Home > Banco de Questões > História >

História Contemporânea III

Lista de 20 exercícios de História com gabarito sobre o tema História Contemporânea (A Era Napoleônica e Congresso de Viena, independência das côlonias da América espanhola e do Haiti, rebeliões liberais, nacionalismo e unificações, expansão do imperialismo e o neocolonialismo), com questões do Enem.

Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema História Contemporânea.




01. (Enem 2020) O fenômeno histórico conhecido como “tráfico de coolies” esteve associado diretamente ao período que vai do final da década de 1840 até o ano de 1874, quando milhares de chineses foram encaminhados principalmente para Cuba e Peru e muitos abusos no recrutamento de mão de obra foram identificados. O tráfico de coolies ou, em outros termos, o transporte por meios coativos de mão de obra de um lugar para outro, foi comparado ao tráfico africano de escravos por muitos periodistas e analistas do século XIX.

SANTOS, M A Migrações e trabalho sob contrato no século XIX. História, n. 12, 2017.

A comparação mencionada no texto foi possível em razão da seguinte característica:

  1. Oferta de contrato formal.
  2. Origem étnica dos grupos de trabalhadores.
  3. Conhecimento das tarefas desenvolvidas.
  4. Controle opressivo das vidas dos indivíduos.
  5. Investimento requerido dos empregadores.

02. (Enem Digital 2020) O gesto representado no quadro simboliza uma diferença entre o império napoleônico e a monarquia absolutista, por

  1. reduzir a autoridade do clero.
  2. instaurar a censura da imprensa.
  3. controlar a organização judiciária.
  4. suspender as pensões da nobreza.
  5. desrespeitar a propriedade privada.

03. (Enem Digital 2020) Na primeira bica abasteciam os negros, forros e cativos, os mulatos e os índios; na segunda, os moiros das galés, e os da primeira bica, quando fosse necessário; a terceira e quarta estavam reservadas aos homens e moços brancos; na quinta enchiam as mulheres pretas e na sexta, as mulheres e moças brancas. A quem infringisse esta ordem eram aplicados severos castigos — açoitamento com baraço e pregão, ao redor do Chafariz, sendo de cor; 2 000 réis de multa e três dias de cadeia, sendo branco o prevaricador.

CAETANO, J. O. Chafarizes de Lisboa. Lisboa: Distri, 1991.

A organização dos consumidores nos chafarizes públicos de Lisboa no século XVI, descrita no texto, expressava a

  1. escassez de recursos hídricos.
  2. reprodução de distinções sociais.
  3. prevenção da transmissão de doenças.
  4. obsolescência das técnicas de fornecimento.
  5. ineficiência da cobertura de serviços estatais.

04. (Enem Digital 2020) A década que se segue ao fim da guerra constitui praticamente uma continuação desta com a acomodação difícil de seus resultados. A ruptura do sistema internacional com a Revolução Soviética, a ascensão dos Estados Unidos, o recuo da Europa e o início da contestação anticolonial marcam uma década que para muitos foi de pessimismo e para alguns de ilusão, que bruscamente se encerra com a quebra da bolsa de Nova Iorque. Com a crise de 1929 terá início a preparação de uma nova guerra mundial.

VIZENTINI, P. G. F. Primeira Guerra Mundial. Porto Alegre: UFRGS, 2006 (adaptado).

Os eventos mencionados no texto contribuíram fortemente para a ascensão de regimes propensos a um novo conflito armado, pois

  1. perturbaram a dinâmica de equilíbrio demográfico.
  2. dificultaram a adesão a ideologias de viés socialista.
  3. favoreceram a ascensão de grupos anarquistas ao poder.
  4. corroeram a crença na legitimidade das democracias liberais.
  5. deterioraram a confiança no salvacionismo dos exércitos nacionais.

05. (Enem PPL 2020) A divisão representada do território alemão refletia um contexto geoestratégico de busca por

  1. espólio de guerra.
  2. áreas de influência.
  3. rotas de navegação.
  4. controle do petróleo.
  5. monopólio do comércio.

06. (Enem 2019) A Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada e proclamada pela Assembleia Geral da ONU na Resolução 217-A, de 10 de dezembro de 1948, foi um acontecimento histórico de grande relevância. Ao afirmar, pela primeira vez em escala planetária, o papel dos direitos humanos na convivência coletiva, pode ser considerada um evento inaugural de uma nova concepção de vida internacional.

LAFER, C. Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948). In: MAGNOLI, D. (Org.) História da paz. São Paulo: Contexto, 2008.

