Home > Banco de Questões > História > >

História da América

Lista de 20 exercícios sobre História com gabarito sobre o tema História da América com questões da UFRGS.



01. (UFRGS 2020) Com relação à história das sociedades nativas das Américas, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo.

( ) A civilização Maia caracterizou-se pela hierarquia política fraca, pelo monoteísmo e pelo desinteresse ao conhecimento da natureza.

( ) O império Asteca notabilizou-se pelo desenvolvimento urbano de sua capital, Tenochtitlán, pela crença em vários deuses e por uma estrutura política centralizada.

( ) A sociedade Inca foi marcada pela rígida separação entre poder político e religião, pelo baixo desenvolvimento agrícola e pela economia de caráter exclusivamente pecuário.

( ) Os povos Tupi-Guaranis garantiam sua subsistência a partir da caça, da pesca e do cultivo de vegetais como a mandioca.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. V – V – F – F.
  2. V – F – F – V.
  3. F – V – F – V.
  4. F – V – V – F.
  5. F – F – V – V.

02. (UFRGS 2020) A respeito da expansão europeia, da conquista e da ocupação da América Espanhola, considere as afirmações abaixo.

I - A encomienda era um sistema no qual indígenas deveriam fornecer mão de obra e pagar tributos a colonos espanhóis.

II - A conquista foi pacífica em relação aos Estados indígenas organizados, elemento que facilitou a rendição dessas populações.

III - A escravidão de povos autóctones foi um expediente comum, utilizado pela Coroa, contra indígenas capturados em guerras ou que se rebelassem.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e III.
  5. I, II e III.

03. (UFRGS 2020) Leia o segmento abaixo.

Estes líderes, geralmente de origem militar, oriundos, em sua grande maioria, da desmobilização dos exércitos que combateram nas guerras de independência, de 1810 em diante, provinham, em certos casos, de estratos sociais inferiores ou de grupos étnicos discriminados (mestiços, índios, mulatos, negros). […]. Valiam-se do seu magnetismo pessoal na condução das tropas, que haviam recrutado geralmente nas áreas rurais e mantinham como reses requisitadas em ações guerreiras, seja contra o ainda mal consolidado poder central, seja contra os seus iguais [...].

BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, GianFranco. Dicionário de Política . 13. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2007.

O segmento faz referência a uma categoria que designa os líderes políticos e os chefes militares que, após os movimentos de emancipação da América espanhola, tornaram-se governantes personalistas de suas nações ou regiões.

Assinale a alternativa correta que apresenta essa categoria.

  1. Chapetones
  2. Inconfidentes
  3. Criollos
  4. Alcaldes
  5. Caudilhos

04. (UFRGS 2019) Considere as afirmações abaixo, sobre os processos de colonização e as estruturas sociais das Américas nos séculos XVII e XVIII.

I - Nas colônias inglesas e francesas do Caribe, a unidade de produção predominante foi a pequena propriedade agrícola, em que trabalhavam camponeses livres, de origem majoritariamente europeia.

II - Nas colônias da Nova Inglaterra, predominaram as plantations monocultoras e exportadoras, em que a forma de trabalho principal era a mão de obra escravizada.

III- Na Nova França, atual Quebec, os colonizadores estabeleceram um sistema senhorial baseado no feudalismo francês, o que gerou uma grande concentração de terras e uma baixa atração de imigrantes para esses territórios.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e II.
  5. I, II e III.

05. (UFRGS 2019) Leia o trecho abaixo.

O propósito de muitos, se não da maioria, dos conflitos políticos da América espanhola, no período posterior à independência, foi simplesmente determinar quem deveria controlar o Estado e seus recursos. Não obstante, surgiram outras importantes questões políticas que variaram de país para país em caráter e importância. Entre 1810 e 1845, a discussão sobre estrutura centralista e federalista do Estado foi fonte de violento conflito no México, na América Central e na região do Prata.

SAFFORD, Frank. Política, ideologia e sociedade na América espanhola do pós-independência. In: BETHELL, Leslie. História da América Latina, vol. III: da Independência até 1870. São Paulo: Edusp, 2001. p. 369.

O segmento faz menção aos conflitos que se seguiram às independências na América Espanhola.

Assinale a alternativa que indica algumas das consequências desses confrontos.

