Home > Banco de Questões > História >

História Contemporânea II

Lista de 15 exercícios de História com gabarito sobre o tema História Contemporânea (A Era Napoleônica e Congresso de Viena, independência das côlonias da América espanhola e do Haiti, rebeliões liberais, nacionalismo e unificações, expansão do imperialismo e o neocolonialismo), com questões do Enem.

Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema História Contemporânea.



01. (Enem PPL 2017) Mas a Primeira Guerra Mundial foi seguida por um tipo de colapso verdadeiramente mundial, sentido pelo menos em todos os lugares em que homens e mulheres se envolviam ou faziam uso de transações impessoais de mercado. Na verdade, mesmo os orgulhosos EUA, longe de serem um porto seguro das convulsões de continentes menos afortunados, se tornaram o epicentro deste que foi o maior terremoto global medido na escala Richter dos historiadores econômicos - a Grande Depressão do entre guerras.

HOBSBAWM, E. J. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991 São Paulo: Cia. das Letras, 1995.

A Grande Depressão econômica que se abateu nos EUA e se alastrou pelo mundo capitalista deveu-se ao(à)

  1. produção industrial norte-americana, ocasionada por uma falsa perspectiva de crescimento econômico pós-Primeira Guerra Mundial.
  2. vitória alemã na Primeira Grande Guerra e, consequentemente, sua capacidade de competição econômica com os empresários norte-americanos.
  3. desencadeamento da Revolução Russa de 1917 e a formação de um novo bloco econômico, capaz de competir com a economia capitalista.
  4. Guerra Fria, que caracterizou o período de entre guerras, provocando insegurança e crises econômicas no mundo.
  5. tomada de medidas econômicas pelo presidente norte-americano Roosevelt, conhecidas como New Deal, que levaram à crise econômica no mundo.

02. (Enem PPL 2017) Os direitos civis, surgidos na luta contra o Absolutismo real, ao se inscreverem nas primeiras constituições modernas, aparecem como se fossem conquistas definitivas de toda a humanidade. Por isso, ainda hoje invocamos esses velhos “direitos naturais” nas batalhas contra os regimes autoritários que subsistem.

QUIRINO, C. G.; MONTES, M. L. Constituições. São Paulo: Ática, 1992 (adaptado).

O conjunto de direitos ao qual o texto se refere inclui

  1. voto secreto e candidatura em eleições.
  2. moradia digna e vagas em universidade.
  3. previdência social e saúde de qualidade.
  4. igualdade jurídica e liberdade de expressão.
  5. filiação partidária e participação em sindicatos.

03. (Enem Libras 2017) Pedaços grandes e pequenos do Muro de Berlim encontram-se hoje em todos os continentes. A Fundação Federal para Superação da Ditadura encontrou frações do Muro em cento e quarenta e seis lugares em todo o mundo. Deve existir mais metros do Muro nos EUA que em Berlim.

SIBUM, H. O Muro de Berlim. DE Magazin Deutschland, n. 3, 2014.

O interesse em adquirir partes dessa edificação histórica foi resultado da

  1. valorização artística da obra.
  2. dimensão política do símbolo.
  3. supressão violenta da memória coletiva.
  4. capacidade turística do monumento histórico.
  5. fragilidade política da reunificação alemã.

04. (Enem PPL 2017) Uma sociedade é uma associação mais ou menos autossuficiente de pessoas que em suas relações mútuas reconhecem certas regras de conduta como obrigatórias e que, na maioria das vezes, agem de acordo com elas. Uma sociedade é bem ordenada não apenas quando está planejada para promover o bem de seus membros, mas quando é também efetivamente regulada por uma concepção pública de justiça. Isto é, trata-se de uma sociedade na qual todos aceitam, e sabem que os outros aceitam, o mesmo princípio de justiça.

RAWLS, J. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins F ontes, 1997 (adaptado).

A visão expressa nesse texto do século XX remete a qual aspecto do pensamento moderno?

  1. A relação entre liberdade e autonomia do Liberalismo.
  2. A independência entre poder e moral do Racionalismo.
  3. A convenção entre cidadãos e soberano do Absolutismo.
  4. A dialética entre indivíduo e governo autocrata do Idealismo.
  5. A contraposição entre bondade e condição selvagem do Naturalismo.

05. (Enem PPL 2017) O dicionário da Real Academia Espanhola não usa a terminologia de Estado, nação e língua no sentido moderno. Antes de sua edição de 1884, a palavra nación significava simplesmente “o agregado de habitantes de uma província, de um país ou de um reino” e também “um estrangeiro”. Mas agora era dada como “um Estado ou corpo político que reconhece um centro supremo de governo comum”.