A declaração citada no texto introduziu uma nova concepção nas relações internacionais ao possibilitar a

  1. superação da soberania estatal.
  2. defesa dos grupos vulneráveis.
  3. redução da truculência belicista.
  4. impunidade dos atos criminosos.
  5. inibição dos choques civilizacionais.

07. (Enem 2019) No sistema capitalista, as muitas manifestações de crise criam condições que forçam a algum tipo de racionalização. Em geral, essas crises periódicas têm o efeito de expandir a capacidade produtiva e de renovar as condições de acumulação. Podemos conceber cada crise como uma mudança do processo de acumulação para um nível novo e superior.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005 (adaptado).

A condição para a inclusão dos trabalhadores no novo processo produtivo descrito no texto é a

  1. associação sindical.
  2. participação eleitoral.
  3. migração internacional.
  4. qualificação profissional.
  5. regulamentação funcional.

08. (Enem 2019) Dificilmente passa-se uma noite sem que algum sitiante tenha seu celeiro ou sua pilha de cereais destruídos pelo fogo. Vários trabalhadores não diretamente envolvidos nos ataques pareciam apoiá-los, como se vê neste depoimento ao The Times: “deixa queimar, pena que não foi a casa”, “podemos nos aquecer agora”; “nós só queríamos algumas batatas; há um fogo ótimo para cozinhá-las”.

HOBSBAWM, E.; RUDÉ, G. Capitão Swing. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982 (adaptado).

A revolta descrita no texto, ocorrida na Inglaterra no século XIX, foi uma reação ao seguinte processo socioespacial:

  1. Restrição da propriedade privada.
  2. Expropriação das terras comunais.
  3. Imposição da estatização fundiária.
  4. Redução da produção monocultora.
  5. Proibição das atividades artesanais.

09. (Enem 2019) A ocasião fez o ladrão: Francis Drake travava sua guerra de pirataria contra a Espanha papista quando roubou as tropas de mulas que levavam o ouro do Peru para o Panamá. Graças à cumplicidade da rainha Elizabeth I, ele reincide e saqueia as castas do Chile e do Peru antes de regressar pelo Oceano Pacífico, e depois pelo Índico. Ora, em Ternate ele oferece sua proteção a um sultão revoltado com os portugueses, assim nasce o primeiro entreposto inglês ultramarino.

FERRO, M. História das colontzações. Das colonizações às indepeadências. Séculos XIII a XX. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.

A tática adotada pela Inglaterra do século XVI, conforme citada no texto, foi o meio encontrado para

  1. restabelecer o crescimento da economia mercantil.
  2. conquistar as riquezas dos territórios americanos.
  3. legalizar a ocupação de possessões ibéricas.
  4. ganhar a adesão das potências europeias.
  5. fortalecer as rotas do comércio marítimo.

10. (Enem 2019) Essa atmosfera de loucura e irrealidade, criada pela aparente ausência de propósitos, é a verdadeira cortina de ferro que esconde dos olhos do mundo todas as formas de campos de concentração. Vistos de fora, os campos e o que neles acontece só podem ser descritos com imagens extraterrenas, como se a vida fosse neles separada das finalidades deste mundo. Mais que o arame farpado, é a irrealidade dos detentos que ele confina que provoca uma crueldade tão incrível que termina levando à aceitação do extermínio como solução perfeitamente normal.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo. São Paulo: Cia. das Letras, 1989 (adaptado).

A partir da análise da autora, no encontro das temporalidades históricas, evidencia-se uma crítica à naturalização do(a)

  1. ideário nacional, que legitima as desigualdades sociais.
  2. alienação ideológica, que justifica as ações individuais.
  3. cosmologia religiosa, que sustenta as tradições hierárquicas.
  4. segregação humana, que fundamenta os projetos biopolíticos.
  5. enquadramento cultural, que favorece os comportamentos punitivos.

11. (Enem 2018) Os soviéticos tinham chegado a Cuba muito cedo na década de 1960, esgueirando-se pela fresta aberta pela imediata hostilidade norte-americana em relação ao pro - cesso social revolucionário. Durante três décadas os soviéticos mantiveram sua presença em Cuba com bases e ajuda militar, mas, sobretudo, com todo o apoio econômico que, como saberíamos anos mais tarde, mantinha o país à tona, embora nos deixasse em dívida com os irmãos soviéticos – e depois com seus herdeiros russos – por cifras que chegavam a US$ 32 bilhões.