  1. O conflito entre federalistas e centralistas resultou em governos constitucionalmente frágeis e politicamente instáveis em quase toda a região, durante parte do século XIX.
  2. A recolonização da região pela Espanha, dada a fragilidade institucional das novas repúblicas independentes.
  3. O surgimento de governos democráticos e com ampla participação popular, ainda no século XIX, como uma das formas de resolução desses conflitos políticos.
  4. A estruturação de monarquias centralizadas por toda a região, após o fracasso político das repúblicas independentes.
  5. A vitória dos movimentos federalistas e a derrota definitiva dos projetos centralistas e autoritários que se opunham a eles.

06. (UFRGS 2019) Considere as afirmações abaixo, sobre a história da América Latina no século XX.

I - Nas duas primeiras décadas do século XX, o Uruguai transformou-se em um dos primeiros países latino-americanos a possuir uma extensiva legislação social.

II - Entre junho e setembro de 1932, o Chile teve um governo socialista, liderado por militares progressistas, que buscou implementar uma série de reformas sociais profundas no país, mas que acabou sendo derrotado por um golpe militar.

III - Na Argentina, em 1955, o governo reformista de Juan Domingos Perón foi deposto por um golpe militar liberal-conservador, que acabou inaugurando um longo período de proscrição do peronismo no país.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

07. (UFRGS 2018) Após a Conquista da América, o governo espanhol implementou a “encomienda”, um sistema de exploração do trabalho indígena em benefício da emergente elite conquistadora.

Assinale a alternativa que indica características da "encomienda".

  1. Divisão do território conquistado em pequenas propriedades a serem trabalhadas de forma conjunta por ameríndios e espanhóis.
  2. Escravização comercial dos ameríndios através do incentivo ao tráfico transatlântico de cativos indígenas, organizado pelo Coroa espanhola.
  3. Permissão para a utilização do trabalho compulsório indígena e extração de tributos dos ameríndios por parte dos espanhóis.
  4. Implementação de grandes propriedades rurais onde estava formalmente proibida a utilização do trabalho compulsório indígena.
  5. Consolidação de relações laborais, baseadas na adoção do trabalho assalariado como forma mais comum de exploração da mão de obra ameríndia.

08. (UFRGS 2018) Considere as afirmações abaixo, sobre a história do Haiti no século XIX.

I - A revolução da independência teve início como uma grande rebelião de escravos e logo se transformou em uma luta mais ampla pela abolição da escravatura e contra a dominação colonial francesa.

II - O exército francês, enviado por Napoleão Bonaparte, em 1804, conseguiu restabelecer o domínio colonial da ilha, com o retorno da escravidão e com o encerramento do processo revolucionário local.

III- O Haiti, mesmo sendo uma das repúblicas mais antigas das Américas e tendo auxiliado nas lutas de independência de outros países americanos, foi excluído do primeiro encontro das nações americanas independentes, em 1826.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e III.
  5. I, II e III.

09. (UFRGS 2017) Leia o segmento abaixo, sobre a escravidão nas Américas.

A escravidão no Novo Mundo e os tipos de comércio a que deu origem surgiram como uma consequência e um componente da “primeira globalização”, fase da história humana inaugurada pelas explorações marítimas, comerciais e coloniais de Portugal e Espanha, no final do século XV e no início do século XVI.

BLACKBURN, R. Por que segunda escravidão? In: MARQUESE, R.; SALLES, R. (org). Escravidão e capitalismo histórico no século XIX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. p. 32.

O segmento faz referência à institucionalização da escravidão no Novo Mundo, pensada a partir de determinados processos socioeconômicos globais que influenciaram definitivamente a sua conformação moderna.

Assinale a alternativa que indica esse fenômeno.

  1. A expansão de uma economia mercantil global centrada na Europa e em suas demandas por matérias-primas e produtos tropicais de alto valor.
  2. A dissolução das colônias europeias na Ásia e na África, ao longo dos séculos XV e XVI, e a busca por novos mercados para os produtos europeus nas Américas.
  3. A consolidação do feudalismo como um sistema socioeconômico global e a introdução da servidão feudal de forma generalizada em todas as colônias americanas.
  4. Os processos de independência na América Latina, após a abolição completa da escravidão nas colônias espanholas e portuguesas na região.
  5. A fragmentação da economia mercantil global em uma série de unidades isoladas, após o fracasso das explorações marítimas europeias durante os séculos XV e XVI.

10. (UFRGS 2017) Leia o segmento abaixo, sobre a história da América Latina em fins do século XIX e início do XX.

O meio século seguinte, e particularmente o período que vai até a Primeira Guerra Mundial, foi para a maioria dos países latinoamericanos a “Idade de Ouro” do crescimento econômico com base predominantemente na exportação, da propriedade material (pelo menos para as classes dominantes e as classes urbanas), do consenso ideológico e da estabilidade política.