HOBSBAWM, E. J. Nações e nacionalismo (desde 1870). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990 (adaptado).

A ideia de nação como lugar de pertencimento, ao qual os indivíduos têm ligação por nascimento, constitui-se na Europa do final do século XIX. Sua difusão resultou

  1. na rápida ascensão de governos com maior participação popular, dado que a unidade nacional anulava as diferenças sociais.
  2. na construção de uma cultura que incorporava todas as parcialidades equilibradamente dentro de uma identidade comum.
  3. na imposição de uma única língua, cultura e tradição às diferentes comunidades agregadas ao Estado nacional.
  4. na anulação pacífica das diferenças étnicas existentes entre as comunidades que passaram a compor a nacionalidade.
  5. em um intenso processo cultural marcado pelo protagonismo das populações autóctones.

06. (Enem Libras 2017) Comparando as duas pinturas de Gérome, no contexto da expansão imperialista do século XIX, a visão europeia do Outro associava-se a uma subjetividade

Figura: Mulher europeia

Figura: Mulher egípcia

Comparando as duas pinturas de Gérome, no contexto da expansão imperialista do século XIX, a visão europeia do Outro associava-se a uma subjetividade

  1. exótica e erotizada.
  2. romântica e heroica.
  3. ingênua e universal.
  4. racional e objetiva.
  5. passiva e aristocrática.

07. (Enem Libras 2017) Produzido e divulgado nos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, o cartaz tinha o objetivo político de

Tradução: “Este é o inimigo”. Cartaz da Segunda Guerra Mundial. Autoria anônima.

Disponível em: https://artifactsjournal.missouri.edu. Acesso em: 17 jun. 2015

  1. promover o término do conflito.
  2. justificar o extermínio de judeus.
  3. difundir o sentimento xenofóbico.
  4. reforçar o revanchismo dos derrotados.
  5. enfraquecer o nacionalismo exacerbado.

08. (Enem 2016) O regime do Apartheid adotado de 1948 a 1994 naÁfrica do Sul fundamentava-se em ações estatais de segregacionismo racial. Na imagem, fuzileiros navais fazem valer a “lei do passe” que regulamentava o(a)

  1. concentração fundiária, impedindo os negros de tomar posse legítima do uso da terra.
  2. boicote econômico, proibindo os negrosde consumir produtos ingleses sem resistência armada.
  3. sincretismo religioso, vetando os ritos sagrados dos negros nas cerimônias oficiais do estado.
  4. controle sobre a movimentação, desautorizando os negros a transitar em determinadas áreas das cidades.
  5. exclusão do mercado de trabalho, negando à população negra o acesso aos bens de consumo.

09. (Enem PPL 2016) A Guerra Fria foi, acima de tudo, um produto da heterogeneidade da organização interna e da prática internacional – e somente poderia ser encerrada pela obtenção de uma nova homogeneidade. O resultado disto foi que, enquando os dois sistemas distintos existiram, o conflito da Guerra Fria estava destinado a continuar: a Guerra Fria não poderia terminar com o compromisso ou a convergência, mas somente com a prevalência de um destes sistemas sobre o outro.

HALLIDAY, F. Repensando as relações internacionais. Porto Alegre: EdUFRGS, 1999.

A caracterização da Guerra Fria apresentada pelo texto implica interpretá-la como um(a)

  1. esforço de homogenização do sistema internacional negociado entre Estados Unidos e União Soviética.
  2. guerra, visando o estabelecimento de um renovado sistema social, híbrido de socialismo e capitalismo.
  3. conflito instersistêmico em que países capitalistas e socialistas competiriam até o fim pelo poder de influência em escala mundial.
  4. compromisso capitalista de transformar as sociedades homogêneas dos países socialistas em democracias liberais.
  5. enfrentamento bélico entre capitalismo e socialismo pela homogeneização social de suas respectivas áreas de influência política.

10. (Enem PPL 2016) A charge faz alusão à intensa rivalidade entre as duas maiores potências do século XX. O momento mais tenso dessa disputa foi provocado pela

  1. ampliação da Guerra do Vietnã.
  2. construção do muro de Berlim.
  3. instalação de mísseis em Cuba.
  4. eclosão da Guerra dos Sete Dias.
  5. invasão do território do Afeganistão.

11. (Enem 2016) A Segunda Revolução Industrial, no final do século XIX e início do século XX, nos EUA, período em que a eletricidade passou gradativamente a fazer parte do cotidiano das cidades e a alimentar os motores das fábricas, caracterizou-se pela administração científica do trabalho e pela produção em série.

MERLO, A. R. C.; LAPIS, N. L. A saúde e os processos de trabalho no capitalismo: reflexões na interface da psicodinâmica do trabalho e da sociologia do trabalho.