Ou seja, o que era oferecido em nome da solidariedade socialista tinha um preço definido. PADURA, L. Cuba e os russos. Folha de São Paulo, 19 jul 2014 (adaptado).

O texto indica que durante a Guerra Fria as relações internas em um mesmo bloco foram marcadas pelo(a)

  1. busca da neutralidade política.
  2. estímulo à competição comercial.
  3. subordinação à potência hegemônica.
  4. elasticidade das fronteiras geográficas.
  5. compartilhamento de pesquisas científicas.

12. (Enem 2018) O século XVIII é, por diversas razões, um século diferenciado. Razão e experimentação se aliavam no que se acreditava ser o verdadeiro caminho para o estabelecimento do conhecimento científico, por tanto tempo almejado. O fato, a análise e a indução passavam a ser parceiros fundamentais da razão. É ainda no século XVIII que o homem começa a tomar consciência de sua situação na história.

ODALIA, N. In: PINSKY, J.; PINSKY. C. B. História da cidadania. São Paulo: Contexto. 2003.

No ambiente cultural do Antigo Regime, a discussão filosófica mencionada no texto tinha como uma de suas características a

  1. aproximação entre inovação e saberes antigos.
  2. conciliação entre revelação e metafísica platônica.
  3. vinculação entre escolástica e práticas de pesquisa.
  4. separação entre teologia e fundamentalismo religioso.
  5. contraposição entre clericalismo e liberdade de pensamento.

13. (Enem 2018) A existência em Jerusalém de um hospital voltado para o alojamento e o cuidado dos peregrinos, assim como daqueles entre eles que estavam cansados ou doentes, fortaleceu o elo entre a obra de assistência e de caridade e a Terra Santa. Ao fazer, em 1113, do Hospital de Jerusalém um estabelecimento central da ordem, Pascoal II estimulava a filiação dos hospitalários do Ocidente a ele, sobretudo daqueles que estavam ligados à peregrinação na Terra Santa ou em outro lugar.

A militarização do Hospital de Jerusalém não diminuiu a vocação caritativa primitiva, mas a fortaleceu. DEMURGER, A. Os Cavaleiros de Cristo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002 (adaptado).

O acontecimento descrito vincula-se ao fenômeno ocidental do (a)

  1. surgimento do monasticismo guerreiro, ocasionado pelas cruzadas.
  2. descentralização do poder eclesiástico, produzida pelo feudalismo.
  3. alastramento da peste bubônica, provocado pela expansão comercial.
  4. afirmação da fraternidade mendicante, estimulada pela reforma espiritual.
  5. criação das faculdades de medicina, promovida pelo renascimento urbano.

14. (Enem PPL 2018) Quanto aos campos de batalha, os nomes de ilhas melanésias e assentamentos nos desertos norte-africanos, na Birmânia e nas Filipinas tornaram-se tão conhecidos dos leitores de jornais e radiouvintes quanto os nomes de batalhas no Ártico e no Cáucaso, na Normandia, em Stalingrado e em Kursk. A Segunda Guerra Mundial foi uma aula de geografia.

HOBSBAWM, E. Era dos extremos – o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Cia. das Letras, 1997 (adaptado).

Um dos principais acontecimentos do século XX, a Segunda Grande Guerra (1939-1945) foi interpretada no texto como uma aula de geografia porque

  1. teve-se ciência de lugares outrora ignorados.
  2. foram modificadas fronteiras e relações interestatais.
  3. utilizaram mapas estratégicos os exércitos nela envolvidos.
  4. tratou-se de um acontecimento que afetou a economia global.
  5. tornou o continente europeu o centro das relações internacionais.

15. (Enem PPL 2018) A partir da segunda metade do século XVIII, com a primeira Revolução Industrial e o nascimento do proletariado, cresceram as pressões por uma maior participação política, e a urbanização intensificou-se, recriando uma paisagem social muito distinta da que antes existia.

QUINTANEIRO, T.; BARBOSA, M. L. O.; OLIVEIRA, M. G. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

As mudanças citadas foram conduzidas principalmente pelos seguintes atores sociais:

  1. Burguesia e trabalhadores assalariados.
  2. Igreja e corporações de ofício.
  3. Realeza e comerciantes.
  4. Campesinato e artesãos.
  5. Nobreza e artífices.

16. (Enem PPL 2018) Em Utopia, tudo é comum a todos. A distribuição dos bens lá não é um problema, não se vê nem pobre nem mendigo e, embora ninguém tenha nada de seu, todos são ricos. Haverá maior riqueza do que levar uma existência alegre e pacífica, livre de ansiedades e sem precisar se preocupar com a subsistência?

