foi detido pelo regime do apartheid. Ao comentar a sua obra, o artista afirmou: "As 50 colunas representam os 50 anos que se passaram desde a sua captura, mas também sugerem a ideia de que muitos compõem um conjunto; referem-se à solidariedade. Indicam a ironia de que o encarceramento de Mandela o transformou em um ícone de luta, alimentando a resistência que levou o país à democracia".

As afirmações abaixo constituem aspectos da proposta política e estética do artista, EXCETO:

  1. De perto, a escultura parece um punhado de barras de aço negro de formato irregular, apontando para o céu e reproduzindo a sensação de estar entre grades.
  2. À medida que o observador se afasta da floresta de colunas pelo caminho, elas gradualmente se alinham, formando a imagem focada e tornando reconhecivel o líder político da luta contra o apartheid.
  3. A cor preta das hastes permite destacá-las da paisagem, mas também se refere à atuação do Presidente Mandela, que construiu uma África do Sul para os negros sul-africanos, perseguindo a minoria branca.
  4. De lado, visualiza-se um agrupamento disperso de hastes, que, frontalmente, transforma-se em uma imagem coerente e solidária, evocando a ação coletiva que levou à derrubada do apartheid.
  5. A escultura impacta a paisagem por sua monumentalidade e a ressignifica, transformando o lugar da detenção de Mandela em memorial do combate à segregação racial e da conquista dos direitos civis na África do Sul.

02. (CESPE)

As figuras acima são ilustrações da arte conceitual, que situa a ideia de uma obra artística acima da própria obra e se utiliza de diferentes meios e linguagens para transmitir significados. Nessa arte, são comuns as fotografias e os textos escritos, seguidos por vídeos, mapas e diagramas. Assinale a opção em que se apresentam, respectivamente, os nomes dos artistas autores dessas três obras acima que participaram e(ou) influenciaram esse movimento.

  1. Piero Manzoni, Marcel Duchamp, Salvador Dali.
  2. Joseph Kosuth, Piero Manzoni, Marcel Duchamp.
  3. Joseph Kosuth, Leonardo da Vinci, Piero Manzoni.
  4. Marcel Duchamp, Piero Manzoni, Leonardo da Vinci.
  5. Picasso, Piero Manzoni, Salvador Dali.

03. (Enem)

A escultura do artista construtivista Amílcar de Castro é representativa da arte contemporânea brasileira e tem o traço estrutural marcado por elementos como

  1. o corte e a dobra.
  2. a força e a visualidade.
  3. o adereço e a expressão.
  4. o rompimento e a inércia.
  5. a decomposição e a articulação.

04. (UEL) Leia o texto a seguir.

A partir das mudanças ocorridas na arte desde a década de 1950, houve uma expansão nesse campo, com o surgimento de novas linguagens e novos meios. Na década de 1960, ocorreu uma tendência de desmaterialização artística a partir de questionamento das categorias tradicionais estabelecidas e da intenção de integrar a arte com a vida.

A arte conceitual significou o deslocamento da obra de arte enquanto objeto físico para o conceito, visando ao estudo da linguagem artística, sua natureza e sua função no circuito mercadológico. Com a ampliação das possibilidades de expressão, os artistas contemporâneos têm encontrado no espaço público uma forma de deselitização e um espaço de problematização da natureza da arte. A ideia torna-se tão importante quanto a matéria, a participação do público na obra passa a ser fundamental, independentemente de técnicas e materiais utilizados.

(Adaptado de: RIBEIRO, M. A. Neovanguardas: Belo Horizonte – anos 60. Belo Horizonte: C/Arte, 1997. p.46.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre arte a partir da década de 1950, relacione as imagens, os conceitos e suas definições correspondentes.

(A) Instalação

(B) Graffiti

(C) Intervenção

(D) Arte Minimalista

(E) Arte Conceitual

(I) Busca desenvolver uma ideia ou conceito por intermédio da disposição de vários elementos no espaço ou da junção simultânea de vários suportes diferentes: objetos, pessoas ou mesmo animais. Procura criar um ambiente que traduza a ideia artística, utilizando-se, para isso, muitas vezes, de recursos cênicos.

(II) Surge a partir das periferias das metrópoles como forma de expressão contra a opressão provocada pela sociedade industrial e invade os centros urbanos e as instituições artísticas. De pichações de signos ou frases de efeito rápido, evolui para uma forma gráfica em que a cor é bastante valorizada.

(III) Aberta para a ideia e a informação, renuncia ao tradicional objeto de arte como artigo de luxo único, permanente, portátil e vendável. Mais adequadamente transmitida por múltiplas linguagens, como a escrita, a fotografia, o documento, o mapa, o filme, o vídeo, a corporal e, sobretudo, por meio da linguagem verbal.

