Home > Banco de questões > História > Militares >

Brasil Império

Lista de 15 exercícios de História do Brasil com gabarito sobre o tema Brasil Império com questões de vestibulares militares.



01. (EsPCEx) Ideias republicanas estavam presentes entre os brasileiros há tempos. No século XVIII, inspiraram movimentos contra o domínio português. Em 1870, um grupo de políticos lançou, no Rio de Janeiro, o Manifesto Republicano. Os seguintes episódios, ocorridos na segunda metade do século XIX, abalaram o Império Brasileiro. Considerando os seguintes fatos:

I – Questão Militar.

II – Questão de Fronteiras.

III – Questão Religiosa.

IV – Questão da Cisplatina.

V – Questão Abolicionista.

Assinale abaixo a alternativa em que todas as proposições estão corretas no que se refere às questões que contribuiram para o fim do período Imperial Brasileiro.

  1. I e II.
  2. I, II e III.
  3. I, III e V.
  4. III, IV e V.
  5. IV e V.

02. (EsPCEx) Durante o Segundo Reinado no Brasil, surgiu em Pernambuco, no ano de 1848, um movimento popular que uniu “pessoas de várias tendências, sobretudo progressistas, inconformadas com o quadro político-social de sua província.”

(BARBEIRO; CANTELE; SCHNEEBERGER, 2005, p. 347).

Tal movimento é conhecido como a

  1. Revolta dos Mascates.
  2. Cabanagem.
  3. Sabinada.
  4. Revolução Praieira.
  5. Balaiada.

03. (ESA) O Período Regencial Brasileiro foi uma época de agitações e rebeliões regenciais.

Indique a alternativa que contém a relação correta entre o movimento e seu local de ocorrência:

  1. Sabinada - Espírito Santo.
  2. Balaiada - Ceará.
  3. Levante Malê - Bahia.
  4. Cabanagem - Goiás.
  5. Farroupilha- Paraná.

04. (CN) Leia o texto a seguir.

“Assim, a 14 de novembro de 1822, dois meses após sua proclamação, fazia-se ao mar a primeira esquadra brasileira, rumo a Montevidéu, com a missão de expulsar as forças que lutavam para manter a Província Cisplatina sob o domínio português.”

https://www.marinha.mil.br/content/historia-naval

Sobre o contexto da criação da primeira esquadra brasileira, é correto afirmar que ela teve como objetivo

  1. reimplantar o comércio marítimo brasileiro que era dependente de navios portugueses e de seus comerciantes que controlavam os portos nacionais.
  2. combater e expulsar as principais forças militares fiéis ao governo português existentes em algumas províncias que dificultavam a organização interna do Brasil independente.
  3. conquistar a Província Cisplatina dos portugueses e torná-la uma república independente, libertando o novo Estado uruguaio do jugo opressor dos europeus.
  4. promover a escolta de navios mercantes no oceano Atlântico que se encontrava repleto de corsários estrangeiros que não reconheciam a independência do Brasil.
  5. libertar todos os povos de outras colônias do domínio português, promovendo a independência da Cisplatina, de Angola e de Moçambique.

05. (EsPCEx) Pedro I abdicou do trono, em 1831, em favor de seu filho Pedro de Alcântara, iniciando-se no Brasil o Período Regencial.

A partir de 1840 e durante todo o período imperial, a vida política do País passou a ser dominada pelos

  1. liberais e conservadores.
  2. conservadores e socialistas.
  3. liberais e republicanos.
  4. comunistas e republicanos.
  5. liberais e anarquistas.

06. (EsPCEx) Em 1834, numa tentativa de harmonizar as diversas forças em conflito no País, grupos políticos, como o dos moderados, promoveram uma reforma na Constituição do Império, mediante a promulgação do Ato Adicional. Observe os enunciados abaixo.

I- Criação do Conselho de Estado.

II- Criação das Assembleias Legislativas provinciais.

III- A regência deixava de ser trina para se tornar una.

IV- Fundação do Clube da Maioridade.

Assinale a opção em as afirmativas estão relacionadas ao Ato Adicional.

  1. I e II
  2. II e IV
  3. II e III
  4. I e IV
  5. III e IV

07. (ESA) A primeira constituição do Brasil, de 1824, estabelecia uma organização do sistema político em quatro poderes.

Além dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, havia o poder:

  1. Absoluto.
  2. Hierárquico.
  3. Moderador.
  4. Régio.
  5. Patriarcal

08. (CN) Leia a frase a seguir.

Nada se assemelha mais a um “saquarema" do que um “luzia” no poder.

(Antônio Francisco de Paula Holanda Cavalcanti de Albuquerque (1797-1863), político do Império do Brasil.)

“Saquarema” e “Luzia” eram os apelidos dados aos membros dos partidos Conservador e Liberal, respectivamente.

De acordo com o sistema político vigente no Brasil Império, é correto afirmar que o relato do então senador Holanda Cavalcanti evidencia

  1. a presença de ideais políticos de igualdade e liberdade nos dois grupos que lutavam juntos pela implantação do socialismo no Brasil nos mesmos moldes de países europeus, como a França, a Inglaterra e a Alemanha.
  2. o empenho dos políticos em buscar atender os interesses de seus eleitores, não importando serem classificados como pertencentes ao grupo dos “Saquaremas” ou ao grupo dos “Luzias”, desde que seus projetos de lei fossem aprovados.
  3. que os dois principais grupos políticos do Brasil Império não chegavam a representar interesses ou projetos políticos, pois aceitavam e defendiam a manutenção da escravidão e do monopólio da terra, discordando apenas na questão da centralização, ou não, do poder.
  4. a incapacidade dos revolucionários “Luzias" em implantar medidas políticas, como o voto universal e secreto, durante sua participação no poder no lugar dos conservadores “Saquaremas” que, por sua vez, desejavam a manutenção do voto censitário.
  5. o revezamento dos partidos Liberal e Conservador no poder foi devido a um acordo entre as oligarquias cafeeiras das províncias de Minas Gerais e São Paulo, que ficou conhecido como política dos governadores ou política do café com leite.

09. (ESA) Em 1831, durante o Período Regencial, em resposta às agitações militares e populares, criou-se pelos moderados o (a)

  1. Guarda Nacional.
  2. Conselho de Estado.
  3. Clube da Maioridade.
  4. Regência Una de Feijó.
  5. Código do Processo Criminal.

10. (CN) Pernambuco foi um verdadeiro "barril de pólvora" ao longo da história política do Brasil, desde o período colonial até o Segundo Reinado. Pelas mais variadas razões e circunstâncias, ocorreram nesta região alguns movimentos de rebelião contra o sistema político vigente.

Dentre esses diversos movimentos é correto afirmar que

  1. a Insurreição Pernambucana (1645-54) eclodiu em razão dos desentendimentos entre os luso-brasileiros e os holandeses devido à mudança na política econômica exercida pelo Conde Maurício de Nassau que proibiu a instalação das Câmaras dos Escabinos.
  2. a Confederação do Equador ocorrida em 1824, e que se espalhou para várias regiões do nordeste, foi um movimento contrário ao absolutismo de D. Pedro I devido, sobretudo, à emenda constitucional conhecida como Ato Adicional.
  3. a Revolução Pernambucana em 1817 foi um movimento que teve como uma das principais causas a contestação ao aumento da carga tributária, em parte para custear as despesas da corte Joanina no Rio de Janeiro.
  4. a Guerra dos mascates (1710-1711) que envolveu a elite açucareira recifense e a elite comercial de Olinda eclodiu em razão do descontentamento dos mascates quanto à autonomia de Recife em relação à Olinda.
  5. a Revolução Praleira (1848-1850) está inserida em um contexto de insatisfação em relação ao governo regencial devido à forte centralização imposta pelo partido Conservador.

11. (ESA) No dia 25 de março de 1824, D. Pedro I outorgou a primeira Constituição brasileira, que tinha como características o(a)

  1. religião católica e voto universal.
  2. Poder Moderador e Senado vitalício.
  3. liberdade administrativa às províncias e voto censitário.
  4. magistrados nomeados pelo imperador e religião protestante.
  5. voto extensivo às mulheres e Poder Moderador.

12. (EsPCEx) “Os interesses na região platina levaram o Brasil a participar de três guerras: contra Oribe e Rosas (presidentes do Uruguai e da Argentina, respectivamente), contra Aguirre (do Uruguai) e a Guerra do Paraguai.”

(COTRIM, 2009)

Sobre esse tema, leia as afirmações abaixo:

I – garantir o direito de navegação pelo rio da Prata, formado pela junção dos rios Paraná e Uruguai;

II – garantir a permanência de Solano Lopes na presidência do Paraguai;

III – manter o Uruguai como província;

IV – impedir que a Argentina anexasse o Uruguai;

V – conquistar uma saída para o Oceano Pacífico.

Assinale a única alternativa que apresenta todas as afirmações corretas sobre os objetivos brasileiros nesses conflitos:

  1. I e IV.
  2. II, III e V.
  3. II e III.
  4. I, IV e V.
  5. I e III.

13. (EsPCEx) Leia atentamente os itens abaixo.

I – Transformação do Paraguai na nação mais rica e industrializada da América do Sul.

II – Fortalecimento e modernização do Exército Brasileiro.

III – Transformação da instituição militar brasileira num instrumento de contestação ao império escravista.

IV – Adoção, pelos integrantes da instituição militar brasileira, de postura favorável à manutenção da monarquia.

V – Diminuição da dívida externa brasileira.

Assinale a única alternativa em que todos os itens listam consequências da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai.

  1. I, IV
  2. I, II
  3. II e III
  4. IV e V
  5. II e V

14. (EsPCEx) Leia a letra a seguir:

O balaio chegou

o balaio chegou.

Cadê o branco?

Não há mais branco,

não há mais sinhô.

Os versos acima foram cantados pelos quilombolas do “preto Cosme”, um dos líderes da Balaiada, rebelião ocorrida entre 1838 e 1841, no Maranhão.

O Período Regencial foi um período extremamente convulsionado da História do Brasil quando uma série de revoltas atingiu o país: a Cabanagem (1834-40) no Pará; a Farroupilha (1835-45) no Rio Grande do Sul; a Revolta dos Malês (1835) e a Sabinada (1837-38) na Bahia são alguns exemplos de rebeliões que marcam a história desse período. Porém nem todos esses movimentos tiveram o mesmo ideário.

Comparando a Balaiada e a Farroupilha, podemos afirmar que:

  1. a liderança dos farrapos era ligada às camadas populares, enquanto que os líderes da Balaiada pertenciam à aristocracia rural; os balaios reivindicavam maior proteção à produção açucareira, enquanto que os farrapos defendiam melhores condições de vida para a população de baixa renda.
  2. como característica comum temos o fato de os dois movimentos questionarem o poder central; a liderança do movimento Farroupilha era formada pela elite gaúcha, enquanto que na Balaiada essa liderança pertencia às camadas populares; as razões econômicas da Farroupilha estão ligadas à proteção da produção local de charque, enquanto que na Balaiada estão ligadas à miséria da população.
  3. a Balaiada contestava firmemente o poder central, tendo chegado a proclamar uma república, enquanto que a Farroupilha negava a separação, jurando fidelidade ao Imperador; as razões econômicas da Farroupilha estão ligadas à proteção ao charque, enquanto que na Balaiada estão ligadas à miséria da população.
  4. como característica comum temos o fato de os dois movimentos não questionarem o poder central, defendendo a monarquia; a liderança do movimento Farroupilha era formada pela elite gaúcha, enquanto que na Balaiada essa liderança pertencia às camadas populares; as razões econômicas, tanto da Farroupilha quanto da Balaiada, estão ligadas à proteção dos interesses da aristocracia rural.
  5. ambos os movimentos, ocorridos respectivamente na região Meio-Norte e nas províncias do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, foram liderados pelos membros do Partido Liberal, que pretendiam voltar ao poder do qual haviam saído após as “eleições do cacete”.

15. (EsPCEx) “De 1831 a 1840, o Brasil vivenciou um período (...) em que diferentes grupos disputavam o poder. Como resultado, instalou-se um clima de grande instabilidade que propiciou a irrupção de conflitos em inúmeros pontos do país.”

(KOSHIBA; PEREIRA, 2003)

A cabanagem foi um dos conflitos ocorrido nesse período.

Assinale a alternativa que corresponde a tal conflito.

  1. Ocorreu no atual estado do Rio Grande do Sul, liderado pelos criadores de gado das fronteiras com o Uruguai.
  2. Foi planejado e contava com participantes que haviam tido experiências anteriores de combates na África, e objetivava promover a independência de Salvador e do Recôncavo Baiano.
  3. Foi um movimento conduzido por camadas populares do atual estado do Pará, que viviam marginalizadas na Região Amazônica.
  4. Foi uma rebelião contra o poder central, ocorrida na Bahia, e que contava com a camada média da sociedade baiana.
  5. Ocorreu no atual estado do Maranhão e foi conduzida por um grupo de vaqueiros que visava combater os privilégios dos cidadãos de origem portuguesa e o absolutismo de D. Pedro.


.