MORUS, T. Utopia. Brasília: UnB, 2004.

Retirado da obra de Thomas Morus, escrita no século XVI, esse trecho influenciou movimentos sociais do século XIX que lutaram para

  1. inibir a ascensão da burguesia.
  2. evitar a destruição da natureza.
  3. combater o domínio do capital.
  4. eliminar a intolerância religiosa.
  5. superar o atraso tecnológico.

17. (Enem 2017) O New Deal visa restabelecer o equilíbrio entre o custo de produção e o preço, entre a cidade e o campo, entre os preços agrícolas e os preços industriais, reativar o mercado interno - o único que é importante -, pelo controle de preços e da produção, pela revalorização dos salários e do poder aquisitivo das massas, isto é, dos làvradores e operários, e pela regulamentação das condições de emprego.

CROUZET, M. Os Estados perante a crise. ln: História geral das civilizações. São Paulo: Difel, 1977 (adaptado).

Tendo como referência os condicionantes históricos do entreguerras, as medidas governamentais descritas objetivavam

  1. flexibilizar as regras do mercado financeiro.
  2. fortalecer o sistema de tributação regressiva.
  3. introduzir os dispositivos de contenção creditícia.
  4. racionalizar os custos da automação industrial mediante negociação sindical.
  5. recompor os mecanismos de acumulação econômica por meio da intervenção estatal.

18. (Enem 2017) A primeira Guerra do Golfo, genuinamente apoiada pelas Nações Unidas e pela comunidade internacional, assim como a reação imediata ao Onze de Setembro, demonstravam a força da posição dos Estados Unidos na era pós-soviética.

HOBSBAWM, E. Globalização, democracia e terrorismo. São Paulo: Cia. das Letras, 2007.

Um aspecto que explica a força dos Estados Unidos, apontada pelo texto, reside no(a)

  1. poder de suas bases militares espalhadas ao redor do mundo.
  2. alinhamento geopolítico da Rússia em relação aos EUA.
  3. política de expansionismo territorial exercida sobre Cuba.
  4. aliança estratégica com países produtores de petróleo, como' Kuwait e lrã.
  5. incorporação da China à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

19. (Enem 2017) Após a Declaração Universal dos Direitos Humanos pela ONU, em 1948, a Unesco publicou estudos de cientistas de todo o mundo que desqualificaram as doutrinas racistas e demonstraram a unidade do gênero humano. Desde então, a maioria dos próprios cientistas europeus passou a reconhecer o caráter discriminatório da pretensa superioridade racial do homem branco e a condenar as aberrações cometidas em seu nome.

SILVEIRA, R. Os selvagens e a massa: papel do racismo científico na montagem da hegemonia ocidental. Afro-Ásia, n. 23, 1999 (adaptado).

A posição assumida pela Unesco, a partir de 1948, foi motivada por acontecimentos então recentes, dentre os quais se destacava o(a)

  1. ataque feito pelos japoneses à base militar americana de Pearl Harbor.
  2. desencadeamento da Guerra Fria e de novas rivalidades entre nações.
  3. morte de milhões de soldados nos combates da Segunda Guerra Mundial.
  4. execução de judeus e eslavos presos em guetos e campos de concentração nazistas.
  5. lançamento de. bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki pelas forças norte-americanas.

20. (Enem 2017) Uma sociedade é uma associação mais ou menos autossuficiente de pessoas que em suas relações mútuas reconhecem certas regras de conduta como obrigatórias e que, na maioria das vezes, agem de acordo com elas. Uma sociedade é bem ordenada não apenas quando está planejada para promover o bem de seus membros, mas quando é também efetivamente regulada por uma concepção pública de justiça. Isto é, trata-se de uma sociedade na qual todos aceitam, e sabem que os outros aceitam, o mesmo princípio de justiça.

RAWLS, J. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins F ontes, 1997 (adaptado).

A visão expressa nesse texto do século XX remete a qual aspecto do pensamento moderno?

  1. A relação entre liberdade e autonomia do Liberalismo.
  2. A independência entre poder e moral do Racionalismo.
  3. A convenção entre cidadãos e soberano do Absolutismo.
  4. A dialética entre indivíduo e governo autocrata do Idealismo.
  5. A contraposição entre bondade e condição selvagem do Naturalismo.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Pelo Email ou WhatsApp