(IV) É uma linguagem que encontrou seu maior campo de ressonância na escultura. Trabalhando quase sempre com estruturas únicas, forma sistemas visuais, caracterizados principalmente pela utilização de formas primárias puras, sem conotação poética e ideológica.

(V) Caracteriza-se pela alteração momentânea de um cenário usual, pela introdução de novos elementos e/ou materiais, procurando gerar uma tensão entre a obra e o meio urbano, entre a arte e o meio formal.

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

  1. 1-A-I, 2-B-II, 3-C-III, 4-D-IV, 5-E-V.
  2. 1-B-II, 2-C-IV, 3-A-V, 4-D-I, 5-E-III.
  3. 1-C-V, 2-D-II, 3-E-I, 4-B-III, 5-A-IV.
  4. 1-E-II, 2-A-III, 3-D-IV, 4-B-I, 5-C-V.
  5. 1-E-III, 2-B-II, 3-D-IV, 4-A-I, 5-C-V.

05. (UEL) Na perspectiva de Argan (1998), a arte está inserida no cotidiano da cidade e envolve, entre outros elementos, a arquitetura, o urbanismo e o design. A obra de arte determina o espaço urbano. São espaço urbano também os ambientes das casas particulares; e o retábulo do altar da igreja, a decoração do quarto de dormir ou da sala de jantar, até mesmo o vestuário e o ornamento com que as pessoas se movem, recitam a sua parte na dimensão cênica da cidade.

(Adaptado de: ARGAN, G. C. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1998. p.2-3.)

As imagens a seguir representam obras que se inserem, de múltiplas formas, no cotidiano das cidades. Relacione-as com os respectivos períodos da História da Arte.

(A) Arte Medieval

(B) Arte Moderna

(C) Arte Contemporânea

(D) Arte Barroca

(E) Arte Neoclássica

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

  1. I-A, II-C, III-E, IV-D, V-B.
  2. I-B, II-C, III-A, IV-E, V-D.
  3. I-B, II-E, III-D, IV-C, V-A.
  4. I-C, II-A, III-E, IV-B, V-D.
  5. I-C, II-E, III-D, IV-B, V-A.

06. (UNESP) A peça Fonte foi criada pelo francês Marcel Duchamp e apresentada em Nova Iorque em 1917.

A transformação de um urinol em obra de arte representou, entre outras coisas,

  1. a alteração do sentido de um objeto do cotidiano e uma crítica às convenções artísticas então vigentes.
  2. a crítica à vulgarização da arte e a ironia diante das vanguardas artísticas do final do século XIX.
  3. o esforço de tirar a arte dos espaços públicos e a insistência de que ela só podia existir na intimidade.
  4. a vontade de expulsar os visitantes dos museus, associando a arte a situações constrangedoras.
  5. o fim da verdadeira arte, do conceito de beleza e importância social da produção artística.

07. (Enem 2017)

A instalação Dengo transformou a sala do MAM-SP em um ambiente singular, explorando como principal característica artística a

  1. participação do público na interação lúdica com a obra.
  2. distribuição de obstáculos no espaço da exposição.
  3. representação simbólica de objetos oníricos.
  4. interpretação subjetiva da lei da gravidade
  5. valorização de técnicas de artesanato.

08. (Enem PPL 2017)

Em 1956, o artista Flávio de Resende Carvalho desfilou pela Avenida Paulista com o traje New Look, uma proposta tropical para o guarda-roupa masculino. Suas obras mais conhecidas são relacionadas as performances. A imagem permite relacionar como características dessa manifestação artística o uso

  1. da intimidade, da política e do corpo.
  2. do público, da ironia e da dor.
  3. do espaço urbano, da intimidade e do drama.
  4. da moda, do drama e do humor.
  5. do corpo, da provocação e da moda.

09. (ENEM PPL 2017) Inspiração no lixo

O paulistano Jaime Prades, um dos precursores do grafite e da arte urbana, chegou ao lixo por sua intensa relação com as ruas de São Paulo. “A partir da década de 1980, passei a perceber o desastre que é a ecologia urbana. Quando a gente fala em questão ambiental, sempre se refere à natureza, mas a crise ambiental urbana é forte”, diz Prades. Inspirado pela obra de Frans Krajcberg, há quatro anos Jaime Prades decidiu construir uma árvore gigante no Parque do Ibirapuera ou em outro local público, feita com sobras de madeira garimpadas em caçambas. “Elas são como os intestinos da cidade, são vísceras expostas”, conta Prades. “Percebi que cada pedaço de madeira carregava a memória da árvore de onde ela veio. Percebi que não estava só reciclando, e sim resgatando”. Sua árvore gigante ainda não vingou, mas a ideia evoluiu. Agora, ele pretende criar uma plataforma na internet para estimular outros artistas a fazer o mesmo. “Teríamos uma floresta virtual planetária, na qual se colocariam essas questões de forma poética, criando uma discussão enriquecedora.”

