Home > Banco de questões > História > Militares >

Brasil República

Lista de 15 exercícios de História do Brasil com gabarito sobre o tema Brasil República com questões de vestibulares militares.



01. (EsPCEx) O ano de 1930 foi difícil para os cafeicultores brasileiros. De acordo com o historiador Boris Fausto, o volume de vendas do café caiu mais de 35% naquele ano. O motivo fundamental para a queda nas exportações do produto foi a crise mundial do capitalismo.

A principal causa dessa crise mundial foi

  1. a desindustrialização da economia norte-americana, que acabou por desabastecer o mercado internacional.
  2. a superprodução da indústria dos Estados Unidos da América, que cresceu além das necessidades dos mercados interno e internacional.
  3. a vigorosa industrialização da União Soviética, que supriu satisfatoriamente os mercados interno e internacional.
  4. o excesso do capital financeiro na Europa, que afetou diretamente o surgimento de governos democráticos na Península Ibérica.
  5. a quebra da Bolsa de Moscou, que acabou por induzir falências de empresas e de bancos e milhões de desempregados nos Estados Unidos.

02. (EsPCEx) Diante do impasse econômico-financeiro no País e de circunstâncias internacionais, os governos brasileiros, no período de 1986 a 1994, tentaram reverter esta situação combatendo a inflação e procurando retomar o crescimento através de vários planos econômicos que foram implementados naquela época.

Para a conquista da estabilização econômica, foram implantados os seguintes planos econômicos:

1. Plano Cruzado

2. Plano Collor

3. Plano Real

4. Plano Verão

5. Plano Bresser

A sequência cronológica correta dos planos listados é

  1. 4, 2, 3, 1 e 5.
  2. 3, 5, 4, 1 e 2.
  3. 5, 2, 1, 4 e 3.
  4. 2, 4, 1, 5 e 3.
  5. 1, 5, 4, 2 e 3.

03. (EsPCEx) Em 1985, a inflação brasileira chegou a 235% ao ano. Para corrigir essa situação, o governo Sarney anunciou, em fevereiro do ano seguinte, um plano de estabilização econômica, conhecido como Plano Cruzado. Observe as afirmativas abaixo.

I – Instituição da moeda chamada Real;

II – Congelamento de preços;

III – “Gatilho” salarial, determinando que os salários seriam reajustados sempre que a inflação chegasse a 20% ao mês;

IV – Substituição da moeda corrente no país, o cruzeiro, pelo cruzeiro novo;

V – Introdução da Unidade Real de Valor (URV).

Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão relacionadas ao plano econômico supracitado.

  1. I e II.
  2. I e V.
  3. II e III.
  4. III e V.
  5. IV e V.

04. (ESA) Jânio Quadros representou uma reviravolta no sistema político da época, sendo eleito presidente da República por um partido de pouca expressão nacional. O apoio de um partido tradicional, porém, foi decisivo na obtenção de uma diferença de mais de um milhão de votos.

Trata-se do partido:

  1. PTB
  2. UDN
  3. PSB
  4. PSD
  5. PSDB

05. (EsPCEx) Em 1985, toma posse na Presidência da República o Sr. José Sarney.

Com o objetivo de ganhar apoio popular e se firmar no poder, implantou, no início de seu mandato, o Plano Cruzado, que, entre outras medidas, estabelecia

  1. a criação de uma nova moeda, o cruzeiro, para substituir o cruzado.
  2. eliminou vários impostos sobre importação, facilitando a entrada de um enxurrada de mercadorias estrangeiras no País.
  3. a criação do “gatilho salarial”, isto é, um reajuste automático dos salários sempre que a inflação acumulada atingisse 20%.
  4. lançou o programa “Fome Zero”, que combinava políticas estruturais voltadas para as causas da pobreza e específicas de educação alimentar.
  5. anunciou o fim do período de estatização da economia no País e deu início a um programa de privatizações.

06. (ESA) No dia 05 de julho de 1922, jovens oficiais resolveram abandonar o forte e marchar pela praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para enfrentar as forças legalistas.