Psicologia e Sociedade, n. 1, abr. 2007.

De acordo com o texto, na primeira metade do século XX, o capitalismo produziu um novo espaço geoeconômico e uma revolução que está relacionada com a

  1. proliferação de pequenas e médias empresas, que se equiparam com as novas tecnologias e aumentaram a produção, com aporte do grande capital.
  2. técnica de produção fordista, que instituiu a divisão e a hierarquização do trabalho, em que cada trabalhador realizava apenas uma etapa do processo produtivo.
  3. passagem do sistema de produção artesanal para o sistema de produção fabril, concentrando-se, principalmente, na produção têxtil destinada ao mercado interno.
  4. independência política das nações colonizadas, que permitiu igualdade nas relações econômicas entre os países produtores de matérias-primas e os países industrializados.
  5. constituição de uma classe de assalariados, que possuíam como fonte de subsistência a venda de sua força de trabalho e que lutavam pela melhoria das condições de trabalho na fábricas.

12. (Enem PPL 2016) A pintura Napoleão cruzando os Alpes, do artista francês Jacques Louis-David, produzia em 1801, contempla as características de um estilo que

  1. utiliza técnicas e suportes artísticos inovadores.
  2. reflete a percepção da população sobre a realidade.
  3. caricaturiza episódios marcantes da história europeia.
  4. idealiza eventos históricos pela ótica de grupos dominantes.
  5. compõe obras com base na visão crítica de artistas consagrados.

13. (Enem 2015) A participação da África na Segunda Guerra Mundial deve ser apreciada sob a ótica da escolha entre vários demônios. O seu engajamento não foi um processo de colaboração com o imperialismo, mas uma luta contra uma forma de hegemonia ainda mais perigosa.

(Org.). História geral da África: África desde 1925. Brasília: Unesco, 2010.

Para o autor, a “forma de hegemonia” e uma de suas características que explicam o engajamento dos africanos no processo analisado foram:

  1. Comunismo / rejeição da democracia liberal.
  2. Capitalismo / devastação do ambiente natural.
  3. Fascismo / adoção do determinismo biológico.
  4. Socialismo / planificação da economia nacional.
  5. Colonialismo / imposição da missão civilizatória.

14. (Enem 2015) Voz do sangue

Palpitam-me

os sons do batuque

e os ritmos melancólicos do blue.


Ó negro esfarrapado

do Harlem

ó dançarino de Chicago

ó negro servidor do South


Ó negro da África

negros de todo o mundo


Eu junto

ao vosso magnífico canto

a minha pobre voz

os meus humildes ritmos.


Eu vos acompanho

pelas emaranhadas áfricas

do nosso Rumo.


Eu vos sinto

negros de todo o mundo

eu vivo a nossa história

meus irmãos.


Disponível em: www.agostinhoneto.org. Acesso em: 30 jun. 2015.

Nesse poema, o líder angolano Agostinho Neto, na década de 1940, evoca o pan-africanismo com o objetivo de

  1. incitar a luta por políticas de ações afirmativas na América e na África.
  2. reconhecer as desigualdades sociais entre os negros de Angola e dos Estados Unidos.
  3. descrever o quadro de pobreza após os processos de independência no continente africano.
  4. solicitar o engajamento dos negros estadunidenses na luta armada pela independência em Angola.
  5. conclamar as populações negras de diferentes países a apoiar as lutas por igualdade e independência.

15. (Enem PPL 2015) A conquista pelos ingleses de grandes áreas da Índia deu o impulso inicial à produção e venda organizada de ópio. A Companhia das Índias Orientais obteve o monopólio da compra do ópio indiano e depois vendeu licenças para mercadores selecionados, conhecidos como “mercadores nativos”. Depois de vender ópio na China, esses mercadores depositavam a prata que recebiam por ele com agentes da companhia em Cantão, em troca de cartas de crédito; a companhia, por sua vez, usava a prata para comprar chá, porcelana e outros artigos que seriam vendidos na Inglaterra. SPENCE, J. Em busca da China moderna. São Paulo: Cia. das Letras, 1996 (adaptado).

A análise das trocas comerciais citadas permite interpretar as relações de poder que foram estabelecidas. A partir desse pressuposto, o processo sócio-histórico identificado no texto é

  1. a expansão político-econômica de países do Oriente, iniciada nas últimas décadas do século XX.
  2. a consolidação do cenário político entreguerras, na primeira metade do século XX.
  3. o colonialismo europeu, que marcou a expansão europeia no século XV.
  4. o imperialismo, cujo ápice ocorreu na segunda metade do século XIX.
  5. as libertações nacionais, ocorridas na segunda metade do século XX.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Pelo Email ou WhatsApp