VIEIRA, A. National Geographic Brasil, n. 65-A, 2015.

O texto tematiza algumas transformações das funções da arte na atualidade. No trabalho citado, do artista Jaime Prades, considera-se

  1. reflexão sobre a responsabilidade ambiental do homem.
  2. valorização da poética em detrimento do conteúdo.
  3. preocupação com o belo encontrado na natureza.
  4. percepção da obra como suporte da memória.
  5. reutilização do lixo como forma de consumo.

10. (UEL) Analise a figura a seguir e responda a questão.

A obra “Lama Lâmina” (figura 1) apresenta uma leitura de interação entre ecologia ambiental e arte, resultando na escultura/instalação, em que os planos interior e exterior são elementos fundamentais.

Com base na obra e nos conhecimentos sobre arte contemporânea, considere as afirmativas a seguir.

I. Utiliza a especificidade de relação entre o objeto artístico e o espaço arquitetônico, preservando a mensagem estética da escultura/instalação em que o objeto e o espaço são fundidos numa realidade significativa.

II. Apresenta uma escultura/instalação complexa que agrega procedimentos técnicos e manifestações artísticas no espaço. O trabalho é a essência da própria obra e a intenção do artista passa pelo contexto da arte conceitual.

III. Traz o espaço e seus elementos, como a máquina e a árvore, na composição escultórica, congelando um instante de instabilidade do movimento, de modo a relacionar espaço e forma com a ideia.

IV. Transmite noção de realismo, busca aproximar-se ao máximo da natureza e contém recursos e detalhes hiper-realistas, como a materialidade, cenários, objetos e a bidimensionalidade da matéria no espaço.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas I e II são corretas.
  2. Somente as afirmativas I e IV são corretas.
  3. Somente as afirmativas III e IV são corretas.
  4. Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
  5. Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

11. (FIP-Moc Medicina)

Obra de Marcel Duchamp, criada no contexto da 1a Guerra Mundial

Fonte: https://www.google.com/search?q=roda+de+bicicleta+marcel+duchamp&source

A imagem expressa:

  1. crise dos velhos valores e padrões e busca de um olhar crítico sobre objetos de consumo.
  2. fascínio pelo advento das novas tecnologias e exaltação ao progresso industrial capitalista.
  3. desencanto com a Guerra e busca de explicações religiosas para o mundo contemporâneo.
  4. apego ao passado e tentativa de resgatar funções específicas dos objetos.
  5. sacralização e funcionalidade da arte, próprias da Belle Époque europeia.

12. (ENEM 2020)

HIRST, O. Mother and Child. Bezerro dividido em duas partes: 1029 x 1689 x 625mm, 1993(detalhe). Vidro, aço pintado, silicone, acrílico, monofilamento, aço inoxidável, bezerro e solução de formaldeído.

TEXTO II

O grupo Jovens Artistas Britânicos (YABs), que surgiu no final da década de 1980, possui obras diversificadas que incluem fotografias, instalações, pinturas e carcaças desmembradas. O trabalho desses artistas chamou a atenção no final do período da recessão, por utilizar materiais incomuns, como esterco de elefantes, sangue e legumes, o que expressava os detritos da vida e uma atmosfera de niilismo, temperada por um humor mordaz.

Disponível em: http://damienhirsti.com:Acesso em: 15 jul. 2015. FARTHING, S. Tudo sobre arte. Rio de Janeiro: Sextante, 2011 (adaptado).

A provocação desse grupo gera um debate em torno da obra de arte pelo(a

  1. recusa a crenças, convicções, valores morais, estéticos e políticos na história moderna.
  2. frutífero arsenal de materiais e formas que se relacionam com os objetos construídos.
  3. economia e problemas financeiros gerados pela recessão que tiveram grande impacto no mercado.
  4. influência desse grupo junto aos estilos pós-modernos que surgiram nos anos 1990.
  5. interesse em produtos indesejáveis que revela uma consciência sustentável no mercado.

13. (ENEM 2020)

A obra de Joseph Kosuth data de 1965 e se constitui por uma fotografia de cadeira, uma cadeira exposta e um quadro com o verbete “Cadeira”.

Trata-se de um exemplo de arte conceitual que revela o paradoxo entre verdade e imitação, já que a arte

  1. não é a realidade, mas uma representação dela.
  2. fundamenta-se na repetição, construindo variações.
  3. não se define, pois depende da interpretação do fruidor.
  4. resiste ao tempo, beneficiada por múltiplas formas de registro.
  5. redesenha a verdade, aproximando-se das definições lexicais.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp