Home > Banco de Questões > Filosofia > Filosofia da Ciência

Filosofia da Ciência

Lista de 03 exercícios de Filosofia com gabarito sobre o tema Filosofia da Ciência com questões do Enem.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema Filosofia da Ciência.



1. (Enem 2019) A lenda diz que, em um belo dia ensolarado, Newton estava relaxando sob uma macieira. Pássaros gorjeavam em suas orelhas. Havia uma brisa gentil. Ele cochilou por alguns minutos. De repente, uma maçã caiu sobre a sua cabeça e ele acordou com um susto. Olhou para cima. “Com certeza um pássaro ou um esquilo derrubou a maçã da árvore”, supôs. Mas não havia pássaros ou esquilos na árvore por perto. Ele, então, pensou: “Apenas alguns minutos antes, a maçã estava pendurada na árvore. Nenhuma força externa fez ela cair. Deve haver alguma força subjacente que causa a queda das coisas para a terra”.

The English Enlightenment, p. 1-3, apud MARTINS, R. A. A maçã de Newton: história, lendas e tolices. In: SILVA, C. C. (org.). Estudos de história e filosofia das ciências: subsídios para aplicação no ensino. São Paulo: Livraria da Física, 2006. p. 169 (adaptado)

Em contraponto a uma interpretação idealizada, o texto aponta para a seguinte dimensão fundamental da ciência moderna:

  1. Falsificação de teses.
  2. Negação da observação.
  3. Proposição de hipóteses.
  4. Contemplação da natureza.
  5. Universalização de conclusões

02. (Enem PPL 2019) A ciência ativa rompe com a separação antiga entre a ciência (episteme), o saber teórico, e a técnica (techne), o saber aplicado, integrando ciência e técnica. Do ponto de vista da ideia de ciência, a valorização da observação e do método experimental opõe a ciência ativa à ciência contemplativa dos antigos; assim também, a utilização da matemática como linguagem da física, proposta por Galileu sob inspiração platônica e pitagórica, e contrária à concepção aristotélica.

MARCONDES, D. Iniciação à história da filosofia: dos pré-socráticos a Wittgenstein. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008 (adaptado).

Nesse contexto, a ciência encontra seu novo fundamento na

  1. utilização da prova para confirmação empírica.
  2. apropriação do senso comum como inspiração.
  3. reintrodução dos princípios da metafísica clássica.
  4. construção do método em separado dos fenômenos.
  5. consolidação da independência entre conhecimento e prática

03. (Enem PPL 2019) O conhecimento é sempre aproximado, falível e, por isso mesmo, suscetível de contínuas correções.

Uma justificação pode parecer boa, num certo momento, até aparecer um conhecimento melhor.

O que define a ciência não será então a ilusória obtenção de verdades definitivas. Ela será antes definível pela prevalência da utilização, por parte dos seus praticantes, de instrumentalidades que o campo científico forjou e tornou disponíveis.

Ou seja, cada progressão no conhecimento que mostre o caráter errôneo ou insuficiente de conhecimentos anteriores não remete estes últimos para as trevas exteriores da não ciência, mas apenas para o estágio de conhecimentos científicos historicamente ultrapassados.

ALMEIDA, J. F. Velhos e novos aspectos da epistemologia das ciências sociais. Sociologia: problemas e práticas, n. 55, 2007 (adaptado)

O texto desmistifica uma visão do senso comum segundo a qual a ciência consiste no(a)

  1. conjunto de teorias imutáveis.
  2. consenso de áreas diferentes.
  3. coexistência de teses antagônicas.
  4. avanço das pesquisas interdisciplinares.
  5. preeminência dos saberes empíricos.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Pelo Email ou WhatsApp