Esse episódio, conhecido como “os 18 do Forte”,

  1. provocou, imediatamente, a queda do último presidente da República do “Café-com Leite”
  2. provocou a renúncia do Presidente Artur Bernardes.
  3. levou o Governo Federal a transferir a Escola de Formação de Oficiais do Rio de Janeiro para Porto Alegre.
  4. deu início a um período ditatorial, interrompido apenas com a Revolução de 1930.
  5. originou o movimento denominado de Tenentismo

07. (ESA) Na República Velha, ocorreram vários movimentos contestatórios.

Identifique aquele que está localizado geograficamente de forma correta:

  1. Revolta da Vacina – Rio de Janeiro.
  2. Revolução Federalista – Paraná.
  3. Canudos – Minas Gerais.
  4. Contestado – Bahia.
  5. Revolta da Armada – Rio Grande do Sul.

08. (ESA) A Política de emissão de dinheiro em grande quantidade, que causou uma desenfreada especulação na Bolsa de Valores, durante o governo do marechal Deodoro da Fonseca, ficou conhecida como:

  1. Encilhamento.
  2. Crise de 1929.
  3. Crise Contestada.
  4. Queda do Banco do Brasil.
  5. Queda do Marechal de Ferro

09. (ESA) O Plano Collor e Plano Real, apesar da diferenças de épocas, possuem em comum o fato de

  1. estabelecerem metas de construção de usinas hidrelétricas, postos de extração de petróleo, rodovias e outras grandes obras públicas.
  2. trazerem excelentes resultados econômicos e sociais, comprovando a boa capacidade brasileira no planejamento público.
  3. serem políticas estatais de intervenção na regulação da moeda nacional. D) terem estabelecido controle de preços como o Plano Cruzado.
  4. terem estabelecido controle de preços como o Plano Cruzado.
  5. terem proposto reformas no Ministério de Educação aplicando a nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação

10. (ESA) Assinale, dentre as proposições abaixo aquela que relaciona as características descritas ao Estado Novo:

  1. Exercício da presidência da República por militares; período de desenvolvimento conhecido como “milagre brasileiro”; e estabelecimento do bipartidarismo.
  2. Instauração do estado de emergência; diversificação da produção agrícola e estimulo ao desenvolvimento industrial, e uso do populismo para conquistar a simpatia dos trabalhadores.
  3. Abertura política; reforma econômica conhecida como “Plano Cruzado”, e alto índice de desemprego.
  4. Separação entre Igreja e Estado; fim da política do café-com-leite, e implementação da reforma financeira conhecida como “Encilhamento”.
  5. Estabelecimento de eleições diretas para Presidente da República; abertura da economia aos produtos estrangeiros; e redução drástica da inflação.

11. (EsPCEx) “O período da história política brasileira que vai de 1889 a 1930 costuma ser designado pelos historiadores de diferentes modos: República Oligárquica, República do ‘Café-com-Leite’, República Velha ou Primeira República.

Neste período, em troca de ‘favores’, os coronéis exigiam que os eleitores votassem nos candidatos por eles indicados. Tal prática ficou conhecida como ‘voto de cabresto’”. (COTRIM, 2009, modificado)

As duas expressões grifadas (“coronéis” e “voto de cabresto”) referem-se, respectivamente,

  1. aos grandes proprietários de terras e ao voto secreto.
  2. aos oficiais de carreira que exerciam cargos políticos e ao voto censitário.
  3. à influência de oficiais do Exército na tomada de decisões políticas e ao voto censitário.
  4. aos grandes proprietários de terras e ao voto aberto dado sob pressão.
  5. aos grandes proprietários de terras e ao voto censitário.

12. (ESA) Sobre o Plano Real, é correto afirmar que foi lançado durante o governo do seguinte presidente:

  1. José Sarney.
  2. Ernesto Geisel.
  3. Fernando Collor de Mello.
  4. Fernando Henrique Cardoso.
  5. Itamar Franco.

13. (ESA) Em 1945 chega ao fim o Estado Novo implantado pelo presidente Getúlio Vargas.

Entre as causas tivemos a(s)

  1. Revolução de 1945 realizada pelos sindicatos e apoiado pelo Partido Trabalhista Brasileiro daquela época.
  2. atuação do movimento estudantil, liderado pela UNE, que assumiu o poder apoiando o partido da União Democrática Nacional.
  3. pressões norte-americanas obrigando Getúlio Vargas a extinguir o Estado Novo e tornar o país uma democracia.
  4. adesão de Getúlio ao Fascismo, propiciando que ele implante no Brasil um regime semelhante após 1945.
  5. participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial ao lado das democracias, criando uma situação interna contraditória, pois o país vivia, até aquele ano, uma ditadura

14. (CN) Leia o texto abaixo.