BETHELL, L. Introdução. In: BETHELL, L. (org.). História da América Latina: da Independência até 1870. Edusp: São Paulo, 1994. v. 3. p. 17.

A “Idade de Ouro”, referida no segmento, vincula-se a um fenômeno social e político mais amplo.

Assinale a alternativa que indica esse fenômeno.

  1. A estruturação de sociedades aristocráticas de Antigo Regime em toda a América Latina.
  2. A dominação dos Estados latinoamericanos pelas oligarquias vinculadas à produção agroexportadora.
  3. A ampla democratização da vida econômica e política dos países da América Latina durante o período.
  4. A massiva industrialização e modernização econômica ocorrida em toda a região, ao longo daqueles anos.
  5. A dissolução dos estados oligárquicos através de revoluções sociais e democráticas, como ocorreu na Bolívia e na Nicarágua.

11. (UFRGS 2017) Considere as afirmações abaixo, sobre a história do México.

I - O país, após a vitória na Guerra MexicanoAmericana (1846-1848), incorporou mais de um terço do território dos Estados Unidos aos seus domínios, através do Tratado de Guadalupe-Hidalgo.

II - A Revolução Mexicana, ao longo das décadas de 1910 e 1920, derrubou o regime oligárquico de Porfírio Diaz, trazendo importantes mudanças políticas e econômicas ao país.

III- O Partido Revolucionário Institucional, herdeiro político das forças revolucionárias, manteve-se no poder por 71 anos, até sua derrota nas eleições presidenciais de 2000.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

12. (UFRGS 2017) Leia as afirmações abaixo, sobre a história da América Latina contemporânea.

I - Entre o fim da década de 1990 e início dos anos 2000, a Argentina enfrentou uma forte crise econômica, causada pela adoção de políticas neoliberais e pelo aumento de sua dívida pública, que culminou nos distúrbios políticos de 2001.

II - Em junho de 2009, o presidente hondurenho Manuel Zelaya foi deposto por um golpe de estado judicial-militar, preso e levado de forma clandestina à Costa Rica, em episódio amplamente condenado pela comunidade internacional.

III- Em 2011 e 2012, ocorreram no Chile importantes manifestações estudantis que demandavam a ampliação do ensino público e a ampla reforma do sistema educacional do país, herdado da ditadura de Augusto Pinochet.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e II.
  5. I, II e III.

13. (UFRGS 2015) Leia o segmento abaixo, sobre a história da América Latina no século XX.

A Grande Depressão da década de 1930 terminou a demolição do neocolonialismo e energizou movimentos nacionalistas por toda a América Latina. Nos anos após o colapso da Bolsa de Nova York, de 1929, o volume do comércio internacional latinoamericano reduziu-se à metade, em um violento espasmo. Com o avanço da década de 1930, ocorreu um importante fenômeno, um efeito colateral positivo do colapso do comércio internacional.

CHASTEEN, J. América Latina: uma história de sangue e fogo. Rio de Janeiro: Campus, 2001. p. 187.

O segmento faz referência a um importante fenômeno histórico na América Latina.

Assinale a alternativa que indica esse fenômeno.

  1. Industrialização por substituição de importações, modelo econômico que se tornaria predominante na região até os anos 1980.
  2. Dependência das exportações do setor primário, com a consequente ampliação das monoculturas nos países latinoamericanos.
  3. Desindustrialização local decorrente do colapso do comércio internacional com os Estados Unidos, principais compradores dos manufaturados latino-americanos.
  4. Adoção de políticas neoliberais, como privatizações de empresas públicas e cortes de gastos sociais, no período subsequente à Grande Depressão.
  5. Transformação da América Latina na região mais industrializada do globo, a partir do colapso completo das indústrias europeias e norte-americanas, durante a década de 1930.

14. (UFRGS 2015) Considere as afirmações abaixo, sobre o Império Espanhol nas Américas, nos séculos XVI e XVII.

I - O Peru e o México, conquistados, respectivamente, dos incas e dos astecas, foram as regiões mais importantes desse império.

II - Uma das principais atividades econômicas foi a mineração, centrada principalmente na região de Potosí, na atual Bolívia.

III - A política econômica da metrópole privilegiou o livre-comércio entre as possessões espanholas e outras regiões europeias, com suas colônias.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas I e II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

15. (UFRGS 2015) Leia o segmento abaixo.

