Home > Blog da Agatha > Redação >

Como funciona a correção da redação no Enem 2020?

Aprenda mais sobre como funciona a correção da redação na prova do Enem.




A seguir, vamos esclarecer algumas dúvidas sobre o processo de avaliação.

Quem vai avaliar a redação?

O texto produzido por você será avaliado por, pelo menos, dois professores, de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro.

Como a redação será avaliada?

Os dois professores avaliarão seu desempenho de acordo com os critérios do quadro a seguir:

Como será atribuída a nota à redação?

Cada avaliador atribuirá uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das cinco competências.

A soma desses pontos comporá a nota total de cada avaliador, que pode chegar a 1.000 pontos.

A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores.

O que é considerado discrepância?

Considera-se discrepância quando as notas atribuídas pelos avaliadores:

• Diferirem, no total, por mais de 100 pontos.

• Obtiverem diferença superior a 80 pontos em qualquer uma das competências.

Qual a solução para o caso de haver discrepância entre as duas avaliações iniciais?

• A redação será avaliada, de forma independente, por um terceiro avaliador.

• A nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem.

E se a discrepância ainda continuar depois da terceira avaliação?

A redação será avaliada por uma banca presencial composta por três professores, que atribuirá a nota final do participante.

Quais as razões para se atribuir nota 0 (zero) a uma redação?

A redação receberá nota zero se apresentar uma das características a seguir:

• Fuga total ao tema.

• Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa.

• Extensão de até 7 linhas.

• Cópia integral de texto(s) motivador(es) da Proposta de Redação e/ou de texto(s) motivador(es) apresentado(s) no Caderno de Questões.

• Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação (tais como números ou sinais gráficos fora do texto).

• Parte deliberadamente desconectada do tema proposto.

• Assinatura, nome, apelido ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante.

• Texto predominantemente em língua estrangeira.

• Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.

O que são partes deliberadamente desconectadas do tema proposto?

São trechos como: reflexões sobre o próprio processo de escrita, bilhetes destinados à banca avaliadora, por exemplo, mensagens de protesto, orações, mensagens religiosas, trechos de música, de hino, de poema ou de qualquer texto, desde que estejam desarticulados da argumentação feita na redação.

Isso quer dizer que a constatação de algum problema social, por exemplo, não é, por si só, avaliada como um protesto e, consequentemente, como parte desconectada, se estiver devidamente articulada à argumentação construída ao longo da redação.

Em suma, para ter sua redação anulada por esse critério, é preciso que você insira, de forma proposital, pontual e desarticulada, elementos estranhos ao tema e ao seu projeto de texto, ou que atentem contra a seriedade do exame.

Como será avaliada a redação de participantes surdos ou com deficiência auditiva?

Serão adotados mecanismos de avaliação coerentes com o aprendizado da língua portuguesa como segunda língua, de acordo com o Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005.

Como será avaliada a redação de participantes com dislexia?

Serão adotados critérios de avaliação que levem em conta questões linguísticas específicas relacionadas à dislexia.


Fonte: "Redação no Enem 2018, Cartilha do participante" (INEP/MEC)