1888 - O decreto nº 9.912-A, de 26 de março de 1888, regulou o direito à aposentadoria dos empregados dos Correios. Fixava em 30 anos de efetivo serviço e idade mínima de 60 anos os requisitos para a aposentadoria. (...) 1892 - A lei nº 217, de 29 de novembro de 1892, instituiu a aposentadoria por invalidez e a pensão por morte dos operários do Arsenal da Marinha do Rio de Janeiro. (...)

1923 - O decreto nº 4.682, de 24 de janeiro de 1923, na verdade a conhecida Lei Elói Chaves (o autor do projeto respectivo), determinou a criação de uma Caixa de Aposentadoria e Pensões para os empregados de cada empresa ferroviária. É considerada o ponto de partida, no Brasil, da Previdência Social propriamente dita. (...)

1930 - O decreto nº 19.433, de 26 de novembro de 1930, criou o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, tendo como uma das atribuições orientar e supervisionar a Previdência Social, inclusive como órgão de recursos das decisões das Caixas de Aposentadorias e Pensões. (...)

1943 - O decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, aprovou a Consolidação das Leis do Trabalho, elaborada pelo Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio e que elaborou também o primeiro projeto de Consolidação das Leis de Previdência Social.

(Fonte: http://www. previdencia.gov.br/acesso-a- informacao/institucional/historico)

Durante o governo Getúlio Vargas (1943), foi instituída a Consolidação das Leis do Trabalho e Previdência Social, que é considerada um marco na história da previdência social brasileira.

De acordo com a linha do tempo, a respeito da incorporação de direitos previdenciários ao trabalhador brasileiro, é correto afirmar que

  1. a previdência social sofria diversas dificuldades para ser implantada até que Getúlio Vargas decidiu criá-la em 1943, mas apenas para os trabalhadores rurais.
  2. Getúlio Vargas foi um dos maiores inimigos do direito do trabalhador à aposentadoria, impedindo que ela fosse instituída durante seu governo.
  3. a previdência social, conforme conhecemos hoje, surgiu ainda no Império do Brasil, por vontade do senador Joaguim Nabuco.
  4. o direito à aposentadoria estendido a todos os brasileiros foi instituído em 1923 pela Lei Elói Chaves.
  5. o Governo Getúlio Vargas se apropriou de várias práticas e leis previdenciárias já existentes e as regulamentou na Consolidação das Leis do Trabalho e Previdência Social.

15. (CN) Leia o texto referente à questão.

Carta à República

Sim é verdade, a vida é mais livre

O medo já não convive nas casas, nos bares, nas ruas

Com o povo daqui

E até dá pra pensar no futuro

E ver nossos filhos crescendo e sorrindo

Mas eu não posso esconder a amargura

Ao ver que o sonho anda pra trás

[...]

A esperança que a gente carrega

É um sorvete em pleno sol

O que fizeram da nossa fé?

[...]

Eu saí pra sonhar meu país

E foi tão bom, não estava sozinho

A praça era alegria sadia

O povo era senhor

E só uma voz, numa só canção

E foi por ter posto a mão no futuro

Que no presente preciso ser duro

E eu não posso me acomodar

Quero um país melhor

(Milton Nascimento e Fernando Brant)

Gravada em 1987, é correto afirmar que a música, segundo o contexto histórico da época, apresenta uma visão otimista em relação:

  1. à redemocratização do Brasil e uma visão amargurada em relação aos rumos politicos e econômicos tomados pelo governo José Sarney.
  2. aos rumos econômicos tomados pelo governo José Sarney e uma visão amargurada em relação ao Plano Real, proposta pelo presidente Fernando Henrique Cardoso.
  3. ao movimento popular que pedia o impeachment do presidente Fernando Collor de Mello e uma visão pessimista em relação ao governo Fernando Henrique Cardoso.
  4. ao controle da violência urbana das grandes cidades e uma visão amargurada em relação à eleição de Fernando Collor de Mello ao cargo de presidente da República.
  5. à eleição do presidente Fernando Henrique Cardoso e uma visão amargurada em relação as leis impostas pela Constituição de 1988.
.