Home > Banco de Questões > Provas UERJ>

UERJ 2021: Linguagens

1. (UERJ 2021) um “lugar de memória”, ao lado de outros, como o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, ou a cidade de Hiroshima, no Japão. (l. 3-4)

A comparação acima inclui o Cais do Valongo no conjunto de lugares de memória pelo reconhecimento do seguinte atributo comum:

  1. valor utópico
  2. natureza subjetiva
  3. expressão mundial
  4. caráter democrático

2. (UERJ 2021) Palavras de um mesmo campo de significados podem indicar diferentes valores, como o de definição de um elemento e o de resultado de um processo.

Esses dois valores estão exemplificados, respectivamente, no seguinte par de palavras:

  1. africanos (l. 5) − africanizado (l. 35)
  2. desterritorialização (l. 9) − desterro (l. 21)
  3. escravocrata (l. 27) − escravo (l. 38)
  4. Brasil (l. 22) − brasileiro (l. 37)

3. (UERJ 2021) Ao final do texto, a autora expõe um posicionamento de Alberto da Costa e Silva.

Segundo esse especialista, entre Brasil e países da África construiu-se uma relação cultural de:

  1. trato indiferente
  2. influência mútua
  3. tolerância forçada
  4. antagonismo puro

As questões 08 a 11 referem-se ao romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto.

4. (UERJ 2021) O romance põe em questão a ideia de patriotismo, apresentando diferentes visões de seus personagens sobre a noção de pátria. Isso se observa no confronto entre a noção idealizada de Policarpo Quaresma e aquela manifestada pelas elites militar e política do país.

A apropriação da noção de pátria por essas elites se caracteriza como:

  1. visionária
  2. subversiva
  3. progressista
  4. oportunista

5. As questões 08 a 11 referem-se ao romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto.

(UERJ 2021) Marechal Floriano Peixoto, segundo presidente do Brasil, é também personagem de Triste Fim de Policarpo Quaresma.

O conceito que melhor sustenta a construção desse personagem ficcional, baseado numa figura histórica, é o da:

  1. catarse
  2. polissemia
  3. generalização
  4. verossimilhança

As questões 08 a 11 referem-se ao romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto.

6. (UERJ 2021) Policarpo Quaresma, cidadão brasileiro, funcionário público, certo de que a língua portuguesa é emprestada ao Brasil; certo também de que, por esse fato, o falar e o escrever em geral, sobretudo no campo das letras, se veem na humilhante contingência de sofrer continuamente censuras ásperas dos proprietários da língua; sabendo, além, que, dentro do nosso país, os autores e os escritores, com especialidade os gramáticos, não se entendem no tocante à correção gramatical, vendo-se, diariamente, surgir azedas polêmicas entre os mais profundos estudiosos do nosso idioma — usando do direito que lhe confere a Constituição, vem pedir que o Congresso Nacional decrete o tupi-guarani como língua oficial e nacional do povo brasileiro.

O suplicante, deixando de parte os argumentos históricos que militam em favor de sua ideia, pede vênia para lembrar que a língua é a mais alta manifestação da inteligência de um povo, é a sua criação mais viva e original; e, portanto, a emancipação política do país requer como complemento e consequência a sua emancipação idiomática.

Primeira parte IV = Desastrosas Consequências de um Requerimento

O teor da solicitação de Policarpo Quaresma expressa uma ironia ao deixar implícita uma crítica histórica.

O alvo dessa crítica é:

  1. a censura da elite econômica
  2. a burocracia republicana nascente
  3. o silenciamento da herança indígena
  4. o purismo do pensamento cientificista

As questões 08 a 11 referem-se ao romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto.

7. (UERJ 2021) Saiu e andou. Olhou o céu, os ares, as árvores de Santa Teresa, e se lembrou que, por estas terras, já tinham errado tribos selvagens, das quais um dos chefes se orgulhava de ter no sangue o sangue de dez mil inimigos. Fora há quatro séculos. Olhou de novo o céu, os ares, as árvores de Santa Teresa, as casas, as igrejas; viu os bondes passarem; uma locomotiva apitou; um carro, puxado por uma linda parelha, atravessou-lhe na frente, quando já a entrar do campo... Tinha havido grandes e inúmeras modificações. Que fora aquele parque? Talvez um charco. Tinha havido grandes modificações nos aspectos, na fisionomia da terra, talvez no clima... Esperemos mais, pensou ela; e seguiu serenamente ao encontro de Ricardo Coração dos Outros.

terceira parte IV - A Afilhada

Com base no fragmento, o final do romance, apesar de triste, como anuncia o próprio título, contém uma mensagem de otimismo, expressa nos pensamentos da personagem Olga, afilhada de Policarpo.

O otimismo se justifica pela expectativa de:

  1. avanço civilizatório
  2. resistência popular
  3. progresso industrial
  4. miscigenação étnica

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avisa aí 😰| Email ou WhatsApp