Nenhum dos grupos em disputa pelo poder pretendia modificar a estrutura econômica e social herdada da colônia. Assim, os novos países permaneceram predominantemente agrários, com base no latifúndio; mantiveram as relações produtivas pré-capitalistas, inclusive com o crescimento do trabalho compulsório

(servil, semisservil e escravo). WASSERMAN, Claudia. História Contemporânea da América Latina, 1900-1930. Porto Alegre: Editora da Universidade, 1992. p. 9-10.

O segmento faz referência a um contexto histórico da América Latina. Assinale a alternativa que representa esse contexto.

  1. Derrota dos diversos movimentos de independência latino-americanos, no início do século XIX, e manutenção da dominação espanhola até o início do século XX.
  2. Manutenção das estruturas sociais herdadas do período colonial e constituição de Estados oligárquicos em toda a América Latina, no século XIX.
  3. Diversificação produtiva, característica das economias nacionais latinoamericanas no século XIX.
  4. Criação de Estados democráticos em toda a região, após as guerras de independência do século XIX.
  5. Vitória das diversas revoltas de indígenas e escravos, logo após as independências, e fim do trabalho compulsório por toda a região.

16. (UFRGS 2015) Leia as afirmações abaixo, sobre o processo de redemocratização na América do Sul.

I - Na Argentina, o retorno à democracia ocorreu após a derrota do país na Guerra das Malvinas, com o julgamento dos integrantes da Junta Militar que governou o país entre 1976 e 1983.

II - No Chile, a transição democrática ocorreu de forma negociada com o ex-ditador Augusto Pinochet, que se manteve como comandante das Forças Armadas até 1998.

III - No Uruguai, a redemocratização ocorreu após a guerra civil, quando os Tupamaros venceram as forças do governo militar.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas I e II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

17. (UFRGS 2014) Sobre o Tratado de Madri, assinado em 1750 por Portugal e Espanha, considere as seguintes afirmações.

I - A Colônia de Sacramento passou para a Espanha, e os Setes Povos das Missões passaram para Portugal, consagrando o princípio do uti possidetis.

II - A expulsão dos jesuítas foi fator importante para a eclosão da chamada guerra guaranítica (1752-1756), reduzindo os efeitos do Tratado.

III - As Missões retornaram para a Província do Paraguai.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e II.
  5. Apenas I e III.

18. (UFRGS 2014) No bloco superior abaixo, estão listadas as ditaduras militares do Cone Sul da América do Sul; no inferior, alguns fatos e características de cada uma delas.

Associe adequadamente o bloco inferior ao superior.

1 - Ditadura militar chilena

2 - Ditadura militar argentina

3 - Ditadura militar brasileira

4 - Ditadura militar uruguaia

( ) Foi a pioneira na implantação das políticas neoliberais na América Latina, com a atuação dos chamados Chicago Boys em sua equipe econômica.

( ) Foi implementada a partir do golpe de estado dado pelo próprio presidente da república Juan María Bordaberry, em junho de 1973, com o apoio das Forças Armadas do país.

( ) Utilizou amplamente os chamados “Atos Institucionais”, decretos emitidos pelo Poder Executivo que concediam diversos poderes extraconstitucionais aos militares que governavam o país.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  1. 1 – 2 – 3.
  2. 4 – 1 – 2.
  3. 4 – 3 – 2.
  4. 1 – 4 – 3.
  5. 4 – 1 – 3.

19. (UFRGS 2013) Na Argentina, os dois mandatos presidenciais de Carlos Menem (1989 a 1999) são considerados como o auge da adoção de medidas de orientação neoliberal.

É correto afirmar que, no seu conjunto, essas medidas resultaram em

  1. desindustrialização do país devido à perda de competividade, o que gerou desemprego.
  2. retração da atividade agropecuária diante da desvalorização do peso.
  3. ampliação de recursos destinados aos programas sociais de combate à fome.
  4. nacionalização de empresas e monopólio, por parte do Estado, dos hidrocarburetos.
  5. ampliação da capacidade da indústria voltada ao mercado interno.

20. (UFRGS 2011) A chegada de Cristóvão Colombo ao continente americano, em 1492, a serviço da Espanha, é um fato significativo na História.

Considere as afirmações abaixo, a respeito dos fatores que possibilitaram a viagem de Cristóvão Colombo em 1492.

I - Esta viagem constituiu-se em um desdobramento da expansão portuguesa iniciada no século XV.

II - Esta viagem foi resultado dos esforços conjuntos de Espanha e de Portugal nas navegações.

III - Cristóvão Colombo valeu-se dos conhecimentos náuticos e cartográficos dos portugueses para empreender suas viagens.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e III.
  5. I, II e III.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp



.